História Emison - Boate da luz vermelha - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Aria Montgomery, Caleb Rivers, Emily Fields, Ezra Fitzgerald, Hanna Marin, Jessica DiLaurentis, Melissa Hastings, Mona Vardewaal, Spencer Hastings, Toby Cavanaugh
Tags Emison, Hot, Intersexual, Prettylittleliars
Visualizações 270
Palavras 1.434
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Só para ficarem feliz mais capitulo..... Amanhã tem mais!!

Boa leitura

Capítulo 2 - Proposta


Fanfic / Fanfiction Emison - Boate da luz vermelha - Capítulo 2 - Proposta

-Emily

Faz algumas semanas, desde que conversei com Melissa, eu sabia que tinha escolhido a pessoa certa, ela arrumou um galpão gigante na saída da cidade, perfeito para nossa casa noturna, já estava tudo pegando fogo, mandei o pessoal da construtora, o negócio já estava a todo vapor, o bom que o dono do galpão aceitou vender para mim. Do lado de dentro a equipe foi muito foda, ficou tudo muito top, faltava detalhes, como os últimos moveis, coisas desse tipo. Estavam agora trabalhando do lado externo queria uma coisa sofisticada. Com o tamanho da construção, os comentários na cidade começaram, mais isso que eu queria.

Fiz meu horário na construtora, depois foi para boate encontrar a Melissa.

Eu – Nossa está ficando muito top Melissa. – Falei passeando meu olhar pelo local

Melissa – Então, eu nem acredito que conseguimos.

Eu – Você conseguiu, isso tudo aqui é trabalho pesado seu, se acha que eu não admiro o tanto que você ficou pegando no pé desse pessoal. – Falei enquanto ela ficava corada

Melissa – Era seu sonho, e vi que isso também virou meu sonho, mais mudando de assunto, temos hoje que olhar toda equipe masculina, que irá trabalhar conosco, desde dançarinos a Dj. Precisamos resolver isso hoje, depois tenho que ir atrás de gatas. – Falou me levando para o local que os machos estavam

Eu – Ficar falando com macho Melissa, você não quer ficar com essa parte não – Falei tirando sarro, e ela olhou para mim como (você vai me ajudar e ponto)

Fizemos entrevista com todos, era uma equipe grande, pois precisávamos escolher equipe para os dois locais. Na hora do Dj eu que estava entrevistando, na luz vermelha queríamos que tivesse uns dois dias na semana show dos machos e outro das gatas. Essa parte da boate iriamos abrir só terça e quinta. E a outra que era uma balada não teria dia certo, queríamos pegar um Dj fixo e fazer sempre shows diferentes.

Entrevistei um rapaz, que me identifiquei na hora, a gente simplesmente bateu o maior papo, como se já conhecemos a anos, ele se chamava Caleb, contratei ele na hora, seria nosso Dj fixo, e cuidaria da parte gráfica da boate, e da casa noturna.

No final do dia tínhamos escolhido nossa equipe masculina toda. Estava com o tempo curto, semana que vem o pessoal que daria o alvará já iria vir para fiscalizar o local. E a Melissa já estava correndo atrás das meninas, não ia ser difícil recebemos vários currículos.

Deixei o local e parei no the brew para tomar um café, assim que entrei dei de cara com a Aria, estudamos juntas éramos amigas, mais ela era muito certinha na época e eu já estava na faze porra loca, então não deu muito certo.

Eu – Desculpa Aria – Falei olhando para ela, depois da esbarrada

Aria – Que isso Emily, foi nada – Falou olhando sorrindo para mim. – Mais quanto tempo, nem parece que moramos na mesma cidade. - Ela disse esticando a conversa

Eu- Pois é, minha vida está uma correria. – Falei enquanto chegava perto do balcão para fazer meu pedido e ela ia me seguindo

Aria – Imagino, fiquei sabendo dá boate que você vai abrir, passei lá em frente, está ficando muito linda, imagina dentro. – Ela me disse e eu sorri para ela

- Não posso negar esta top demais. – Espero você e o Ezra na inauguração

- Com certeza vamos estar – Ela disse depois se despediu e eu fiz meu pedido que logo entregaram e eu sai.

-Alison

Estou me sentido completamente um tedio esses dias, minha mãe não para de falar na minha cabeça, que tenho que arrumar um emprego, mais eu não estou afim de dar aula, nem tenho paciência para isso. Aproveitei que ontem ela foi viajar para marcar de sair com as meninas íamos para Filadélfia, atrás de curti. Meu irmão nunca para em casa mesmo, aquele babaca, e outra que não tenho mais que ficar dando satisfação.

Iriamos no carro da Hanna, Aria também vai ela brigou com o Ezra e queria afogar as magoas na vodka.

