História Em Busca de Vingança - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Drama, Luta, Morte, Revelaçoes, Suspense, Vingança
Exibições 16
Palavras 636
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Mas um capítulo pra vocês, espero que gostem!
Até as notas finais 👇

Capítulo 5 - Quem é?


Melanie

Depois que soube o suposto sobrenome daquele miserável, me deu uma vontade imensa de saber mais sobre esse homem, que tanto me fez mal. Com esse pensamento, logo quando chego em casa vou para o computador vez se tem algum registro concreto que fale sobre ele, talvez até descubra o verdadeiro sobrenome dele. Pesquiso Dark, Dark MTC, Dark M, mas não acho nada que me sirva para algo, estranho já que quando eu pesquisei sobre ele na DALTON entrei várias e várias informações, que me arrependo amargamente de não ter olhando, essas informações poderiam ser úteis agora. Me passa pela cabeça uma coisa, que quando eu pesquisei sobre ele pela primeira vez apareceu que ele era dono de uma empresa de tecnologia, ele tinha ou tem uma filha, Isabella MTC, é o nome era...Daniel, isso Daniel, esse é o falso nome do Dark, pesquiso Daniel MTC e ela está ele com um terno e uma garota morena do lado com uma mulher loira e com uns 45 anos, então quer dizer que esse desgraçado tem uma família? O que mais me dá raiva é que ele sabe a importância que uma família faz, mas mesmo assim matou a minha a sangue frio.

-Amor, o que está vendo?-pergunta Arthur aparecendo na porta, eu enxugo as lágrimas no meu rosto que eu nem percebi que haviam caído e olho para ele.

-Não, tá tudo bem. Por que?-pergunto e ele me olha, se aproxima e coloca a mão no meu rosto.

-Por que você está chorando?-questiona me olhando com carinho.

-Eu não aguento essa vida, correr atrás de alguém que matou meus pais, um maluco que so quer dinheiro, ter que aguentar as insinuações do Scott sem poder fazer nada, queria viver uma vida normal e feliz com você!-falo e desabo em lágrimas sobre o ombro dele.

-Oh meu anjo, eu prometo que isso tudo vai acabar e logo construiremos uma família, e nascerá vários bebês dessa barriga linda minha. Agora para de chorar!-fala ele colocando as duas mãos no meu rosto.

-Eu te amo, Arthur!-falo e ele sorri.

-Vamos sair de frente desse computador e dormir um pouco né? Porque eu sei que a senhorita não dormiu nada essa noite!-fala ele e coloca as mãos em volta do meu joelho me pegando no colo.-Vou levar minha Cinderela para a cama!

-Para que você sabe, que eu não sou fã de contos de fadas!-falo quando ele ma coloca sobre a cama e se senta ao meu lado.

-Pode até ser, mas não muda o fato de você ser minha princesa.-fala e em beija, eu o puxo para que ficasse em cima de mim e assim faz. Amo sentir o peso dele sob mim, o cheiro dele, os lábios dele unidos ao meu, a pele dele, tudo nesse homem me encanta. Puxo a camisa dele para cima, ele se afasta e termina de tirar.

-Pensei que era para dormir um pouco!-falo passando a mão no peito dele.

-Falo certo, era. Temos muito tempo pra dormir!-fala e vou a me beijar com urgência e maestria, em que ele é melhor me beijando ou atirando? Não da nem pra saber.

 

 

 

Acordo ouvindo barulhos vindo da porta, olho para o lado e vejo Arthur dormindo. Ainda é de madrugada e tem alguém batendo na porta, me levanto e visto a primeira coisa que encontro pelo caminho, porque não vou atender a porta sem roupa né? Quando me visto vou chamar Arthur que dormia feito pedra.

-Tem alguém batendo na porta!-sussurro e ele levanta e começa a se vestir.

-Quem é a essa hora?-pergunta sussurrando também.

-Quero saber também!-sussurro, pegamos as armas e vamos em direção a porta.-No "já", combinado?-falo bem baixo, que nem eu me ouvi. Mas ele ouviu pois afirma com a cabeça.-1, 2, 3 e já!-falo e abrimos a porta.


Notas Finais


Quem será que ta batendo na porta da Mel a essa hora???
Vish, será uma visita indesejável?
Até o próximo!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...