História Emison - Ela é perfeita pra mim... - Capítulo 51


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Aria Montgomery, Caleb Rivers, Emily Fields, Ezra Fitzgerald, Hanna Marin, Jason Dilaurentis, Jenna Marshall, Jessica DiLaurentis, Maya St. Germain, Meredith Sorenson, Mike Montgomery, Mona Vardewaal, Noel Kahn, Paige McCullers, Pam Fields, Peter Hastings, Toby Cavanaugh, Veronica Hastings, Wayne Fields
Tags Emison
Visualizações 247
Palavras 1.711
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Lemon, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem!
❤❤❤❤

Capítulo 51 - Declaração...


Fanfic / Fanfiction Emison - Ela é perfeita pra mim... - Capítulo 51 - Declaração...

Dois anos depois....

Pov's Luana 

Luana - Caralho, Ryan, será que você não notou ainda? Você não nota o quanto eu te amo? Não é um amor de melhores amigos, eu além! Você nunca percebe o quanto eu te dei indiretas, sempre acha que eu tô de zoação contigo, isso irrita as vezes, sabia? Saber por outras pessoas quem você é beijou e transou dói! E você nunca me conta  o esses tipos de coisas..- disparei tudo o que tinha que falar.

Ryan - Desculpa, se eu sou assim! E-Eu realmente não sabia que você gostava de mim desse jeito...Eu nunca te conto esses tipos de coisas, porque acho que não é legal ficar falando com quem eu fiquei, e-eu não sei, ok? E-Eu não sei o que faço, eu não...- o interrompi.

Luana - Você não precisa esconder essas coisas pra mim, e ficar sabendo por outras pessoas é pior, sabia? Porra, sabe o porquê eu nunca ter ficado com nenhum menino, e nunca ter beijado ninguém? É porque eu queria que fosse com você! Eu te amo tanto e você nunca notou, deste quando a gente te conheceu eu senti algo diferente...Eu não sabia o que era, mas com treze anos eu soube que era paixão, mas você nunca notou! - digo meio grossa.

Ryan - Eu...nunca sei o que eu digo, eu nunca sei o que faço, eu sempre tento fazer o meu melhor pra te agradar, e nunca te deixar magoada ou triste, mas você sempre acaba assim. Eu sei que eu sou um merda, eu não queria te contar sobre eu ter transado algumas vezes, porque eu não estava preparado, ok? Eu não quero que pense que eu te iludi sempre sendo carinhoso, até demais, sempre dando o meu melhor pra você, eu sempre fiz isso porque você fazia o mesmo comigo, eu retribui todo esse sentimento pra você! Você sabe com é o meu jeito, sempre retribuindo a maneira de falar com as pessoas do jeito que elas me tratam! Eu sinto algo a mais por você, só que eu nunca descobri o que eram aquelas aquelas sensações no meu estômago quando estou perto de você...- ele falou tudo chorando. 

Me calei por alguns segundos...

Ele me ama também, ele só não sabe que é como mais que amigos. 

Realmente, ele estava certo. Se ele me contasse que ele havia ficado com tal menina, eu iria ficar chateada com ele na cara dura, iria ficar dando foras nele...Ele realmente sempre foi assim com as pessoas, mostrando o que sente por ela de maneiras diferentes, porém, com carinho e amor! Ele é o meu melhor amigo de qualquer jeito!

Eu não costumo a ser uma pessoa grossa, somente nesses estados, como acabou de acontecer, as vezes, é sem motivo o suficiente...

Me arrependo de ter falado com ele de tal forma, ele sempre se esforçou para fazer as coisas pra mim, me dando toda atenção, e mesmo sem nenhum relacionamento, ele sempre me avisava por mensagem o que iria fazer, que lugar iria, ou o que estava fazendo. Ele é a pessoa mais carinhosa que conheço!

