História End of day - imagine Kim Taehyng - - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, Taeyang, V
Tags Ficção Cientifica
Visualizações 9
Palavras 2.174
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Cuidado


Fanfic / Fanfiction End of day - imagine Kim Taehyng - - Capítulo 1 - Cuidado

Ano de 2017,está acontecendo um apocalipse zumbi, a TV não para de mostrar o pânico das pessoas que estão na Rua sendo atacadas por vários zumbi,as sirene não param de tocar, os helicópteros passando, barulhos de tiros, pessoas gritando, isso faz que o ambiente fique mais macabro. Me chamo s/n tenho 19 anos moro Los Angeles ( Estados Unidos), meus pais saíram pra ver o que esta acontecendo mais ate agora não voltaram, antes deles saírem meu pai disse uma coisa " Se cuide-se minha filha no sótão tem uns coisa que você vai precisar nois te amamos" vejo uma lágrima escorrendo no rosto de minha mãe. Então me levando do sofá e vou ate o sótão da casa,meu pai nunca deixou eu entra lá sempre dizia que tinha bichos então nunca entrei.
A porta e minúscula me abaixo pra poder entrar, entro e vejo vários panos brancos cobrindo alguma coisa então me aproximo e tiro, caixas de armamento pesado,fuzil,sniper,rifle,escopeta, pistolas, metralhadoras...vários tipos de armas e em cima de umas dessas caixas tinha uma carta " Meu bem, isso será o bastante pra te mander viva por algum tempo... ache a curar... te amos " sinto um pequena lágrima escorre pelo minhas bochechas. Como assim a cura? O que está acontecendo? "A cura está no laboratório na Coreia do Sul... lá vai está duas pessoas de esperando mais antes minha vida vocês precisa salva 5 pessoas que são importantes os nomes são: Jeon Jungkook , Kim Taehyng, Park Jimin, Min Yoongi e Jung Hoseok o endereço está aí anotado no papel. Eles podem ajuda a encontrar a curar. Te amo... lembre-se de tudo que eu te ensinei "

- Que ótimo agora além de salva o mundo tenho que salvar 5 idiotas. - resmungo sozinha.
Junto todos as armas possíveis e suplementos alimentares, papai tem uma picape ele comprou quanto eu era criança,nunca usamos mamãe sempre dizia que a picape era inútil. Nunca usamos por que nunca tivemos tempo, papai trabalhou demais pra me dar uma vida boa, mamãe sempre cuidou de mim nem tinha tempo pra se cuidar direto. Coloco dos as armas no compartimento de trás da picape e me dirijo ao volante procuro as chaves dentro de uma porta-luvas onde o papai sempre guarda as chaves reservas. Então eu tou partida no motor, esse picape me trás boas lembranças. Me lembro quando eu e o papai brincávamos de esconde-esconde eu sempre vinha pra cá me esconder. Dirigindo pela vejo pessoas desesperada pra encontrar um lugar seguro pra se proteger, outras gritando socorro, outras indo embora das suas próprias casas... por mim eu colocava todos eles tento do carro e a embora mais tenho que salvar aquele idiotas.
Pego o papel e procuro o primeiro idiota pra salva.

- Jeon Jungkook. - A casa não fica muito longe uns 5 minutos estou lá,

~5 minutos depois. ~

Chego na do condomínio do Primero idiota, saiu do Banco do motorista e vou ate as armas pego duas pistolas 938: calibre 380, 9mm curto, n° de tiros: 12 1, Cano 94m. É uma PKM: capacidade de disparo de 750 tiros por minuto. Como sei de tudo isso? Simples meu pai serviu 10 anos nos exército dos Estados Unidos e ele me ensinou o "básico". Saiu do carro então eu entro e começo a procura o casa dele. O condomínio estava vazio e isso só piorar minha sensação de ter um sniper apontando pra minha cabtava um ar macabro nesse lugar, ando devagar pra não chama a atenção.

- 828...828...828 - Digo sozinha procurando entre as casas - Achei você. - Digo ao encontrar a casa.

Paro em frente a porta e vejo já esta aberta respiro fundo e entro. Entro e vejo a casa totalmente destruída vasos quadrado, prato, sangue no chão e dois corpos no chão. Parece que uma guerra passou por aqui. Ando calmamente pra mal fazer muito barulho, caminho ate a parte de cima da casa. Do corredor escuto choro de alguém vindo do quarto. Engatilhei a pistola e andei lentamente encosta na parede com cuidado pra não ser vista, um frio percorreu minha espinha, apertei o cabo da pistola ainda mais forte. Quando cheguei na porta com a mão livre abri com cuidado respiro fundo e entrei. Quanto entro vejo um garoto aparenta ter uns 22 anos apontando uma espingarda em minha direção. Seu rosto tinha sangue.

