História Em Meio À Dor - CasNath - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Castiel, Nathaniel
Tags Casnath
Visualizações 48
Palavras 821
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shonen-Ai, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi zente!! Tudo zen com vcs? Essa é a minha primeira fanfic yaoi da face da terra, por tanto, sejam gentis ^.^

Capítulo 1 - Família


 

Aquilo era o tipo de coisa que não deveria acontecer. Em nenhum lugar do mundo, em nenhuma hipótese, em nenhuma família.

Sentado no chão de seu quarto escuro e frio, ele tentava meditar em meio àquela toda agonia.

- Família... - o garoto loiro sussurrou, sentindo na boca um misto de sabores que já conhecia: lágrimas e sangue.

Apesar do sofrimento que era obrigado a suportar no ambiente que deveria ser seu porto seguro, Nathaniel nunca teve a capacidade de odiar o seu pai agressor. O único sentimento que nutria por ele era o mais absoluto medo. Não conseguia se portar tranquilamente diante dele. Abaixava a cabeça, ora ou outra fechava os olhos, sempre temendo estar fazendo algo errado. 

Esse era o problema.

Francis sempre julgava o comportamento do loiro como péssimo, e até um pequeno deslize - como um atraso - já era um motivo para mais violência.

Nathaniel se perguntava quanto tempo mais ele poderia suportar.

 

 

 

 

 

***

 

 

 

 

Pela milionésima vez olhava o seu reflexo deteriorado no pequeno espelho de mão. E pela milionésima vez, se deparava com a terrível mancha escurecida abaixo do olho esquerdo e o pequeno corte no canto direito do lábio inferior. Como aquela situação desanimadora não lhe era nenhuma novidade, ele já se precavera.

Foi em direção ao guarda-roupas, abrindo uma de suas portas e pegando da prateleira de cima uma caixa branca.

Andando até sua cama, já impecavelmente arrumada, ele removeu a tampa da pequena caixa, vendo no seu interior aquilo que seria a sua "salvação".

Maquiagem. Muita maquiagem.

Tivera essa ideia no mês passado, e ela realmente fora útil. Por diversas vezes, na Sweet Amoris, os alunos o cumprimentavam sem nem imaginar as horríveis marcas e a dor que ocultava atrás da sua máscara.

Eles nem faziam ideia.

Pegou o pequeno pote com corretivo colorido amarelo, a fim de esconder a mancha arroxeada abaixo do olho. Usando um pincel "Língua de Gato", Nathaniel foi espalhando o produto sobre a marca, tendo o espelhinho em sua outra mão. Após, sua atenção foi direcionada ao corte no lábio. Pensou se deveria cobrir aquilo também, mas não queria que o machucado piorasse por causa do produto - como já acontecera uma vez passada.

Apesar de ter começado a usar maquiagem há tão pouco tempo, ele já havia se habituado àquilo. Afinal eram muitas vezes em que cobrir o rosto era necessário, graças a um homem que um dia chamou de "pai".

Terminando de passar a base em todo o rosto e corrigir qualquer erro, o loiro guardou tudo em seu devido lugar. Já havia passado a hora do café da manhã, mas ele não fazia nenhuma questão de ter de encarar o rosto daquele que mais temia já pelo início do dia. Pegou seus materiais e saiu o mais rápido o possível, não, sem antes, tomar mais um remédio para dor.

 

 

 

 

 

 

***

 

 

 

 

 

Castiel andava despreocupadamente pelos corredores de Sweet Amoris, escutando uma música absurdamente alta em seus fones de ouvido. À medida que ia passando pelos alunos, os mesmos lhe dirigiam olhares um tanto quanto assustados e um tanto quanto desaprovadores. Provavelmente, o barulho escapava minimamente pelos fones, devido ao volume e fazendo com que os mais próximos pudessem "desfrutar" de seu excelente gosto musical de uma maneira reduzida.

O ruivo sorriu. Não conseguia imaginar como alguém poderia não gostar daquilo. 

Encostou-se numa parede razoavelmente perto do armário do representante de turma. Adoraria iniciar seu dia perturbando o garoto mais fresco daquela escola maldita.

- Hear no evil, don't you see no evil, don't you lay no evil down on me... You're gonna burn in hell! Speak no evil, don't you think no evil don't you play with evil, 'cause I'm free...! - O adolescente desocupado cantava sussurrando a letra de uma das suas músicas favoritas, uma regravação feita pelo Dimmu Borgir.

Logo, a imagem daquele jovem careta que tanto gostava de provocar - Nathaniel - chamou sua atenção. Pausou a música e se aproximou, tirando os fones.

- Bom-dia, princesinha.

Nathaniel parecia abatido, mas mesmo assim, se deu ao trabalho de revirar os olhos dourados.

- É um verdadeiro milagre divino que você tenha vindo cedo hoje, Castiel. - O loiro disse em um tom entediado. 

Se dirigiu ao seu armário e pegou alguns livros rapidamente, fechando a porta após.

- Agora, com licença. Eu, diferente de certas pessoas, tenho coisas a fazer. - Castiel riu com o comentário, mexendo no seu celular e fazendo a música em volume alto escapar dos fones de plástico. - Ah, - Nathaniel chamou - e pare de ouvir Dimmu Borgir nesse volume, ou, surdo, vai ficar ainda pior tentar dialogar com você.

Castiel arregalou levemente os olhos e esboçou um leve sorriso, como se dissesse "Você conhece?!"

Nathaniel foi andando em direção ao Grêmio, mas, apesar de suas tentativas de se manter o menos perturbado possível, os acontecimentos recentes em sua casa não paravam de assolar sua mente.

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Primeirão, naturalmente não tem muita coisa... Mas o f*cking CasNath nessa história tá garantido, viu?
Prometo pela minha maldita alma que vou fazer o possível pra atualizar!

Beijinhos de Metal! :D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...