Luana - Não chora, Ryan. Você está certo, você tem razão. Me perdoa por ter me declarado de uma forma amistosa, eu não queria ser grossa, eu apenas me tomei conta do ciúmes! Shiuu, tá tudo bem, ok? - o abracei, o colocando deitado no meu peito, ainda chorando.

Limpei suas lágrimas, e dei um beijo em sua testa. Ele parou de chorar, mas seus olhos que estavam ainda meio vermelhos, ainda não acredito que fiz esse meu anjo dá guarda chorar por meus ciúmes, ver seus olhinhos azuis, agora vermelhinhos, me deu um dó...

Ryan - Você me perdoa por ser assim? - levei um tiro no coração.

Luana - Não preciso te perdoar por você ser uma pessoa maravilhosa, meu fantasminha! Eu amo seu jeitinho, é o seu jeito, só seu! Não quero que você mude. - ele confirmou com a cabeça. 

Ryan - Eu acho que...eu também te amo de uma outra forma! - dei um sorriso verdadeiro, que demonstrava toda minha felicidade.

Ele se aproximou do meu rosto, olhou diretamente para meus olhos, e depois olhou para minha boca, e passou um pouco da sua língua em seus lábios, nesse minuto eu já estava enlouquecendo, depois de tanto tempo...

O Ryan colocou sua mão em minha nuca, me puxando para selar nossos lábios de uma vez, quando nossos lábios entraram em contato, eu me arrepiei, sem sabe o que fazer durante o beijo, fiquei por um tempo somente no selinho, até ele pedir passagem de língua, eu cedi, mas com medo ainda. Senti sua língua com o contato dá minha, gemi em sua boca, o mesmo me colocou sentada em cima de seu colo. Estávamos em cima dá minha cama, então, está bem confortável o beijo, só tenho medo de estar o beijando mal. Ele finalizou o beijo puxando meu lábios contra os dentes dele e depois com dois selinhos. Me senti realizada. 

Eu sentia minhas bochechas queimarem. Céus, devo estar um pimentão! 

Ele tinha um sorriso estampado no rosto. 

Ele colocou uma mecha do meu cabelo atrás dá minha orelha, e logo me deu um beijo na bocheca.  

Ryan - Não precisa ficar envergonhada, você beijou muito bem! 

Luana - O que esse beijou significou para você? Tipo, o que vai acontecer a partir de hoje com a gente? 

Ryan - Esse beijo só intensificou meus sentimentos por você! Bom, a partir de agora, estamos meio que...ficando? Bem, quero fazer um pedido bonito pra você, então, estamos ficando, ok? - Gostei do que ele me falou, sobre querer fazer um pedido melhor para mim.

Luana - Tudo bem! O que vamos fazer agora? - perguntei sem jeito.

Ryan - Isso! - ele me beijou de surpresa.

Dessa vez, foi um beijo mais intenso, ele apalpava minha bunda, e fazia de tudo para que eu ficasse com o corpo mais colado ao dele. Até o mesmo beijar o meu pescoço, me arrepiei inteira! E voltou a me beijar. 

......

Hanna - Misericórdia! - minha mãe entrou no meu quarto.

Merda, mãe! 

Luana - Mãeeeee, sai! - escondi meu rosto no pescoço do Ryan.

Ryan - Er...T-Tia

Hanna - Está tudo bem, eu vou sair, mas usem camisinha. 

Ryan - Tia, a gente não vai fazer sexo! 

Luana - Para, mãeee! - ela fechou a porta e vazou.

Olhei para a cara dele e rimos.

Pov's Emily

Ligação on

"Eu ainda não acredito que sua filha é meu filho se beijaram!" 

Hanna - "Eu também não! Aliás, a partir de agora, vou colocar camisinhas na cômoda dá Luana, vai que, né?

"Meu Deus, você não perde a piada nunca, Hanna! Aliás, porque é sempre você quer atrapalha essas coisas? Sua empata! Primeiro comigo e com a Ali, depois com nossos filhos"

Hanna - "Calada. E eu iria saber que vocês estavam fodendo? Eu só ouvi uns barulhos e achei que vocês estavam mal!"

