História Employer and Employee - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Jeon Jungkook, Jikook, Jimin, Jungkook, Kookmin, Park Jimin
Visualizações 127
Palavras 2.067
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei rapidinho :)

Assim... Prestem atenção na foto desse cap... Revela muita coisa já :')

Mas calma... Vamos por partes...

Capítulo 27 - VMin?!


Fanfic / Fanfiction Employer and Employee - Capítulo 27 - VMin?!

"Jimin lambeu o canto da boca e sorriu inocente para Jungkook. Jimin soltou as mãos de Jungkook e os dois foram tomar banho."

JUNGKOOK ON:

#JM: Antes de entrar pegue nossas toalhas amor!

Jimin pede ligando o chuveiro. Peguei as toalhas e entrei no banheiro. Entrei no box junto com Jimin e o abracei por trás.

#JK: Gostou dos meus pais?

#JM: Gostei... Sua mãe é um anjo... E seu pai parece com você em algumas expressões...

Sorri dando uma mordidinha no ombro dele.

#JM: Esqueci de te avisar... O Tae e o Hobi nos convidaram para ir a um parque com eles amanhã... Vamos?

#JK: Aish... Amanhã?

Jimin assentiu se virando de frente para mim.

#JK: Sua perna esta melhor?

#JM: Ta sim... E também podemos ficar sentados em algum banco...

Sorri dando um selinho nele.

[...]

Depois de terminar o banho fomos dormir.

No dia seguinte Jimin e eu tomamos café, eu insisti para que ele não fosse trabalhar, mas Jimin não quis e acabou indo junto comigo.

[...]

Na metade da manhã Lizye chegou na minha sala.

#L: Oppa! Oi!

#JK: Seja rápida por favor... Tenho que resolver alguns assuntos...

#L: Aish... Tudo bem... Apenas vim lembrar que daqui cinco dias o nosso filho vai nascer!

Assenti e sorri de leve.

#JK: Posso por a mão na sua barriga?

#L: Pra que?

#JK: Você nunca me deixou sentir os chutes dele...

Lizye pareceu nervosa.

#L: Não! Isso não é necessário!

[...]

No horário do almoço desci e encontrei o Jimin esperando na fila para pegar seu almoço. Tinham algumas mulheres paradas na fila apenas conversando.

Me aproximei e encarei aquelas moças por um tempo. Elas sorriram e Jimin abaixou o rosto.

#JK: Podem nos dar licença? Queremos pegar o almoço...

As três bufaram e saíram. Jimin e eu nos servimos e fomos sentar.

#JM: Vi Lizye indo em sua sala hoje...

#JK: Sim, ela foi...

#JM: Esta quase no dia de conhecer seu bebê...

Falou sorrindo.

#JK: Se importa de chama-lo de... Nosso bebê? Tipo meu e seu?

Jimin riu.

#JM: Tudo bem...

[...]

#JK: Jimin-ah! Venha logo amor!

#JM: Já to indo Jeon!

Ele abriu a porta da sala completamente corado.

#JM: Pare de me chamar de amor dentro da empresa! Alguém pode ouvir!

Ri e baguncei os cabelos dele. Descemos com o elevador e fomos até o carro. Nem deu tempo de passar em casa, fomos direto para o parque onde Hoseok e Tae nos esperavam.

#T: Oi gente!

Tae sorri quadrado e acena para nós. Jimin sorri para ele.

#H: Vamos sentar?

#JK: Vamos...

Sentamos em um banco próximo a uma árvore. Enquanto eu conversava com Hoseok o Jimin e o Tae conversavam um com o outro.

#T: Hobi-yah!

#H: Sim?

#T: Eu e Jimin podemos ir comprar sorvete?

#H: Sozinhos não...

#JK: Eu vou... Vocês esperem aqui...

Levantei e sai. Logo Hoseok veio atrás.

[...]

