História Endless nightmare - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Castiel, Dean Winchester, Personagens Originais, Sam Winchester
Exibições 26
Palavras 1.061
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção Científica, Romance e Novela, Sobrenatural

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 11 - No inferno


Fanfic / Fanfiction Endless nightmare - Capítulo 11 - No inferno

Sam saiu do quarto e foi à recepção. Infelizmente não havia nada que ele possa usar para fazer o pentagrama. Ao voltar para o quarto percebeu que Amy não estava mais lá e naquele momento Dean tinha acabado de chegar.

-Onde esta Amy? –Perguntou Dean.

-Não sei. Fui até a recepção e quando voltei ela sumiu!

-Como você pode deixa-la sozinha!?

-Não foi minha culpa! Fui procurar alguma coisa para fazer o pentagrama.

-Demônios. Tem enxofre ao lado da cama. Lúcifer deve estar com ela.

Eles voltaram para o bunker e invocaram Crowley.

-Alce e esquilo o que eu posso ajudar? Estou muito ocupado então fala logo.

-Onde esta Amy!

-Deve ser a garota que Lúcifer mandou sequestrar. Esta no inferno.

-Nos leva até lá!

-Não piso no inferno já faz tempo. Se quiserem ir peguem uma carona com uns dos ceifeiros. –Disse Crowley desaparecendo.

Dean e Sam pegaram tudo que precisavam e foram em busca de uns dos ceifeiros até que a amiga de Amy resolveu ajuda-los.

Amy acordou e percebeu que não estava mais no quarto do hospital, tentou se levantar porem seu corpo doía. Olhou em sua volta e viu um guarda roupa branco e ao lado da cama tinha um criado mudo. O papel de parede era florido que nem do seu antigo quarto de quando era criança. Sua visão começou a ficar embasada e não conseguia mais enxergar direito.

-Que bom que acordou.

-Onde estou?

-No inferno!

-Lúcifer?

-Sou eu. –Disse ele passando seus dedos no rosto de Amy. –Desculpa ter feito isso com você.

-Feito o que?

-Capotar o carro. Uns dos demônios fez você sofrer esse acidente, porem não se preocupe, ele já esta pagando pelo o que fez com você. Descanse que amanha será um longo dia pra nós dois!

Lúcifer saiu do quarto e Amy tentou se levantar novamente porem acabou caindo no chão. Rastejou pelo quarto e tentou abrir a porta, mas estava trancada. Os pontos que estavam em seu braço se abriram e ela ficou pressionando o ferimento até que aparece um demônio. Ele a pegou e colocou a na cama.

-Por favor, não faça nada que acabe me prejudicando. -disse o demônio. -Quer alguma coisa pra comer ou beber?

-Deixe me ir, por favor.

-Desculpa, mas não posso. Lúcifer triplicou os demônios pra não deixar ninguém sair ou entrar. Você vai gostar dele. Tem hora que ele é legal. Não se mexe que eu vou pegar o kit de primeiros socorros.

O demônio saiu e Amy tentou se levantar novamente, porém o demônio voltou. Ele deu pontos e também remédios para tomar quando sentisse dor. Sentou-se ao lado dela e ficou a observando até que ela adormece.

Dean e Sam chegaram ao purgatório e foram procurar o portal para o inferno. Alguns monstros apareciam e os atrapalhavam e Benny os ajudavam. Eles tinham apenas 5h para continuar lá dentro. Andaram por volta de uns 30min até que encontraram o portal.

-Vocês sabem que é uma missão suicida. –Disse Benny.

-Sim, mas ele esta com algo que é nosso! –Respondeu Dean. –Obrigado mais uma vez.

-É pra isso que servem os amigos. Boa sorte vocês dois.

Eles entraram e estava um silencio lá dentro. Alguns demônios passavam por lá e os irmãos os matavam. Chegaram até o corredor e perceberam que tinha mais de 6 demônios em frente a porta de um quarto.

-Deve ser ali!

-Espera Dean. Esta fácil demais para o meu gosto. Se Lúcifer estiver dentro do quarto?

-Só tem um jeito de descobrir, vamos!

Os dois foram e mataram todos os demônios que estavam em frente à porta do quarto. Ao entrar viu Amy na cama e também um demônio na cadeira. Sam foi em direção ao demônio para mata-lo porem Amy o impediu.

-Espera Sam! –Disse Amy. –Ele me ajudou, por mais que ele seja um demônio ele fez um curativo quando eu precisei.

-Me mata! Quando Lúcifer souber que ela sumiu vai me matar de qualquer jeito. Melhor morrer para um caçador do que para o diabo. –Disse ele.

Sam o matou e vários outros demônios apareceram no quarto. Dean e Sam tentaram matar todos, porem eram muitos. Amy se levantou e pegou a faca que estava no chão e matou um demônio, entretanto apareceu outro e a pegou pelo pescoço e a jogou no guarda roupa fazendo o quebrar.

-Dean pega a Amy que eu levo os demônios para fora. –Disse Sam.

Sam conseguiu levar todos os demônios que estavam dentro do quarto para fora.  Dean pegou Amy no colo e saiu, foram na direção ao portal e ficou esperando Sam aparecer. Passou alguns minutos até que ele veio correndo e os três entraram no portal. Benny estava do lado de fora e ficou para ajudar a matar os demônios que apareciam. Foram até o ponto aonde a ceifeira tinha lhe dito. Ela chegou e os levou para fora.

Chegando ao bunker Dean a colocou na cama e Sam foi comprar remédios para ela. Dean pegou uma bacia e um pano úmido e colocou na testa de Amy para abaixar a temperatura.

-Dean? Ainda estou no inferno? –Perguntou Amy tentando se levantar.

-Fique deitada. Você esta segura agora. Sam já esta trazendo os remédios.

-Eu me lembro de quando estava no hospital, ouvi você cantar uma musica. Fiquei cantando baixinho quando estava lá, na esperança de algum dia sair do inferno. Pode cantar pra mim?

-Tudo bem.

Dean começou a cantar e alguns minutos depois Sam chegou com remédios. Já estava de noite e Dean foi comprar comida. Cas apareceu e soube o que aconteceu com Amy.

-Você esta bem? –Perguntou Cas.

-Claro! Tirando a dor no corpo e o sono, estou bem. Descobriu alguma coisa da minha irmã?

-Não.

-Cas não tem como você fazer algo que possa afastar Lúcifer de Amy? –Perguntou Sam.

-Tem o sigilo enoquiano. Protege de anjos e demônios.

-Serve, no entanto que Lúcifer fique longe de mim está bom.

-Só isso não vai te proteger. Ele mandará mais demônios a sua procura. Precisamos do quarto do pânico.

-O que é isso?

-É um quarto onde contem todos os sigilos. Nenhum monstro sai ou entra!

Amy pegou no sono na metade da conversa. Sam e Cas saíram do quarto para deixa-la descansar. Dean chegou com a comida e os três foram procurar o paradeiro da irmã de Amy.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...