História Engana-me se puder - Capítulo 27


Escrita por: ~

Exibições 70
Palavras 2.690
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Demorei um pouquinho pra postar, mais ta grandinho.
boa leitura amorecos
💜💜💜💗💜💜💜

Capítulo 27 - Visita inesperada


Fanfic / Fanfiction Engana-me se puder - Capítulo 27 - Visita inesperada

      "Surpresas nem sempre são bem-vindas"

   No dia seguinte ao chegar na escola Ally não viu Enzo, de manhã ele havia mandado um mensagem de que sua não estava nem e ele estaria na clínica com ela, hoje o dia não seria tão emocionante ou seria...
  Ao ver Molly ela correu para contar o que havia acontecido ontem.
- Bom Dia flor do dia - Disse Ally abraçando Molly.
- Meu Deus,  vai chover você de bom humor de manhã o que aconteceu? -Disse Molly rindo.
- Molly... Você não vai acreditar o que aconteceu ontem.
- Então me diga o que aconteceu pra você estar tão sorridende.
- Eu e o Enzo ontem... Nós... É você sabe...
- Sei o que? Não entendi.
- Molly!!! A gente né, finalmente.
- Aaata, AH MEU DEUS ALICE!!! VOCÊS...
- Fala baixo Molly
- Quero saber os minimooooos detalhes,como foi? Foi bom? ele foi gentil? Doeu?
- Molly!!! Foi bom e ponto.
- Nada disso sou sua amiga e mereço detalhes.
- Foi bom, ele foi carinhoso e gentil, não doeu só um pouquinho, a segunda vez foi melhor e...
- Vocês transaram duas vezes?????ALICEE - Disse Molly dando pulinhos.
- Sucega sua gazela e fala baixo!!!! Vamos pra sala e eu te explico que ja vai bater o sinal.
Quando elas estavam a caminho da sala, a coordenadora parou em frente a elas. 
- Olá meninas
- Oii? -Disse elas em coro.
- Vocês podem entregar essa carta ao pai de vocês, para assinarem as faltas.
- Ue, pra que isso? -Disse Molly pegando a carta e Ally no pegando a dela.
- Fizeram que viram vocês ontem, mais vocês não foram para a sala, precisamos saber se o pai de vocês estão cientes, agora melhor irem para a sala. - Disse saindo.
- Fodeu - Disse Ally.
- E Muito - Disse Molly.
- A gente não pode entrar eu tenho mais faltas que você ainda. -Disse Ally.
As duas foram para a sala e ficaram pensando no que iam fazer.
- É simples vamos assinar por eles. - Falou Molly. 
- Era o Ezra que sabia fazer a letra igual e assinava...
- Aaah que droga!  A gente assina nós mesmo, pronto!
- Vai dar merda... 
- Tem alguma ideia melhor?
- Não... Então assina você, você sabe copiar melhor.
- Ah meu Deus, pode ser dá aqui.
Molly até que conseguiu fazer parecido a letra dos pais delas. 
- E você vai ver o Enzo hoje?
- Não... Parece que a mãe dele piorou.
- Vish tadinha, coitada.
- Aham, espero que esteja tudo bem, e você e o Adrian?
- Estamos bem, ele fala que agora eu sou a namorada dele, estranho ne?
- Você namorando? Sim, muito estranho - Disse Ally rindo.
- Ally!  Ta é estranho, mais eu gosto mesmo dele - Disse Molly sorrindo.
Após as aulas que passaram até rápido, Ally ao sair da escola viu Enzo esperando por ela.
- Oi minha princesa - Disse Beijando ela.
- Oi meu lindo - Disse Ally retribuindo o beijo.
- Nossa, esta de bom humor hoje?
- Foi por causa de ontem! -Disse Molly chegando perto. 
- A foi Ally? -Disse Enzo com aquele sorrisinho de lado.
- Não!  Eer, foi... Não! AFF MOlly sai daqui!!!  - Disse Ally vermelha
- Anw fico vermelhinha, que graça, vou esperar o Adrian aqui.
- Ah hoje vai ter corrida hoje a luz do dia mesmo, vem comigo?
- Claro amor.
Eles subiram na moto e foi em direção a sua casa.
- Ue a gente não vai pra corrida?
- Vai ser um pouquinho mais tarde, eu tenho que pegar umas coisas aqui tbm, e você precisa comer, pode fazer o que quiser na cozinha -Disse Enzo abrindo a porta e entrando junto com Ally.
