História Emison, será que é recíproco? - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Aria Montgomery, Caleb Rivers, Emily Fields, Ezra Fitzgerald, Hanna Marin, Lucas Gottesman, Maya St. Germain, Noel Kahn, Paige McCullers, Toby Cavanaugh
Exibições 195
Palavras 2.140
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi meu amores, me desculpem a demora e tenham uma boa leitura... 💙

Capítulo 27 - Motherfuck!


Fanfic / Fanfiction Emison, será que é recíproco? - Capítulo 27 - Motherfuck!

~POV Emily


Acordei com a certeza de que não seria um bom dia, até mesmo porque acordei atrasada para o trabalho e levaria vários xingos de Ezra, coisa que eu estava evitando desde a hora que acordei.

Fiz minha higiene matinal e por mais que eu estivesse atrasada tomei café da manhã, e acho que eu deveria fazer algumas compras porque a minha geladeira está completamente vazia.

Fui para o trabalho de táxi, porque eu iria comprar o meu novo carro hoje, junto de Alison... Então sairia mais cedo. Entrei em meu escritório e logo me veio Ezra com o rosto vermelho como um pimentão e um semblante nervoso.

-Por que raios você demorou tanto? -Ezra perguntou enquanto batia a porta de meu escritório sem dó alguma.

-Tenha piedade da minha porta! E eu me atrasei por causa do fuso horário, me acostumei com o de Rosewood. - Eu disse enquanto me levantava e colocava café em minha xícara.

-Espero que não aconteça novamente! Mas não estou aqui para ficar de papinho furado, eu vim para te dizer que o seu livro foi editado e que a nossa patrocinadora amou... Porém, você não escolheu o título do livro e querem que você escolha hoje ainda para ele ser lançado em breve! -Ezra disse com calma enquanto se servia de meu café.

-AI MEU DEUS! Como eu me esqueci disso? -Eu disse nervosa e juro que se eu estivesse com café na boca o mesmo voaria longe.

-Pense logo, você tem até as 16:00 para isso! -Ezra disse e me deu uma piscadela, ele ia se retirando mas eu logo o chamei.

-Ezra? Preciso sair mais cedo hoje, tenho de sair com Alison... -Eu disse e o ele se virou para mim junto de seu semblante ainda de "nervosinho".

-Tudo bem, ainda são... -Ele disse e logo depois olhou seu relógio. -São 11:25, tenha um almoço prolongado mas não deixe de escolher o título para o livro!

-Okay chefinho! -Eu disse e Ezra logo saiu da minha sala.

Eu não fazia a menor ideia de como seria o título do meu livro! Ele aborda assuntos sobre diversas coisas diferentes, coisas váriadas, que vão do tipo "como sobreviver a um apocalipse zumbi" até a "como beijar pela primeira vez".

Eu estava pensando que o título poderia ser algo tipo: "Assuntos Teen" ou "Coisas da sua idade que você deveria saber". Acho que a segunda opção é melhor do que a primeira, ou não?

Sou despertada dos meus pensamentos com batidas em minha porta e logo me aparece Ezra com um livro preto e alaranjado em mãos e o estende para mim.

-Emily? Esse é o seu livro, e como eu disse... Só está faltando o título! -Ezra disse sorridente e eu logo me levantei para abraça-lo.

-O nome vai ser: "Coisas da sua idade que você deveria saber". É um pouco clichê, mas no meu ponto de vista é algo que vai chamar bastante a atenção dos leitores pelo título! -Eu disse depois do abraço dado em Ezra.

-Okay Emilyzinha, admito que te prendi aqui hoje só por causa desse título. E acho que a senhora está precisando de férias, você não acha? -Ezra disse com um sorriso enorme no rosto.

-Sério Ezra? Você nunca me deu férias durante esses 2 anos que trabalhamos juntos, por que logo agora? -Perguntei desconfiada enquanto ajeitava minha mesa.

-Primeiro: Porque dou férias para meu funcionários de 2 em 2 anos.
Segundo: Porque ano que vem vamos trabalhar o dobro disso aqui e como já estamos em novembro, decidi te dar férias de 2 meses para você voltar apenas ano que vem.
Terceiro: Você está realmente necessitada de descansar, está estampado na sua cara o cansaço! -Ezra disse em tópicos, contando nos dedos os 3.

-E que dia começa minhas férias? -Eu disse em meio a um pequeno sorriso enquanto me sentava na mesa.

