História Embarrassing Photo - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Sehun, Xiumin
Tags Chanbaek, Exo, Yaoi
Exibições 542
Palavras 2.992
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Lemon, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá meus queridos leitores!
Entrei na onda de geral e resolvi fazer comeback também!
E novamente, Chanbaek, porque eu amo, você ama, e Chanbaek nunca é demais! ^^
Mas povo, bora falar sério?
UMA FANFIC MINHA CHEGOU A 100 FAVORITOS, E OUTRA A 90 E POUCOS!!!!!
SOCORRO, COMO LIDAR?
Nunca pensei que isso fosse ocorrer, sinceramente.
Obrigada a todos vocês, leitores e leitoras que acompanham meu trabalho! Obrigada por lerem, favoritarem e comentarem, sério, amo muito vocês <3
Solto aqui um agradecimento especial a minha veada maravilhosa, pois se não fosse por muuuuuuita insistência dessa mulher, eu com certeza não estaria aqui <3
Boa leitura, me desculpem por qualquer erro ^^]
PS: HOJE É ANIVERSÁRIO DO CHIMCHIM! SOCORRO, NEM ACREDITO <3
PS2: QUE COMEBACK FOI ESSE? MAIS ALGUÉM TA GRITANDO MANHI MANHI PELA CASA?

Capítulo 1 - Black Tattoo


-Aish! -Exclamou Chanyeol passando a mão nos cabelos prateados, mostrando uma irritação evidente.

Ele encarava o pequeno notebook branco a sua frente, estava tão estressado que gostaria de socar aquelas pequenas teclas com letras perfeitamente desenhadas.

-Era para estar aqui! -o mesmo continuou, até soltar uma palavra de baixo calão -daquelas bem pesadas- no momento que novamente, um erro ocorrera.

-Qual o problema? -perguntou Xiumin, se aproximando do mais novo, acompanhado de Sehun.

-Podemos te ajudar em algo? -questiona o Maknae.

Yeol bufou indignado.

-Ontem eu e Baekhyun havíamos terminado a letra da música nova, mas o arquivo sumiu! -retrucou o mesmo, se estressando ainda mais -Eu me lembro de ter salvado! 

Xiumin olhou para o mesmo pensativo, dando uma última conferida nas configurações.

 Olhava para o teclado, tentando fazer uma sequência de movimentos ao apertar diversos botões juntos.

Mas assim como o mais novo, falhou miseravelmente.

Sehun também tentou, usando alguns métodos antigos que conhecera, no entanto, também falhou.

E os amigos ficaram discutindo sobre durante longos minutos, e Yeol começou a ficar ainda mais explosivo.

E sem perceberem, todos ficaram alterados, causando uma gritaria absurda com direito a palavrões e socos na pobre mesa.

-Pra que todo esse barraco!? -Baekhyun indagou, surgindo na sala e pegando todos de surpresa.

Ele estava realmente fofo, Yeol precisava admitir. Uma enorme blusa de mangas compridas em um tom branco era notória, juntamente com a calça cinza de moletom.

Os três amigos contaram toda a história, fazendo questão de fazer ênfase ao falar de suas dificuldades.

Byun sorriu bobo, soltando uma pequena risada, retrucando por fim:

-Podem dar uma olhada no meu computador! Eu salvei o arquivo! 

Todos o olharam com indignação, deixando a boca aberta.

O próximo passo foi testemunhar três pessoas subindo as escadas brancas desesperados, correndo para o quarto de Baek.

O quarto do mesmo era provavelmente a parte mais "doce" e fofa da casa, afinal ele era o único que realmente cuidava do ambiente, os outros praticamente viviam na bagunça.

Todo pintado de rosa clarinho, com vários ursos de pelúcia espalhados pela cama, além de coroas de flores e luzes de natal com polaroids.

E claro, um notebook rosa fosco.

Yeol se sentou na cadeira branca delicada, os outros dois amigos  permaneceram de pé.

Porém, mais um problema pairou sobre a cabeça de todos:

Onde estaria o raio do arquivo? 

Rolaram seus olhos nas pastas espalhadas pela área de trabalho, se perguntando qual seria a mais correta a se escolher.

 E uma pasta em específico chamou muito a atenção de Chanyeol, não era nada muito especial, apenas um arquivo escrito "P.M.P.C.A"

A curiosidade ele todos havia sido atiçada, era algo tão simples, no entanto, não sabiam o significado, precisavam saber mais.

