História Endless Love (hiatus) - Capítulo 10


Escrita por: ~ e ~M_anj

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Jeon Jungkook, Jung Hoseok, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Min Yoongi, Park Jimin, Taekook, Vkook
Visualizações 228
Palavras 1.317
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


oi oi gente ♡ eu sei que esta tarde mas não poderia deixar para postar amanhã porque (infelizmente) o resto dessa semana terei que estudar até morrer, literalmente q. espero que gostem e boa leitura!

Capítulo 10 - Chapter 10 - Look Here


Fanfic / Fanfiction Endless Love (hiatus) - Capítulo 10 - Chapter 10 - Look Here

Encaro os cadernos e coloco as mãos sobre a cabeça jogando meu cabelo pra trás — Aish, minhas notas despencaram essa semana — depois da briga com Taehyung não consegui me focar em quase nada, os shows e encontros com as Armys são minhas únicas distrações e é algo em que consigo focar. Os outros garotos perceberam minha mudança repentina, várias vezes me perguntaram o que houve entre mim e Tae mas sempre mudo de assunto, até eu mesmo estou me sentindo estranho, por dentro estou um caos e isso reflete em minhas ações e nessas horas sempre o tinha do meu lado, mesmo sendo um completo alien Tae sempre tinha algo a dizer assim como Yoongi hyung ou os outros, mas ele era o único que me entende e acho que apesar de tudo ainda é. 

Volto pro meu dormitório com a mochila e a jogo sob a cama em seguida me arrumo para ir a mais um dia de trabalho. Ao entrar no estúdio todos estão lá mas um que sempre destacava minha atenção não está, timidamente caminho até Jimin e cutuco o mesmo se vira com um sorrisinho mas logo se desfaz.

— Hoje não vamos ensaiar algumas músicas por causa do Tae. Soonshim .. — ele olha pro lado e Jin se aproxima com bolinhos esquecendo o que ia dizer.

— O-o-que tem Soonshim? Ele... — abro minha boca e sinto meu coração apertar.

Jin me encara preocupado e une as sobrancelhas.

— Ei, ele só com uma virose por conta de algo que ele comeu — Jin diz me acalmando.

Solto o ar e o aperto se desfaz, o pai dele deve ter vido buscar ele por isso não está aqui hoje dificilmente ele sai de perto de nós. Sempre me pedia para acompanha-lo pra ver seus pais que sempre me trataram como um filho, e seus irmãos eram como meus também. Soonshim era como um bebe pra ele, sempre recebia fotos e quando podia o levava pra passear, posso até imaginar como ele está agora. Minha mão coça para pegar meu celular mas deixo pra lá assim que os acordes de Fire começam a invadir a sala, me posiciono ao lado dos hyungs e começamos a ensaiar.

Horas mais tarde estamos exaustos, terminamos o jantar e eu fico quieto o tempo todo. Descontei toda minha mágoa e preocupação me esforçando ao máximo nas coreografias, todos os meninos estão conversando sobre tudo menos Tae, acho que estão evitando por minha causa. Saio da sala de jantar e digo boa noite a todos, aproveito que estou sozinho no quarto pegando meu celular e disco o número dele, estou tão nervoso que meus dedos chegam a tremer. No terceiro toque ele atende, meu estomago revira e minha respiração começa a acelerar — seria melhor se ele não tivesse atendido, não sei o que dizer. Mas não posso desligar na cara dele, vamos Jeon JungKook seja corajoso.  

— Oi, pode falar? — pergunto tímido.

Ele suspira do outro lado da linha, tenho quase certeza que ele vai desligar.

— Posso, posso sim. — diz por fim.

— Está tudo bem? Soube de Soonshim, ele está melhor? — pergunto demonstrando minha preocupação.

— Estamos cuidando dele, já conversei com a veterinária Ariane, ela passou um remédio — faz uma pausa — eu não vou poder ir até ele melhorar. Como estão as coisas por ai?

O que? Vai ficar sem ensaiar? Isso pode prejudicar ele nas apresentações que estão por vir, e ainda mais teremos fotos essa semana.

— Temos tarefas essa semana Hyung — digo educado — você pode ver Sooshim depois das fotos... — ele me interrompe.

— Ah Jeon Junkook, você realmente está falando isso? Caramba Soonshim está doente e eu estou preocupado. Não vou deixa-lo enquanto ele não melhorar — Taehyung fica ríspido e ignorante.

