História Enemies - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Plagg, Tikki
Tags Adrienette, Chat Noir, Contos, Inimigos, Ladrien, Ladybug, Ladynoir, Marichat, Romance
Visualizações 50
Palavras 568
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ecchi, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpa a demora galerinha! Tive prova, evento de anime, jantar, aniversário da minha mãe... enfim, né. Muita coisa. Mas agora to com tempo <3
Vai aqui um Ladrien p vcs~

Capítulo 3 - Receio


Novamente esta semana, um akuma estava atacando a cidade. Joguei meu ioiô em um dos prédios altos de Paris, indo em direção aos estrondos e gritos.

Olhando para baixo, vi um garoto loiro sentado no chão e o akuma indo em sua direção. Com o ioiô, joguei o akuma para longe do garoto e fui ajudá-lo.

 

— Está tudo bem? — Perguntei, levantando seu rosto — Adrien!

— Como sabe meu nome? — Ele indagou, me assustando. Sorri forçadamente.

— Err... Você é um modelo famoso né. N-não mude de assunto! Está tudo bem?

 

Ele me olhou de cima a baixo franzindo o cenho e retirou a mão do braço, aonde tinha um arranhão e um leve sangramento. Me enchi de determinação, machucar assim os outros já era demais.

Fui até aonde eu tinha jogado o akumatizado e lá estava ele, sorrindo e com pedaços de madeira em sua volta. O homem jogou-os em minha direção, acertando minha cintura que agora ardia e meu rosto, fazendo com que começasse um sangramento em minha bochecha.

 

— Me encontre no parque em frente a torre Eiffel. — Ele me alertou, saindo do local.

 

Voltei minha atenção ao garoto atrás de mim, que se mantinha atento ao que acontecia. "Eu nunca vi Adrien assim, será que ele está com raiva do akuma ter acertado ele?"

 

— Precisa de ajuda? — Perguntei relutantemente, me aproximando dele.

— Não! — Ele respondeu se afastando de maneira brusca. Pisquei algumas vezes e me abaixei em sua frente

— Desculpa não ter chegado a tempo pra te proteger. — Sorri, compreensiva, e ele olhou diretamente para os meus olhos.

 

Aos poucos, ele foi aproximando a mão de meu rosto e seus olhos foram mais para direita. Em um toque, ele limpou o sangue que escorria do corte. Toquei sua mão e a tirei dali, agradecendo.

 

— Cidadãos em primeiro lugar.

 

Quando eu ia saindo, o loiro segurou minha mão, e começou a tremer, como se estivesse com medo.

 

— O que foi? Não me diga que... — Ri — Eu não tenho tempo pra paquerar, desculpa, mesmo que você seja modelo, rico e lindo, o dever me chama. — Pisquei pra ele e sai em direção ao akuma, vendo-o ficar pra trás com expressão de dúvida.

 

Ao chegar lá, não encontrei Chat. "Por que estou querendo vê-lo? Ele é problema, só vai me atrapalhar. Esqueça isso, Marinette."

 

Fui lutar contra o akuma, e hoje, Chat Noir resolveu não mostrar as caras.

 

___________________________

 

— Por que não pegou o brinco dela, garoto?

— Eu não sei, tá bom? Para de perguntar isso, Plagg. Eu só não tive coragem.

— Se quer ser um vilão, pelo menos seja direito. Me dá queijo.

— Eu não sei o que aquela garota faz comigo. Eu fico fraco em sua volta, nunca ganho nossas batalhas, e mesmo assim minha auto estima sobe e... argh!

 

___________________________

 

— Marinette...

— Quem aquele gato idiota pensa que é? Simplesmente não quis aparecer. Se eu não lutar contra ele, como vou ganhar?

— Mari, se acalma. É melhor assim, ou você tá com saudades dele? — Tikki disse debochada

— O quê? Claro que não. Como eu sentiria falta do ser mais insuportável da terra? Eu odeio ele, quero mais é que suma. Mas não antes de eu dar uma surra nele.

— Surra, sei — Tikki disse, sorrindo. — Relaxa, ele faz isso porque alguém mandou. Ele pode ser babaca mas Plagg não erra na hora de se envolver com os portadores.

— Plagg?

— O kwami dele.

— Ah. — Suspirei — Bom, chega disso.. eu vou descansar.


Notas Finais


Ent, tivemos um pouco da relação do Adrien c o Plaggzito
E no próximo cap teremos o famoso shipp do pecado HEHEHEHHE amo.
Obrigada a todo mundo que favoritou e comentou <3 amo vcs de coração


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...