- Ata, e eu to sem fome.
- Come algo vai amor, a gente vai voltar tarde.
- Ok, ok o que você tanto procura? E a sua mãe amor? Ela está bem?
- Uns papeis, documentos, eer... Ela ta melhor na medida do possível ,preciso de dinheiro pra ela agora.
- É muito dinheiro que você precisa?
- Não ,essa corrida vai interar o que falta é pouco, eu ja tinha um dinheiro guardado.
- Ah menos mal, se tiver algo que eu possa fazer por você é só me dizer. - Disse Ally terminando de fazer uma salada de frutas e indo para o quarto do Enzo.
- Você ja faz muito estando aqui comigo.
  Eles ficaram conversando até Enzo achar o que estava procurando, ele terminou e foi para a cama junto com Ally, começando a beijá-la.
- Fala se eu não tenho vantagem de morar sozinho?- Disse beijando ela.
- Haha claro que tem -Disse Ally puxando a blusa dele para cima.
- Acho que eu te levei pro mal caminho ne princesa? - Disse Enzo começando a puxar a dela até que eles ouvem uma batida na porta.
- Aaaah não! Eu já não tenho vizinho pra eles não ficarem batendo na minha porta! - Disse Enzo caindo ao lado e procurando algo no criado mudo.
- Eu atendo a porta - Disse Ally se levantando e arrumando a blusa.
- Não amor, volta. - E mais uma batida na porta.
- Enzo só vou ver se não vão ficar batendo.
   Quando Ally abriu a porta, ela viu um Enzo mais velho diante dela, o mesmo rosto ,altura, tirando alguns fios brancos bem poucos nos cabelos bagunçados.
- O-ola?
- Oi, meu filho está? - Disse com o mesmo sorriso de lado do Enzo.
- Eer...
- Amor quem é? -Disse Enzo chegando perto.
- Lorenzo, foi difícil te achar filho.
- Mais que porra você ta fazendo aqui?
- Isso é  jeito de você falar com o seu pai garoto?
- Pai? -Disse Ally.
- Vai embora daqui! Você sumiu todos esses anos então faz o favor de sumir de novo! 
- Lorenzo não fala assim, vamos conversar garoto, porque não chama seu velho pra entrar?
- Eu não quero você aqui, não quero falar com você e muito menos te ver. VAI EMBORA.
- Só me diz aonde a sua mãe está e como ela tá, eu sei que você ta com raiva mais isso vai passar.
- Não vai passar merda nenhuma Adam, não interessa aonde ela está nem como está, um covarde como você não merece nem que eu te olhe! Agora vai embora.
- Lorenzo! Não fala assim comigo, eu ainda sou seu pai garoto!.
- Você não é nada! É apenas um covarde que não foi um homem suficiente que largo a família na primeira dificuldade que surgiu.
- Mais eu estou aqui, e vou concertar tudo.
- Não precisa concertar nada, eu coloquei as coisa sobre controle eu fui o homem que você não foi! Eu quero você longe de min e da minha mãe! Você não tem mais direito nenhum aqui seu covarde miserável, se você soubesse o ódio que eu tenho de você, mais um ódio tão grande que por min você poderia estar morto ou melhor preso em algum lugar muito ruim que eu não me importaria desde que você ficasse longe de nós. - Disse Enzo com raiva enquanto Ally pegava em sua mão para tentar acalmá-lo
- Lorenzo eu sei que você está com raiva, eu errei, eu deveria ter cuidado de vocês mas eu estou aqui, eu vou cuidar de vocês agora, vou participar da sua vida, conhecer sua namorada seus amigos, cuidar das coisas, da sua mãe.
- Não você não vai! Essa raiva não vai passar e eu não quero você na minha vida, não quero e não preciso que cuide nada, eu cuido da minha mãe, cuido de min e todo o resto, e você nem pense em chegar perto da minha namorada, ela não merece conhecer alguem tão covarde como você que até eu tenho vergonha, agora some daqui pela última vez.
