História Enigma - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7, HyunA, I.O.I, Monsta X, Seventeen
Personagens Baekhyun, HyunA, Jeon So-mi, J-hope, Jimin, Jungkook, Ki Hyun, Kim Mingyu, Suga, V, Wen Junhui "JUN", Yugyeom
Tags Bts, Enigma, Jeongguk, Taegguk, Taehyung, Taekook, Vkook
Visualizações 103
Palavras 1.421
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Festa, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


HELLO

Capítulo 3 - Tribus


 

NARRADOR.
 

Hoje era o primeiro dia letivo do ano e o campus da faculdade parecia uma pista de corrida, cheio de veteranos atrasados com livros e cadernos nos braços. Calouros quase não se viam, já que a maioria começaria a primeiro dia sendo pontuais, queriam causar uma boa impressão, mas logo estariam desleixados como os apressados naquela manhã.

O cabelos castanhos claros de Taehyung esvoaçavam-se ao vento enquanto o mesmo corria pelo corredor do prédio de sala de aulas. Sempre era o atrasado da turma e quando chegou na porta suspirou aliviado que a aula ainda não havia começado. Hoje teriam a presença dos calouros, pois era aula de projeção e sempre se misturavam as turmas.

Taehyung subia as escadas devagar procurando um lugar até que achou o seu favorito e se sentou no local abrindo seu computador mexendo em algum sistema de programa que tentava ajeitar. Percebeu um olhar em si e moveu os olhos lentamente para o lado vendo alguns bancos depois do seu os olhos negros do garoto que ainda não sabia o nome. Deu a má sorte.

— Perdeu algo aqui, amigo? — perguntei e ele riu debochado.

— Felizmente não, achei estranho só. — deu de ombros.

— Eu?

— É, você, numa aula de projeção de jogos. — me encarou.

— Eu estudo para isso, obvio que estaria aqui. — disse.

— Não parece. — sua voz era um pouco entediada.

— Só por causa das minhas tatuagens? Dos meus piercings? Da minha jaqueta de couro? — ele negou.

— Sua cara, você tem cara de humanas. — abriu seu computador. — mas enfim, eu acho jaquetas de couro legais. — mexia sem parar no computador.

— Obrigado. — Taehyung disse. — qual seu nome? — não poderia o chamar de garoto da blusa branca para sempre.

— Responde isso e eu te digo. — Taehyung de primeira achou que era brincadeira, mas os olhos desafiadores de Jeongguk o penetravam e se aproximou lentamente de onde ele estava sentado vendo o computador nas mãos dele.

— Enigma? Você faz jogos de enigmas? — perguntou com um pequeno sorriso pegando o computador e começando a ver o que tinha na tela.

— Eu tento. — falou e Taehyung analisou a página. "O que você procura está aqui."

— Eu não estou procurando nada. — falou e Jeongguk revirou os olhos.

— Então tudo bem, fiquei sem meu nome. — ia puxar o computador, mas Taehyung o segurou com força o que fez Jeon rir pelo nariz.

— Eu não sou bom em enigmas. — falou mexendo em algumas coisas.

— Não entre no HTML do site. — franziu os olhos e o tatuado riu suspirando.

— Então eu não sei o que fazer, eu não tenho concentração para isso menino.

— Você é fraco, hyung. — ia puxar o computador, pois o professor havia entrado, mas Taehyung o segurou e passou o próprio computador a Jeongguk.

— Não vou desistir agora, não mesmo. — a luz da sala desligou para começar a projeção e Jeongguk se focou a prestar a atenção enquanto de vez em quando olhava de relances o computador e o rosto frustrado do de madeixas castanhas.

Queria saber o nome dele também, então esperava que o mesmo descobrisse aquilo logo. Nem estava tão difícil. Jeon gostava daqueles jogos e de ficar dias e dias jogando, e havia achado o garoto meio engraçado, hoje sua paciência estava até que boa, e esperava que continuasse assim, já que havia reprovado metade daquela sala apenas por olhar.

Taehyung encara aquilo querendo rir. Jeongguk parecia bem entediado com a aula, e mais no desespero do castanho. "Não pode ser tão difícil assim." o acastanhado pensou e percebeu que era uma foto o que olhava. Não tinha nada aqui, olhou o HTML mesmo sabendo que o outro pediu que não e sentiu vontade de soca-lo.

"Era sim para olhar aqui :)."

— Juro que eu te esgano quando eu sair daqui. — falou baixo vendo Jeon suspirar. Mas não tinha muito que ver ali, até que achou algo estranho e clicou mudando a URL da página o que o direcionou para uma total diferente com vários pontos, riscos e números. — ok, eu te acho doido. — voltou a olhar e depois de minutos algo piscou em sua mente. Abriu o Word, copiou e foi separando os pontos dos números até estar tudo feito.

