História Em vários giros o mundo da voltas - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Casais-naruto, Colegial, Naruhina, Naruto, Romance, Sasusaku
Exibições 25
Palavras 1.005
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá leitores :3 Estou curiosa sobre palpites dos seguintes capitulos da fanfic então não deixem de comentar! Este capitulo possui uma MÚSICA em seu meio, para quem for ouvir recomendo escuta-la a partir da onde ela está até o final mesmo que tenha necessidade de repeti-la, vale a pena! Boa Leitura~

Capítulo 5 - Vulnerável


Fanfic / Fanfiction Em vários giros o mundo da voltas - Capítulo 5 - Vulnerável

Seres humanos falham, é de sua natureza. Fico me questionando se o fato de Sasuke estar se aproximando de mim cada vez mais seja culpa, por em partes ter me ferido quando mais novos. Assim como imagino pais compensam a falta com dinheiro...Não é uma boa comparação, mas eu gostaria de decifra-lo como as outras pessoas se mostram um livro aberto já ele um completamente fechado e codificado a 7 chaves. As coisas em Konoha não mudaram tanto, talvez mais casais, em consequência do amadurecimento, e algumas reformas estatais. 

Essa noite eu sairia com Sasuke Uchiha, o sonhado amor de sempre, e tristemente atual, mas que se tornava cada vez mais meu amigo, e algo mais, talvez melhor amigo. Certamente por ele não seria amor, mas quem sabe um dia eu encontre alguém que goste de mim como eu gosto dele e ai posso mudar tudo...ou talvez não. Não que eu me importe em ser a velha solteira de 40 anos mas, seria legal um amor. O amor dele. Santa lembrança árdua que é esse amor.

Ino e Hinata não iriam hoje, teriam encontros, com Sai e Naruto, pelo que entendi Ino iria conhecer os pais de Sai na cidade vizinha e Hinata jantaria com Naruto em algum restaurante, e desejei sorte ás duas, e elas fizeram o mesmo apesar de eu não ter um encontro e sim uma ampla visualização de meus queridos rivais no hospital! Shanaro, eu vou ser a melhor na área!

Com os cabelos soltos caídos sobre os ombros expostos com uma simples regata preta e um jeans surrado, acreditei estar pronta e sai com uma pequena bolsa atravessada. Ao colocar o pé na rua avistei a escura figura se aproximando com um jeans e uma camiseta preta com mangas esgaçadas, sentindo o frio me pinicar ignorei e andei em sua direção com um leve sorriso que eu não conseguia esconder.

-Pontual você Doutora.- Fez referência em um tom duvidoso.

-Certamente caro engenheiro.- Rimos juntos e andamos até o "pub" para universitários, que já tinha uma quantidade considerável de pessoas, porem definitivamente não perto do quanto teria mais tardar. 

Sasuke me apresentou a simpáticos cirurgiões que estavam com Itachi, hoje estagiários mas amanhã meus chefes. Conheci calouros que cursariam comigo, incluindo uma garota chamada Konan, cabelos roxos e piercings pelo rosto, rebelde e muito querida. Me acompanharia nas matérias possíveis. Não muito tarde chegou a popular mas na minha opinião, pior pessoa, Karin Uzumaki, não suportada pelo próprio primo, Naruto, mas amada por muitos. 

-Ae Sakura, rumores que Karin e Sasuke tem casinho, então se eu fosse você me cuidava com esse cara, não sei qualé a da ruiva.- Falou Konan perto do meu ouvido enquanto eu avistava longe, Hinata e Naruto saindo de uma mesa juntos de mãos dadas, bom a noite foi positiva para ela, quem sabe seja só um rumor.

Sasuke voltou à meu lado trazendo uma água, como sabia que eu não bebia? Resolvi não questionar e seguimos a farra universitária rindo de bêbados e trêbados do local. Karin bebia uma cerveja atrás de outra e me pergunto como tem aquele corpão. Como de costume, um bom Rock tocava, mais conhecido como "Bring me the Horizon", enquanto eu conversava com Konan no balcão sobre viagens que ambas fizemos durante nossas vidas, até que senti uma mão sobre meu ombro.

-Pode me acompanhar?- Perguntou Sasuke e assenti sinalizando a Konan que já voltaria.

-Onde você estava? Sumiu que nem vi.- Brinquei com a expressão. Andavamos em meio a pessoa entre o balcão e o meio aberto que também se encontrava ocupado, já com uma música mais lenta.

(Escute ela se possível lendo agora até o final do capítulo -Bon Iver & Vicent - Roslyn) 

Segui Sasuke até um canto perto da máquina de som que não parava a nenhum momento, o dono desta máquina já deve ter milhões apenas em moedinhas colocadas. A mão dele estava tão gelada que eu queria perguntar se estava bem, mas o som não permitia. Então ele se virou para mim e disse algumas sílabas que juro ter lido em seus lábios (Me desculpa, eu não quero ser só seu amigo Sakura) e antes que eu pudesse digerir o que acreditava ter visto, ele já havia me puxado para selar nossos lábios em apenas um, com sutileza, e eu não os separei. Para quem aguardou tal momento durante uma vida, aquilo era mais que perfeito, era um sonho. A música calma guiava meu coração e ele nossos lábios e quando nos separou abri os olhos temerosa mas encontrei um sorriso sincero, e sábia que as coisas mudariam, e surpreendentemente seriam boas.

-Posso te deixar em casa? Já esta tarde...- Ele ainda sorria, acredito que por ser reciproco.

-Claro, só preciso avisar Konan!- Eu sorria mais ainda. Ele assentiu e combinamos de nos encontrar do lado de fora do local. 

Meu coração ecoava pelo corpo inteiro, e minhas pernas bambas andavam desmioladas com o all-star desamarrado. Aquilo era o final de noite mais perfeito que se pudesse imaginar, um clichê completo que estaria prestes a ser iniciado, e foi. Me despedi de Konan e segui em meio as pessoas até chegar ao lado de fora bem iluminado, ainda era cedo para os que iriam até a manhã, apenas 00:02 constava no relógio do celular com bateria baixa e...

Ao lado de fora Sasuke se encontrava parado com as mãos ao lado do corpo e Karin em cima do mesmo tampando seu rosto, pude a ver guiar a mão dele até aquele traseiro nojento dele e a mesma mordiscar sua orelha. Não. A noite perfeita acabará de se tornar um pesadelo em média de 4 segundos e eu não seria párea para assistir até o fim  daquela coisa que chamam de pegação ou seja lá o que for... E eu o ouvi gritar meu nome e a ruiva maldita rir, mas não parei de correr até que sentisse os pulmões arfarem desesperados, mas já era tarde para ele, tarde demais, como pude ser tão... vulnerável.


Notas Finais


Oi gente :3 espero que tenham gostado e entrado no clima como a Sakura pela leitura e música! Obrigada por lerem e não esqueçam de comentar, querem mais músicas durante os capítulos? Até o próximo:3
~Jane <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...