História Emison - Boate da luz vermelha - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Aria Montgomery, Caleb Rivers, Emily Fields, Ezra Fitzgerald, Hanna Marin, Jessica DiLaurentis, Melissa Hastings, Mona Vardewaal, Spencer Hastings, Toby Cavanaugh
Tags Emison, Hot, Intersexual, Prettylittleliars
Visualizações 158
Palavras 2.156
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Agradecendo novamente a todos, pelas belas palavras positivas. Cap. novo para vocês, acho que bastante gente está esperando por ele. Espero que gostem !!!

Boa leitura <3

Capítulo 14 - Me perdoa


Fanfic / Fanfiction Emison - Boate da luz vermelha - Capítulo 14 - Me perdoa

Me perdoa

EMILY

Acordei com uma puta dor de cabeça, ninguém mandou beber daquele jeito, fui para o banheiro e tomei um bom banho, me arrumei e desci para tomar café. Marlene estava terminando de colocar a mesa.

-Bom dia. – Falei

-Bom dia, dor de cabeça? Já deixei remédio preparado.

-Sim bastante, obrigada. –

-Emily, não quero ver você fazendo essas coisas, a época de enlouquecer já passou a bastante tempo.

-Eu sei, desculpa. Agora deixa eu comer para melhorar.

Ela saiu e eu tomei meu café sossegada, peguei meu celular e tinha 6 ligações da Alison, será que bateu preocupação, na moral depois de destruir meu coração vir com essa, sai fora. Assim que terminei me despedi da Marlene e fui para a construtora. Cheguei dei te cara com a Spen na porta falei bom dia mais ela me seguiu até minha sala.

-Como você está?

-De ressaca, deu para perceber? Mais tirando isso estou ótima

-Para Emily, ressaca eu sei que você está, estou falando da Alison

-Então você já sabe também?

-Hanna teve que contar para gente, olha como achamos você ontem.

-Esquece isso Spencer, Alison é passado, vamos focar no presente.

-Você que sabe. –

-Eu não sei de nada. - Sentei no sofá que tinha na minha sala e afoguei minhas mães no meu cabelo olhando para o chão

-Fala Emily solta isso que está aí dentro, para você não explodir

-Eu não consigo entender aquela pessoa sério, tivemos uma conversa legal em casa, ela foi super sincera sobre seus sentimentos, e eu também, agora ela simplesmente me pede um tempo para a poeira abaixar, que porra é essa. Então quer dizer que depois da poeira abaixar ela vai continuar comigo mais escondida?

-Emy ela nunca se interessou por mulher, e pelo pouco que conheço ela deu para perceber que ela é bm fechada ao demostrar sentimento, e se você está falando que ela demostrou por você, eu acho que deva acreditar nela, deve ser sendo uma barra pesada, você se lembra como foi com sua mãe eu sei que você era adolescente, mais ela está passando isso agora, é difícil mesmo assim, é chato isso sim, poxa a Alison é adulta, é só aberta o foda-se e ir viver, mais na pratica não é assim.

-Eu sei, eu tinha falando para ela que seria paciente com ela, mais o modo que aconteceu eu não consegui, doeu.

-Tenha calma, dá um tempo para ela, se ela quiser ela vai te procurar.

-Não tem outro jeito

-Enquanto isso a senhorita vai hoje com a gente na sua boate, vai ter uma apresentação especial da mulherada lá, e a Hanna não quer deixar o Caleb sozinho e eu vou ter que ir vigiar o Toby também.

-Ah eu vou fiar de vela.

-Não sua boba, estamos com você sempre. -

-Aceito, agora deixa eu trabalhar

Ela sorriu e saiu da sala, as vezes ela era muito boa com conselhos me deu uma aliviada.

ALISON

Levantei cedo, queria chegar mais cedo no trabalho tinha deixado algumas coisas sem fazer, tomei meu banho e desci não queria encontrar meus pais mais acho que eles ainda estavam aqui. Desci assim que entrei na cozinha dei de cara com meu pai

-Bom dia. – Falei baixo

-Bom dia Alison. – Disse serio

Fui pegando o café, e me servindo enquanto ele me olhava que situação. -

-Você tem certeza do que está fazendo? Vamos embora comigo e sua mãe, não precisa perder sua vida boa.

-Pai, eu tenho certeza nem um pingo de dúvidas, logico que eu não queria que fosse nessa situação, minha mãe nem olhando na minha cara.

-Você sempre foi nossa menininha, é muito difícil aceitar isso, sempre sonhei te levando ao altar, com netos.

-Pai não é porque eu vou me relacionar com uma pessoa do menos sexo, que isso que você sonha não vai acontecer.