- As coisas vão mudar Lorenzo, vão mudar. - Disse Adam indo embora, e Enzo fechando a porta com  tudo e andando pela sala e quarto de um lado pro outro.
- O que esse canalha ta fazendo aqui? Mais que droga! Depois de tanto tempo ele aparece!
- Amor... Tenta de acalmar.
- Não tem como eu me acalmar Ally! Não era pra ele estar aqui! -Disse Enzo tacando um quadro no chão fazendo um barulho alto.
- Enzo... Meu amor - Disse Ally parando ele e abraçando.
- Ally eu não...
- Por favor, respira um pouco, se acalma amor... - Ela puxou seu rosto e deu um beijo.
- Vai ficar tudo bem Enzo, vai ficar... -Ally puxou Enzo para o sofá e o abraçou.
- Não vai, eu tenho que dar um jeito nisso, não era pra ele estar aqui!
- Amor, você vai deixar as coisas tudo bem, não se preocupa, não deixa ele te tirar do sério, calma amor.
- Você está certa, não adianta me desesperar...
- Ele não pode fazer nada, e vai ficar tudo bem - Disse Ally beijando ele.
- É por isso que eu amo você estar aaqui, mas eu tenho que dar um jeito nas coisas logo, o Adam não é  de ficar parado e eu não quero ele perto da minha mãe. -Disse pegando o celular e discando um número.
- Vai ligar pra quem?
- Pra clínica, caso ele apareça por lá.
  Enzo passou alguns minutos na ligação e logo desligou.
- Uma coisa você não pode negar...
- O que? - Disse Enzo se sentando no sofá.
- Você é a cara dele ,tipo idêntico.
- Pois é, também só nisso, o que ele fez ninguém faz.
- É pedir muito você me explicar direito porque odeia tanto ele? -Disse Ally abraçando ele.
- Não, você ja sabe tudo sobre min mesmo.  -Disse Enzo com um sorriso triste.
- Nós eramos uma familia normal, classe média alta, um dia a minha mãe descobriu a doença, as coisas ja estavam um pouco apertadas ai ela parou de trabalhar e as coisas foram piorando e ele em vez de ficar no papel dele de pai e sustentar a situação toda, ele simplesmente nos largou e foi embora com outra pessoa, minha mãe já havia imaginado que ele tinha outras mulheres, nada concreto mais como as coisas estavn difíceis ela nem ligou, não precisava de outro problema, ela aguentou aonde deu, e quando não deu mais ele foi embora como um covarde e agora que eu ajeitei tudo ele volta.
- Eu sinto tanto por você amor.
- Não sinta minha menina, as coisas estão boas agora, minha mãe em uma clínica boa, eu to pagando tudo que ela precisa, eu tenho aqui e tenho você. -Disse beijando ela. 
- Ainda bem que eu tenho você também ,ah e falando nisso você tem a corrida.
- Ah sim, melhor a gente ir logo ,não vai demorar muito pra começar. - Disse se levantando e indo até o quarto para pegar sua camisa. - As costas dele era larga e havia ainda marca dos arranhões de Ally.
Ele voltou e eles foram para o racha, chegando lá era outro local ,um mais afastado do que o outro, havia muitas pessoas lá, logo que chegou ,várias pessoas começaram a comprimentar e eles pararam perto de Adrian que estava mexendo em algo na sua moto e Molly estava com uns amigos deles conversando toda animada na arquibancada.
- Vocês demoraram hein? - Disse Adrian.
- Mais já estamos aqui, Adrian e o prêmio? - Disse Enzo.
- Alto, bem alto, os grandes estão aqui hoje ,as apostas subiram na gente, principalmente em você.
- Vamo ter que ganhar de qualquer hoje, e os corredores?
- Dissem que tem um bom que veio de outra cidade, mas nada com o que se preocupar daqui a pouco começa, tá tudo em ordem?
- Tá revisei ela ontem e hoje e a sua?
- De boa, vamos dar uma volta só pra ver o resto dos mané - Disse Adrian.
- Vamos, melhor deixar as meninas aqui.
- Verdade.