- Como é seu nome? - ele pergunta tremendo a arma.

- Me chamo s/n... Você teve ser o idiota que meu pai mandou vim busca você e mais 4... seu nome é... - pego o papel no meu bolso - Jeon Jungkook, certo?

- Assim que você se refere a uma pessoa? E sim sou Jungkook.

- o jeito que eu me refiro as pessoas não é ta sua conta..- olho ao redor - e... onde estão seus pais? - Pergunto sentando no chão e encostando a cabeça na parede.

- São aqueles dois corpos que vocês fui na sala - ele diz colocando a arma na cama.

- Vamos embora tenho muita coisa pra fazer ainda. - Digo me levantando e saindo do quarto. - coloca algumas roupas numa mochila e vamos embora daqui.

- E vamos pra londe. Posso saber? - ele pergunta cruzando os braços.
Refiro os olhos

- Não... aliás tem mais alguma arma aqui?

- Tem, por que?

- Ótimo... Pegue tudo e levar pro carro

Deixo ele arrumando a mocinha e desço ate a garagem, me surpreendo ao encontrar uma moto uma harley, uma sorriso se forma em meus lábios. Papai sempre gostou de motos principalmente harley.

- Gostou? - Pergunta Jeon atrás de mim fazendo que eu leve um susto.

- Que susto garoto, virou assombração agora?- Digo levando a mão ao peito.

- Desculpe - ele sorrir. - Gostou dela?

- Gostei... - fiz uma pausa - mais não tenho tempo pra isso... já levou todas as armas pro carro?

- Já sim - ele sorrir

- Então vamos... ainda temos que passar no mercado quando terminar de buscar os outros idiotas...

Saímos rápido da casa dele e fomos andando até o carro. Por nem um minuto esse menino calou a boca, ficou fazendo perguntas sobre mim, como eu conseguir as armas, por que eu chamei ele de idiota. Minha vontade e de meter uma bala na cabeça dele.

- Então s/n, quantos anos você tem?

- Não lhe interessa...

- Nossa que fria - ele sorrir - Só que...

- Cala essa boca. - interrompo ele quanto escuto um barulho.

Parei, engatilhei a PKM, mandei o Jeon se esconder de atrás de uma árvore. Com a arma em punho ando alguns centímetros, de novo o frio percorreu minha espinha. Escuto um barulho vindo de trás de um carro que estava na minha frente. Caminho até o barulho e vejo um zumbi? Aah fala sério zumbi agora não...
Ando calmamente pra trás me distanciando, até que um barulho de galho quebrando chama a atenção olho pro lado vejo Jeon pisando em um galho. Fiz uma expressão tipo " quando terminar aqui eu vou te defenestrar" o zumbi olha pra atrás e me olha.

- Corre Jeon - grito e o mesmo correr em direção ao carro.

Em menos de um minuto vários zumbis brotam do inferno. Então eu começo atira em direção deles, alguns caem e eu continua atirando em direção a eles. Um zumbi corre em minha direção e me faz cai, querendo me morder mas eu chuto sua perna esquerda com tanta força que faz ela quebrar, pego minha arma e atiro na sua cabeça. A munição da PKM esta acabando, então eu pego minhas pistolas, atiro na cabeça deles pra morrerem mas rápido. Mais ele são muitos então eu corro em direção ao carro.
Entro e vejo Jeon choramingando na parte da frente do carro.

-Ei - Me aproximo dele e coloco sua cabeça no meu ombro - Não chore por favor, vamos encontrar lugar pra dormimos - Digo e o mesmo sorrir.

Pov Jungkook.

S/n é uma garota durona mais no fundo ela é uma garota legal, me sentir um idiota pelo aconteceu mais cedo não pude ajudar ela com aqueles zumbis, ela podia ter morrido.
Encontrando um lugar pra dormir um... motel?... ela me trouxe pro motel?...

- É que temos pra hoje - diz ela parando o carro na frente do lugar.

