História Emma - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Emma Swan, Regina Mills (Rainha Malvada)
Tags Emma Swan, Emmaswan, Regina Mills, Reginamills, Swan Queen, Swanmills, Swanqueen
Visualizações 86
Palavras 513
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá amores, volteu bem mais rapido dessa vez e não revisei, então desculpem qualquer erro.

Até mais xoxo

Capítulo 21 - Momento


A comida estava deliciosa, que por sorte, quem cozinhou fui eu.

Havia preparado tudo antes de chama-la no quarto.

A musica suave dava ao momento um ar de romance juvenil.

Ela é tão linda.

Seus olhos a luz das velas tomavam uma estranha tintura purpura.

Guardarei a lembrança de seu rosto a luz amarelada do fogo por toda a minha vida. Guardarei a lembrança desse momento até que eu morra.

Quase podia escutar as incessantes batidas do meu coração me implorando pra beija-la de imediato.

Senti o tempo parar.

Senti o mundo se mover ao som de suas batidas.

De sua respiração.

Do piscar de suas palpebras.

Do brilhar de suas pupilas.

Do movimento de sua cintura.

Do balançar de seus cabelos.

Como poderia imaginar naquele dia que chegou a clinica, que acabariamos assim?

- Quer dançar?

A mesa com as velas já era clichê, mas essa frase foi o cumulo do clichê.

Ela olhou para ambos os lados com uma expressão de notória vergonha. Foi gracioso.

O único que nos acompanhava era o sr gato, que por sinal ao sentir o aroma da deliciosa comida passou a andar calmamente entre nossas pernas esperando que algo caisse, e ele não nos julgaria.

Ao constatar nossa evidente intimidade apenas assentiu.

Dançamos a luz das velas por alguns minutos.

Resumimos em pisadas nos pés, risadas, e a magia daquele momento de tanta necessidade afetiva.

Tiramos o "todo" maligno do mundo e nos concentramos somente em uma coisa.

Nós.

Eramos o sr. gato, que havia subido na mesa e se aproitava das sobras, e nós.

Perdidas na vastidão de nossos desejos de uma pela outra.

Desejando que a musica fosse infinita.

Desejando que como um milagre, a rotação da lua parasse, bem onde estava.

E essa noite, esse momento, nosso pequeno instante, fosse eterno.

Pisadas, caricias, risadas e musica.

Eram os componentes da nossa acidentada dança.

Esse é um dos momentos que jamais vou esquecer.

Um daqueles que ficam escondidos em sua memoria e volta quando não tem nada mais que um travesseiro e a melancolia de um passado que não voltará.

Eu aprendi a disfrutar de momentos como esse.

Eu aprendi a viver os "agora" com intensidade.

E agora Emma esta comigo, agora meu mundo tem mais sentido.

- Você me ama? - perguntou enquanto all of me tocava ao longe.

- Mais que tudo.

- Quanto tempo isso vai durar, Regina?

- O tempo que tiver que durar. - apertei meus braços em volta dela para não restar distancia.

- O que vai acontecer se um dia decidir me deixar?

Fiquei em silencio. Meu coração quase pulava do peito e minhas mãos começaram a suar profundamente.

Ao sentir cosquinhas no estomago soube que precisava dizer logo.

Se apriximava dos meus labios passando por minha garganta como um trem descontrolado. Como um iceberg de verdades sólidas. Como um grito de minha alma tentando se libertar de seus medos.

A soltei para me inclinar sobre meus joelhos.

- Emma Swan.

- Sim?

- Me faria a mulher mais sortuda do mundo ao aceitar se casar comigo? 


Notas Finais


Twitter: @morrillabitch


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...