História Finding the Love - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts
Visualizações 105
Palavras 2.658
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Leitura

Capítulo 17 - Chapter Seventeen


Fanfic / Fanfiction Finding the Love - Capítulo 17 - Chapter Seventeen

Pv.Taehyung


Se ela estava querendo me deprimir mais do que eu estava,ela conseguiu.

Bella não apareceu na escola.

Toda vez que eu via sua cadeira vazia enfrente a minha,eu me sentia vazio por dentro. Porque o amor tem que ter tantas dificuldades?

Eu não desistiria das ligações,nem que fosse só pra ouvir sua voz me rejeitando,o problema era que nem isso acontecia.

— Ela não vai atender.— Yumi disse quebrando o silêncio assustador que pairava na nossa sala de estar.

Bufei deixando o celular escorregar no estofado.

— Eu sou um tolo!

— Para de se culpar maninho. Você esta tão pálido,faz tempo que eu não vejo seu sorriso quadrado.— ela tentou me animar.

— Porque o motivo do meu sorriso provavelmente esta trancada num quarto se afogando em lágrimas por minha culpa.

— Ah que saco! Porque os parks tem que ser tão teimosos? Jimin não me ouve,isso esta nos afastando aos poucos,eu sinto.— ela choramingou.

— Desculpe. — murmurei.

— Para de se desculpar seu mané! — ela gritou.

— Olá primos,como vai a vida? — Rose e Lisa adentraram a sala.

— Horrível! — exclamei.

— Eu não sou obrigada a escutar Taehyung chorando,se culpando e sendo masoquista!

— Ah claro,se eu pudesse mataria aquela cachorra da Agnes,você e Bella não podem se separar,são como o casal alfa do nosso grupo! — Lisa fingiu choramingar.

— Pessoas como Agnes merecem prisão perpétua com pena de morte,decapitação,tortuta e..

— Já entendemos Rose.— Lisa a interrompeu e Rose de ombros. — Você tentou falar com ela? — ela sentou ao meu lado.

— Se ligar e mandar mensagens o dia todo durante três dias significa isso,sim! — encarei o teto.

— Ele foi na casa dela,mais o Jimin o expulsou,ela provavelmente nem sabe disso. Até minha presença é rejeitada,vê se pode! — Yumi queixou-se.

— Que situação. — Rose disse enquanto Lisa parecia pensar.

— Vou fazer vocês se encontrarem. — ela pegou o celular discando algo.

— Como se fosse fácil. — bufei.

Ela pôs o celular no viva-voz,chamou duas vezes e a voz de Bella entoou nos meus ouvidos como uma melodia suave.

Logo Lisa pôs seu plano em prática.

* * *

— Tem certeza que ela vai? — disse ainda com dúvidas,enquanto vestia meu casaco cinza.

— Ela pensa que vai se encontrar com Lisa e Rose,claro que vai. Agora vai lá,se acerta com a garota,porque eu preciso do meu Chim de volta!-ela ordenou,ri com aquele apelido.

— Vejo o quanto você se importa comigo maninha. — disse sarcástico.

— Eu gosto muito de vocês juntos,mas preciso pensar no meu relacionamento também. Agora não fala merda e anda. — ela me empurrou pra fora de casa e eu me direcionei a lanchonete.

* * *

Eram quatro e vinte e cinco quando me aproximei do local e a vi na janela,seu olhar perdido e ela linda como de costume,pus o capuz pro caso dela me reconhecer e tentar fugir.

Ao entrar e me aproximar percebi seus olhos sobre mim.

Droga.

Andei depressa e consegui  impedir sua fuga,ainda bem que ela ficou.

Eu estava com tanta saudade.

Nossa conversa não foi uma das melhores,suas palavras cortavam meu coração,mais fui forte e consegui falar o que estava preso.

Ela parecia muito confusa,e logo saiu dizendo que precisava pensar,eu decidi deixar ela ir sozinha.

Quando fui a sua procura ela não estava mais lá,provavelmente tinha ido embora,então eu fiz o mesmo.

— Então? — Yumi disse quando cheguei — Sua cara não é uma das melhores.

— Eu expliquei tudo,no final ela disse que precisava pensar e saiu do lugar,eu não a encontrei depois,deduzi que havia ido pra casa. — suspirei.

— Então,nada confirmado?

— Não ainda,ela ainda duvida de mim! — Yumi bufou.

Eu liguei algumas vezes mais ela não atendeu talvez ainda estivesse “pensando”,então decidi dar um tempo a mais pra ela.