-Hoje mesmo! Depois do seu almoço volte aqui apenas para trancar o seu escritório e pegar o seu pagamento... Agora deixe-me ligar para a editora para colocarem o nome em seu livro. -Ezra disse enquanto se retirava da minha sala.

Depois de um bom tempo pedindo férias para Ezra ele finalmente me deu uma "folga" desse escritório e de todas as coisas relacionadas aos livros. Falar em livro, eu acho que vou dar a Alison de presente o que acabei de receber.


[...]


-Vamos almoçar primeiro ou vamos na concessionária? -Perguntei para Alison que procurava algo em sua bolsa.

-Vamos na concessionária primeiro, assim você já sai de lá com o carro novo! -Ela respondeu sem desviar a atenção de sua bolsa.

-Então vamos! -Desci do carro e fui abrir a porta para Alison.

Ela estava distante, parecia que algo havia acontecido com ela mas eu preferi não perguntar porque sei que ela não me responderia.

Alison desceu do carro e entrelaçou nossos dedos e caminhamos até a concessionária do outro lado da rua. Agradeço aos Deuses por Manhattan ter tudo que precisamos por perto, até mesmo porque essa é uma cidade bem grande e se não tivesse nada do necessário, as pessoas se revoltariam com o prefeito!

-Boa tarde Senhoras, como posso ajuda-las? -O homem de terno preto e gravata vermelha cujo o nome era Niall em seu crachá perguntou.

-Eu queria olhar algum de seus carros, e quero o mais bonito do local... Não me importo com o preço! -Eu disse e recebi um sorriso gigante do garoto.

-Olha, temos aqui o carro mais bonito e menos vendido em nosso mercado de trabalho. Ela é pouco vendida pois é um pouco cara e as pesoas não se interessam tanto por ela pelo preço! -O homem disse enquanto me mostrava uma ferrari azul, e eu simplesmente a amei só pela cor.

-E se eu comprar ela a vista, eu posso leva-la agora? -Perguntei enquanto abria a porta da Ferrari e sentava em seu banco de couro.

-A vista senhora? Tem certeza? -Niall perguntou surpreso.

-Sim! Por quanto ela me sairia? -Perguntei enquanto saia do carro e segurava na mão de Alison que apenas observava o carro.

-Essa é uma Ferrari 599XX e ela está saindo por 4.000.000 (4 milhões) caso a senhora queira parcel... -Interrompi.

-Eu quero ela mesma e vai ser a vista! Arrume toda a papelada... -Eu disse e o garoto sem pensar duas vezes foi de encontro ao seu gerente resolver os papeis.

-Você tem certeza amor? -Alison perguntou.

-Eu não compraria nada que eu não estivesse a total certeza. Mas você gostou? -Perguntei e Alison apenas assentiu sorrindo fraco e logo me abraçou.

Esse carro é realmente caro. Mas modéstia parte, o seu preço não é nem a metade do que eu tenho no banco... Estou me dando o luxo de comprar um carro novo porque eu realmente preciso e não posso ficar dependendo de Alison para sempre.

~POV Alison


Meu dia já havia começado uma merda só pelo fato de acordar as 6:10 com a porcaria da música do vizinho e para melhorar tudo na minha grande vida, ao chegar no colégio tive uma grande surpresa.


*Flashback On*


-Alison? Que bom que voltou! Eu senti a sua falta... -Lucas disse enquanto me abraçava.

-Senti falta de todo também! -Eu disse enquanto desfazia o nosso contato.

-Alison, tenho que lhe dizer uma coisa! -Lucas disse enquanto se aproximava mais de meu rosto.

-Chega para lá! O que foi? -Eu disse na tentativa falha de empurra-lo para longe de mim.

-Eu te amo! -Lucas disse e me jogou contra a parede, me dando um beijo.

Um beijo babado, nojento, sem nenhum pingo de sentimento. Eu não queria beija-lo, ainda mais no corredor da escola onde Noel e Oliver poderiam passar e nos ver, e foi dito e feito...

-A-Alison? -Era uma voz familiar e quando tive forças para empurrar Lucas e olhar para o lado, pude ver que era Noel.

-Noel, não é o que você está pensando! -Eu disse um pouco sem ar e o garoto correu para a sala onde eu acabara de dar aula.


*Flashback Off*

Algo que parecia impossível de acontecer, algo que nunca imaginei ter que enfrentar, algo que me pegou de surpresa e justamente no momento em que eu estava disposta a recomeçar, tudo desmoronou por causa de Lucas.