Eu estava voltando com duas casquinhas na mão, Hoseok trazia outras duas. Nos aproximamos do banco onde Tae e Jimin tinham ficado, mas eles não estavam mais lá, Hoseok e eu olhamos em volta.

E então... Eu vi... Vi aquela cena... A raiva tomou conta de mim de uma forma inexplicável. Joguei os dois sorvetes no chão e apressei os passos até chegar mais perto, então percebi que aquilo era real. Jimin e Taehyung estavam se beijando, ambos choravam enquanto mantinham aquele beijo.

#JK: JIMIN!

Gritei e o empurrei fazendo com que ele e Taehyung se afastassem. Jimin quase caiu e eu me aproximei o empurrando contra a parede.

#JK: AGORA FALA SUA VADIA! ACHA QUE EU SOU TROUXA?!

Jimin tampou o rosto chorando. Hoseok me segurou.

#H: Jungkook... Calma...

#JK: CALMA O CARALHO! ME SOLTA HOSEOK!

Taehyung chorava tentando falar com Hoseok. Peguei Jimin pelo braço com força e o puxei, levei ele para o carro.

#H: Jeon! Calma cara! Pensa antes de fazer as coisas!

#JK: Eu sei muito bem o que vou fazer!

[...]

Dirigi até em casa enquanto Jimin chorava desesperadamente. Assim que estacionei desci do carro e puxei Jimin pra dentro de casa. O empurrei no sofá com força.

#JK: E AGORA? VAI FAZER O QUE? SUA PUTA! EU SABIA QUE NÃO PODIA CONFIAR EM VOCÊ! SEU IMUNDO!

#JM: J-Jeon... E-eu posso e-explicar...

#JK: CALA A SUA BOCA! VAI PRO QUARTO!

Jimin levantou e estava indo para o quarto. Empurrei ele na cama.

#JK: EU VOU QUEBRAR SUA CARA! EU CONFIEI EM VOCÊ!

Ele se encolheu ainda chorando.

#JK: EU TE ODEIO! TE ODEIO PARK JIMIN!

#JM: M-ma...

Segurei ele pelo pulso apertando com força. Jimin fez cara de dor e gemeu.

#JK: GEME MESMO SUA VADIA! ISSO É OQUE VOCÊ FAZ DE MELHOR!

Empurrei ele na cama novamente.

Fui até o guarda roupas e tirei todas as roupas de Jimin, joguei tudo no chão.

#JK: SAÍA DA MINHA CASA! AGORA!

Jimin levantou da cama e juntou as roupas as colocando de qualquer jeito na mala. Ele chorava feito louco. Depois de guardar todas as roupas Jimin levantou e me olhou.

#JM: A-apenas me d-deix...

#JK: SAI JIMIN!

#JM: M-mas e-eu...

Empurrei ele na parede, Jimin arqueou as costas e gemeu.

#JK: Eu não quero ouvir nada! Você me traiu! Eu nunca vou te perdoar! NUNCA!

#JM: P-por f-fa....

Levantei a mão pronto pra dar um soco nele. Jimin cobriu o rosto e tentou se afastar, o segurei ainda mais forte e novamente bati as costas dele na parede.

#JM: J-Jungkook!

#JK: É bom você calar a boca!

Falei com os dentes serrados. Jimin tentou tirar minha mão do peito dele.

#JM: E-esta m-machuc-cando...

#JK: Que se foda! Eu te dei tanto amor, OQUE ELE TEM QUE EU NÃO TENHO? ME FALA!

#JM: J-Jungkook n-não foi...

#JK: FOI SIM! TUDO QUE EU FIZ POR VOCÊ JIMIN! POR QUÊ?!

Eu estava tão tomado pela raiva, nem conseguia pensar direito. Jimin mantinha um braço rente ao corpo, enquanto o outro estava em minha mão.

