História Em pedaços despedaçados - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Naruto Uzumaki
Visualizações 23
Palavras 874
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Capítulo 1 - Único


Em pedaços despedaçados 

Capítulo 1 - Único 

 

Ela sabia que aquele era seu fim... 

Afinal, sempre que imaginava-se com a família de seus sonhos, com o homem de seus sonhos, percebia que aquilo não passava de uma mera ilusão. 

A vida inteira de Hyuuga Hinata, princesa do Byakugan, passava agora, diante de seus olhos perolados, deitada naquele lugar de areia, com as mãos ensanguentadas pregadas ao chão. Já não tinha mais forças para sequer gritar. Porém, desde o momento que decidira se jogar ali, a frente do destemido Pain, o líder temeroso da Akatuski, em defesa de Uzumaki Naruto, o qual amava e admirava secretamente, soube que ali seria seu fim, que não teria salvação. 

Deprimente... 

Ela já não sentia mais dor e já não lhe restava mais um pingo de chakra. Mantinha-se acordada por apenas a sua incrível força de vontade. Em seu campo de visão só conseguia ver Naruto com ferimentos profundos ─ receptores negros por todo seu corpo, pregando-o no chão ─ enquanto sangue saía dos mesmo. Sua capa vermelha estava completamente rasgada. Os olhos, cheios de dor, sofrimento e solidão, do Uzumaki loiro admiravam a Hyuuga, que provavelmente, seria a única coisa bela que ele veria antes de sua morte.  

Hinata já estava a um ponto de delírio antes da morte.  

A garota se via diante de um belo campo de flores brancas, o sol reluzente fazia com que seus sedosos cabelos negros brilhassem e refletissem aquela luz. Ao longe se erguia uma floresta de grandes e verdes pinheiros. Esquilos e pequenos animais do tipo circulavam aquela região, parando para admirar a Princesa do Byakugan deitada sobre as flores. O céu, percebeu agora, estava pintado em um tom alaranjado e as poucas nuvens esfumaçadas e dispersas eram róseas. Era uma combinação de cores perfeita para o lugar.   

De repente viu Naruto, olhando para o horizonte. Estava com as vestes de sempre, agasalho e calças laranjas, porém sem sua faixa com o símbolo de Konoha ─ Vila Oculta da Folha ─ presa a sua testa. Fios loiros de seu cabelo dançavam para trás conforme a pequena brisa gostosa batia em si. Seus olhos azuis estavam radiante e calmos quando se viraram para Hinata. Um sorriso brilhante surgiu em seu rosto, deixando a Hyuuga corada.  

Tomada pela consciência, lhe ocorreu se ali na verdade era a vida pós a morte. Se sim, significava que ambos os dois haviam morrido e deixado Pain destruir a Aldeia da Folha, uma grande perda. Naruto havia falhado na missão. Mas ele parecia tão...Tão alegre, serene com a situação. Talvez estivessem certos:  

Temos que ter pena dos vivos e não dos mortos.      

O Uzumaki loiro estendeu a mão para a garota como ajuda para que ela se levantasse, a qual não negou tal gesto. Ao por se de pé sentiu calafrios pelo corpo devido a brisa que até agora não havia percebido que era gélida. Naruto, como se percebesse, estendeu seu agasalho laranja e preto para a mulher de olhos perolados.

─Passei minha infância toda acreditando que ao me tornar Hokage, eu alcançaria o auge da minha vida. ─ O homem loiro falou quebrando o constante silencio. ─ Mas agora...Olhando para o nosso redor...Todas aquelas ideias bobas parecem sem sentido.

─Não eram sem sentido. ─ Contestou Hinata ─ Eram aqueles sonhos que te movimentavam.

─Em pensar que deixei várias vidas para morrer... ─ Continuou ignorando a Princesa do Byakugan. ─ Se eu vencesse Pain.... Poderia salvar todas aquelas vidas. Mas.. Mas eu não consigo, não sou forte o bastante para tal coisa. E esse é o motivo para eu estar aqui. Porque apesar de fraco, eu desisti de salvar Konoha...

─Naruto-kun, você não tem que carregar todo esse peso em suas próprias costas... ─ A morena disse vidrando os olhos azuis, agora de tons gélidos, do mais alto. ─ E agora que está aqui, não tem mais jeito. Continuou em tom tristonho.

─Me desculpe, Hinata. Me desculpe...

Entre as palavras de perdão ditas, os olhos do loiro eliminavam rios de lágrimas, que brilhavam com a luz do céu rosado. Finalmente o o Uzumaki voltou-se para a Hyuuga, admirando-a.

─Seus olhos são realmente maravilhosos.

Em um momento de coragem insana da parte do portador da Kyuubi, vulgo Raposa de Nove Caldas, selou seus lábios com os da Princesa do Byakugan. A garota levou um susto, tão de repente seus sentimentos haviam sido correspondidos, finalmente.

Um beijo salgado por conta das lágrimas do loiro, porém ainda conseguia ser doce e sentimental.

─Me desculpe por não perceber que você era importante para mim antes de tudo isso acontecer. ─ Naruto disse com a testa pousada na da moça. ─ Me desculpe por tudo que lhe fiz passar. 

Suas palavras se perderam em um silêncio profundo e mortal. Hinata estava espantada, perplexa, e seus olhos, então, arregalados, enquanto o fraco vento, porém frio, batia em seus cabelos de um tom indistinguível. Os olhos de Naruto estavam heterocromáticos, havia conseguido perceber: Um preto de um tom preto e avermelhado ─ que sempre se exibia quando a essência da Kyuubi era jorrada para fora do Jinchuriki ─ e o outro de um azul doce.

─Me desculpe por deixa-lá morrer...

E então tudo se apagou para a moça do Byakugan em um véu negro.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...