História Em Busca de Vingança - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Drama, Luta, Morte, Revelaçoes, Suspense, Vingança
Exibições 9
Palavras 541
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Gente eu tô amando fazer esses capítulos com um minutinho de paz pra esse casal (vai durar...) mas eu tenho que ir pra frente e fazer logo esse noivado pra desvendar esse segredo de uma vez.
Boa leitura❤

Capítulo 27 - O que está para acontecer?


​Melanie

O baque que eu tive com esse pedido foi avassalador, que se eu estivesse de pé tenho certeza que minha bunda encontraria o chão em questão de minutos, ele sorria feito boba e eu não estava nem um pouco diferente com meu sorriso de orelha a orelha que partia minha cara em duas.

-Que bom que você disse sim, agora eu prometo que vou cuidar de você e te fazer a mulher mais feliz desse mundo, isso eu te garanto. Mas meu amor como você foi parar naquela sala?- pergunta franzindo a testa, eu respiro hora das perguntas então depois dessa é minha vez e terei de perguntar como ele conseguiu entrar e sair daquele prédio diante dos olhos atentos de Dark, o que me dá um calafrio na espinha.

-Tudo bem, eu te explico; eu estava bisbilhotando a conversa de dois homens, o chefão e um outro lá, eles falavam sobre mestre e eu queria saber quem era essa pessoa, então o cara falou alguma frase em que usou o nome do Dark como o mestre. Eu fiquei nervosa e inquieta espantada na verdade, a fome que eu sentia e o meu filho na barriga foi uma contribuição pro meu desmaio.- explico, ele prestava total atenção as minhas palavras que saiam corretamente.- E você? Como conseguiu sair de lá tão fácil?-pergunto a pergunta que quero desde que sai daquele lugar.

-Eu ameacei ele, prendi algo que ele gosta muito e quando ele me deixou sair com você eu...eu mandei soltá-la!- diz nervosamente, pode ser até paranoia mas eu não tive confiança nessas palavras, que saíram num gaguejo.

-Está bem, eu estou muito cansada, deita aqui comigo, por favorzinho! Quero meu noivo do meu lado em todos os momentos, ou é pedir demais? Eu te amo, meu lindo.- digo e o beijo apaixonadamente, ele sorri entre meus lábios e eu o acompanho, quando nos separamos ele se ajeita na cama e le abraça pela cintura.

-Durma bem, mãe do meu filho!- diz, fechamos os nossos olhos e logo caímos no sono pesado.

Não demorou muito para sonhos me atingirem em cheio me tirando a tão sonhada paz que eu estava sentindo; de repente eu estava na mesma caverna escura porém as vozes eram outras, mas suaves e familiares. As vozes eram calmas e me tranquilizaram, será meus pais? As únicas vozes capazes disso e a do Arthur e dos meus pais, mas só uma eu posso ouvir constantemente.

-Querida, olá como está? Eu estava com muito saudade da minha borboletinha, quanto tempo eu não te vejo não é mesmo?- fala a voz, eu reconheço, MAMÃE!

-Ruivinha, minha princesa quanto tempo papai não te dá um abraço daqueles hein? Mamãe tava com muita saudade de você sabia?- continua outra voz, PAPAI! Eu estava andando pelo local escuro procurando meus pais, certamente eu ainda tinha a esperança de achar meus pais esse lugar tenebroso, mas parecia que estava andando em círculos.

-MAMÃE, PAPAI CADÊ VOCÊS???- gritava, indefesa correndo tentando alcançar as vozes, porém quanto mais eu corria mais ela ficava longe.

-Querida, nós te amamos fique bem!- diz as duas vozes, depois disso o silêncio reinou no lugar e eu apenas cai no chão escuro chorando descontroladamente. O que está para acontecer?


Notas Finais


Eita!!!
Não digo mais nada sobre esse capítulo😶
Bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...