— Claro que não! Apenas estou dizendo que temos coisas a fazer. Eu tenho que estudar para melhorar minhas notas e nem por isso estou deixando meus compromissos — respondo na mesma grossura — e cachorros adoecem, Soonshim vai melhorar seus pais estão ai...

Tae solta uma risada abafada como se eu tivesse contado alguma piada.

— Você tem que se esforçar mais, sempre deixa as lições de lado e agora esta tendo consequências. E sooonshim é meu cachorro não vou deixa-lo e se algo de pior acontecer? Fotos eu posso fazer depois e shows também agora ficar com alguém que precisa de mim isso não pode voltar atrás — me repreende.

Por um lado ele tem razão, mas me dizer que eu não me esforço é mentira. Sempre me esforcei e tentei alcançar notas boas, as melhores para deixar meus hyungs com orgulho.

— Me esforçar mais? — bufo, não acreditando no que ouço — E você acha que eu não me esforço? Eu entendo que você está passando por algo ruim Kim, mas não deveria ser tão estupido. — falo aumentando o tom da minha voz.

— O que quer que eu diga? Se me ligou para falar dos seus problemas essa com certeza não é a melhor hora Jungkook. — retruca.

— É você tem razão, não deveria ter me ligado. Apenas quis saber sobre Soonshim e espero que ele melhore — tento ser o mais frio possível — boa noite.

— Tudo bem, obrigado maknae — sua voz suaviza — me desc..

Não quis ouvir suas desculpas, ou seja lá o que ele fosse falar. Desliguei o telefone e o joguei na cabeceira da cama, deixei a exaustão me puxar e adormeci poucos minutos depois.

.                               ●●●

 

A semana foi cheia, adiamos as fotos e fizemos as apresentações sem ele. Tive aulas de reforço de matemática com Rapmon e biologia com Hoseok as outras matérias eu consegui me focar mais — desde a última vez que falei com Taehyung no telefone voltei a me aproximar dos hyungs de novo. Estava errado me fechando, resolvi fazer tudo o que eu fazia com ele com os outros, Jimin dormiu na cama do Suga para me ajudar com os estudos e para brincarmos com os outros. Volto da aula depois de uma prova e a nota sai no mesmo dia e não fui mal, fui melhor do que antes consegui me superar desta vez, corro pelos corredores da BigHit até a nossa sala e corro até Rapmon o abraçando explodindo de alegria.

— Maknae! O que houve? — retribui o abraço e me afasta dele — Hum... — me encara colocando os dedos no queixo — pelo brilho nos olhos, posso imaginar que é alguma garota.  

Ele diz e eu aumento meu sorriso, mas ele se desfaz ao perceber Taehyung se virando pra ele com uma expressão de surpresa. Meu cérebro formiga ao vê-lo e eu coro, finjo não o perceber ali e balanço a cabeça positivamente, Rapmon solta um gritinho engraçado e chama Jimin.

— Nosso maknae está apaixonado! Já disse que está gostando dela? — ele pergunta e Jimin o empurra.

— Já a puxou... — diz me puxando também — e a beijou? — tenta beijar meu rosto na brincadeira e eu o empurro começando a rir da sua cara.

— Claro que não! Não é assim que se chega em uma garota, saekki! — Yoongi hyung dá um tapa na cabeça de Jimin.

A porta bate me fazendo pular, procuro Tahyung na sala mas ele não está mais lá. Meu sorriso vai se desfazendo.

— Na verdade essa garota é minha professora, que me deu uma nota mais alta que as outras — digo pegando minha prova de matemática.

Todos eles gritam e me aplaudem me parabenizando pela nota, Rapmon faz uma careta e diz que se fosse a garota também estaria feliz. Reviro os olhos pra ele e saio da sala indo em direção aos armários a fim de guardar minha mochila, no meio do caminho encontro Tae ao telefone e ele me parece feliz.

— Omma! Que notícia boa. Obrigado, irei vê-lo e levar flores a veterinária ela o salvou — ergue sua mão livre parecendo agradecer aos céus silenciosamente — ok, saranghae omma.

Desliga abrindo um sorriso imenso, meu coração começa a acelerar e seu sorriso me contagia mas saio o mais rápido para que ele não me veja.


Notas Finais


Não sei quem me representa mais, Biscoito ou o Tae ;-;
Música do capítulo: https://www.youtube.com/watch?v=LDhJb2_n3Bc


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...