História Encontro de Amor - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Zayn Malik
Personagens Barbara Palvin, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Barbara Palvin, Fanfic's Da Lua, Romance, Zayn Malik
Visualizações 10
Palavras 1.218
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Festa, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura! ❤

Capítulo 7 - Capítulo 7


°°Bárbara°°


— Pai, bom que está em casa, precisava mesmo falar com você – digo me jogando ao seu lado no sofá. 


— Pode dizer – diz após deixar um beijo em minha testa, como fazia sempre. 


— Como foi que você conheceu o Zack? – vou direto ao ponto. 


— O quê? Por que está perguntando isso, Bárbara? – me olha em espanto.


— É que, eu o acho muito familiar – presto atenção em suas expressões. 


— Deve ser só impressão sua, filha –  vejo seu pomo de Adão subir e descer. 

— Não é só impressão, eu sei que não, mas eu vou descobrir quem ele é de verdade – começo a me levantar mais ele me segura pelo braço. 


— Tá bom filha, você deve manter isso em sigilo, Ok? – suspira. 


— Sabia! Agora diz logo pai – digo não conseguindo esconder a curiosidade em minha voz. 


— Bom na verdade seu nome é Zayn Malik.


— Zayn Malik não é aquele cantor que saiu de uma banda e...


— Sim, ele mesmo.


— Agora eu sei porque eu achava ele tão familiar, ele é famoso.


— Sim, ele é famoso.


— Mas isso não explica o porquê dele estar aqui em casa e muito menos sendo um dos nossos funcionários.


— Zayn terminou um relacionamento e também estava dando muitas crises de ansiedade, tendo que cancelar vários trabalhos, e como você sabe isso o prejudica muito pois ele está apenas no começo de sua carreira solo.


— Isso deve ser horrível.


— Sim, então ele resolveu dar um tempo para ele se acostumar com o fato de que ele não vai mais subir ao palco acompanhado de seus antigos colegas de banda.


— Ele teve dois anos para se acostumar, e ainda não conseguiu? 


— Ele passou cinco anos com o grupo, não dá pra ele desacostumar assim de uma hora para outra. 


— Devia ter pensado nisso antes de sair da banda. 


— Agora já é tarde para isso. 


— E por que ele resolveu dar um tempo, fingindo ser outra pessoa? 


— Dessa forma ele teria mais sossego com a mídia e com seus fãs que são capazes de fazer loucuras por ele.


— Ele devia ter mudado a aparência também né. 


— Ele só vai sair daqui quando estiver bem, então não achamos necessário mudar ele fisicamente. 


— Mas como você entrou nessa história?


— Ora querida, Zayn além de cantor é um dos nossos clientes mais fiéis, sua ex- namorada Gigi Hadid, era uma das nossas modelos, ou seja, eu e Zayn viramos bons amigos.


— Você não acha que convidando ele para passar um tempo aqui em casa, não seria mais fácil?


— Seria, mas não poderíamos correr o risco de alguém descobrir que ele está hospedado aqui.


— Se não ele perde o sossego e blá blá blá...


— Isso, posso confiar em você?


— Claro né pai, que pergunta besta. Mais eu estou chateada.


— Por que? Alguém lhe fez algo?


— Vocês me esconderam isso, justo pra mim.


— Entenda que foi preciso.


— Eu entendo, mais pode deixar que eu vou guardar esse segredo.


Beijo a bochecha dele e me levanto do sofá indo para o quarto de hóspedes. Agora eu entendo porque aquela porta está sempre trancada, é lá que ele dorme.


Bato na porta e ninguém atende, bato outra vez e nada, quando vou bater de novo a porta se abre revelando ele somente com uma toalha enrolada em volta de sua cintura.


Gotas de água desciam pelo seu corpo maravilhoso, gente e essas tatuagens? Isso é tão sexy que eu fiquei até com calor agora.


— Bárbara, você tá bem? 


— Sim e-eu estou bem – balanço o meu rosto e olho pra ele. Péssima ideia!


— O que faz aqui? 


— Eu é que te pergunto, você não deveria estar aqui, muito menos tomando banho – me atrevo a olhar mais uma vez para o seu corpo.


— Eu... O chuveiro lá de baixo queimou, então eu não vi problemas em usar um daqui de cima – sua voz falha entregando sua mentira.


— Sei, muito estranho essa história né? – entro no quarto e me sento na cama que estava desfeita.


— Por que acha isso? – pergunta um pouco nervoso.


— A cama está desfeita, você veio usar somente o banheiro, não foi?


— Olha eu só... – pigarreia – só me deitei para saber como era o colchão sabe – passa a mão em seus cabelos pretos e esse movimento me deixa com mais calor.


Por Zeus!


— Abre logo o jogo Zack, ou devo dizer Zayn?


— O quê? Como soube?


— Isso não interessa agora, por que não me falou a verdade?


— Eu não podia...


— Não podia ou não quis?


— Eu não sei o que dizer.


— Não precisa, eu já sei de tudo. Achei que fossemos amigos, mais você não confia em mim.


— Não é bem assim Bárbara, mas você não vai contar pra ninguém não é?


— Não se preocupe, eu prometi ao meu pai, e eu não costumo quebrar promessas – saio do quarto e vou para o meu.


°°♡°° 


— O que vai fazer hoje? 


— Não sei Max, você sugere algo? 


— A gente podia pegar um cineminha, ou fazer outra coisa. 


— Não tem nada de bom passando, podíamos fazer algo mais divertido. 


— Bom eu ia sugerir uma balada, mas você é tão certinha que eu disse cinema. 


— Eu não gosto de festas, Max. Eu sempre acabo ficando sozinha e no final sempre me ferro. 


— Eu não vou te deixar sozinha, então cê topa? 


— Promete que você não vai me deixar sozinha? 


— Prometo! Te pego as 22:00.


— Te espero, beijos. 


— Beijos, princesa – antes que eu pudesse reclamar do apelido clichê, ele desliga. 


Suspiro e me levanto da cama indo para o meu closet. O que poderia vestir para ir à uma balada? Não faço a mínima ideia.


Decido tomar banho primeiro enquanto penso no que vestir. 


De banho tomado, volto para o meu quarto e escolho uma roupa bem básica. 


Lá fora o céu estava limpo e cheio de estrelas, sinal de que não iria chover por agora. 


A noite estava fresca, por isso optei por uma calça preta de cós alto com e uma blusa um pouco justa de alças azul petróleo. 


Depois de me vestir, calcei meu tão amado par de vans preto, deixei meus cabelos soltos e passei apenas rímel e gloss. 


Ouço o som de uma buzina, Max deve ter chegado, coloco meu celular na bolsa junto com a minha carteira e saio do quarto. 


Na sala de estar, Zayn estava sentado no sofá mechendo em seu celular. 


— Vai sair? – ele pergunta. 


— É o que parece, não é? 


— E nem me convida. 


— Como se você pudesse sair – reviro meus olhos. 


— Posso saber pra onde vai? 


— Não! Boa noite, Zayn – saio fechando a porta atrás de mim. 


Quando saio pelo portão, Max estava escorado em seu carro com um sorriso no rosto. 


— Está linda. 


— Me conta uma novidade – digo entrando no carro quando ele abre a porta do carona pra mim. 


Ele dá a volta e entra no lado do motorista colocando o cinto de segurança, faço o mesmo e ele logo dá a partida. 


— Não sabia que fazia o tipo convencida. 


— E não faço, é que você já me disse tantas vezes que sou linda que comecei a acreditar – respondo e ele solta uma risada. 


— Vamos nos divertir muito essa noite, princesa. 


— Assim espero... 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...