História Emison, será que é recíproco? - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Personagens Alison DiLaurentis, Aria Montgomery, Caleb Rivers, Emily Fields, Ezra Fitzgerald, Hanna Marin, Lucas Gottesman, Maya St. Germain, Noel Kahn, Paige McCullers, Toby Cavanaugh
Exibições 194
Palavras 1.399
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Leiam as notas finais, ela é importante! Boa leitura meus amores... 💙

Capítulo 29 - Destinos


Fanfic / Fanfiction Emison, será que é recíproco? - Capítulo 29 - Destinos

2 Anos depois...

~POV Emily

Dois anos se passaram e não tive mais notícias de Alison desde o dia em que ela partiu de minha casa. Eu não vou dizer que não sinto falta dela porque eu realmente sinto, mas se foi isso que o destino nos proporcionou quem sou eu para querer muda-lo?

Depois da publicação de meu livro, no qual foi realmente um estouro (como eu esperava) fiquei bem "conhecida" entre os adolescentes e até mesmo entre algumas pessoas mais velhas e sempre estou viajando a trabalho.

-No que está pensando meu anjo? -A voz doce de Taylor se estendeu pelo quarto enquanto a mesma se sentava na cama e selava nossos lábios.

-Eu já te disse que eu não gosto que me chame assim Taylor! -Eu disse nervosa enquanto me levantava da cama.

-Mas nós já estamos juntas a quase 1 ano e...-Interrompi.

-Taylor, a gente tem um relacionamento aberto e mais nada! -Eu disse enquanto pegava a toalha e deixava Taylor deitada despida em minha cama.

Logo depois que Alison foi embora de minha vida e não voltou para me dar noticías dela, mesmo doendo eu decidi seguir em frente e aceitar que ela não voltaria para mim.

A garota Taylor é Brasileira e trabalha em um café aqui em Manhattan que foi onde a conheci. A morena tem 19 anos e 1,53 de altura com belos olhos verdes que me fez por um segundo pensar estar apaixonada a primeira vista, mas quem eu amo mesmo não é ela e sim a minha loirinha dos olhos de esmeraldas.

*FLASHBACK ON*


Estava chovendo em Manhattan e eu não estava com meu guarda-chuva, até mesmo porque achei que não fosse precisar porque o dia havia amanhecido com o sol super forte.

Eu estava me molhando da cabeça aos pés e quando avistei um café do outro lado da rua aberto logo corri para dentro do mesmo, fazendo com que eu desse de cara com uma garota baixinha dos olhos verdes me encarando de cima a baixo por estar molhando o local de entrada dos clientes.

-Que chuva, não? -Perguntei retóricamente com vergonha.

-Temos roupas do café sobrando lá dentro, se você precisar me chame... O meu nome é Taylor! -A garota dos olhos verdes disse em meio a um sorriso.

-Ah, eu vou querer sim... Não tem como eu voltar para o trabalho desse jeito! -Eu disse para ela e a mesma segurou em minha mão e me puxou para dentro do café.

-Aqui está as blusas, escolha a que lhe servir e a calça está aqui do lado e... -Ela ia dizendo mas parou por eu não estar prestando atenção nela e sim em seus lábios carnudos e rosados clamando pelos meus.

Ela se aproximou de mim e selou nossos lábios em um beijo lento enquanto dava pequenas sugadinhas em meus lábios, mordiscando-os devagar e explorando cada canto de minha boca lentamente e admito que ela beija super bem.

*FLASHBACK OFF*

Sai do banho e pude ver que Taylor não estava mais em nosso quarto. Procurei a blusa que eu estava antes do banho e não a achei, então vesti outra que estava em meu closet.

Desci as escadas correndo e vi que Taylor estava na cozinha apenas com a minha blusa gigante ouvindo Fifth Harmony e balançando sua grande bunda na tentativa falha de fazer a coreografia das meninas na musica BO$$.

-Taylor? -A chamei enquanto sorria da cena que eu acabara de presenciar.

-Você esta ai a muito tempo? -Taylor pergunta com vergonha enquanto se aproxima de mim e me abraça, ficando com a cabeça enterrada em meus seios por ser muito baixinha.

-Ei pequena, vamos ao supermercado? Preciso comprar algumas coisas para minha geladeira. -Perguntei e ela assentiu, desfez o nosso abraço e foi se trocar.

Em um momento de minha "carreira", pensei em chamar Taylor para morar comigo mas eu não o fiz por ela ser muito nova e por ser recente o nosso "relacionamento".

