História Enquanto Durar - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Personagens Originais
Exibições 53
Palavras 2.553
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Hentai, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiiiiiiio volteiiiiiii 😄

Desculpa a demora, mas minha cabeça resolveu não funcionar, mas agr até que ela foi um pouco hahahaahah.

Vejam só, não me matem ok.
Porque estava indo tudp muito bem , vcs não acha? Então... tentem me enteder 😙😙

Boa leitura.

Capítulo 34 - E tudo que conquistamos!? Acabou?


Fanfic / Fanfiction Enquanto Durar - Capítulo 34 - E tudo que conquistamos!? Acabou?

Povs Anna

   Justin não me ligou ontem depois do show, e isso me deixou arrasada, eu tentei pensar em coisas boas , eu até fui com a amber eo ryan no shopping para contar o sexo do bebê. Eu e amber fomos até uma loja de bebês e pegamos dois balões,  um rosa e um azul. Ryan estava nervoso para saber o sexo, mas eu e amber ja tínhamos um plano, demos os dois balões para o Ryan e falamos para ele contar até cinco e estourar a cor do balão do sexo do bebê que ele quer, ele contou e estourou o balão Rosa, e de dentro do balão saiu vários papéis azuis,  ele riu e nos olhou confuso.
    Ryan : é um menino!?
    Amber : siiim. - ela diz e ele a abraça sorridente.
    Ryan : é um garotão. .. -ele diz olhando para a barriga da amber.
    Depois disso compramos algumas coisas para o bebê e a amber sentiu fome e nós fomos comer, sentamos e pedimos.
     Eu : Ryan... o Justin te ligou? 
     Ryan : não. .. ele não ligou para você? - ele diz e eu nego com a cabeça.
    Amber : estranho... ele não deixaria de ligar para você.
     Eu : vou ligar para ele... - digo pegando o celular  e  quando eu vejo recebi várias notificações nas redes sócias, fui abrir para ver e deixei o celular cair.
     Amber : oque foi Anna!? - diz amber pegando o celular e eu sinto uma pontada no coração. - ai meu Deus!
      Ryan: oque houve? Deixa eu ver.. - ele pega o celular e fica boquiaberto - que merda cara.
     Peguei o celular e olhei denovo, eu não podia acreditar no que eu estava vendo.  Fotos do Justin com a Katherine na porta do quarto de hotel dele e eles estavam bem próximos , também tinha fotos da Katherine saindo da porta do quarto dele com as roupas nas mãos.  Eu não podia acreditar, eu não queria acreditar... Justin não pode ter feito isso comigo.      Levantei e saí correndo , a essa altura as lágrimas caiam sem parar,  eu não conseguia controlar. As pessoas que me conheciam tentavam falar comigo,  Mas eu corria e bem olhava pra trás,  peguei meu carro e dirigi , pra onde eu não sei , so fui.

      povs  Katherine

Eu estava em um restaurante esperando a pessoa que me pagou .  Eu estava um pouco pilhada depois que saiu as coisas sobre mim e Justin, mas foi para isso que eu fui contrada, eu estava bem distraída quando vejo a pessoa sentando na minha frente.
    Anônimo : muito bom trabalho Katherine... - diz e joga em cima da mesa um pacote - ai está o pagamento.
    Katherine : tudo bem... - digo e suspiro - quando que você vai completar o plano? - digo e a pessoa da um sorriso macabro e que me causou um arrepio.
     Anônimo : bom...agora que eles vão terminar, eles vão ficar vulneráveis,  ai nós terminaremos o plano. - ele diz e faz uma risada que mais uma vez me fez sentir um arrepio.
    Katherine : e  Oque eu devo fazer agora?
      Anônimo : agora,  você deve ficar quieta sobre isso e esperar eu mandar você dar o próximo passo. - ele diz se levantando - se você falar pra alguém saiba que a coisa     Vai ficar bem séria...  tchau. - e ele sai e me deixa ali com medo das consequências.

