História Endless Love - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Comedia, Drama, Escolar, Romance
Exibições 1
Palavras 1.268
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Hey >.<''
Essa é a primeiro fanfic que estou escrevendo ~ Ou que pelo menos que pretendo continuar ~
Espero que gostem!

Capítulo 1 - Lembranças


Fanfic / Fanfiction Endless Love - Capítulo 1 - Lembranças

POV Katy:


Acordei ás 8:30h com o celular tocando, estendi a mão até o criado-mudo que há ao lado da minha cama e desliguei o celular, o meu mau humor matinal não me deixaria falar com ninguém sem mandar ele ir se ferrar. Me levantei e caminhei sonolenta até o banheiro, fiz minhas higienes matinais e vesti uma blusa branca com alças e um short preto, coloquei umas sandálias também pretas e desci as escadas que davam na sala, segui direto para a cozinha, peguei os ingredientes na geladeira, fui até uma das bancadas da cozinha e comecei a fazer um sanduíche de atum.


— Já acordou? - perguntou minha mãe, me assustando, dei um pulo e me virei rapidamente, ela estava sentada na mesa lendo uma uma revista de moda. Eu nem tinha notado que ela estava ali.


— Quer me matar de susto? - ela riu e bebeu algo que estava numa xícara, provavelmente café - Eu pensei que você tinha ido trabalhar.


— E não me despedir da minha filha antes de ela voltar para Nova Iorque? Nunca. - Ela olhou para mim, tentou disfarçar um sorriso triste e em seguida voltou a ler a revista.


 Minha mãe é muito sentimental, sarcástica e também bipolar, eu nunca entendi como podia ser filha dela se somos completamente diferentes. Ela tem cabelos castanhos como chocolate, lisos e um pouco encaracolado nas pontas, tem olhos azuis-marinhos, tem em torno de 1.70m, usa óculos, é uma advogada famosa, é magra e tem um corpo de dar inveja a qualquer mulher. Eu apenas tenho os olhos azuis assim como ela.
— Á que horas é o seu vôo? - ela perguntou e pegou uma maçã que estava a frente dela em uma cesta com outras frutas - Tenha cuidado para não se atrasar!


— É ás 11:00h, não se preocupe, já tenho tudo pronto, apenas preciso ver se não tem nada faltando. - Falei e dei uma grande mordida no meu sanduíche.


Subi as escadas e abri a porta do meu quarto, peguei um livro em uma estande cheia de livros que já tinha lido milhares de vezes, me joguei na cama e li durante alguns minutos até terminar de comer o sanduíche. Depois comecei a ver se não tinha esquecido nada, revistei a mala e o meu quarto umas cem vezes, não me parecia faltar nada além de uma fotografia, ela estava guardada debaixo do meu travesseiro, nela tinha um garoto loiro com olhos verdes claros que tinha cerca de 13 anos e uma garota morena com olhos azuis escuros que tinha em torno da mesma idade do garoto, eles estavam sentados em um banco de um parque, abraçados e tinham sorrisos felizes nos lábios. Eu sou a garota da foto e lembro muito bem desse dia.

Flashback On


— E se alguém nos ver aqui? - Perguntei ao loiro que me puxava pela mão até um banco do Central Park. Parei e cruzei os braços me sentindo desconfortável.


— Eu não me importo! - Ele sorriu e se sentou no banco e depois fez um sinal com a mão para que eu me sentasse ao lado dele. 


— Okay... - Susurrei e me sentei ao lado dele e pus a minha cabeça em seu ombro, continuei com os braço cruzados e fechei os olhos.


— Você está bem? - Ele perguntou e observou as pessoas no parque, eu assenti e calmamente abri os olhos. Também comecei a observar o parque. - Se quiser ir embora t...


— Não - o interrompi - Aqui está bom, apenas estou com frio.


Ele esticou o braço e pôs a minha volta e me apertou um pouco, me fazendo ficar confortável e depois me deu um beijo no canto da boca. Ficamos assim durante algum tempo, apenas curtindo a presença um do outro até ele se manifestar.