-Como não Alison? Você só pode estar brincando comigo

-Pai isso é pessoal da Emily, mais para sua informação ela é intersexual, ela pode me engravidar. – Ele ficou apenas me encarando por alguns minutos.

-Que loucura, mais chega de briga. Espero que seja feliz. – Naquele momento ver meu pai falando assim, me deu uma vontade de chorar de felicidade

-Obrigada pai.

-Olha sei que a casa e grande e vai ser difícil para você e seu irmão. Não deixarei de colocar todo mês o dinheiro de vocês na conta. E se quiser pode ir nos visitar, sua mãe com o tempo vai aceitar, mais deixa ela passar por isso agora.

-Pai não precisa, vamos dar um jeito.

-Sem mais Alison, depositarei todo mês, é de vocês mesmo. Agora vai trabalhar para não chegar atrasada. – Eu estava feliz demais esqueci o jeito bruto dele e dei um abraço inesperado. Me despedi e fui trabalhar eu estava mega feliz.

Assim que cheguei vi a Hanna ela passou por mim sem falar um simples oi, aff que saco ela é muito legal mais quando quer ser chata ela consegue, fui para minha mesa e adiantei as coisas, vi que ela estava sozinha e fui lá falar com a birrenta.

-Posso sentar ou você vai me expulsar.

-Fica à vontade.

-Han para com isso, se você ficar me tratando assim como que eu vou contar o que aconteceu, todas as novidades.

-Novidades Alison, novidade que você terminou com a Emy, novidade que deixou ela mal ao ponto de beber duas garrafas de whisky e ir parar no hospital. Essa é a novidade? – Aquelas palavras me destruíram, a Emily foi parar no hospital por minha culpa.

-Hanna como ela está. – Falei com os olhos cheios de lagrimas, por isso ela não me atendeu ontem.

-Já está em casa, aliás já deve estar trabalhando Emily é forte.

-Me escuta por favor, eu sei que fiz tudo de um jeito errado, mais resolvi tudo com meus pais eu estou livre, meus pais foram embora a casa e minha e do Jason agora, eu quero a Emily eu percebi como eu amo ela mesmo com esse curto tempo ela me fez ter sentimentos que nunca tive, eu sei que magoei ela, mais vou fazer de tudo para ela me desculpar. – Ela me olhava agora sua fisionomia agora ela outra ela sorria.

-Isso é sério Ali?

-Muito sério eu tentei ligar para ela para contar mais ela não me atendeu, mais acho melhor falar pessoalmente

-Ai nossa, que alivio vocês são um casal perfeito não poderia acabar assim. Tem que contar pessoalmente, hoje vamos na luz vermelha vai ter um evento lá, a Spen mandou mensagem que a Emily aceito ir, você vai coma gente e lá vocês se reconciliam e já aproveita para usar uma suíte. – Ela disse com um jeito malicioso e eu ri concordei com ela, lá que foi nossos melhores encontros então não teria jeito melhor

-Que horas vamos?

-A Spen vai com a Emy e o Toby, a Aria vai com o malinha do Ezra e eu vou sozinha podemos ir juntas.

-Podemos sim.

-Então eu passo para te pegar as 21:00h

-NOSSA EU ESQUECI DE FALAR. - Falei alto fazendo ela assustar.

-Falar o que sua louca

-Aliás contar, a casa está muito grande para mim e o Jason resolvemos alugar um quarto e adivinha quem vai morar com a gente? – Falei sorrindo

-Não brinca, meu cabeludinho sério?

-Sim Jason tinha mandado mensagem falando que ele super aceitou

-Ai Ali, não vou mais sair da sua casa. – Ela falou rindo e eu ri também e concordei voltei para minha mesa

O dia de trabalho foi pesado estamos tendo muitas encomendas, Hanna me chamou de novo

-O que foi?

-Você reparou que está ficando pequeno aqui para tana encomenda né?

-Sim Han

-Eu preciso de uma sócia, pois vou começar a viajar bastante, e quero alguém aqui para tomar conta de tudo e quero que você seja minha sócia, vamos arrumar um lugar maior.

-Você esta falando sério?

-Claro sócia, você aceita

-Mais é claro, nossa que noticia ótima, hoje é dia está sendo perfeito. – Dei pulinhos e abracei ela

-Parceira agora você manda também, não sou mais sua chefe.

Ri do que ela falou e concordei, começamos a olhar na internet lugares maiores, e conversando sobre novos projetos. Terminei e fui para casa, ao chegar já vi que a casa era só minha e do meu irmão, não tiraram nenhum móvel, apenas as roupas e objetos pessoais. Passou um pouco a campainha tocou fui atender e era o Caleb.

