História Em busca da salvação (Sans e Frisk) - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Flowey, Frisk, Mettaton, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Tags Ação, Alphys, Asgore, Chara, Drama, Frans, Frisk, Grillbys, Mettaton, Papyrus, Romance, Sans, Srisk, Suspense, Toriel, Undertale, Undyne, Wd Gaster
Exibições 55
Palavras 1.361
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Capítulo novo pra vocês (serio????) Os rumos dos personagens estão se definindo. Muitas coisas podem acontecer..... Espero que gostem!!

Capítulo 9 - Bryan


Fanfic / Fanfiction Em busca da salvação (Sans e Frisk) - Capítulo 9 - Bryan

P.O.V Sans
Bryan... Algo nele não me agrada. Sinto como se estivesse escondendo algo, mas o que?
Decido levantar e caminhar um pouco para pensar a respeito.
Saio das ruínas e vejo o meu primeiro posto de trabalho, logo depois vejo o que construí com papelão para Papyrus. Fico feliz ao lembrar das ótimas sonecas que tirei aqui. Mas ao mesmo tempo sinto- me triste. Todo o movimento, toda a diversão, todas as pessoas, não estão mais aqui.
Volto à casa de Toriel e vejo Frisk tomando café da manhã juntamente com Bryan.

Frisk- Bom dia Sans!
Ela fala com um sorriso no rosto.
Sans- Bom dia pirralho!

Antes que Frisk possa responder Bryan diz bom dia, como se o "pirralho" fosse para ele. Ela começa a rir

Frisk- Sans me chama de pirralho desde que nos conhecemos.
Bryan- Me desculpe, eu não sabia...
Sans- Tudo bem, mas me conta você esta bem? Está com algum OSSO quebrado?

Frisk ri da minha piada, apesar dela ser muito sem graça, ate para mim, mas precisava descontrair o clima. Bryan não demonstra qualquer sentimento.

Bryan- Estou bem, obrigado. A boa noite de sono que tive e os cuidados que um certo anjo me deu, me ajudaram a me recuperar.

Ele fala a palavra "anjo" olhando para Frisk. Olho para ela e vejo que está vermelha e sem graça. Não demonstro mas estou morrendo de ciúmes. Quem deu a ele o direito de chamar minha namorada de "anjo"?

Frisk- Não foi nada Bryan, apenas cuidei de seus machucados. Além do mais, não poderia deixar alguem machucado, sem ao menos tentar ajudar.

Sento me a mesa junto com os dois. Comemos alguns pães que trouxemos.

Sans- Então Bryan, você já está recuperado o suficiente para andar?
Bryan- Infelizmente ainda não. Mas com os ótimos cuidados que estou recebendo amanhã já estarei em conduções de correr uma maratona.

Ele pisca para Frisk, ela ignora.
Bryan vai para o quarto, pois segundo Frisk ele tem que ficar em repouso o maximo de tempo possível.
Aproveito que aquele mala foi embora e uso a oportunidade para conversar com ela.

Sans- Frisk?
Frisk- Sim Sans?
Sans- Como vamos cuidar do nosso pequeno probleminha, se temos um "visitante" conosco?
Frisk- Estava pensando sobre isso mais cedo. A única opção que temos é leva-lo conosco.
Sans- Não gosto dessa ideia...
Frisk- Sans eu... Não estou te entendendo. Desde que Bryan chegou você tem agido... Diferente, não faz as mesmas piadas, não é o mesmo cara gentil. Você nunca foi de demonstrar muito os sentimentos, mas agora você parou de vez. Por favor, volte ao normal.

Vejo o desespero no fundo de sua alma.

Sans- Desculpe Frisk, eu realmente não sei o que esta acontecendo. Não gosto dele e não posso voltar a ser "eu" de novo enquanto ele estiver aqui. Você sabe o que sinto por você, mas me expressar é muito difícil, desculpe...

Ela me dá um abraço, sinto que devo abrir totalmente meu coração, mas não consigo.

Sans- Não importa o que eu diga, ou o que aconteça... Eu sempre vou te amar Frisk.
Frisk- eu também SEMPRE vou te amar Sans. Não se sinta ameaçado pelo Bryan.
Sans- Quem disse que estou me sentindo ameaçado?
Frisk- eu não sou cega....
Sans- Tudo bem, eu senti um pouco de cuimes dele...
Frisk- Você sabe que não precisa, não é!?
Sans- Eu sempre tive concorrência, mas nunca um que chegasse a minha altura.

Frisk me empurra no sofá, senta em meu colo e começa a me beijar. Ela nunca me beijou tão apaixonadamente como hoje. Após algum tempo ela para

Frisk- Ninguém chegará a sua altura. Nunca.

Ela volta a me beijar tão apaixonadamente como antes. Entro no clima e me entrego completamente ao sentimento. Após alguns minutos percebo que ela parou de me beijar com tanta intensidade, quando olho para ela, percebo que está vermelha e olhando para minha bermuda. Entendi tudo, estava tão envolvido no beijo que esqueci de controlar meus impulsos.