— Código binário. — Jeongguk disse e Taehyung mexeu a cabeça confirmando que sabia, procurou algum tradutor e até que achou, mas traduziu para letras desconexas. — eu nunca disse que era para separar as coisas! — as mãos de Taehyung ferveram. — o outro é Morse. — disse calmo

— Eu sei, eu não sou tão burro assim. — Taehyung disse e depois de minutos traduziu. Havia conseguido as letras.

K E J G U E O J N G N O

— E você quer que eu fique tentando achar seu nome assim magicamente? — Jeongguk o encarou.

— Falei que não era para ter separado. — disse e ele se tocou.

A cada letra do código binário entraria uma do código Morse e assim por diante. Taehyung já estava ficando puto até que riu completando e vendo o nome surgir no tradutor. Jeon Jeongguk.

— Jeon Jeongguk, você é meio maluco. — o encarou que pegou o computador para si e o fechou. — mas seu jogo é legal. — sorriu e Jeongguk concordou. — sou Kim Taehyung. — esticou a mão que foi apertada pelo mais novo.

— Você é muito ruim. — disse fazendo Taehyung rir baixo para não chamar a atenção de outros na sala.

— Eu só sirvo para jogos plataforma Jeon. — pegou o próprio computador abrindo e logo mostrando uma base do andava fazendo para Jeongguk que arregalou os olhos.

— Está incrível. — via as projeções bem feitas até demais, e o mapa do jogo.

— Obrigado, eu sou ótimo! — Jeon percebeu que ele era muito convencido, suspirou vendo a luz se ascender e seus olhos protestarem. Seu celular vibrou e viu que ela Somi lhe chamando.

— Até mais Taehyung. — falou guardando suas coisas.

— Tchau, ferinha. — recebeu um olhar de desaprovação de Jeongguk que se levantou deixando o outro rindo.

Taehyung viu algum menino esbarrar em Jeon que logo o olhou de cima a baixo e o xingou saindo bufando. O mais velho guardou suas coisas pensando ainda naquele enigma e que até abriria alguns na internet para ver se entendia, já que nem era algo tão difícil. Saiu pelo corredor vendo Jeongguk rir ao lado da menino daquele dia. Ela falava algo que tirava até o fôlego do de cabelos negros.

— Opa! — esbarrou nele só par provocar. O mesmo lhe olhou de canto e revirou de olhos. — ferinha, acho que você vai ficar com muitos problemas nos olhos quando ficar mais velho de tanto os revirar. — soltou fazendo a menina rir e lhe olhar.

— Olá, sou Jeon Somi. — esticou a mão para Taehyung que segurou a mesma. Ela se admirou com a beleza do moreno e seu sorriso quadrado quase perfeito.

— Kim Taehyung. — falou. — até mais! — acenou andando para o refeitório

— Ferinha? Meu deus, quem você já quis morder Jeon? — Somi riu e o menino respirou fundo.

— Ninguém, mas agora fiquei com vontade de dar na cara dele. — apertou as mãos em torno das alças da mochila.

— Relaxa maninho, ele parece ser legal. — sorriu. — não afaste as pessoas Jeongguk. — ele concordou e logo sentiu algo lhe agarrar.

— Mingyu que susto seu porra! — falou vendo o menino rir e lhe empurrar. — sai! — Mingyu riu de cabeça baixa, Jeongguk não gostava de muito toques em si.

— Vamos que o Jimin e o Yugyeom já estão lá. — Mingyu disse e passou o braço sobre os ombros de Somi que o abraçou e saíram andando com um Jeongguk meio já sem paciência atrás.

Jeongguk se sentou do lado de Yugyeom que ficou o olhando e o mais novo desconfortável o encarou meio sem entender. Yugyeom havia ficada meio próximo demais do espaço pessoal de Jeon que até não ligava tanto, pois era seu melhor amigo, mas hoje já havia ficado perto de pessoas de mais e não queria perder a paciência com o amigo.

— Como foi o seu primeiro dia Jeon? — Jimin o olhou.

— Um saco, mas quando não é né mesmo? — riu sem humor e voltou a tragar o cigarro nos lábios. Aquela conversa estava lhe irritando, então se levantou, apenas acenou e saiu andando rápido.

— Acho que o que vai dar disband primeiro é ele. — Somi disse e os outros concordaram.

Jeongguk andava fumando o que restava do cigarro e sentia que precisava se focar em seus jogos, em seus enigmas, não queria se afastar dos outros, mas já fazia isso automaticamente, mesmo sendo seus melhores amigos, ele estava com a estranha sensação de se afastar, tudo parecia só lhe irritava mais naquele momento.
 


Notas Finais


eu quero muito muito agradecer todo o apoio que vocês tem dado a essa fanfic de verdade isso significa imensamente para mim!!!!

jeon é um sacaninha ele, taehyung é um bad boy meio lerdo, mas bad boy, sério.

comentem!!!! as att dependem de vocês :-)

me digam o que estão achando!!!

eu to muito ansiosa pro comeback de setembro, mas vai demorar mil anos pq temos o mês que dura um ano ainda pela frente, é nois agosto!!!!

um beijo minhas cerejinhas!!!! até o próximo:-)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...