Penso em Emily e só consigo pensar em lágrimas, sofrimento, dor, angústia. Essa dor parece que nunca vai embora, que eu nunca vou conseguir falar dela sem derramar uma lágrima se tudo isso realmente acabar, que toda noite antes de dormir eu vou pensar em tudo de bom que ela fez por mim e eu não fui capaz de retribuir, tentar entender aonde eu errei e como fui tão tola ao ponto de trai-la, em que momento eu esqueci que ela estava exatamente aqui, só por mim, só comigo!

Eu estava desprevenida, não pensava em mais ninguém, só em Emily, e para mim assim seria até o dia em que eu não respirasse mais. Seria eterno, meu futuro, meus planos, Emily fazia parte de todos eles, mais agora eu estou aqui sem objetivos, sem futuro, congelada no tempo.

Queria acordar com ela do meu lado e dizer que tive um pesadelo, mais no fundo eu sei que tenho que acordar e me olhar no espelho e dizer para mim mesma a seguinte frase: "Você vai ter que conviver com isso pelo resto de sua vida, pois ela sim te amou de verdade".

-Amor, já assinei os documentos e paguei o carro! Agora é só dar uma voltinha para ver se o carro novo é realmente aconchegante. -Emily disse empolgada enquanto balançava as chaves de sua nova Ferrari.

-Ah sim! Mal posso esperar para irmos. -Menti e Emily me puxou para fora do local e lá estava sua Ferrari azul na qual Emily abriu a porta para eu entrar.

-Tenho que fazer umas comprinhas, quer ir comigo? -Emily perguntou e por mais que eu não quisesse apenas assenti e lhe dei um sorriso fraco.

Fizemos uma compra bem cara, pois Emily disse que estava faltando de tudo em sua casa. E me disse também que estaria de férias por 2 meses e que não passaria o natal longe de mim... Mal sabe ela que o nosso relacionamento está a um fio de acabar e isso me dói bastante.


[...]


-Boa Tarde alunos, espero que vocês tenham tido um otimo final de semana! Agora vamos ao que interessa, abram o livro na pagina 197 e façam as atividades do 1 ao 7... O visto vai valer 2 pontos nesta etapa para quem fazer. -Eu disse e me sentei em minha cadeira e logo recebi um olhar de reprovação de Noel e Oliver.

De poucos em poucos minutos, Oliver e Noel me olhavam com um olhar de superioridade e cheguei a achar que fosse até mesmo de nojo. Eu não fico surpresa por eles estarem assim comigo, até mesmo porque Noel é primo de Emily e eu tenho certeza que ele contaria a ela o que viu. Sou despertada de meus pensamentos com o meu celular vibrando.

*Mensagem On*

-Oi minha professorinha preferida, tudo bem? Já estou com saudades! Olha, eu vou fazer um jantar hoje aqui para eu e Noel e o que você acha de vir?

Eu só queria ficar em casa e me afogar nas lágrimas que eu tenho segurado desde o momento em que Lucas me beijou, mas essa seria a minha única oportunidade para contar a Emily a verdade.

-Tudo bem meu anjo, até daqui a pouco!

*Mensagem Off*

Terminei a aula e dei apenas 4 vistos, cujo os alunos foram: Oliver, Noel, Margoth e Chris que são os quatro crâniozinhos da sala.

Cheguei em casa exausta e me permiti chorar o máximo que pude, até mesmo porque eu desvaziaria tudo aqui para não chorar tanto na frente de Emily. Tomei um banho e coloquei uma regata preta da banda AC/DC e um short curto também preto, acompanhado de um tênis cano alto vermelho.

Emily buzinou e eu logo sai lá fora, ela estava linda como sempre e Noel estava no banco de trás de sua Ferrari com cara de poucos amigos... Acho que esse jantar promete!

[...]


Emily fez sua especialidade, que é macarrão ao molho branco e devo admitir que está muito bom. Estamos os 3 sentados na mesa comendo silenciosamente quando Emily quebra o silêncio.

-Alison? Hoje eu acordei com um pressentimento ruim e você está muito distante desde a hora que saiu do colégio para ir comigo a concessionária.. O que houve? -Emily perguntou enquanto segurava em minha mão e eu logo estremeci quando ouvi a voz de Noel ecoar pela cozinha.

-O que aconteceu Emily, foi que a Alison beijou o filha da puta do Lucas Gottesman... Conte a ela o que eu vi  Alison! -Noel disse com a voz embargada e os olhos marejados.

   


Notas Finais


Hoje (11/10/16) teremos outro... Desculpa postar a essa hora, é pq o meu dia foi corrido! Até o próximo meus amores 💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...