Seria algo relacionado a Super Heróis? Talvez alguma série lançada recentemente? Talvez a sigla de um grupo debutado a poucos dias?

Era um mistério.

A primeira foto da não era nada demais, uma imagem somente das coxas de alguém usando saia rosa, com pequenos detalhes brancos.

As pernas eram tão delicadas que estava óbvio que pertencia a uma mulher.

-O Baek está falando com um garota? -questionou Min.

-Ele tá quase pedindo nudes? -continuou Sehun.

-Aigo! Parem de ter esses tipos de pensamentos! Estamos falando de Byun! -começou o prateado.

Todos concordaram com a cabeça.

No entanto, o que veio a seguir era algo mais "obsceno".

Um filtro preto e branco era visível, nada se mostrava, nem a cara, nem o cenário, pois o fundo era completamente borrado.

Um pouco dos cabelos era notório.

Um garoto mordia os lábios -que pareciam bem cheios por sinal- e utilizava uma blusa de mangas compridas de tamanho extra-grande, deixando a clavícula a mostra, com uma pequena tatuagem preta de coração um pouco abaixo.

Era provocante.

-Nossa! Ele está falando com um garoto? -perguntou Sehun surpreso. 

E ao mudar para a próxima imagem, o susto foi ainda maior.

Apenas o abdômen levemente definido e a calça, nada do rosto, muito menos algo que mostrava o local que o garoto se encontrava.

Um pequeno "V" bem marcado abaixo do abdômen, sua calça estava levemente abaixada para a direita, deixando um pouco mais de carne exposta.

E novamente, um coração negro de porte pequeno abaixo.

Todos arregalaram os olhos.

-I-isso só pode significar uma coisa... -disse Sehun, falando calmamente, com uma pausa.

Yeol e Min encarraram o garoto com uma certa curiosidade no olhar.

-Baekhyun definitivamente é um Daddy! Essas são claramente fotos de seu "BabyBoy" -ele fez questão de enfatizar a palavra "BabyBoy".

-Isso é verdade! Baekhyun é muito chato em relação ao seu corpo! Nunca iria mandar fotos assim! -Xiumin concordava, com uma leve incerteza, no entanto, acreditava que aquela era a melhor opção. 

Chanyeol direcionou sua mão direita a sua face, mostrando uma clara decepção.

-Aish, vocês estão ouvindo o que estão falando? -começou ele, aumentando o tom de voz -É o Baekhyun! Eu sei que ele não deve ser cem por cento santo, mas por favor! Ele? Sendo um Daddy? Cruzes! Parem de ler fanfics! 

Eles riram.

-Quero ver achar uma explicação melhor -Min sussurrou, debochado.

E a última foto, era de fato a mais pornográfica de todas.

Novamente, o tão amigo filtro "preto e branco", dessa vez, o garoto estava de costas, deitado de bruços na enorme cama, cobrindo suas partes íntimas devido a posição.

A nádega direita estava mais amostra, e como anteriormente, nada do local, muito menos da pessoa em questão. 

A marca registrada do garoto misterioso estava presente:

A tal "tatuagem negra de coração".

-Baekhyun definitivamente é um Daddy! -Disse Sehun olhando para a foto, pasmo, assim como os outros.

Chanyeol não tinha mais argumentos a essa altura, todas as provas eram contra Byun.

-Sabe, estive pensando... -disse Min pensativo -E se esse suposto "BabyBoy" for o próprio Baekhyun? 

Sehun o olhou surpreso.

-Essa possibilidade é válida também! -disse o Maknae animado.

Yeol suspirou forte.

-Vocês perderam totalmente o juízo certo? Eu irei provar que toda essa história é um mal entendido! -começou o platinado -Irei conversar com Baek, e vocês verão que são um bando de maliciosos! 

Yeol fechou todas as abas do site, encarando os amigos com uma pequena raiva.

Chan não podia esconder certas coisas, e, seu ciúmes era uma delas.

Ele e Baekhyun tinham algo diferente, um laço que não se compartilha com qualquer um.

E, ao ver as fotos e os comentários ridículos de seus colegas, Chanyeol passou a se estressar ainda mais.

Pois mesmo sem admitir, ele acreditava que aquilo poderia ser verdade, e, aceitar que seu Baekhyun já estava com outro, poderia ser doloroso demais.

Chan precisava ser o Daddy de Byun, nenhuma outra pessoa poderia possuir esse direito.

Baek o pertencia, e isso estava mais que na cara.

