História Empire of Blood (Spideypool) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Deadpool, Homem-Aranha
Personagens Peter Parker, Wade Willson (Deadpool)
Tags Heróis, Marvel, Spideypool
Visualizações 797
Palavras 785
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Violência
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Sim, eu sou de humanas.
Aproveitem.

XOXO

Capítulo 4 - Aplaudindo o sol


Me mande a sua localização

Vamos sentir as emoções

Eu não preciso de mais nada além de você

Khalid, Location

 

POV WW

 

Ao tirar meu traje eu percebi o estrago. Projéteis por todo meu corpo. Eu poderia ser facilmente confundido com uma peneira. A água gelada fez meus músculos se retesarem. Trinquei os dentes e fiz força. As balas saíram batendo contra a banheira. Foram 40 projéteis. Provavelmente meu fato de cura demoraria a trabalhar. Ser um mercenário dava grana, seria hipócrita de dizer que não. Mas ser um mercenário imortal? HAHAHAHA Era algo além do impensável. Tenho uma casa confortável que coincidentemente fica próxima a de Peter. Pelas minhas pesquisas a casa é do bilionário Tony Stark o que me faz pensar... Por que Peter está lá?

[Putinha de super-herói]

{Será que ele também é de mercenário?}

Sinceramente, depois do fiasco daquela mensagem, calem a boca suas vozes malditas.

[Não te forçamos a escrever]

{Os dedos são seus, cara de cu}

Aprontei meu corpo na cama preparado para qualquer pesadelo que viesse. Recapitulei o meu primeiro dia escolar em anos e gostei muitos do resultado. Adormeci em meio a doce lembrança de meus braços envolvendo Peter.

Um beijo em meu pescoço me faz despertar. Olhos de chocolate derretido me encaram. Eu amo ele.

-O que está fazendo aqui?

-Não estava conseguindo dormir então corri para cá. Eu te assustei?

Puta merda! O pijama dele era estampado de vários unicórnios fofos e bonitinhos vomitando arco-íris. Eu definitivamente o amo. Avancei em sua boca como um leão ataca um cervo. Santa Chimichanga! O safado me pegou pela nuca me puxando para si. Era recíproco.

-Wade, eu queria tanto que você PENG PENG PENG!

Soquei o despertador que ele se rachou no meio. Ótimo, vigésimo terceiro despertador destruído.

[Você tá ligado que estava sarrando o colchão?]

{E beijando o travesseiro?}

Reza a lenda que se você sonha com uma pessoa é porque ela estava pensando em você. O que será que aquele danadinho estava fazendo agora?

 

POV PP

 

-Deadpool?

-É um dos mais sanguinários. Nenhum trabalho dele falhou até hoje apesar de já ter sido dado como morto milhões de vezes

-Wow! Tem um número aproximado de vítima?

-343 pessoas só em NY. A última foi ontem.

-Quantos desses são criminosos?

-179 e os outros 164 com a ficha limpíssima. Incluindo um padre.

Quem mata um padre? Só um psicopata... Uma vibração no bolso da minha calça tirou minha atenção.

[Bond, 05:10] Está fazendo o que?

[Peter Parker, 05:12] Pesquisa de campo.

[Bond, 05:15] O que acha de matar aula hoje?

[Peter Parker, 05:15] Já? Wow.

[Bond, 05:16] O que me diz?

Vamos, Peter. Não seja um bosta. É a primeira vez que alguém te convida para alguma coisa. Tudo bem que não presta, mas seria bom experimentar isso pela primeira vez.

[Peter Parker, 05:18] Quantos anos você tem mesmo?

[Bond, 05:19] Segundo meus documento falsos 17. Oficialmente 20.

[Peter Parker, 05:19] Está tentando aliciar um menor de idade, senhor Wilson?

[Bond, 05:20] 17 anos é uma boa idade para decidir quando vai tomar banho.

[Peter Parker, 05:20] Andou mexendo nas minhas fichas para saber que já tenho 17?

[Bond, 05:21] Alerta stalker, baby!

[Peter Parker, 05:21] Ok, vamos nessa. Onde e quando?

 

POV WW

 

[Nos meus lençóis]

{Agora!}

Merda! Ele aceitou e eu só sabia pensar em sexo. Digitei e apaguei umas quinhentas vezes as mensagens. Fiz uma rápida pesquisa no Google para confirmar alguns detalhes, afinal o primeiro encontro não podia ser um fiasco. Isso era um encontro?

[~Pool, 05:25] Venha aqui! AGORA!

[Petey, 05:25] Sério?

[~Pool, 05:26] Você vai perder o maior evento de todos se não vir aqui agora.

Assim que alguém bateu na porta, eu abri e o puxei para dentro de supetão. Nossos corpos ficaram colados durante segundos aceitáveis antes de ficar estranho. O arrastei até a laje da casa. As vozes tentaram me importunar, mas eu não as ouvia, voltaram a ficar distantes. Sentamos e eu olhei para meu relógio. Era a hora. Um brilho foi surgindo de modo misterioso no céu escuro. Uma majestosa bola de fogo foi penetrando aquela escuridão queimando-a. Ficamos em silêncio até que o céu estive reluzente e sem nenhum resquício de que houve uma noite.

-E agora aplaudimos o sol? - Peter perguntou em um tom engraçado.

-Tá bom.

Comecei a bater palmas e assoviar para a... Natureza?

-Você é bem de humanas.

-Na verdade biológicas, principalmente a matéria de anatomia.

-Percebi depois daquela mensagem.

-Foram as Vozes, desconsidere. – soltei sem perceber o quão aquela frase era anormal.

-Então, as vozes dentro de sua cabeça queriam me foder. Logo, você também queria, certo?

-Correto, ratinho.

-Você quer a minha permissão verbal ou por escrito?


Notas Finais


Cedo demais pra liberar????? SAHUSAHHSAUHSA


XOXO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...