— Quer tirar uma foto? - Ele fez um sorriso divertido e tirou uma câmara que estava na mochila dele.

— Por que não?


Nos abraçamos e ele tirou duas fotos. Eu guardei uma e ele guardou a outra. Prometemos guardar aquela foto para sempre.


Flashback Off


Peguei a foto e coloquei em uma das malas, com cuidado para não amassar.
Me deitei na cama e comecei a olhar para o teto pensando nele, nas nossas aventuras, nossas brincadeiras, nossos segredos e principalmente nos olhos verdes dele, que pareciam esmeraldas, nunca pensei que ele poderia ter me enganado e me decepcionado tanto...
Olhei para o relógio e percebi que já eram 09:40h, comecei a me arrumar, coloquei uns jeans pretos e um casaco de couro também preto. Chamei a minha mãe para me ajudar a descer as escadas com as malas e depois as colocamos no carro. Me sentei no banco detrás do carro que é um Lincoln MKZ cinzento. Minha mãe se sentou no lugar do condutor e começou a dirigir, a viagem foi silenciosa, mas um silêncio agradável. Eu olhei o tempo pela janela do carro observando Los Angeles, eu amo essa cidade, mas não mais do que Nova Iorque. Nova Iorque era um lugar onde eu me sentia feliz, me sentia tranquila, aquela cidade é a minha casa, me senti muito triste quando sai de lá, me senti vazia, se não fosse pela minha mãe, com certeza eu ainda estaria me sentindo sozinha e infeliz. Voltar para aquela cidade é uma grande oportunidade e não vou desperdiçá-la por problemas do passado.


Quando chegamos no aeroporto eram 10:30h. Não demorou muito até chegarmos, mas o trânsito não ajudou muito. Descemos do carro e pegamos as malas, eu fui na frente para adiantar as coisas, caminhei pelo aeroporto puxando a mala até achar a fila do check-in que não estava grande, esperei uns vinte minutos até ser atendida. Quando terminei, fui até a minha mãe que não estava muito longe dali.


—Bem, parece que está na hora - ela estava triste. - Katy, eu sei que não foram os melhores anos da sua vida, mas espero que você tenha gostado de passar um tempo comigo, desculpa se eu errei em alguma coisa e...


Ignorei o que ela disse e a abracei, logo ela retribuiu o abraço, afundei o rosto no pescoço dela e deixei as lágrimas caírem, ficamos assim durante algum tempo, até que levantei a cabeça e a olhei nos olhos.


— Você é a melhor mãe do mundo, eu te amo, nunca vou te esquecer. - Falei entre soluços, ela sorriu e me abraçou mais forte. - Agora eu preciso ir. O meu vôo sai daqui a 15 minutos.


Me separei dela e limpei as lágrimas, ela beijou minha testa e se despediu de mim. Segui para a zona de embarque e não pude deixar de olhar para trás. Minha mãe estava chorando, várias lágrimas escorriam pelo rosto dela, e quando nossos olhares se encontraram, ela sorriu. Eu acenei pela última vez para ela e entrei no avião.


Comecei a procurar o meu lugar e quando o encontrei me sentei rapidamente, felizmente o meu assento é ao lado da janela.


— Vai ser uma longa viagem - Pensei


Olhei pela janela e senti uma lágrima escorrer pelo meu rosto, enxuguei aquela lágrima teimosa, várias coisas me passaram pela cabeça naquele momento, o que a minha volta provocará para certas pessoas, e quando pensei em certas pessoas me lembrei dele, um loiro de olhos verdes que conquistou e despedaçou o meu coração, abanei a cabeça tentando me livrar daqueles pensamentos e voltei a olhar pela janela até ouvir uma voz masculina dizendo que o avião já iria decolar. Senti as minhas pálpebras cederem, fechei os olhos e senti o sono chegar. Dormi enquanto sentia o avião decolando.


Notas Finais


Até o próximo capítulo! º3º


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...