História Em busca de um amor❤ {[Sterek e Scisaac]} - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias American Horror Story, Lendas Urbanas, Mitologia Africana, Mitologia Asteca, Mitologia Japonesa, Teen Wolf
Personagens Adelaide "Addie" Langdon, Aiden, Alan Deaton, Allison Argent, Breaden, Brett Talbot, Chris Argent, Claudia Stilinski, Constance Langdon, Cora Hale, Cordelia Foxx, Corey Bryant, Danny Mahealani, Decaulion, Derek Hale, Erica Reyes, Ethan, Garrett, Gerard Argent, Grace Bertrand, Hayden McClaine, Hayden Romero, Irmã Mary Eunice McKee, Isaac Lahey, Jackson Whittemore, Jennifer Blake, Jordan Parrish, Kali, Kate Argent, Ken Yukimura, Kira Yukimura, Laura Hale, Liam Dunbar, Lydia Martin, Madison Montgomery, Malia Tate, Mason Hewitt, Melissa McCall, Mieczyslaw “Stiles” Stilinski, Misty Day, Nan, Natalie Martin, Nora Montgomery, Noshiko Yukimura, Peter Hale, Rafael McCall, Scott McCall, Sheriff Noah Stilinski, Tate Langdon, Theo Raeken, Violet, Violet Harmon, Zoe Benson
Tags American Horror Story, Bruxaria, Malira, Scira, Scisaac, Sterek, Teen Wolf
Visualizações 177
Palavras 2.014
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Magia, Mistério, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Leiam as notas finais :)

Capítulo 13 - Capítulo 13.


Fanfic / Fanfiction Em busca de um amor❤ {[Sterek e Scisaac]} - Capítulo 13 - Capítulo 13.

*Isaac on*

-Eu não vou esperar o Stiles, ele com certeza vai demorar.- Scott falou.

-E o que você sugere para fazermos?.- Falei.

-Precisamos descobrir que lugar é esse, parece um..

-Labirinto.- Completei.

-Exato.- Falou Scott.

-Eu odeio labirintos, eu fico muito louco nisso.- Falei.

-Como ela fez isso?.- Scott perguntou.

-Provavelmente com magia, uma bem pesada.

-Não duvido nada.

-Pelo menos eu estou com você aqui comigo, pois se não, iria enlouquecer.- Falei.

-Vamos logo sair deste inferno.

*Isaac off*

*Stiles on*

-Alo?, Derek?.

-Sim Stiles.

-Preciso da sua ajuda, Scott e Isaac foram sequestrados.

-Como?.

Começo a explicar tudo calmamente a ele.

-Certo, eu chego já aí.

-Eu estou indo para seu loft, me encontre lá.

-Certo.

Então fiz, fui ao loft esperar Derek.

Chegando lá, me deparei com uma figura estranha a esquina, estava a me observar, eu conseguia sentir sua aura, era escura, e simplesmente, com o sopro do vento, a figura estranha desaparece completamente.

Eu resolvo ignorar aquilo, meus amigos estavam em perigo, e isso é mais importante.

-Laura?.- A encontro na porta do loft de Derek.

-Stiles, oi.

-Oi Laura, Derek já chegou?.- Perguntei.

-Não, porque?.

-Preciso dele rápido, Isaac e Scott foram levados por alguém.

-Como?.

Eu explico tudo que sei para Laura.

-Você já tem algum suspeito?.- Pergunta ela.

-Ainda não.

-Pois eu tenho, Kate e Jennifer.- Ela diz.

-Como?, as duas estão mortas.- Falei.

-Eu também pensei o mesmo.- Disse ela.

-Mas, se elas estão vivas e elas quem levaram eles, eles correm grande perigo.- Falei com um tom de desespero na voz.

-Sim.

-Vamos Laura, não temos tempo pra esperar o Derek.

-Finalmente sou útil.- Ela falou.

Nós fomos até meu jipe e eu dirigi até onde Isaac disse que poderiam estar, a floresta.

-Você tem certeza que eles podem estar aqui?.- Pergunta Laura.

-Tenho um pressentimento sobre.

Eu e Laura nos dividimos para vê se achávamos algo que desce localização de onde eles poderiam estar.

-Laura.- Gritei parar chamar a atenção da loba.- Achei uma cabana.