* * *

Era por volta das onze da noite quando meu  celular tocou,eu estava assistindo um filme qualquer na sala,com meus pais e Yumi.

— Alô? — atendi meio surpreso por ser Jimin.

— Onde está a minha irmã seu idiota? — ele gritou.

— Como assim? — disse confuso.

— Yumi me disse que você armou pra encontrar ela,Kim!

— Jimin não brinca comigo,eu não vejo a Bella desde que ela saiu da lanchonete! — exclamei tenso enquanto recebia olhares confusos.

— O quê? — ele gritou,de novo. — Você podia servir pra alguma coisa,porque não a trouxe em casa?

— Ela disse que precisava pensar!

— Seu imbecil,ela sumiu,não está na casa das meninas,nem dos meninos. Se não está com você,eu não sei onde ela pode estar,não é comum Bella ficar fora até tarde. — ele estava alterado.

Senti cada parte do meu corpo gelar.

Bella desapareceu!

— Estou indo pra sua casa!

— Você não ouse..

Desliguei na cara dele.

— A bella sumiu! — quase gritei  pulando do sofá,assustando meus pais e Yumi.

— O quê? Mais como? — Yumi exclamou confusa.

— Ela não apareceu,não esta na casa de ninguém,muito menos na dela! — expliquei frustrado.

— Oh meu Deus,vamos agora pra casa dela! — mamãe  disse levantado-se rapidamente. Minutos depois seguimos pra casa dos Parks.

* * *

A mãe de Bella estava no sofá chorando e Jimin ao seu lado a cercando com um abraço. Senhor Park estava no celular e nossos amigos estavam lá também.

— Me diz que esta mentindo e que você esta com a minha irmã! —  Jimin avançou em mim.

— Porque eu mentiria com algo tão sério? — o encarei enraivado por estar duvidando de mim.

— Meninos,isso não é hora! — Sr. Park exclamou,observei minha mãe consolar a sra. Park por alguns segundos. — Ela não está na casa de nenhum conhecido,e só podemos contatar a polícia com 24 horas,só faz sete horas! Tem certeza que ela não disse onde iria a você Taehyung?

— Não senhor. — disse baixo me sentindo um imprestável por não cuidar da pessoa que eu mais amo.

— Ela não pode ter sumido. — Sook murmurou com a voz embargada.

Eu dei um longo suspiro e escorreguei pela parede em que eu estava encostado até cair no chão e com os braços abraçando as pernas,chorei amargamente.

— Isso é tudo culpa.. Minha.. De novo.. Eu não tomei conta dela.. — soluçei e de repente senti uma mão no meu ombro.

— Se acalme,você não sabia que isso ia acontecer não se culpe! — As palavras do senhor Park me acalmaram um pouco.

Mas eu não deixava de pensar no pior. O que aconteceu com ela?

Pov. Bella

Eu acordei amarrada numa cadeira. Estava numa sala com paredes brancas envelhecidas,manchadas. O lugar era mal iluminada e cheirava a mofo.

Minha cabeça doeu,minhas mãos também doíam pela forte amarra,e eu podia ver que já estava de manhã pela brecha de uma janelinha no alto da parede.

One eu estava? Quem me sequestrou?

A enorme porta de ferro a frente rangeu de repente e se abriu,minha vista doeu pela claridade.

— Exatamente 24 horas! — a voz irritante me lembrou alguém. E quando minha vista ficou nítida,quase caí ao ver quem era.

— Agnes? — exclamei. Minha voz demonstrava confusão,surpresa e uma pontada de repulsa.

— Acertou! — ela disse com uma voz meio psicopata e um sorriso no canto dos lábios — Então,o que achou da hospedagem?

— Você é péssima com visitas! — repliquei enojada.

— O problema é que você não é uma visita! — ela me encarou com desgosto.

— O que você quer de mim? — disse. Eu sinceramente agora,sabia que essa garota era capaz de tudo.

— Simples,quero te eliminar da face da terra! — ela disse se aproximando e me dando um forte tapa.

Senti meu rosto arder enquanto meus cabelos caíam sobre meus olhos.

— O que você tem contra mim garota? Isso tudo é por causa do Taehyung? — gritei já enraivada.

— Eu fiquei tão feliz quando meu plano de separar vocês dois deu certo,você caiu como um patinho,mais logo vi que isso não bastava. — ela explicava enquanto brincava com uma faquinha.

Eu não estava com medo. Só queria levantar e acabar com a raça dessa maluca. Mas eu não podia.