#JK: Eu tenho vontade de te bater! Seu idiota! VOCÊ NUNCA VAI ENCONTRAR NINGUÉM MESMO! VAI MORRER SOZINHO! OUVIU? SOZINHO!!!

Jimin se pôs a chorar mais.

#JK: E se quer saber, eu prefiro mil vezes passar o resto da minha vida com Lizye do que com uma pessoa como você!

Mas oque eu estou falando? Minha mente esta tão tomada pela raiva que as palavras saem sozinhas!

#JK: Eu não devia ter perdido meu tempo com você! EU PAGUEI POR TUDO! PAGUEI OS MEDICOS, PAGUEI TODOS OS REMÉDIOS! EU TE SUSTENTEI! SUA VADIA!

Toda vez que eu falava a palavra vadia Jimin chorava ainda mais.

#JM: Por f-favor! Me e-escuta...

#JK: EU NÃO QUERO!

#JM: J-Jeon minha p-perna... T-ta doendo...

#JK: Eu pouco me importo! Agora vai embora!

#JM: M-mas o meu carro t-ta...

#JK: VAI EMBORA!

Jimin pegou a mala nas mãos, eu nunca o vi chorar tanto. Ele foi até a porta e se virou me olhando.

#JM: E-eu nunca m-mais posso v-voltar?

Senti uma relutância em responder.

#JK: Eu não quero mais você na minha casa!

Ele assentiu.

#JM: M-me desculpe J-Jeon...

Jimin abriu a porta e saiu. Fechei a mesma com força e escorreguei até o chão, pensei em tudo que falei para ele, meus olhos estavam cheios de lágrimas que não deixei saírem antes, agora todas escorrem juntas pela minha bochecha. De relance olhei para cima da geladeira, os remédios de Jimin ficaram aqui, remédios para a dor na perna e para certificar-se que a infecção não volte e para garantir que a memoria dele não tenha problemas devido ao acidente, sei que devo devolver a ele, mas eu quem paguei... Por tudo! Ah mas que droga! Por que eu não posso esquecer o dinheiro?! Levanto e pego as caixas dos remédios, coloco tudo dentro de uma sacola plástica e enfio em qualquer lugar dentro do guarda roupa. Minhas lágrimas ainda correm por meu rosto.

Sinto como se minha vida estivesse destruída. Fecho o guarda roupas, porém algo prendia a porta, abro novamente e olho para a prateleira mais alta do móvel. Lá estava o ursinho do Jimin. Peguei o ursinho e o joguei no fundo do guarda roupas começando a chorar mais.

#JK: POR QUE TUDO ME LEMBRA O JIMIN?! AH MAS QUE MERDA!

Praguejo e me jogo no chão puxando meus próprios cabelos e chorando.

#JK: POR QUE EU FUI GOSTAR DE VOCÊ PARK JIMIN?! POR QUÊ?!!!

Continuo chorando enquanto soco e chuto tudo que vejo na minha frente. Praguejo até não conseguir mais encontrar palavras. Choro até sentir meus olhos pesarem.

JUNGKOOK OFF.

NARRADORA ON:


Jimin caminhou mancando até a porta da casa de Hoseok, não ficava muito longe, talvez uns dez minutos. O menor chegou e tocou a campainha, logo Hoseok abriu.

#H: Jimin...?

#JM: Hoseok... N-não briga com o-o Tae, e-ele não t-teve culpa...

Jimin podia jurar que Hoseok fecharia a porta na sua cara, mas não foi isso que aconteceu. Hoseok abraçou Jimin fazendo o menor encostar a cabeça em seu peito.

#H: Não briguei com ele... Tae me contou tudo...

Jimin desabou nos braços de Hoseok.

#JM: D-desculpa...

[...]

Depois que Jimin se acalmou um pouco Taehyung apareceu na sala.

#T: J-Jiminnie...

#JM: T-Tae!

#T: O Jungkook bateu em você?! O que aconteceu?

Perguntou sentando ao lado de Jimin.