Os garotos pensaram em começar uma nova discussão, no entanto, foram interrompidos por um Baekhyun curioso, que abriu a porta com uma certa rapidez.

-E então? -ele começou esperançoso -Acharam a letra? 

Todos sorriram.

-Sim! -mentiu Xiumin -Yeol acabou de me passar por E-mail! Melhor eu começar a fazer a composição! -ele continuou, falou tudo aceleradamente, e tentou forçar seu melhor sorriso

-Vou aproveitar e te ajudar com o rap! -Finalizou Sehun 

Ambos correram para fora do quarto, Baekhyun olhou para cena confuso, essa atitude não era comum de seus colegas.

A porta fechou com força, causando um barulho desagradável .

-Não saia ainda -ditou Yeol firme

O mais alto se levantou, trancando a porta em seguida.

Olhou para Byun, que estava com os olhos arregalados, engolindo em seco.

-Precisamos conversar -continuou Chan, com sua voz grossa que arrepiava cada pelo do corpo de Baek

-A-aconteceu a-algo? -o menor pergunta, com um nervosismo na fala 

Chanyeol ficou atrás de Byun, em seguida, o puxou para trás, segurando forte na cintura fina do garoto.

Começou a rebolar lentamente, fazendo sua ereção roçar na entrada do menor.

Os pequenos movimentos obscenos estavam levando Baekhyun a loucura, cada pelo de seu corpo já estava arrepiado, a excitação já corria pelas veias do mesmo.

Tudo piorou quando Yeol passou a distribuir beijos molhados pelo pescoço pálido do mesmo.

Byun mordeu os lábios, na tentativa de segurar seus gemidos.

Fechou os olhos para ter mais prazer, aproveitando aquela situação ao máximo.

Se a vontade de Baekhyun era ter um Daddy, Yeol estava disposto a mostrar que poderia ser melhor que a concorrência.

-Eu soube que você é um Daddy... -sussurrou perto da orelha do menino, soltando aquele ar quente que tanto o arrepiava 

Ele suspirou, excitado.

-Daddy? -começou, com um tom impuro na frase -Então você encontrou a pasta...

O maior não respondeu.

-Você está enganado, Park Chanyeol

Yeol mordeu o pescoço do garoto, deixando uma marca vermelha, que com certeza ficaria roxa no dia seguinte.

-Um BabyBoy? -o maior continuou, mordendo a orelha de Byun - Então você tem um Daddy? 

Yeol desceu as mãos para a bunda do garoto, apertando com força a carne em abundância.

-Alguém consegue fazer melhor que eu? - ele continuou apertando, e Baek não resistiu, acabou gemendo, arrastado e agudo -Quem é o seu Daddy, Baek? 

Byun deu seu melhor sorriso sacana.

-Achei que você já soubesse a resposta...

As provocações continuaram, até Yeol questionar:

-O que era aquela pasta? Então era realmente você nas fotos!

Ele puxou forte a cabeça do menor para trás, deixando o pescoço mais amostra ainda.

Deu uma lambida com sua língua quente pelo local, arrancando outro gemido do menor.

Lentamente,o garoto desceu a enorme blusa branca de Baekhyun, fazendo uma parte de seus ombros e sua clavícula ficarem descobertos. 

Não resistiu, acabou beijando aquele ombro desnudo.

E ao olhar melhor, pode ver um pequeno coração negro, logo abaixo da clavícula.

Lá estava a marca registrada do suposto "BabyBoy", a famosa "Tatuagem negra de coração".

-"Pour mon père, Chanyeol-Ah"-disse Byun ao meio de arfares

Aquilo era francês, Chanyeol pode reconhecer.

O garoto possuía uma boa pronúncia, o que era curioso. 

A respiração do menor estava descompensada, sua excitação estava visível.

Ele gemia baixo, seus olhos ainda estavam fechados.

-A sigla... Significa "Pour mon père, Chanyeol-Ah" -finalizou, gemendo arrastado quando sentiu os dedos gelados de Yeol tocar seu baixo ventre

-E o que isso quer dizer? -Questionou 

Byun mordeu os lábios da maneira mais obscena que pode.

E lentamente disse, de maneira sensual até demais:

-Para o meu Daddy, Chanyeol-Ah 

Chanyeol sentiu o a ereção pulsar por baixo da calça, seus pelos se arrepiaram ao ouvir tal sentença.

Ele segurou a cintura de Byun com mais força, como se quisesse mostrar posse.