-Oi Caleb .

-Olá Alison, Jason disse que você estaria aqui essa hora. -

-Sim, entra fica a vontade.

-Obrigada, fiquei muito feliz com a oferta, estava precisando de um lugar.

-Vem vou te mostrar a casa. – Passei por todos os cômodos e ele só tinha elogios, adorou casa parte principalmente onde seria seu quarto

-Caleb esse quarto é seu, pode deixar ela com a sua cara, ok.

-Tudo bem Alison, eu passei para deixar minhas coisas aqui, tenho que ir mais cedo para a boate arrumar as músicas de hoje e o som.

-Tudo bem, aqui vou deixar essas chaves com você e sua, alias a casa é sua agora também.

-Obrigada mesmo Alison

-E para de me chamar de Alison, somos amigos pode falar Ali.

-Tudo bem Ali. -Ele riu e eu também, ele deixou as coisas no quarto e eu fui para cozinha ele passou e se despediu. Eu gosto dele é educado e muito legal. Arrumei as coisas e subi, deitei um pouco para descasar porque pelo jeito não iria dormir essa noite.

EMILY

Sai da construtora e fui treinar, eu gosto de gastar energia com esporte, para mim é uma terapia. Cheguei em casa e liguei a banheira para tomar um belo banho, fiquei lá por um bom tempo e logo deu o horário sai e fui ver a roupa que iria colocar hoje, me troquei e desci as escadas.

-Onde você vai Emily.

-Ah Marlene, não comece, foi para minha boate e fica tranquila as meninas vão, onde foi só um momento de fraqueza e nem quero beber hoje, só irei prestigiar minhas funcionárias.

-Tudo bem, fica ais aliviada e juízo menina.

-Também te amo

Peguei minha Ferrari e sai de casa, passei na Spen e peguei ela e o Toby, chegamos a casa estava movimentada as meninas lindas como sempre, Melissa agitada correndo para lá e para cá fazendo tudo. Sentamos em uma mesa e logo Aria e o Erza chegaram

-É muito estranho a gente vir com os namorados em uma boate assim. – Aria

-Estranho nada estranho seria ele vir sem você. – Spen

-Ele não é louco – Respondeu olhando para ele fazendo todos rirem

-Porque sempre a Hanna tem que ser a mais atrasada? – Falei

-Também não entendo, e olha que ela que insistiu de vir.

Ficamos conversando e eu fui animando, eu gostava de estar com eles, falei que iria buscar bebidas e levante fui até o balcão

ALISON

Hanna como sempre atrasou para me buscar, ela chegou e fomos em direção a boate.

-Nossa você vai matar o amigo da Emily hoje. –

-Porque? – Perguntei e dei uma risada gostosa

-Você está linda esse vestido ficou muito top. -

-Aah banana obrigada.

Chegamos e descemos, assim que entramos vimos o pessoal sentados numa mesa mais eu não vi a Emily, olhei para todos lugares e ela estava no balcão de bebidas e uma puta para ser sincera estava falando bem perto do ouvido dela, meu sangue ferveu sai em direção a elas pisando alto. Assim que cheguei puxei a piranha pelo braço

-O que você pensa que está fazendo. – Ela me olhou e Emily também me olhou assustada

-Como assim queria, solta meu braço

-Eu vou soltar mais é para você cair fora de perto da minha mulher. – Nossa soltei essa frase sem ver. Emily estava travada só me olhando, a ridícula vez uma cara de poucos amigos e saiu de perto e eu voltei a encarar a Emily

-Que bonito em deixar ela perto de você assim

-Sua mulher? – Ela me perguntou eu cheguei mais perto encontrando nossos corpos

-Sua mulher, e sou bem possesiva não gosto de dividir o que é meu. – Falei no seu ouvido e vi ela se arrepiar toda o que fez meu sorriso parecer

-Mais você ter minou comigo. –

-Esquece isso, eu quero você, agora cala boca e me beija. – Ela sorriu com o que falei e me beijou um beijo selvagem, um beijo que as duas queriam, depois de um tempo paramos por falta de ar e ela colou nossas testas segurando na minha cintura.

-Agora é a hora que você sai correndo e pedi para te dar um tempo

-Não, agora é a hora que a gente pega uma bebida e vai sentar com nossos amigos. –

-Eu te amo princesa.

-Eu te amo meu amor.

Selamos nossos lábios mais uma vez e depois fomos nos juntar com o pessoal que fez festa quando chegamos de mãos dadas.

 

 

 

Continua..........


Notas Finais


Amanhã tem mais galera.....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...