História Endless nightmare - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Castiel, Dean Winchester, Personagens Originais, Sam Winchester
Exibições 23
Palavras 636
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção Científica, Romance e Novela, Sobrenatural

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 13 - Se arrisque


Fanfic / Fanfiction Endless nightmare - Capítulo 13 - Se arrisque

No dia seguinte, Dean tinha acabado de chegar com Cas porem não acharam nada sobre o paradeiro da irmã de Amy. Ele sentou no sofá e começou a beber cerveja.

-Bom dia. –Disse Amy sentando ao lado dele. –Achou alguma coisa?

-Infelizmente não.  Onde está Sam?

-Dormindo eu acho. –Disse revirando os olhos. –Desculpa.

-Porque esta se desculpando?

-Tudo isso é minha culpa. Se eu tivesse me matado quando me transformei nada disso teria acontecido.

-Não se culpe.

-Dean que bom que chegou. –Disse Sam - Amy posso falar com você?

-Estou ocupada nesse momento, podemos conversar mais tarde?

-Claro.

Amy foi para o quarto, trancou a porta e se deitou. Ela queria conversar com ele, porem achava errado. Sabia que um dia precisaria conversar sobre o que aconteceu ontem, no entanto esta fazendo o possível para adiar esse dia.

-Aconteceu alguma coisa entre vocês dois? –Perguntou Dean

-Não.

-Não posso ler pensamentos que nem a Amy porem esta na cara que houve alguma coisa.

-Ela fez uma coisa e acha que foi errado, só isso que aconteceu.

Já estava de tarde e dês daquela hora Amy não saiu do quarto, os dois estavam um pouco preocupados e foram algumas vezes ao quarto dela, mas ela os expulsava. Sam tinha comprado o almoço, porem mesmo assim não quis sair do quarto.

-Já chega! –Disse Sam pegando a chave reserva e abrindo a porta do quarto.

-Você não pode invadir o quarto desse jeito!

-Posso como já fiz. –Disse trancando a porta novamente. –Vamos conversar por bem ou por mal, você decide.

-Não temos nada pra conversar. Saia!

-Me obriga.

-Tem sorte de eu não poder hipnotizar você. Não estou com bom humor Sammy.

-Para de agir como criança! O que você fez não é errado.

-Tenta me entender um pouco, se fosse ao contrário? Você ainda queria ficar comigo? Sabendo que não iria dar certo?

-Sim, nunca saberemos que vai dar certo quando não tentamos. É se arriscando que se sabe.

-Odeio quando você me deixa sem palavras!

Amy sentou-se na cama e ficou de costa pra Sam. Ela sabia que estava ele certo, nunca saberiam se não se arriscassem, no entanto estava com medo de se arriscar, de machucar ele. Com essa duvida dolorosa começou a chorar. Sam aproximou-se dela e limpou as lagrimas que escorriam.

-Eu pareço uma boba chorando desse jeito, desculpa.

-Por que nós dois não se arriscamos juntos? Assim saberemos.

Sam levantou a cabeça dela e a beijou, foi deitando ela devagar na cama, até que ficou completamente em cima dela. As mãos dele foram descendo até a parte da cintura onde começou a erguer a blusa até ser interrompido com uma batida na porta.

-Amy? Você viu o Sam? –Perguntou Dean tentando abrir a porta. –Logico que você não viu esta trancada nesse quarto há horas.

-O que eu digo? –Sussurrou Amy.

-Fala que eu estou na cozinha. - Disse Sam

-Ele mandou falar que esta na cozinha! Quer dizer, ele esta na cozinha!

-Tudo bem vou ver lá. –Disse Dean indo em direção à cozinha.

-Quase te entreguei, desculpa.

-Não tem problema.

Sam saiu do quarto de Amy e foi para sala onde Dean estava sentado no sofá. Amy continuou no seu quarto.

-Onde você estava? –Perguntou Dean.

-Estava na cozinha e depois fui para o quarto.

-Descobri um caso pra nós.

-E qual caso é esse?

-Supostamente é um Rakshasa.

-Estão conversando sobre o que?-Perguntou Amy sentando no sofá.

-Resolveu saiu do quarto? Já estava na hora. Temos um caso.

-Estranho. Vocês passaram horas em busca na minha irmã e agora tem um caso?

-Sam tinha dito que você fez algo que achava errado então pra fazer você se distrair peguei com caso.

-E o que vamos caçar?

-Um Rakshasa.

-E como se mata um?

-Faca de bronze. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...