Coloquei um vestido preto curto, marcando cada lugar que deveria marcar, e um blazer braço por cima e um salto preto.  Terminei de arrumar meu cabelo e maquiagem de desci, para esperar as meninas. Escutei a buzina do carro e já sai. As meninas estavam lindas também

Eu – Gnoma, passa para trás que eu gosto de andar na frente – falei já abrindo a porta do carro, ela apenas assentiu com a cabeça e foi.

Hanna – Você e muito folgada Ali, ela já estava aqui.

Eu – Vamos começar a discutir, aproveita que ainda não saímos que eu já fico aqui mesmo.

Aria – Pode para vocês duas, eu não ligo. Agora liga ao carro e vamos Hanna.

Concordamos em conjunto e fomos sentido balada. Assim que chegamos nem precisamos ficar na vila passamos direto, gente bonita não fica em vila. A balada estava até que boa, pegamos bebidas no bar e a Hanna estava começando a ficar louca, Aria afogando as magoas literalmente a cada música que lembrava do amorzinho dela ela virava uma dose de tequila, eu fiquei só no drink de boa, sabia que quem iria voltar dirigindo era eu mesmo. Fui no banheiro sozinha chegando lá uma moça alta com um rosto bem definido me parou e ficou me encarando.

Eu – Perdeu alguma coisa, ou gostou – Falei seria encarando ela novamente

XX – Desculpa, mais você é perfeita, é daqui mesmo? – Como assim, ela está dando em cima de mim mesmo, é isso?

Eu – Olha desculpa, mais isso não é minha praia. – Falei querendo passar para entrar na porta do banheiro mais ela me barra novamente, e eu olho com olhar mais sério para ela.

XX – Não é o que parece, eu não estou dando em cima de você. – Agora fiquei curiosa – Meu nome é Melissa, sou empresaria e sócia de uma boate que está para abrir em Rosewood. – Olhei atenciosa para ela agora, eu vi essa boate, e parece que vai ser muito boa, fiz cara para ela continuar

Melissa – Então, eu fico até sem jeito de perguntar isso, mais além da boate no mesmo local terá uma parte que será uma casa noturna com dançarinas e dançarinos, eu não sei o que você faz da vida, mais eu ia ficar muito feliz de você trabalhar conosco. – Dei uma risada na cara dela

Eu – Você está me chamando para ser prostituta na maior cara de pau? É isso mesmo? -Eu não acredito que ela me chamou para isso, eu não tenho cara de puta, apesar que entre 4 paredes eu não sou nenhuma santa, mais ela não precisa saber

Melissa – Nossa, que isso. Foi um erro mais é que você é tão bonita, que eu não me segurei.

Eu – Obrigada pelo elogio, mais eu não vou fazer programas.

Melissa – Eu tive uma ideia, muito boa – ela me olhou com um sorriso de quem estava aprontando alguma –

Eu – Que ideia?

Melissa – Precisamos de uma pessoa que ninguém pode pagar, aquela que todo mundo deseja, mais que é muito cara, e outra se alguém tivesse coragem de pagar você iria ganhar um dinheiro muito bom. Seria a estrela da casa, apenas fazer sua apresentação de dança. – Continuei olhando para ela sem fazer muito expressão mais aquilo interessou meu lado bitch, é a pura verdade eu gosto de ser desejada, e outra se alguém naquela cidade tiver dinheiro para pagar esse preço alto, eu ficaria de boa, iria compensar, e eu ia ganhar dinheiro, sendo desejada.

Melissa – Eai, o que você acha? Você não se apresentou, qual seu nome?

Eu – Alison.. Alison DiLaurentis. Eu não sei, posso pensar? – Eu não podia negar, eu gostei da proposta.

Melissa – Claro Alison, peguei meu cartão assim que tiver uma boa resposta para mim, me ligue. Só não pode demora estamos fechando nossa equipe. – Ela disse eu apenas peguei o cartão e concordei, sai e até esqueci de ir no banheiro. Voltei a Hanna estava beijando duas pessoas ao mesmo tempo, olhei para o lado Aria estava num sofá se acabando de chorar... Aff que cena deprimente. Já está na hora de ir embora. Juntei as duas e coloquei no carro. Assim que estávamos chegando passei em frente à boate, tinha um letreiro bem grande coisa sofisticada escrito FIELDS, gostei do nome. Aquilo não saia da minha cabeça, mais eu tenho que pensar que eu moro aqui né, o que iriam falar de mim, imagina meu irmão vai lá e dá de cara comigo dançando, tenho que arrumar uma solução. Mais eu quero ter esse gosto de ser desejada, eu amo isso.

 

 

 

 

 

 

Continua......


Notas Finais


Essa Alison.............


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...