#JM: Ele... Não me bateu...

#T: Eu fiquei tão preocupado!

#JM: Vocês... Conversaram?

#H: Sim... Tae me explicou tudo...

#JM: Me desculpem... Me desculpem de verdade!

Jimin voltou a chorar. Tae olhou para Hoseok fazendo bico.

#H: Não chora Jimin... Já passou, tudo vai se resolver...

Jimin olhou para Hoseok tentando conter o choro.

#JM: E-eu não s-sou uma vadia, Hobi... Né?

#H: Claro que não! Você não é!

Taehyung abraçou Jimin.

[...]

#JM: Obrigado gente... Vocês são os melhores...

Jimin falou tentando sorrir para o dois.

#H: Quer que eu te leve para casa?

Jimin negou.

#JM: Eu já pedi um uber... Mesmo assim, obrigado...

#T: Se você precisar de algo nos ligue... Tá?

#JM: Sim... Tchau...

Jimin foi para o carro. Quando chegou em casa largou a mala no quarto e se deitou, a noite já estava ali. Jimin encheu os pulmões de ar e os esvaziou lentamente, sentiu o cheiro de sua casa que ficou fechada por todo o tempo que morou com Jungkook. Jimin levantou, caminhou pelo quarto e encontrou o pequeno porta retrato de sua família.

#JM: Eu sinto tanta falta de vocês...

Cochichou olhando para a foto, a mãe e o pai abraçados enquanto Yoongi estava com o braço escorado envolta dos ombros de Jimin.

#JM: Tanta saudades de você Yoon...

As lagrimas voltaram a correr.

[...]

Jimin estava pegando no sono quando o celular começou a tocar. Park levantou com dificuldade e forçou os olhos pela luz forte da tela do celular. Jimin atendeu logo ouvindo a voz calma de Min Yoongi, a voz doce como o tal apelido dava ideia, Suga.

SG: Jiminnie?

JM: Yoon?! Yoongi! Suga!

Jimin começou a chorar grudado ao telefone.

SG: Calma... Sou eu sim...

JM: Yoon... Sinto tanto sua falta Hyung!

SG: Eu também, seu baixinho!

Yoongi riu fazendo Jimin rir ainda com lagrimas.

SG: Sabe... Tava me arrumando pra dormir e, sei lá, senti algo ruim... Quase como se você tivesse... Sofrendo...?

JM: Eu... estou com alguns problemas... Yoon eu quero te ver!

SG: Que problemas?

(...quebra de tempo...)

SG: Ah Jimin... Isso doi, não é? Eu sei... Nunca é fácil terminar um relacionamento...

JM: Eu realmente gostava do Jeon...

SG: Olha... Mamãe e papai estão com bastante movimento na padaria nos últimos dias... Mas eu vou... Vou ver se consigo uma folga, quero ver você...

JM: De verdade Yoon?! Ah eu te amo!

SG: Aish! Também tenho muita consideração por você, baixinho...

Jimin riu.

JM: Vê se amolece esse coração Suga Hyung!

Yoongi riu.

SG: Enfim... Eu posso não falar muito e tal.. Mas... Eu te amo também...

JM: Tão fofo!

SG: Jimin-ah! Que vergonha!

Ambos riram.

SG: Ok... Vamos dormir, ta tarde... Boa Noite Jiminnie, coloque um pijama quentinho para não ficar resfriado, ok?

JM: Ok, boa noite Yoon... Da um beijo no papai e na mamãe, diga que estou com saudades...

SG: Certo... Amo você maninho...

JM: Eu também te amo Hyung.

A chamada foi encerrada, 30 minutos e 15 segundos. Jimin deitou relaxado na cama, ouvir a voz de seu irmão o deixava tão mais alegre. Jimin dormiu, rápido, os olhos do mesmo pesavam pela quantidade que tinha chorado.


Notas Finais


:')

Ai...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...