História Enjoy The Silence - Capítulo 68


Escrita por: ~

Exibições 38
Palavras 1.208
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá a todos, aqui está mais um cap, espero que gostem, desculpe os erros, meu teclado e Pc estão cada vez piores. Por favor, me incentive a continuar deixando o seu "favorito" e o seu comentário. Obrigado

Capítulo 68 - Cover you as you desire


Fanfic / Fanfiction Enjoy The Silence - Capítulo 68 - Cover you as you desire

No dia seguinte, Ian acorda, toma banho e se arruma para ir ao trabalho. O londrino não consegue pensar em nada além do assédio que sofreu de Sebastián, Ian já tinha sido assediado várias vezes por mulheres, ele denunciou todos os assédios que sofreu, prometeu a si mesmo que nunca iria aceitar aquilo. 

O moreno caminha até a cozinha e toma um rápido café da manhã, Dean está trabalhando em seu notebook, Ian tenta conversar com o marido. 

 

- Estou pensando em pintar a parede de um dos quartos de hóspedes, mas estou em dúvida entre verde ou azul, qual você prefere? - Pergunta o moreno. 

 

Dean não responde. 

 

- Dean! - Diz Ian tentando chamar a atenção do marido. 

- Sim! - Diz Dean voltando a sua atenção ao marido. 

- Estou falando com você. 

- Me desculpe, eu não estava prestando atenção. 

- Não foi a primeira vez. 

- Me desculpe. 

- Tudo bem, me desculpe por te incomodar com a minha presença, com certeza o que está tomando a sua atenção agora é muito mais importante do que eu. - Diz Ian muito triste. 

 

O moreno sai do local. 

 

- Não Ian, volte. 

 

O britânico ignora e continua caminhando. Ian está decidido em não esquecer o que Sebastián tinha feito, ele quer ir até a empresa para conversar com o empresário.

 

- Eu não vou aceitar isso, eu vou me demitir! Mesmo sabendo que vou perder uma grande oportunidade... eu não vou permitir isso. 

 

Ele termina de se alimentar e vai até a empresa. Ao chegar, Ian vai até o escritório do francês, entra e fecha a porta. Ao ver o britânico, Sebastián não consegue disfarçar a felicidade e sorri. 

 

- Ian. - Diz o loiro enquanto sorri. 

- Olá Sr. Rulli, eu preciso falar com o senhor. 

- Antes de você dizer qualquer coisa, me deixe falar primeiro. - O francês faz uma pausa e logo continua. - Sobre ontem... eu sei que você ficou incomodado com o nosso contato físico, foi a minha culpa, me desculpe, me deixe explicar... faz três meses que eu perdi o meu irmão, ele se parecia com você, eu sinto muito a falta dele... então ao te ver, eu... bem, eu não sei... foi uma confusão de sentimentos, me desculpe, por favor... me desculpe, eu não queria fazer você se sentir... bem você sabe, isso não vai mais acontecer.

 

Depois de ouvir o que Sebastián disse, Ian fica muito surpreso, ele estava tão decidido, mas ao ouvir aquela história, Ian sente uma tristeza, ele não está mais sentindo a mesma raiva ou querendo denunciar o loiro, Ian é filho único, não sabe como é ter um irmão ou muito menos sabe da dor de perder um irmão. 

 

- Eu sinto muito, mas eu peço que nunca mais me toque, eu sou casado, e mesmo se eu não tivesse compromisso, é o meu corpo! E ninguém me toca sem o meu consentimento!

- Tudo bem, você está certo! Foi tudo culpa minha, me perdoe, isso não vai mais acontecer. 

 

Mesmo não sentindo o mesmo nível de raiva que sentia, Ian ainda sente resquícios do ódio, mas o moreno tenta entender o loiro, mas ele promete que se acontecer de novo, ele irá tomar providências. 

 

Ian foi em sua primeira sessão de fotos como o modelo da empresa de Sebastián, durante a sessão, o francês aparece e começa a apreciar Ian, ele fica olhando para o londrino durante todo o ensaio, Sebastián está ficando cada vez mais obcecado por Ian. 

