História Enlouquecer - Imagine NCT U - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias NCT U
Personagens Doyoung, Jaehyun, Mark, Personagens Originais, Taeil, Taeyong, Ten
Exibições 117
Palavras 980
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiii
Eu não vou postar muito nessa e na próxima semana, porque vou estar em semana de provas.
Espero que gostem
Desculpe qualquer erro
Boa leitura

Capítulo 14 - Por que eu te deixei


Taeyong POV

Vou me arrumar, porque eu tenho que encontrar a Lisa.

- Eu te amo - Dou um beijo na testa da ___ antes de ir.

Eu sai de casa na esperança da ____ não acordar ate eu Chegar.

Eu quero que ela entenda que o que eu vou fazer e para o seu bem.

Eu chego na festa umas 22h. Passo direto pelas pessoas dançando, fumando, bebendo... Subo para o terraço e ela estava lá, tuda arrumada, com um vestido azul marinho, salto alto preto, cabelo preto com pontas rosas encaracolado.

- Oppa!!!! - Ela vem correndo me abraçar, e eu Retribui com certo desgosto - Que bom que veio. Pensava que iria ficar cuidando daquela lá - Eu quase bati nessa sua carinha tão perfeita Lisa.

- Oi Lisa - Eu me sento na mesa que tinha lá e ela em seguida - O que deseja? Não tenho muito tempo.

- Nos temos a noite toda Daddy - Ela vem andando calmamente e senta no meu colo.

- Você tem a noite toda, não eu Lisa - Eu pego ela e coloco na cadeira novamente.

- Eu so quero você oppa. Pode a o menos me .... - Nessa hora eu reviro os olhos e beijo ela. Um beijo cheio de desgosto da minha parte, e da parte dela cheio de desejos.

- Vai daddy só essa noite - Fala quando separamos, ela continua com a mão na minha nuca.

- Lisa.... - A raiva já estava crescendo - Tá... - Eu aceito e nos vamos para o meu quarto.

Chegando lá eu tiro a roupa dela normalmente sem nenhum animo, mas quis dar um pouco de desejo a ela, pois se ela reclamasse a ____ iria sofrer.

O que eu não faço pela minha bebê?

_____ POV

Eu acordo 00:00, levanto e saio do quarto com dificuldade, meus machucados ainda doiam, e as poucas lembranças que tinha do assalto passavam como flesh na minha cabeça.

- Taeyong? - Pergunto, mas ele não responde - Oppa? - Eu caiu na escada - AAAAAHHHH - Meu grito foi escandaloso. A queda não foi de um lugar alta, apenas dois degraus para o chão, mas doeu tanto - OPPA, SOCORRO - Eu não conseguia levantar, minhas pernas doiam muito - OPPA.... OPPA.... TAEYONG.... Alguém - Depois de várias tentativas eu perco as forças. 

Pude ver um menino com cabelos pretos, entrar a me carregar estilo noiva até um carro. Então eu apago de vez.


Eu acordo totalmente confusa.

- Onde estou ? - Olho em volta, um quarto branco de hospital.

- Finalmente acordou - Falou um menino de cabelos pretos.

- Quem e você? - Olho para o mesmo.

- Eu sou quem te salvou ontem - Ele se senta em uma cadeira próxima de mim.

- Obrigada - Abaixo a cabeça.

- Qual o seu nome ? - Pergunta o menino.

- E ____, e o seu? - Olho para o mesmo, que era muito bonito por sinal.

- Sou Mark, prazer - Ele estende a mão e eu aperto.

- Porque você me salvou? 

- Porque você precisava de ajuda. Sabe eu nunca entrei na casa do senhor Taeyong? - Ele coça a nuca.

- Senhor Taeyong?

- Eu trabalho na festa. Nunca falei com ele, sempre foi muito fechado, nunca participava das festas, todo o dia subia para o seu quarto.

- O que você faz lá? - Pergunto.

- Eu sou barmen, mas não trabalho todos os dias, normalmente só sábado. Eu ainda tenho escola - Ele Sorri meio tímido.

- Você tem quantos anos? - Deve ter mais de dezoito, para trabalhar de Barmen.

- Eu tenho desesete - Arregala os olhos - E que eu tenho carteira de identidade falsa.

- Por que ?

- A minha mãe está precisando de ajuda, ela tem câncer - Fala triste.

- Sinto muito - Abaixo a cabeça novamente.

- Bom dia, senhoria ____ - Fala o Médico ,quando entra.

- Bom dia - Respondemos juntos.

- Como está se sentindo? - Ele pega uma lanterna e olha nos meus olhos.

- Bem...

- A sua queda foi feia, inúmeros ferimentos em todo corpo, hematomas... você precisou de pontos no seu tornozelo - Ele olha o mesmo que estava enfaixado - Você receberá alta amanhã - Ele avisa sorridente.

- Qual o seu nome doutor ? - O Mark se levanta e aperta o mão do doutor.

- Me chame de Jin por favor - Ele Sorri e vai embora.

Eu me lembro do Taeyong. Porque ele não está aqui ? Será que está me traindo ? Será que ele não se preocupa comigo ? 

Em meio a essas perguntas, que circulavam na minha mente, eu choro, um choro sincero e cheio de tristeza.

- Porque está chorando ? - O Mark senta na beira da cama.

- E .... E o... Taeyong - Falo em meio a soluços.

- Calma, nos vamos ligar para ele, vai ficar tudo bem - Passa a mão nos meus cabelos.

- Mas... E se ele não ligar pra mim? E se eu só for um objeto pra ele? - Falo rápido.

- Ele te ama, e eu sei disso - Ele  Sorri gentilmente.

- Obrigada - Eu abraço ele, e o mesmo fica surpreso.

Taeyong POV

Eu acordo com o celular tocando.

- Alô? -  Falo assim que atendo.

- Senhor Taeyong? - Fala na outra linha.

- Sim

- A sua namorada sofreu un acidente - Nessa hora eu pulei da cama. Fazendo a Lisa se assustar.

- Já estou indo - Desligo o telefone

- O que foi oppa ?- Pergunta esfregando os olhos 

- VOCÊ DISSE QUE NAO FARIA NADA COM ELA - Grito vestindo a minha roupa.

- Mas eu não fiz!!! 

- Passar bem Lisa - Saio de lá batendo a porta.

Pego o meu carro e vou apreensivo para o hospital. Chegando lá eu corro para a recepção.

- Por favor o quarto da ____ - Peço para a moça.

- Venha - Eu sigo ela é quando abre a porta vejo a ___ abraçada com um menino levemente parecido com o do meu sonho.

Meu coração parou e a raiva tomou conta de mim.


Notas Finais


Obrigada por lerem
tchau tchau


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...