Taylor descia as escadas e pude ver que ela havia colocado apenas um short e continuava com a minha blusa, na qual era maior que ela e tampava o seu short. Ela estava com um boné para trás, que por sinal era de Noel e seu cabelo castanho estava solto... Modestia parte, mas eu gosto do estilo da minha pequena.

-Vamos? -Perguntei sorrindo enquanto a mesma corria em minha direção e pulava em meu colo, entrelaçando as pernas em minha cintura

-Me leva no colo até o carro? -Pediu ela fazendo biquinho e eu logo retribui o biquinho com um selinho rápido.

-O que eu não faço por você? -Perguntei e ela gargalhou, e eu adorava arrancar essa gargalhada acompanhada de um belo sorriso dela.

Para mim Taylor ainda era uma criança perto de mim e ela tambem tem sentimentos, por isso eu ja havia deixado bem claro para ela no começo que eu não queria nada além de uma pequena "distração".

~POV Alison

Dois anos se passaram e estou atolada de trabalho, o meu chefe vulgo namorado tem me enchido de trabalho e eu não estou tendo tempo nem para pensar direito. Jack é o meu namorado a quase um ano e filho do ex diretor do colégio onde eu trabalho.

Ele tem os olhos castanhos, 1,84 de altura e é loiro, o que eu mais gosto nele é o jeito que o mesmo me trata e o jeito que sempre procura de me fazer sorrir a qualquer custo.

Eu não me esqueci de Emily, inclusive ando pensando bastante nela nesses últimos tempos e realmente queria saber como ela está e se está bem. O meu amor por ela não acabou, eu ainda a amo mas depois daquele dia em sua casa decidi não procura-la nunca mais e deixa-la viver a vida dela em paz.

*FLASHBACK ON*

-Lucas, me solte! -Clamei enquanto o mesmo vinha em minha direção me jogando contra a parede.

-Eu quero te foder Alison! E vai ser aqui mesmo, já que os alunos foram embora... -Lucas disse e fechou a porta que estava ao nosso lado.

Ele prendeu os meus braços para trás, fazendo com que eu ficasse imovel e pudesse movimentar apenas as minhas pernas. Chutei o pênis de Lucas e ele me soltou, e eu corri para abrir a porta fazendo com que eu desse de cara com belos olhos castanhos a minha frente.

-Porque está tão eufórica? -O homem a minha frente perguntou enquanto me abravava e eu desabei a chorar em seu peito. -Ei, o meu nome é Jack e eu sou filho do diretor Collins!

Depois de minutos chorando no colo de um homem desconhecido no qual se chamava Jack, Lucas apareceu massageando seu pênis atrás de mim e o homem no qual eu estava abraçada desfez o contato e logo deu um soco na cara de Lucas.

*FLASHBACK OFF*

Estou no meu horário de almoço e acabo de me lembrar que devo comprar algumas coisas para a casa, pois minha geladeira está realmente vazia.

Sigo para casa e quando chego tomo um banho rápido e coloco uma regata do AC/DC e acabo me lembrando que era a preferida de Emily. Coloco também uma calça preta e um tênis preto cano alto no qual eu adoro e sigo para o supermercado.

[...]

Pego um carrinho e vou logo para onde as frutas ficavam, coloco nele: Morango, uva, maçã e várias laranjas até mesmo porque sempre que Jack vai em minha casa ele come as minhas laranjas e sempre diz que gosta das que eu compro porque são mais doces do que as que ele compra.

Sigo para onde ficam os leites e quando vou pegar um, o outro cai em cima do pé da garota que estava a minha frente fazendo a mesma soltar um grito de dor e se virar pra mim.

-MAS QUE PORRA! -A menina que tinha a voz familiar gritou enquanto se virava para trás e eu sem olhar em seu rosto me abaixo para pegar o leite que estava caido em seus pés.

-Me de-desculpa! -Eu disse resfolegando enquanto me levantava com a cabeça baixa, na tentativa falha de colocar a tampa que havia saído do leite.

-Sempre atrapalhada, DiLaurentis! -A garota disse enquanto sorria e isso me fez desviar toda atenção para ela.

-E-Emily? -Eu disse surpresa e agora sim eu havia deixado o leite cair com tudo no chão.

   


Notas Finais


LEIAM ISSO, É IMPORTANTE:

Meus amores... Acho que faltam de 5 a 7 capitulos para acabar a fic e eu realmente espero que vocês estejam curtido o rumo que a historia esta tomando até agora, e prometo que vou fazer um final digno de Emison shipper pra vocês!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...