 

No fim da sessão de fotos, o empresário se aproxima do modelo e diz. 

 

- Você é perfeito... aaah, o que eu quis dizer é que você é muito talentoso. 

- Oooh sim, muito obrigado Sr. Rulli. 

- Ian, esse é o fotógrafo, ele se chama Misha Collins. 

- Ooh sim, nos conhecemos no início do ensaio, ele me ajudou muito. 

- Não, Ian tem talento natural, ele não precisa de ajuda, eu só dei algumas dicas. - Diz Misha. 

- Ian, você aceitaria tomar um café comigo? Quero conversar com você. 

- Ok, eu aceito. 

 

Os dois caminham juntos para fora do estúdio fotográfico, Misha percebeu que Ian usa uma aliança, o fotógrafo pensa. 

 

- Hum, o Sr. Rulli está saindo com um homem casado... interessante. 

 

Ian entra no carro de Sebastián, o empresário leva Ian para uma luxuosa cafeteria, os dois sentam em uma mesa e fazem os pedidos. Sebastián conta tudo sobre o irmão, contas histórias que passaram juntos, momentos, a dor em perde-lo, Ian ouve tudo enquanto olha para aqueles lindos olhos verdes, Ian não sabia o porquê, mas aqueles lindos olhos chamam a atenção dele, mas não é apenas os olhos, aquele cabelo longo e loiro, aquele sorriso, aquela barba aparada e também em um tom dourado, e principalmente aquele olhar. Depois do francês abrir seu coração, Ian também começa a contar algumas histórias de sua vida, conta também acontecimentos recentes, até que ele diz. 

 

- Estranho, era para ser o meu marido que deveria estar ouvindo isso, mas ele nunca tem tempo para mim. 

- Aaah então você é casado com outro homem? 

- O-ooh sim, eu esqueci de contar, eu espero que isso não seja um problema. 

- De maneira nem uma, bom, o seu marido está perdendo muito em não ficar mais tempo com você, em ouvir o que você diz, de não te tratar como você merece. 

- Ele tem muito trabalho, ele também é empresário, ele se chama Dean Winchester. 

- Dean Winchester?! - Diz Rulli bem surpreso. 

- Sim... me desculpe senhor, mas o meu marido teve a mesma reação ao ouvir o seu nome, vocês se conhecem? 

- N-não, não, eu só fiquei surpreso, não sabia que você é marido de um grande empresário, foi só isso. - Diz o loiro tentando disfarçar. 

 

Os dois continuam conversando sobre as suas vidas, Ian se sente mais leve em conversar com o empresário, Dean nunca ouvia o que ele tinha para falar, Ian sempre fica em segundo plano, foi ótimo conversar com alguém, é o melhor ainda foi falar tudo enquanto olhava para aqueles lindos olhos verdes. 

 

- Sr. Rulli, foi ótimo conversar com o senhor, mas eu tenho que voltar para casa. 

- Eu faço questão de te levar. 

- Eu acho que não é uma boa ideia. 

- Eu insisto! No caminho, podemos conversar um pouco mais. 

 

No momento em que a proposta foi lançada, Ian fica um pouco incomodado, mas ele pensa um pouco, ele tinha gostado de como Sebastián tinha tratado ele hoje, ele foi atencioso, então Ian aceita. 

 

Ao chegar em casa, o londrino agradece a gentileza do francês e entra em casa. Ao chegar em seu quarto, Ian tenta conversar com Dean, mas o loiro logo recusa, Ian insiste. 

 

- Dean, eu chego cansado do trabalho e o que eu só quero é conversar com o meu marido. 

- Eu já disse que eu estou ocupado, não tenho tempo! 

- É sempre assim, você nunca tem tempo para mim, nunca me ouve! Não me dá atenção.

- ENTÃO VAI PROCURAR OUTRO HOMEM QUE FAÇA TUDO O QUE EU NÃO FAÇO. - Diz Dean com raiva. 

 

O Winchester sai do quarto e deixa Ian sozinho.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...