    Povs    Anna

  Peguei meu celular e estava cheio de ligação de várias pessoas... meu pai, amber,  chaz,  Ryan,  Chris, Justin.... Minha cabeça so pensava na merda que ia dar se eu o visse agora, mais uma vez voltei a dirigir e dessa vez fui até um lugar que um dia ja me trouxe boas lembranças,  estacionei o carro e deixei meus sapatos no carro , deixei meu celular também eu não estava afim de ficar recebendo ligações.  Fui caminhando sem olhar para frente esperando que ninguém me reconhecesse e sem perceber me esbarrei em alguém, só senti meu bumbum doendo quando cheguei ao chão.
     A pessoa : me desculpe.... você está bem !? - diz a pessoa me ajudando a levantar, eu so assento e fico ali parada sem  olhar para a pessoa que tinha uma voz tão sedutora. - você está bem moça! ?
     Eu : estou sim... hmm. . Me desculpe por isso, eu estou distraída!  - digo e olho para a pessoa.
     Ele era um moreno que tinha o rosto bem contornado e os olhos azuis mais lindos que eu ja havia visto, seus olhos transpassava a calmaria do mar, e também era bem alto e seu sorriso era Largo e lindo.
    A pessoa : meu nome é Matthew... - ele diz e estende a mão.
     Eu  : sou Anna... - digo e aperto a mão dele. - É,  me desculpe mas eu tenho que ir ...  preciso relaxar um pouco.
      Matthew : não tem problema,  mas você quer que eu a acompanhe? Pois vejo que você um pouco mal.
    Eu : eu fico agradecida mas,eu só preciso ficar sozinha! - digo e ele assente e sorri. - foi um prazer te conhecer...
     Sorrimos por último e eu vou andando até a praia, quando toquei a areia macia me desmanchei, sentei e comecei a chorar sem parar e a pensar em tudo.... minha cabeça doía , mas eu não ligava pois a dor que eu estava sentindo era maior que qualquer outra dor . 

    ...

   Quando ja era tarde o suficiente resolvi ir para casa,  a essa hora todos querem me matar.  Vou até meu carro e ligo o som para ver se me destraia, mas a música que começou a tocar so piorou as coisas.... photograph. Desliguei o som e fui pra casa ouvindo os meus soluços por conta do choro.
    Quando estacionei o carro na frente da minha casa , vi que estava todo mundo ali , meus amigos , meu pai , tia Lizzy também estava , Pitty e as crianças... suspirei e encostei a cabeça no volante, respirei fundo e saí do carro todos sorriram ao me ver e eu dei um sorriso mínimo. Amber veio até mim  É me abraçou.
     Amber : você está bem?
     Eu : não...so quero sumir e chorar no meu quarto. - digo e começo a chorar denovo e dessa vez amber me abraça.
     Eu escuto uma movimentação e olho para ver oque era... Justin estava brigando com nossos amigos.
     Justin : eu quero falar com ela! - ele gritava.
      Imediatamente sinto meu sangue ferver,  me soltei da amber e fiquei parada esperando que ele viesse. Amber ficou ao meu lado e mandava eu me acalmar. Ele consegui passar e veio até mim correndo desesperado.
    Justin : Anna, deixa eu explicar... não aconteceu nada. Isso tudo é mentira da mídia para acabar com nosso relacionamento. Acre.... - ele falava rápido rápido tropeçava nas palavras mas eu o intorrompi com um tapa na cara. O tapa foi bem forte e fez ele virar o rosto , fiquei em silêncio e comecei a chorar denovo quando ele me olhou com os olhos vermelhos cheios de lágrimas.  - Anna....
      Eu : não Justin.... acabou! - digo o mais calma possível.
     Justin : mas... Anna Eu te amo.  É nunca seria capaz de fazer isso.- ele começou mas quando ele falou " eu te amo " meu sangue ferveu e eu não aguentei.
     Eu : JUSTIN... NUNCA MAIS FALE ESSA PALAVRAS PARA MIM. VOCÊ NÃO AMA NINGUÉM SÓ A SI MESMO, VOCÊ É UM IDIOTA QUE EU IMAGINEI QUE HAVIA MUDADO POR MIM. MAS ME ENGANEI, VOCÊ NÃO PASSA DE UM GALINHA QUE ADORA VER OS OUTROS SOFRER... - digo com a voz bem alta e as lágrimas caindo - EU TE ENTREGUEI TUDO JUSTN , TUDO... E  VOCÊ SÓ FEZ MERDA... VOCÊ  NÃO ME MERECE, NA VERDADE SEJA FELIZ COM AQUELA VACA DA SUA EX NAMORADA.  
     Justin :  amor... - ele tenta me   Abraçar mas eu o impeço dando um tampa em suas mãos e recua para trás.
   Eu : NÃO ME CHAME ASSIM...NÃO ME TOQUE,  NÃO ME LIGUE,  NÃO ME MANDE MENSAGENS,  NEM PENSE E EM MIM... VOCÊ PODE ME ESQUECER. -  digo e dou um risada irônica  - Não que isso seja difícil né. Bom agora você está livre para voltar com ela, pois eu não quero mais... ja deu.
     Justin : por favor amor... - ele tenda mas eu vou para trás e faço cara de nojo.
       Eu : Eu mandei não me chamar assim... - digo e olho fixo em seus olhos- sabe Justin, sabe qual é problema de se apaixonar de verdade ? Você se apaixona achando que a pessoa é diferente , e acaba se decepcionando e percebendo que aquele seu precentimento de que não ia dar certo, estava certo. - suspiro alto e todos olhavam com olhar de pena , eu já ia entrando pra casa mas lembrei da correntinha -  aaaah. - digo e ele me olha e seus olhos ficam desesperados.
     Justin : não Anna... não faça isso! - ele implorava.
     Eu : pode ficar com ela... fica melhor na Katherine!  - digo e ele tenta me impedir, mas eu puxo o colar e jogo em cima dele. Ele me olha e uma lágrima rola em seu rosto , desvio o olhar e saio dali.
     Corro pro meu quarto e tranco a porta, corro até a varanda e tranco também, fecho a cortina e deixo o quarto em plena escuridão,  olho para a minha cama e me jogo nela, e ali choro mais ainda e me perco em pensamentos e recordações.