Porque com essa confirmação, já estava mais que na cara:

Baekhyun era propriedade exclusiva de Chanyeol.

-Queria agradar meu Daddy da melhor forma... -soltou o menor -Eu sabia que você iria achar as fotos, eventualmente... Eu fiz bem Daddy? Eu te excitei como um bom garoto?

Yeol não podia acreditar que aquele era o mesmo Baekhyun que conviveu consigo durante todos esse tempo.

Byun era fofo e inocente, não falava palavras de baixo calão, não falava nada impróprio.

Mas aquele Baekhyun, que estava entre quatro paredes com Yeol, o excitando, dizendo coisas pornográficas, aquele que era seu "BabyBoy", era de fato, outra pessoa.

Aquele era o lado negro de Baekhyun, no qual mostrava todos os seus pecados.

No entanto, o pecado é sempre mais tentador, tudo que Yeol precisava fazer era provar daquele doce fruto.

E ao dar passos longos para frente, o maior pode prensar Byun na parede, o virando em seguida.

Ele encarou aqueles profundos olhos castanhos cheios de luxúria, os lábios levemente vermelhos por terem sido maltratados anteriormente.

E foi com um beijo quente e sensual que Yeol cedeu completamente a luxúria.

Os lábios do menor eram viciantes, tinham um gosto engraçado de cereja, e se moviam perfeitamente bem.

As línguas dançavam em um ritmo perfeito, como se já fossem velhas conhecidas.

Ao quebrar o beijo, o maior ditou:

-Você fez muito bem, BabyBoy 

Baek se arrepiou.

-Agora é sua vez -diz o menor ao pé do ouvido do platinado -Faça muito bem

Chanyeol soltou seu melhor sorriso sacana.

-E como você gosta, BabyBoy? -continuou, com uma voz rouca e sensual 

Suas bochechas tomaram um tom rubro, no entanto, Byun estava consumido por luxúria, resolveu apenas deixar as preocupações de lado.

-Faça com uma velocidade alucinante -Começou o menor, arfando com as mãos bobas do mais novo -, não pense em quem está a nossa volta, apenas faça-me gemer alto, até eu ficar rouco

Ele pulou no colo do maior, colando sua boca ao ouvido do mesmo.

-Faça com força, não quero que tenha pena de mim. Divirta-se da maneira que preferir... Eu sou seu BabyBoy, e irei te tratar muito bem Daddy... Afinal, eu pertenço a você... Ninguém mais, ninguém menos

Chanyeol sorria com tanta impureza.

De todos os pecados, Byun Baekhyun era de fato, o mais gostoso.

Sem perder mais tempo, andou até a cama, jogando o garoto na mesma.

As roupas rapidamente retiradas, os lábios grossos do maior grudaram novamente no pescoço pálido de Byun, deixando marcas que -com toda certeza- ficariam roxas no dia seguinte.

Com calma, Yeol desceu suas mãos bobas até a boxer azul do garoto, a abaixando lentamente, retirando todo o tecido.

Baek se arrepiou ao sentir os dedos frios encostarem em sua ereção, mordeu os lábios, tentando segurar um gemido.

E sem pedir permissão, começou uma masturbação lenta, o que fez Baekhyun jogar a cabeça para trás, e praticamente gritar de prazer.

Os gemidos já não podiam ser controlados, era um atrás do outro, e todos causavam arrepios no mais novo.

Eles eram música para os ouvidos de Yeol, eram lindamente obscenos, agudos, às vezes, abafados.

E para piorar, Baek colava sua boca nas orelhas de Chanyeol, fazendo questão de gemer perto delas.

-Channy-Ah! -ele disse, manhoso 

-Você já está tão molhado... Acabamos de começar... -começou Yeol, beijando a parte interna das coxas do menor

Baek arfou, agarrou os cabelos de Chanyeol com força.

Ele já podia sentir o doce gosto do orgasmo.

No entanto, Yeol parou com os doces movimentos ao perceber que o menor já chegava ao seu ápice, gerando um gemido de desaprovação do pequeno.

Ele mostrou dois dedos ao mesmo, no entanto, Baekhyun negou com a cabeça.

-Não quero preparação Daddy... Eu disse que você não precisa ter pena de mim 

O menor fez sua melhor cara maliciosa, e Chanyeol retribuiu da mesma forma.

-Mais e o lubrificante? -ele questiona, olhando fixamente nos olhos castanhos e nas bochechas levemente rosadas de Byun

A cara feita pelo menor não podia ser descrita, era a coisa mais obscena e maliciosa que Yeol já havia visto.

