História Em nome do amor - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Madison Beer, Martin Garrix
Personagens Madison Beer, Martin Garrix
Tags Amor, Martin
Exibições 21
Palavras 1.021
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Festa, Lemon, Romance e Novela, Violência

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 16 - Tudo menos perto dele. -Por Martin Garrix


Fanfic / Fanfiction Em nome do amor - Capítulo 16 - Tudo menos perto dele. -Por Martin Garrix

Pov Madison

Sai daquele bar sem destino com uma garrafa de vodka na mão, andei muito, já estava cansada e a poucos metros vi que tinha uma praça deserta com um banco. Deitei naquele banco olhando para as estrelas e pensando, será mesmo que o Martin me ama? Será que o nosso casamento valeu a pena? Ou ele simplesmente vai jogar tudo para o alto e esquecer que eu amo ele. Acabei dormindo ali mesmo com aqueles pensamentos malucos sobre o Martin.

  Acordei com uma dor de cabeça horrível, olhei em minha volta e eu estava em uma cama, não sei como cheguei ali. Até ver o Dustin com uma bandeja de alimentos vindo em minha direção

-Bom dia, trouxe comida para você./ele estava sem camisa, só com uma bermuda quase transparente.

-Como eu cheguei aqui? Nós não.../e fui interrompida.

-Claro que não, te seguir ontem a noite, você estava muito bêbada fiquei com medo de você fazer alguma besteira, ai você caiu no sono e eu te trouxe para minha casa./ele botou a bandeja no meu colo e tirou o short ficando só de cueca, eu estava comendo uma torrada e ele veio até a mim e deu uma mordida nela, ficando cara a cara comigo.

-Se você fosse minha, não iria conseguir sentar por uma semana./ele foi em direção ao banheiro e fiquei sem reação ali na cama quando percebi que estava com uma blusa dele, mais que abuso! Ele tira minha roupa e ainda fala essas coisa.

Aproveitei que ele estava tomando banho, e coloquei a minha roupa que estava jogada no chão e fui embora, o Martin poderia está com a piranha que ele quiser mais eu não vou ficar no mesmo nivel que ele e transar com o meu ex, ele poderia ser um gato e tudo de bom mais na cama ele me fazia de submissa, me dando tapas e chicotadas e eu odiava aquilo e não queria isso de volta para minha vida.

Chamei um taxi e fui para casa, tomei um remédio para dor de cabeça e fui tomar um banho.

  Pov Martin

  Acordei e fiquei observando aquela menina, que era linda! Seus cabelos ruivos, sua boca era rosada e sua pele era corada, depositei um selinho e ela abriu os olhos olhando para mim. Puta merda, que olhos! -pensei comigo mesma.

-Bom dia./ela falou se levantando totalmente nua e indo para o chuveiro. Aquele corpo também era perfeito, mais oque estou fazendo aqui? Se só foi um beijo roubado que aquele cara deu na Madison, aproveitei que ela estava tomando banho e fui embora. Chamei um taxi e fui para casa.

Ouvi barulho de água caindo e era a Madison tomando banho, subi e deitei na cama esperando ela sair do banho para eu entrar.

Pov Madison

Sai do banheiro e me deparo com o Martin na cama.

-até que fim saiu./ele falou como se nada tivesse acontecido e foi para o chuveiro, troquei minha roupa e sentei na cama. A porta do banheiro estava aberta dava para ver os chupões e arranhões que o Martin tinha pelo o corpo. Eu não acredito, que ele fez isso comigo! Dormiu com uma galinha qualquer, por causa de um beijo roubado!

Sai dali e voltei a andar sem destino, com a cabeça baixa e as lágrimas escorrendo e esbarro em alguém.

-Desculpa/falei sem levantar a cabeça para ver quem foi, quando me puxam pelo braço

-está tudo bem Madison?/como ela ainda tem coragem de falar comigo.

-olha bebe me solta! E vê se me deixa em paz o dia já está péssimo, vendo a tua cara ele ficou pior

-Eu só queria ajudar.

-Ajudar? Ai meu seus era só oque me faltava, você dorme com o meu marido e só quer ajudar. Pensava nisso quando resolveu dá para ele, sua louca! -sai andando sem olhar para trás e entro em uma cafeteria para tomar um café, ver se a ressaca passa.

-essas noitadas que passamos bebendo não faz muito bem não é?/uma menina loira dos olhos verdes sentada do meu lado pergunta.

-é sempre bom na hora para esquecer os problemas, depois tudo piora.

-incrível né! Sempre pelo os mesmo motivos, família, namorado ou outras coisas/ficamos ali conversando uma com a outra, e ela teve a ideia de irmos para a praia para esfriar a cabeça.

-Vamos comigo em casa para eu trocar de roupa, é metros daqui./ela concordou com a cabeça e fomos.

O Martin estava no sofá vendo TV, ele olho para mim e depois para a garota e logo arregalhou os olhos.

-Vem sobe comigo/ela veio sem desviar o olhar dele. Oque estava acontecendo em? Deve ser porque ela deve ser fã dele ou algo do tipo. Subimos a escadas e escolhi um biquíni

-Quem era ele?/estranhei, como ela não conhecia ele e ficou trocando olhares com ele.

-É meu marido, o Martin, estamos passando por um momento difícil.

-sabia que conhecia ele de algum lugar/ela falou baixinho e não ouvi

-Oque disse?

-Nada não, ele é aquele DJ famoso né?

-Sim ele mesmo, acabei. Vamos? Peguei a bolsa e desci

-Onde vão?/Martin perguntou sem tirar os olhos da garota

-Vamos a praia, tchau! Fui saindo quando a Kemilly perguntou ao Martin se ele queria ir.

-Vou só trocar de roupa e vou.

-Porque você chamou ele? Nós estamos meio que brigados/falei sussurrando para ele não ouvir.

-Desculpa! Eu esqueci desse detalhe./ o Martin desceu e fomos  praia, eu fui direto para água porque eu estava morrendo de calor.

E dá água eu vi a Kemilly e o Martin conversando ele com a mão na cintura dela, se aproximando cada vez mais perto dos seus lábios. Eu disfarcei que não estava olhando e ele deu um selinho nela.

Sai da água peguei minhas coisas e sem falar nada fui embora, a Kemilly veio atrás de mim.

- ou oque foi?/ela falou com aquele sorriso sinico na cara.

-a, oque foi? Que pergunta estúpida! Larga de ser sonsa garota e me deixa em paz!/fui para casa e arrumei a minhas coisas e fui para um hotel. Tudo menos ficar perto do Martin.
















Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...