-Cheguei.- Falou ela que tinha pulando do topo de uma árvore.- Essa cabana é bem suspeita.

-Concordo.- Falo me aproximando da cabana.

Nós entramos na cabana, e nos deparamos...

*Kira on*

Naquela noite chuvosa, algo estava me incomodando, era algo sentimental, algo indecifrável pra mim.

-Kira, tá aí?.- Falava Malia ao lado de fora do quarto.

Eu fui em direção a porta e a abri.

-Quem deixou você entrar?.- Falei.

-Sua mãe.- Ela disse.

-Vem, sente-se na cama.- Eu falei.

-Precisamos conversar.- Ela disse e eu fui para o seu lado na cama.

-Do que exatamente precisamos conversar?.- Perguntei.

-Eu preciso te dizer que...- Ela parou fazendo uma ênfase enorme.- Que eu gosto de você, Kira, você vive na minha mente, não tem sequer segundo que eu não passe pensando em você, e eu entendo que você ainda goste do Scott e...- Eu a faço parar de falar rapidamente selando nossos lábios.

Era aquilo que eu estava falando, sentindo, era recíproco, eu a amava, eu não sei como, era como se eu pudesse levar um tiro por ela e eu sabia que ela poderia fazer o mesmo, era algo bom..., Algo que Scott não me fez sentir direito, era amor..

-Eu também, eu sinto o mesmo, Malia, ultimamente você não sai de mim, eu quero viver contigo.- Falei colocando minha testa em contato com a dela.- Eu te amo.

-Eu também te amo Kira.- Ela falou e voltou a me beijar.

*Kira off*

*Derek on*

Chegando no meu loft, não encontro Stiles nem Laura, suponho que já tenham saído a procura de Scott e Isaac, então resolvo ligar para Stiles.

*Ligação on*

-Alô?, Stiles?.

-Derek?, Derek!!, Nos ajude Derek, elas nos pegaram.

-Como?, Onde vocês estão?.

-Eu não sei, eu vim da floresta e..

*Ligação off*

-MAS QUE DROGA, STILES.- Fiquei gritando para o telefone.

-O que foi Derek?.- Perguntou Cora.

-Elas pegaram Stiles e Laura.- Falei.

-Já tá na hora de acabar com essas vacas.- Cora falou.

Eu fui o mais rápido para a floresta, precisava encontrar Stiles e minha irmã.

*Derek off*

*Stiles on*

Nós entramos na cabana e nos deparamos que era uma ilusão, aquela cabana era enorme por dentro, tinha várias coisas que eu desconhecia em vários cantos, globos de neve sem a neve, apenas umas nuvens roxas que saiam raios, tinha uma mesa com um tipo de bola de cristal gigante, que parecia o céu estrelado, era como se fosse a cabana de magia, eu sentia a energia forte daquele local, uma energia maligna.

-Será que eles estão aqui?.- Perguntou Laura.

-Eu não sei, melhor a gente procurar.- Falei.

-Certo, vamos procurar.

Foi o que fizemos, nos separamos e fomos a procura deles. Eu estava mais concentrado em descobrir o que eram aquela coisas que haviam por toda parte do que em achar Scott e Isaac.

Eu tento me concentrar em achar algo suspeito em relação a eles, mas eu escuto uma voz, um sussurro, estava a me chamar, eu tento procurar e analiso um livro que estava em aberto em cima de um pedestal, ele estava aberto em uma página, nela estava escrito sobre portais, logo pensei na possibilidade de Scott e Isaac estarem presos em outra dimensão, ou algo do tipo.

-Laura?, Pode vir aqui?.- Chamei e não tive resposta.- Laura?.- Comecei a ficar preocupado, o que pode ter acontecido com ela?.- Laura?.- Chamei-a novamente.

-Olá Stiles, estávamos a esperar você.

*Stiles off*

*Scott on*

Estávamos cansado demais, aquilo me deixava cada vez mais fraco, onde nós estamos?; O que está acontecendo?; Tantas questões, que não podem ser respondidas agora.

-Isaac, você está bem?.- Perguntei a ele.

-Não Scott, eu preciso sair daqui, esse lugar me deixa louco, é muito apertado, isso me lembra do que aconteceu no meu passado.- Senti a dificuldade dele em falar sobre o passado, para Isaac, o pior momento de sua vida era quando seu pai o dava um castigo de ser trancado dentro de um freezer no porão.