Saímos do carro, pegamos algumas armas - pra caso precisamos nos protege - e fomos até a recepção pegar as chaves.
Chegamos no quarto e tem duas camas, tiro meus sapatos e me jogo na cama e fico olhando pro teto enquanto a s/n olha pela janela.

-No que esta pensando? - Pergunto sentando na beirada da cama.

Ela olha pra mim e volta sua atenção pra janela.

- O que foi o causador disso todo - diz ela sentando na poltrona e começa recarregar as armas.

- Bom... eu sei...

Ela para o que tá fazendo e me olha.

- Como assim?

- Meu pai... ele era um cientista... assim como os dos outros 6... - fiz uma pausa e engole em seco - nossos pais inventaram uma vacina que pode trazer o morto a vida... mais em das experiência algo teu errado e acabou virando um vírus contagioso... e uma das cobaias fugir com o vírus no sangue... e quando ele entre em contato com o sangue de outra pessoa que não esteja contaminado... faz que essa Pessoa  vire um zumbi... seu pai ele sempre soube ele era amigo do meu pai... ele já estava preparado... ele ja sabia que isso nao ia dar certo...- termino de fala e vejo ela olha pra baixo.

- E quando tempo esse vírus pode transformar uma pessoa em zumbi? - ela pergunta indo em direção a janela.

- Uns... 9 ou 10 segundos

Pov s/n

Agora entendo o por que o meu pai sempre me ensinou a manusear uma arma, desde de criança ele me falou que um dia eu vou salvar o mundo, mas nunca entende de verdade.
Sou tirada todos meus pensamentos por gritos de alguém vindo do terceiro anda. Eu e o Jeon nos entreolhamos e pegamos algumas armas pego uma espingarda calibre 12. Jeon e a pegar uma A.K. 47 mais eu sei que ele não sabe manusear uma arma então tou uma pistola .40. Sair do quarto com a arma em punho, saiu primeiro e Jeon sai logo depois. Andamos pelo o longo corredor com um tapete vermelho com detalhes dourados, e alguns portas quebradas, alguns tinham corpos e outras não. Cada passo que eu tou um o frio percorre minha espinha, não tava com medo, muito menos assustada, e só que...  eu me sinto perdida, meus pais provavelmente morreram... e agora eu tenho a responsabilidade de salvar dias.
3 minutos depois
Já chegamos no 3 andar, ando devagar pra onde sai os gritos. Os gritos so aumentavam cada vez mais e o desespero da pessoa também. Nesse momento eu perco minha paciência e corro até o quarto onde estava vindo os grito. Chego tou um chute na porta, fazendo a mesma abrir e tando tanto a visão do que estava acontecendo: uma garota aparentemente ter a mesma idade que eu, com uma cadeira na mão batendo em três zumbis.
O primeiro  zumbis vem em minha direção e eu sem paciência atiro na cabeça do mesmo ser jogado pra longe com a força do impacto. O segundo zumbi também vem em minha direção mas eu tou um golpe com o cabo da espingarda fazendo quebrar o crânio dele, fazendo escorrer sangue em meu rosto. E o terceiro eu jogo pela janela. Termino de matar os três e solto um suspiro.

- Você está bem? - Pergunta olhando pra garota.

Ela apenas diz sim com a cabeça.

- Qual é o seu nome? - Pergunto colocando uma mecha de trás da olheira dela.

- Jung... Jung... Jung Hyo Soo - diz ela em meio ao soluço.

- Me chamo s/n... - tou um sorriso a ela - vem... você teve esta com fome ou cansada...

- S/n... - a voz do Jeon surge na porta.

- Oi Jeon... essa é a Jung Hyo Soo, Hyo esse é o Jeon Jungkook... - ela não fala nada apenas sorri - Bom... vamos indo embora ainda temos muito chão pela frente. E você vem com agente...

- Eu to com fome - diz Jeon.

- eu tenho algumas coisa no carro aí vocês comam... - tou um sorriso forçado.

Saímos do motel e seguimos estrada em direção a outro garoto, Kim Taehyng, ele mora à 2 horas daqui. Hyo ja dormiu então eu eo Jeon estamos acordado. Ainda estou perdida em meus pensamentos, eles gritam palavras sem sentido...

- S/n! Cuidado - o grito do Jeon me assusta e eu percebo que tinha atropelado alguém. - S/n?... você esta bem?...

- ãh?... e... estou... - Digo confusa por causa dos meus próprios pensamentos. - Éeee.... e por que você não dorme um pouco?Ele suspira.

- Tudo bem...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...