História Empty. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Hansol, Yuta
Tags Drabble, Hansol, Nct, Yusol, Yuta
Visualizações 19
Palavras 451
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drabble, Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Finalmente criei coragem para postar alguma coisa que eu escrevo, então resolvi começar com essa drabble yusol que não é tão boa assim, mas que tenho um carinho enorme por ela e é isso... ♡

Capítulo 1 - Capítulo único


Se alguns anos atrás dissessem que tudo acabaria daquele jeito, Hansol não acreditaria de forma alguma. Não acreditaria que estaria fitando as orbes escuras e vazias do namorado a sua frente naquele cômodo tão bagunçado de memórias enquanto se sentia milhas de distância, apesar de poder alcançá-lo com os dedos. Quando foi que se tornaram assim? Nem mesmo Hansol conseguia responder àquela pergunta que pairava no ar pesado como se inalasse chumbo a cada vez que respirava.

Hansol conhecia Yuta desde que este chegara em sua cidade com um nível de língua coreana tão baixo e que talvez por isso sempre distribuía sorrisos para compensar seu pouco entendimento; passara tempo demais com o japonês e agora se via acostumado a ouvir as palavras cruéis que ele proferia o tempo todo em um coreano tão perfeito que não mostrava sua nacionalidade japonesa. 
Não era difícil de se apaixonar pelo japonês que sempre sorria para todos e que não parecia se abalar com as dificuldades que enfrentava em casa. Estava sempre com um humor que causava inveja em qualquer um; por sua personalidade doce, era chamado de anjo pelas pessoas que o conhecia. Que engano o deles. Claro que Hansol não podia culpá-los, afinal também caíra na encenação de Yuta.
O coreano se aproximou naturalmente do garoto e aos poucos foi descobrindo os medos de Yuta, suas vontades e desejos, atendendo a todos inconscientemente. Ainda se lembrava do primeiro beijo entre eles com o doce gosto de frutas vermelhas durante o verão, de como os dedos de ambos se encaixavam perfeitamente e de como sentia aquele frio mesclado ao calor crescer a cada vez que sua língua tocava a de Yuta. Se lembrava de passarem as férias todas juntos ouvindo as músicas que o japonês adorava e o fazia lembrar de sua casa no Japão. Também da primavera em que se tocaram de forma mais íntima, e de como gostava de deslizar os dedos pelo corpo do namorado sempre que este deitava em seu peito e ouvia os batimentos acelerados de Hansol. 

Parecia que iriam durar eternamente naquele romance clichê dos anos 60 que Yuta adorava assistir repetidas vezes sempre que chovia. Quisera Hansol que durasse como diziam, quisera que o namorado não se sentisse sozinho sempre a ponto de procurar atenção em outras pessoas, quisera que não deixassem as promessas feitas fossem apenas vazias e ditas ao vento. 

 Agora estavam ali, estáticos e com sentimentos acumulados pelos longos dois anos em que estavam juntos. Yuta transbordava a indiferença pelo relacionamento. Hansol irradiava cansaço e melancolia após tantas brigas e traições. Entretanto, no fundo desejavam que não tivessem deixado o amor acabar e se tornarem apenas cascas vazias refletidas quando olhavam o outro.
 


Notas Finais


aaa obrigada por lerem se chegaram até aqui! ♡
qualquer crítica é bem vinda!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...