— Você é problemática. Quer me matar porque não conseguiu fazer com que Taehyung gostasse de você? É isso? — exclamei incrédula.

— Não é só por isso!-ela apontou a faca pra mim — Todos esses anos eu tive que te suportar. Todo garoto que eu gostava,só tinha olhos pra Bella perfeitinha. — ela fazia uma vozinha zombeteira. — Todo mundo da escola te trata como uma deusa,todos te amam. Na verdade isso tudo é inveja! — ela gritou passando a faca pelo meu pescoço e deixando um corte fundo. — arfei sentindo o liquido vermelho descer pela minha roupa. — Os professores te amam,seu irmão é popular,os garotos caem ao seu pé e você se finge de sonsa! — ela cortou a corda me derrubando no chão — Taehyung foi a gota d'água,eu gosto dele de verdade. Talvez se você morrer,ele tenha olhos pra mim! — ela sorriu imaginando alguma cena na cabeça dela enquanto apontava a faca na minha direção.

— Todos gostam de mim porque eu sou gentil com todos,diferente de você,que é uma naja maluca! — disse com todas as minhas forças.

— Cala a boca sua vadia! — ela me deu um chute e em seguida senti uma picada. — Pra ver se você se acalma! — levei a mão até minha barriga tentando de algum modo aliviar a dor,enxerguei um seringa nas mãos dela.

Meu corpo se fragilizou em fração de segundos e em seguida uma sequência de chutes foi dada em mim.

— Você vai morrer e me deixar viver a vida sem sua perfeição exalando! — ela gritava com algum tipo de irritação. Eu estava tão fraca,não podia me defender,só podia gritar de dor. No último chute eu cuspi sangue.

Senti dores por todo o meu corpo enquanto o efeito do calmante passava.

— Senhora,eles comunicaram a polícia! — um cara apareceu.

— Perfeito! — ela disse entredentes me dando mais um chute — Hora de brincar com seus amiguinhos! — ela riu maleficamente e saiu.

— Por favor me ajude. — disse com dificuldade ao homem enquanto sentia uma lágrima descer pelo meu rosto e todos os meus músculos doerem horrivelmente.

— Desculpe mais eu.. — ele me encarava com pena.

— Você não vai ganhar nada com isso. Se te descobrirem vai ser preso,meus pais são advogados,não entre no jogo dessa maluca. — disse dificultosamente e desmaiei.


Pov. Taehyung


24 horas!

Bella não apareceu. Eu estava prestes a entrar em desespero.

Podia ser sequestro. Ela pode estar morta ou foi assassinada.

Só de pensar nessas possibilidades meu coração doía.

Eu encarava aquele relógio dourado pendurado na parede,marcava cinco horas da tarde. Os ponteiros pareciam se arrastar lentamente,me irritando a cada segundo percorrido.

Todos ainda se encontravam naquela sala e já haviam chorado o suficiente pra encher mais ainda o atlântico.

— Calma oppa,ela vai aparecer,mais enquanto isso você precisa comer alguma coisa! — Mia disse com toda sua inocência e calmaria.

— Obrigada mia,mais eu não consigo. — abri um sorriso fraco pra ela.

— Fique bem. — ela me abraçou. Ela me lembrava muito Bella.

— Não sei se consigo. — murmurei sentindo mais uma lágrima descer.

— As buscas começaram! — a voz do sr. Park ecoou pelo ambiente. Afastei Mia vagarosamente observando ele entrar acompanhado do meu pai.

— Eu vou matar qualquer um que tenha feita mal a ela! — Jimin disse abraçado a minha irmã que dormia em seus braços.

— Não fale bobagens Jimin,a justiça será feita. — disse sr. Park.

O silêncio se instalou naquela sala,todos continuavam no mesmo lugar desde a noite passada. Todos amavam Bella o suficiente pra passarem por isso sem indícios de desistência.

O celular do sr. Park tocou quebrando o silêncio do lugar.

— Alô? — ele arqueou a sobrancelha. — Onde esta ela? — exclamou atraindo todos,que ergueram a cabeça e o olharam atentamente — Seu maldito,fale logo! — ele estava enraivado — Alô? Alô? — tirou o aparelho do ouvido — Ele desligou! — disse furioso.

— O que ele disse? — levantei rapidamente.

— Que está com a Bella e não quer dinheiro. Disse que ligou somente pra avisar que vai matar ela e que deveriamos preparar o enterro! — com essas palavras sra. Park chorou ainda mais.

— Mais quem em sã consciência odeia tanto a bella que seria capaz de fazer isso? — Kate pronuciou e o silêncio voltou.