-Nós iremos sair daqui meu amor, eu te prometo.- Falei puxando-o para perto de meu peito.

-Isso foi fofo.- Ele falava enquanto passava a mão em meu tórax.

-O que?.- Perguntei mesmo sabendo da resposta.

-Você me chamando de amor, isso é fofo e excitante.- Falou ele que depois me beija.

-Isso foi uma insinuação para nós transarmos aqui mesmo?.- Perguntei.

-Sim, eu quero você agora, não importa se vamos ficar aqui pra sempre.- Ele falou enquanto dava um beijo urgente em mim, um beijo necessitado.

-Mas não temos camisinha nem lubrificante.- Falei.

-Não me importo, somos lobos, doenças não nos afeta, e mesmo sendo lobos, vão voltar ao normal.- Ele falou ficando cada vez mais excitado.

Isaac começa a subir minha blusa de forma brutal, era bem excitante isso, ele me beija e vai passando para meu pescoço, na qual, deixa um chupão nele, ele vai descendo e chega em meus mamilos, e começa a mordisca-los, ele desce passando sua língua por todas as extremidades de meu abdômen, e ele chega ao cós da minha calça e a tira, só que eu o interrompo.

-Pera, deixe-me te dar agora o mesmo.- Falei colocando ele no meu lugar.

Eu encosto Isaac na parece e tiro sua camisa de forma com que ele ficasse mais excitado, beijo-o e vou descendo dando selinhos em cada parte da sua barriga, desço até o cós da sua calça, eu retiro sua calça deixando-o somente de cueca, logo depois puxo sua cueca para baixo, revelando seu membro erguido feito pedra, eu começo a chupa-lo meio sem jeito, mas logo pego um pouco da prática.

-Hm... Scott... Sua boca é divina.- Falava ele enquanto gemia.

-Obrigado.- Falei e voltei a chupa-lo.

Isaac começa a se contorcer e eu percebo que ele está chegando ao seu ápice, ele depois de alguns segundos, goza dentro de minha boca, eu não sabia o que fazer, então engulo tudo.

-Nossa Scott, não sabia que você gostava de engolir.- Ele falou mordendo os lábios.

-Eu não sabia o que fazer, então engoli.- Falei.- E é bem gostoso.

-Então vem cá.- Ele me puxa e começa a me beijar.

A gente fica se beijando por um longo tempo, minha boca ainda estava um pouco suja de gozo, mas ele parecia nem se importar.

-Scott, agora eu quero que você me penetre.- Falou ele.

-Então vira aí.- Falei.

Isaac se vira e eu começo a prepara-lo, primeiro eu lambi um de meus dedos e molhei sua entrada com minha saliva, depois coloquei devagar dentro dele um dedo, e espero ele se acostumar com o mesmo.

-Eu preciso sentir logo seu pênis dentro de mim.- Ele falava.

-Espere, preciso fazer com que doa menos.- Falei.

Eu vendo que Isaac se acostumara com um dedo, coloco o segundo e fico fazendo movimentos de tesoura nele, para que possa alargar mais sua entrada.

-Vamos... Scott... Penetre-me.- Falava ele entre gemidos.

Eu retiro meus dois dedos e pessoa para Isaac chupar meu pau, e deixa-lo todo babado para que possa entrar com mais facilidade.

-Pronto, já pode parar.- Falei e ele parou de me chupar e se virou.

Eu começo colocando somente a cabeça e ele da vários gemidos, alguns abafados, e outros altos.

Resolvo então, avançar mais, coloco metade de meu membro dentro de Isaac e ele praticamente urrava.

Depois de colocar todo meu membro dentro dele, espero com que se acostume para que possamos continuar.

-Con...tinua.- Falava ele.

Eu dou leve e fracas estocadas, e não conseguia conter mais meus gemidos também, a sensação do meu pênis ser esmagado pelo ânus de Isaac é muito prazerosa; Começo a aumentar o nível das estocadas, cada vez mais rápido e forte.

-Isso... Mais rápido... Por favor...- Falava ele.

Eu fiz o que ele pediu, fui o mais rápido que pude e ele gritava de prazer junto comigo, nossos gemidos se misturam ao som do ambiente.