- Amor você fica com a Molly e o pessoal ali tudo bem? Qualquer coisa manda me chamarem. - Disse beijando ela.
- Tudo bem e boa sorte pra vocês - Disse Ally retribuindo o beijo.
   Ally foi se juntar a Molly e eles foram dar uma volta comprimentando o resto dos corredores.
- Espero que dê tudo certo. - Disse Ally para Molly.
- Vai dar amiga, eles são ótimos.
- Verdade - Disse Ally rindo.
- E olha quem acabou de chegar.  - Disse Molly apontando para Diana.
- Aff nem me fale, prefiro ignorar é  estranho pensar que ela e o Enzo... É não importa.
- Isso ai, não importa, vamos mais pra lá para ver melhor.
Elas foram para uma parte mais alta e a corrida logo ia começar, todos estavam com suas motos bonitas e potentes e logo deu a largada Enzo e Adrian estavam em disparada na frente, na volta Enzo e um outro cara da moto vermelha estavam na frente juntos, parecia que os dois estavam igual, o cara era bom mais no último segundo Enzo acelerou um pouco mais e passou.
  Todos os que estavam na arquibancada vibraram a vitória, Ally desceu correndo e foi até ele abraçando e dando um beijo, nesse momentos todos vibraram mais ainda, só deu tempo de comemorarem e Enzo pegar a sua recompensa, quando a sirenes dos carros de polícia invadirem o local, e todos sairem de lá correndo. Enzo mandou Ally subiu na moto e acelerou, a policia havia conseguido pegar algumas pessoas, estava um tumulto e era complicado sair dali, sem passar por cima de alguém, Enzo entrou em um das ruas que estava vazia e acelerou o máximo que podia, a polícia também estava atrás dele, a perseguição durou pouco tempo até ele conseguir  dispistar.
   Assim que eles ficaram sozinhos na estrada, sem a policia atrás.
    Enzo entro no estacionamento de um restaurante e parou a moto.
- Amor você já pode parar de apertar as minhas costelas, ta tudo bem. - Disse Enzo pegando na mão dela.
- Desculpa, mais da pra me abraçar, por favor - Disse Ally com voz de choro.
Enzo desceu da moto e subiu sentando de frente pra ela.
- Vem aqui, não precisa ficar assustada, tá tudo bem meu amor - Disse abrindo os abraços e puxando ela para seu peito.
- E-eu nn...
- Xiiu amor, desculpa eu não deveria ter te levado mas não pensei que fosse acontecer isso hoje.
- Tudo bem - Disse Ally encostando sua cabeça no peito dele.
- Já que estamos aqui, porque não entramos? - Disse apontando para o restaurante.
- Aqui é  bem caro...
- Sorte a minha que acabei de ganhar uma recompensa da corrida. - Disse Enzo sorrindo e pegando ela pela mão e levando para o restaurante.
  Enzo puxou a cadeira para Ally se sentar.
- Quem diria que cavalheiro. - Disse Ally rindo.
- Mas é  claro meu amor - Disse rindo.
- O que vai pedir?
- Hummm... Um petit gateau.
- Sobremesa?
- Sim, o mais gostoso vem primeiro.
- Mais o certo é a sobremesa ser por último.
- Quem determinou que isso era o certo?  Vai vamos pedir a sobremesa primeiros.
- Você não é normal, mais tudo bem, vou querer... Um crepe francês.
Enzo chamou o garçom e pediu as sobremesas primeiro, eles ficaram conversando e dando risada como se não ouvessem mais problemas, eles comeram as sobremesas e pediram a comida que também estava muito boa, na volta Enzo deixou Ally em casa.
- Eu venho te ver hoje, tudo bem?
- Mais e se o meu pai souber?
- Ele não vai amor o Ezra não sabe mais o que se passa e eu venho bem de madrugada .
- Até logo meu anjo. - Disse dando um beijo nela.
- Tchau amor.
- Até daqui a pouco...


Notas Finais


Me
Contem
O
Que
Vocês
Estão
Achando

Amooooorizinhos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...