História Em poucas palavras - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Erza Scarlet, Jellal Fernandes
Tags Jerza
Visualizações 53
Palavras 383
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Em poucas palavras a pintura


Fanfic / Fanfiction Em poucas palavras - Capítulo 2 - Em poucas palavras a pintura

Jellal Fernandes sempre gostou especialmente do outono, quando as folhas das árvores refletiam a cor mais quente. Amava ver as folhas vermelhas caírem e pintarem o chão das calçadas das praças de Paris com a sua cor preferida, aquele tom que ele jamais conseguiria alcançar em suas telas.

Jellal era um artista de rua, um pintor que por conta própria buscava a beleza e tentava retratá-la como via, com suas tintas e pincéis. Ele vinha trabalhando em obras para tentar expor em alguma galeria, mas nos últimos meses ele se pegara obcecado em conseguir retratar uma cor em específico: um escarlate que, por mais que seus olhos vislumbrassem todos os dias, por poucos minutos enquanto ela passava exalando um aroma vermelho de morangos, ele não conseguia retratar com a devida beleza que via.

Era o escarlate dos fios dos cabelos de uma mulher, a mais bela, aquela que ele tentava pintar desde a primeira vez que vira, entrando em um restaurante perto de onde ele expunha seus desenhos, restaurante este que ele agradecia aos céus por ser tão bom ao ponto de fazê-la voltar ali todos os dias na hora do almoço. Ele, como pintor, estava apaixonado pela beleza incomparável daquela cor que sempre fora sua preferida. Ele, como homem, estava encantado com a dona daquela cor, que fazia o líquido de mesma cor que corria pelas veias dele passear pelo seu corpo de maneira mais febril e acelerada a cada vez que ela passava.

E quando ele se deu conta disso, pintou aquela mulher, de uma forma ou de outra, a beleza que ele via, ele pintou. Resolutivo e sem saber que o que a motivava a almoçar naquele restaurante todos os dias estava longe de ser a comida do lugar, em uma tarde onde o céu se coloria em escarlate e as folhas vermelhas desenhavam as calçadas, ele a presenteou com a pintura, e pela primeira vez pôde ver algo tão lindo quanto o vermelho dos cabelos dela: o sorriso que ela lhe dirigiu. Porém, mais que um sorriso... Com ele veio também um bilhetinho com um nome e exatos nove dígitos escritos com uma caneta vermelha.

“Erza Scarlet... belo nome, não tem como esquecer” ― ele pensou quando digitava os números no telefone e aguardava a linha do outro lado...


Notas Finais


Tem uma música que me inspirou quando escrevi esse negocinho, ouçam <3
https://www.youtube.com/watch?v=JBp8qU7ta_Y


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...