Frisk- Você se entrega rápido
Ela disse um pouco desconfortável.
Sans- Com você, não há quem resista...

Eu volto a beija-la com a mesma intensidade, ela parece se acostumar com o volume em minha bermuda. Se acostuma muito bem, poque começa a fazer leves movimentos de vai e vem com sua cintura, esfregando seu short por cima de minha bermuda.
Ela começa a tirar meu casaco enquanto me beija. Coloco minha mão por baixo de sua blusa e passo ela por todo seu corpo, fazendo-a dar leves gemidos.
Eu coloco sua mão dentro de minha bermuda, enquanto ponho a minha dentro do short dela. Faço movimentos circulares e quando percebo que está bem excitada, introduzo, lentamente, meu dedo em sua vagina. Ela faz movimentos de vai e vem em meu pênis.

Frisk- Sannnnssss.... (Ela fala enquanto geme) acho... Acho melhor irmos pro quarto...

Nos teletransporto para o quarto. Chegamos na posição que estávamos, só que em vez do sofá, estamos sentados na cama, apoiados na parede. Eu retiro minha mão de seu short, tiro minha bermuda e minha cueca. Ela tira toda a roupa. Começo a lamber seus peitos enquanto introduzo meu pênis dentro dela lentamente

Frisk- Sans isso é tortura...
Sans- Vamos ver se você aguenta o verdadeiro Sans então...

Eu faço movimentos de vai e vem com mais força e muita intensidade. Ela geme, parece estar gostando. Não paro os movimentos. Beijo ela, contendo seus gemidos. Estou cansado, então decido parar.

Frisk- Quer dizer que o "verdadeiro" Sans se cansa facilmente hein!? Minha vez de revelar quem sou.
Diz ela ofegante

Ela começa a quicar encima de mim. Ela faz movimentos maravilhosos. Solto gritos de prazer. Ela sabe como me agradar mesmo sem ter dito isso a ela. Brinco com seus seios enquanto ela faz movimentos inimagináveis em cima de mim. Quando chega ao seu limite, ela sai de cima de mim e deita na cama.

Frisk- Isso é para você aprender a nunca achar que tem um concorrente "a sua altura"

Não usamos camisinha dessa vez, mas não tem problema, já que gozei fora dela. Beijo-a carinhosamente antes de sair da cama.

Frisk- Estou indo tomar banho. Quer vir também? Vamos ver se aguenta um segundo round...
Sans- Heh heh... Quero muito ir, mas tenho que descansar um pouco.
Frisk- Tudo bem, estou indo.

Frisk pega uma toalha, se enrola nela e sai. O banheiro é entre o nosso quarto e o quarto que Bryan está.
Depois de um tempo, levanto da cama e decido ir para o banheiro tomar banho com Frisk. Quando chego no corredor me deparo com uma cena inesperada. Bryan estava espionando Frisk pela fechadura.

Sans- EI, O QUE PENSA QUE ESTÁ FAZENDO?
Bryan- Calma tigrão. Ou você pensa que só você pode desfrutar das coisas boas?
Sans- ELA É MINHA NAMORADA, E EU NÃO PERMITIREI QUE VOCÊ FAÇA ISSO COM A PRIVACIDADE DELA.

Sem pensar duas vezes jogo-o no chão com toda força que tenho. Enquanto faço isso, percebo um sorriso no seu rosto, um sorriso como se tudo estivesse seguindo o que foi planejado.
Frisk sai do banheiro atordoada. Ela esta com uma toalha. Quando percebe que meu olho esquerdo está azul, fica com uma expressão confusa.

Frisk- O que está acontecendo aqui?
Ela fala com uma autoridade amedrontadora.
Bryan- Eu, eu estava indo para cozinha beber água quando me senti mal e quase caí, para não despencar no chão me apoiei na porta e esse esqueletinho ai me atacou do nada, dizendo que eu estava te espionando.

Ele faz uma cara de dor, misturada com tristeza.

Frisk- SANS. POR QUE FEZ ISSO? ELE SÓ ESTAVA SE SENTINDO MAL.
Sans- Ele está mentindo. Quando cheguei Bryan estava olhando você tomar banho pela fechadura
Frisk- Sans... A chave está do lado de dentro da fechadura. Não tem como Bryan estar me espionando.

Ela chega perto de mim e sussurra:
- achei que tinha mudado.

Quando Frisk dá as costas, Bryan abre um sorriso maléfico de "dever cumprido". Caminho para perto dele com ódio na alma.

Bryan- Epa, epa tigrão. Você não vai querer que sua namoradinha fique MAIS desapontada com você, vai!?

Ele sai em direção à cozinha.


Notas Finais


Adooooro uma treta! Espero que vocês também :)
Me falem o que estão achando nos comentários.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...