-Eu tenho uma ideia melhor... -disse o pequeno, mordendo os lábios

Em um movimento rápido, as posições foram invertidas.

Byun olhou fixamente para Chan, ainda mordendo os lábios rosados.

Ele lambeu toda a extensão do abdômen do maior, aproveitando cada pedaço daquela pele macia e levemente bronzeada.

Ao chegar na boxer, a jogou longe, vendo o pênis pulsante do maior pular para fora.

Seus lábios salivaram, cheios de desejo.

Sem aviso prévio, colocou tudo na boca, fazendo uma sucção deliciosa.

Yeol acabou não se aguentando, e soltou  gemido rouco e sensual, o que incentivou o menor mais ainda.

Ele definitivamente poderia gozar somente os ouvindo.

-Baek-Ah, sua boca é tão gostosa! -exclamou o garoto

Aquilo não era nenhuma mentira, ela era completamente quente, dando sensações diferentes no mais novo.

Sem perceber, Chanyeol direcionou suas mãos grandes até os cabelos loiros de Baekhyun, começando a estoca-lo em  ritmo próprio.

O resultado foi uma garganta profundas, que fez Byun engasgar algumas vezes.

Quando o menor sentiu que já havia molhado o pênis de Yeol o suficiente, parou completamente com os movimentos.

-Já esta lubrificado o suficiente, Channy-Ah? 

O maior riu.

-Você é cheio de surpresas

Sem enrolação, Baekhyun foi posicionado de quatro na cama, deixando sua entrada rosada e contraída a mostra.

Quando viu o pequeno coração negro na bunda do garoto, não se aguentou, acabou apertando as nádegas fartas e branquinhas do menor, dando um tapa em seguida.

Baek gemeu arrastado.

E sem esperar mais, Chanyeol o penetrou, fazendo o menor gritar.

Obviamente, ele sentia dor, mas estava tão consumido pelo prazer que apenas a deixou de lado.

Começou lentamente, mas após alguns minutos, passou a se movimentar mais rápido.

Se Baek estava descontrolado antes, agora ele estava um absurdo.

Não conseguia parar de gemer o nome do garoto, sempre pedindo por mais.

Estava tão excitado que sentia os braços e pernas falhando, era cada vez mais difícil de se sustentar na cama.

E quando sua próstata foi atingida, não demorou muito para sentir o orgasmo.

Mais três estocadas firmes e fundas foram necessárias para que assim, ambos chegassem ao ápice do prazer, gemendo em conjunto, e gozando ao mesmo tempo.

Ambos caíram fracos na cama, com a respiração acelerada.

Yeol saiu de dentro do mais velho, o abraçando por fim.

-Acho que todos ouviram...-disse Chanyeol encarando o menor

-Isso é bom...Eles vão sabe como você me fode bem

Chanyeol sorriu malicioso, tomando os lábios de Baek em um simples selar.

O mesmo se levantou, deixando Chanyeol confuso.

No entanto, ele pode ter uma vista privilegiada daquela bunda farta do mesmo.

-Espero que suas forças não tenham sido drenadas, Daddy-Ah- O menor continuou, com toda sua malícia

-Porque, BabyBoy?

O mesmo então abriu uma gaveta, tirando de lá alguns objetos.

Ao se virar, mostrou uma algema de pelos cor-de-rosa, juntamente com uma máscara de dormir, chicote preto e -na outra mão- uma fantasia obscena de gato.

-Porque como você mesmo disse...Acabamos de começar

Chanyeol mordeu os lábios, totalmente excitado.

-O que acha de brincar mais um pouco? -questionou o pequeno, lambendo de maneira sensual o fino chicote

-Se arrume Baby, afinal, acabamos de começar

Aqueles jogos estavam apenas no começo.

Pois se tem uma coisa que Baekhyun tem é um libido em abundância, e Chanyeol, é simplesmente incansável.

Junte os dois, e o que se obtém?

Um casal de ninfomaníacos que, não pretendem parar tão cedo.

 


Notas Finais


Bem, foi isso.
O que acharam? Bom? Ruim? Péssimo?
Me contém tudo nos comentários!
Espero que vocês tenham gostado, escrevi com muito amor! <3
E novamente, obrigada gente, eu amo vocês! <3
Um grande beijo meus queridos leitores, até!
PS: MANHI MANHI ~('-'~)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...