Ele pega meu pescoço e me puxa para que possamos nos beijar durante aquele ato perfeito.

Ele para de me beijar e desce até a parte onde conseguia alcançar de meu ombro, e a morde, eu não era apto a essas coisas, mas Isaac fazia isso ficar bastante excitante.

Isaac começava a rebolar e eu já estava quase chegando no meu clímax, resolvo então masturba-lo, de acordo com minhas estocadas, eu massageio seu pênis.

-Isso... está tão bom.- Falava ele entre gemidos.

Depois de poucos minutos, eu chego ao meu ápice, e inundo-o com todo o gozo, logo sinto uma coisa quente entre meus dedos, Isaac havia chegado também ao seu ápice.

-Essa foi a melhor, definitivamente.- Falei.

-Devo concordar.- Ele disse.

-Estou bem cansado depois de toda essa selvageria.- Falei.

-Na próxima será mais selvagem ainda.- Ele disse encostando suas costas em meu abdômen, ainda estávamos nús.

-Vamos dormir pelados?.- Perguntei.

-Não vejo ninguém que possa nos impedir disso.- Ele disse.

-Então tá.- Falei tentando dormir ao seu lado.

Ele pega o meu braço e passa em volta de sua cintura, para que nós dormíssemos de conchinha.

*Scott off*

*Jackson on*

Eu já estava pronto para meu encontro com Theo, finalmente alguma coisa ia dar certo na minha vida.

-Theo?, Vai sair meu filho?.

-Sim mãe, volto logo!.- Exclamo.

-Vai se encontrar com alguma garota?.- Ela perguntou entrando no meu quarto.

-Não, é só um encontro de colegas da sala.- Falei mentindo.

-Ok.- Ela disse indo a porta.- Tenha cuidado, os jovens de hoje em dia são bastante perigosos.

-Certo mãe.- Falei voltando a me olhar no espelho

**

Finalmente da a hora de eu ir ao encontro de Theo, eu estava bem nervoso, era minha primeira vez com um garoto, e eu não queria estragar nada...

-O senho tem reserva?.- Perguntava o recepcionista do restaurante.

-Sim, Jackson Whittemore.- Falei.

-Por aqui senhor Whittemore.- Disse ele me levando a mesa na qual reservei.- O senhor está esperando alguém senhor Whittemore?.

-Sim, o nome dele é Theo, Theo Raeken.

-Certo senhor Whittemore.- Disse ele se retirando da mesa.

Agora o que restava fazer era espera-lo.

Não se passou muito tempo, já pude ver Theo entrando no restaurante acompanhado do recepcionista.

-Olá Jackson.- Ele disse se sentando a mesa.

-Oi Theo.- Falei.

-O senhores vão pedir agora?.- Perguntava o garçom.

-Sim.- Nós falamos juntos.

-O que será?.- Perguntou o garçom.

-Eu vou querer um Nhoque e Lasanha.- Falei.

-Lasanha somente.- Theo falou.

-Seu pedido virá em alguns instantes.- Disse o garçom saindo.

-Então, como vai?.- Tentei bolar algum assunto.

-Vou bem, obrigado por perguntar.- Falava ele.- E você?.

-Bem melhor agora.- Eu disse.

-THEEEEOOOO.- Um cara gritou e veio na nossa direção.- QUEM É ESSE CARA?.

-Quem é você?.- Perguntei me levantando.

-NÃO TE INTERESSA.- Falou ele tentando me dar um murro, mas eu o desvio graças aos poderes de lobo.

-EDGAR, PARA.- Falava Theo tentando segura-lo.

-ME SOLTA, EU VOU ACABAR COM ESSE MOLEQUE.- Falou ele tentando me acertar com seus murro.

-NÃO.- Tentou impedir Theo, mas ele é acertado por um soco daquele monstro.

-Theo, você tá bem?.- Falei enquanto estava perto dele; Aquele monstro de nome Edgar, havia saído correndo do restaurante após ver os seguranças.- Theo, fala comigo...

**


Notas Finais


Tá aí, capítulo 13, o maior que eu já fiz, e foi o que deu pra fazer :).
Vou tentar fazer mais caps assim, soq preciso de muita criatividade pra poder fazer algo, sem que afete o final que eu quero que tenha..
Enfim, espero que tenham gostado.
Até o próximo capítulo.
Tchauzinho ❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...