— Agnes! — Yoongi e Sook disseram ao mesmo tempo.

Aquela garota seria mesmo capaz disso?

— Ela não seria tão fria! — Jane disse com a testa franzida.

— Ela é  única pessoa no mundo que odeia a Bella de todo coração! — Sook disse me encarando.

— Uma vez ela disse que se Bella passasse dos limites,ela a mataria! — Yoongi disse mais pra ele do que pra gente.

— Isso é loucura,porque alguém odiaria a minha filha? — Sr. Park exclamou.

— Inveja. — Sook disse seriamente.

— Ouvi boatos de que ela visita um psiquiatra mensalmente porque matou o gato da casa por ciúmes dos pais que mimavam muito o bicho! — Hoseok disse,todos o olharam perplexos.

Eu estava com medo dessa garota.

— É uma acusação bem séria. — papai disse com a mão no queixo pensativo.

— Vamos até a casa dessa garota. — Sr. Park anunciou.

— Eu vou junto. Se ela foi capaz de fazer alguma coisa pra Bella,eu.. — falei nervoso.

— É melhor ficar,você esta muito alterado! — papai me direcionou ao sofá. Bufei.

* * *

Cada minuto que passava era decisivo. Nossos pais voltaram com a noticia de que Agnes saiu desde a tarde passada dizendo que iria dormir na casa de uma amiga e passar o dia.

Estávamos desesperados por não poder fazer nada.

Os celulares estavam ligados e nas mãos.

De repente o meu vibrou.

Era desconhecido.

— Alô? — todos os olhares estavam em mim.

— Kim Taehyung? — a voz grossa soou.

— O próprio. Quem fala?

— Sou um dos caras que ajudou Agnes a raptar sua namorada.

— Então foi ela mesma! Onde Bella está? — gritei furiosamente.

— Ela não quer dinhero,que matar a garota por vingança ou algo parecido. Eu não mais quero participar disso tudo. Se quiser salvar a garota,traga a polícia,Agnes contratou pessoas perigosas.

— Me passe endereço? — disse sério e decidido.

Eu repassei a informação pro sr. Park depois de desligar e logo contatamos a policia.

* * *

Estávamos a caminho do local.

Jimin,meu pai,sr.Park e eu fomos num único carro.

Jimin e eu estávamos sentandos no banco traseiro,o ouvi suspirar.

— Desculpe. — ele disse baixo — Eu te culpei num momento de raiva. — ele encarava o chão do carro.

— Claro que eu te desculpo Jimin,você é como um irmão pra mim. — o abraçei.

— Obrigado pela ajuda. — ele sorriu.

— Eu amo sua irmã,eu faria tudo por ela.

— Fico feliz que ela tenha você. — afaguei seu ombro enviando um olhar reconfortante.

* * *

O local era totalmente abandonado.

Era um antigo ferro velho e tinha um galpão quase caindo aos pedaços.

— Cerquem o local! — o delegado gritou.

Ouvi alguém me chamar,procurei com os olhos e vi um cara encapuzado escondido atrás de umas lixeiras.

— Foi você quem me ligou? — me aproximei junto de Jimin.

— Foi sim,entre aqui. — ele apontou uma rachadura que parecia uma passagem secreta — Tem um corredor,no final uma porta,a garota esta lá,eu prometi ajudar ela,estou cumprindo isso.

— Obrigada,você pode ir! — disse e ele saiu correndo sem chamar atenção.

Nós entramos e paramos no meio de um corredor frio,ouvimos barulhos vindo de um lado claro e do outro lado a porta. Corremos até ela a abrindo,dando de cara com uma cena que jamais desejei presenciar.

Bella estava jogada no chão,toda suja e machucada,havia sangue na sua roupa,cabeça e ao redor da mesma.

— Bella,amor,como pude deixar isso acontecer! — disse indo até ela e a pegando no colo lamentando.

— Taehyung. — ela murmurou antes de desmaiar,respirava com dificuldade.

— Vou te tirar daqui princesa! — disse tirando o cabelo de seus olhos.

 Saímos sorrateiramente pelo mesmo lugar.

— Filha! — sr. Park gritou e correu a pegou no colo a beijando na testa. — Obrigada Taehyung!

— Fiz o meu dever,prometi a proteger e apartir de hoje vou cumprir com mais seriedade! — ele sorriu e a pôs no carro.

Houve um tiroteio,mais eles conseguiram prender os caras.

Eu estava feliz em saber que Bella estava viva,eu não suportaria ouvir o contrário.


Notas Finais


Até o próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...