"Atá, você ouve gemidos e mesmo assim atrapalha, se você ouvir gemidos, você não entra nunca no quarto, cacete!" 

Hanna - "Tá bom, tá bom. Vou levar esse concelho para o resto dá minha vida! Tchau, moreninha do meu core". 

Ligação off

Bem, eu não vejo problema nenhum os dois ficarem ou namorarem, se cuidando já tá ótimo! Só que, nunca imaginei que o Ryan iria beijar logo a Luana, a melhor amiga. Bom, acontece!

O foda que, a Hanna é tão filha dá puta que fofoca sobre a própria filha! Ela perde a confiança dá filha, mas não perde a piada, impressionante! 

Eu ensinei o básico para o Ryan deste pequeno, no caso, como tratar as meninas e meninos também. Enfim, ele tem o conceito das coisas, agora sobre sexo, só conversei com ele uma vez, ele tinha quatorze anos! Ele sabe pelo menos que camisinha é o essencial, ele não é retardado a esse ponto.

Acho necessário esse tipo de conversa, mas vou esperar um tempinho, até porque, adolescente é assim, se fala de sexo com ele ou ri, ou pede pra parar porque já sabe o que faz. 


Eu estava deitada na cama, apenas descansando de um dia cansativo no trabalho, já a Alison foi pagar umas contas, e eu prefiro ficar sozinha, ou melhor, junta com a Gaby, só que, ela tava assistindo TV.  

Até a porta do quarto abrir, e eu vi minha filha, olhando pra mim com uma carinha de cachorro.

Emily - O que foi, pequena? - ela veio até a cama, se deitando com a cabeça em meu peito. 

Gabryelle - Nada, mãe, só quero ficar um pouco mais com você! 

Emily - Tá querendo o que hein? 

Gabryelle - Eu já disse, quero ficar com você um pouco mais! Só faz aquele carinho que só você sabe fazer que eu tanto amo! 

Fiz o que ela pediu, fiquei fazendo cafuné em seus cabelos loiros, iguais aos dá Alison, porém, um pouquinho mais loiro, devido a idade.

Gabryelle - Mãe, me conta como você conheceu a mãe Alison? Eu não sei como vocês se conheceram!

Emily - Foi no colégio, estávamos no segundo colegial.

Gabryelle - Conta mais!

Emily - Huuum, bem, a gente se falou primeiro em uma das aulas, mas só isso, depois no mesmo dia, ela me defendeu de uma menina que implicava comigo, aí acabamos nos tornando amigas, mas não demorou muito para que a gente se apaixonasse.

Gaby - Parece aquelas histórias de filmes! - dei risada. - É sério! Mas porque resolveram ter o Ryan tão cedo? Ainda no mesmo ano que namoravam.

Emily - A gente acabamos tendo um descuido, não usamos o preservativo e mesmo ela tomando pílulas, falhou, mas deu tudo certo, nossos pais nos apoiaram e tivemos base para sustentar ele! - ela riu na parte do "não usamos preservativo".

Gaby - E comigo? 

Emily - A gente queria ter uma princesinha também, então ,como já estávamos morando sozinhas, com dinheiro suficiente pra sustentar mais gente, decidimos não usar o preservativo.

Gaby - Vou jogar na cara dele isso! - ela falou rindo, eu ri também.

Emily - Coitado, Gaby! Não pode, ok? - ela assentiu, mas eu sabia que ela iria fazer isso. - Eu te bato hein! 

Gaby - Eu tô brincando, mãe!

Emily - Sei.

Continuei fazendo carinho na minha filha, ela acabou cochilando em meus braços, mas mesmo assim, não parei o carinho, gosto de aproveitar esses momentos! 

Ah, como eu amo meu filhos! 










 







Notas Finais


Foi isso o que consegui escrever hoje, então, perdão caso tenha ficado pequeno o capítulo!
Até o próximo!
Amo vcs! ❤❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...