   Povs Justin

Isso Não ta acontecendo... perdi a Anna,  isso não é possível...   Eu vi as reportagens assim que eu saí do hotel, eu devia saber que a Katherine estava aprontando,  as palavras que a Anna usou não sai da mimha cabeça, e o rosto dela inchado de tanto chorar também... Eu queria poder consolar ela, abraca-la e beijar ela até o mundo acabar, mas ela não quer.
  Minha mãe me levou para casa , e sem falar nada eu fui pro meu quarto e chorei , chorei muito.

     ...

Sai da disposto a ir na casa da Anna falar com ela , eu não consegui a noite toda lembrando dela, tomei meu banho e botei uma calça preta , e uma blusa branca e por fim um tênis vermelho... desci e minha mãe estava na cozinha eu ia ir direto para fora mas ela me viu e me chamou.
     Mãe : Justin... vem cá por favor. - ela diz e eu vou até a cozinha.
     Eu : fala mãe... - digo e ela me olha atenta.
    Mãe : seu olhos estão inchados e vermelhos ... chorou muito!?- ela diz e eu me sento no banco que havia no balcão da cozinha. - nem precisa responder .
     Eu : mãe. .. Eu juro que não fiz nada.
   Mãe : mas Justin,  tem fotos bem convincentes... como você explica!? - ela diz me olhando com um olhar triste.
    Eu : Eu estava no quarto e ela bateu na minha porta, quando eu abri ela estava tonta e desmaiou. Eu botei ela para dentro porque eu não podia deixá-la  no corredor do hotel desmaiada, e nem dormi perto dela, fiquei bem acordado e quando ela acordou nem dei tempo dela respirar e ja a expulsei..- digo um pouco rápido e minha mãe tentava compreender - mãe,  você sabe que eu amo a Anna , eu não faria isso com ela. .. NUNCA. - digo e passo a mão no rosto da quase chorando de novo.
    Mãe : eu acredito em você meu filho... Mas você não pode ir atrás dela, ela precisa de tempo para pensar. E tantos você como ela tem que esfriar a cabeça.
     Eu : eu tenho que ir atrás dela... - digo e levanto. - ela é o amor da minha vida,  não deixarei ela partir assim. - digo me aproximando da minha mãe e eu a abraço - obrigado por acreditar em mim.
     Saio de casa imediatamente,  torcendo para que não tivesse nenhum repórter,  e por sorte não tinha... dirigi o mais rápido possível e estacionei o carro enfrente a casa dela, apertei a campainha e Mary me atendeu..
     Mary : bom dia Justin... entre! - ela diz com um sorriso - o senhor Williams te aguarda no escritório dele.- eu assento com a cabeça e vou até o escritório dele...
     Passo pela escada esperando que ela descesse mas ela não desceu , minhas pernas estavam trêmulas e eu estava nervoso com oque Robert iria dizer. Bati na porta e ele mandou eu entrar.
     Eu : bom dia Robert... - digo e ele não me parecia  Muito feliz , ele estava com uma revista em mãos e quando me aproximei para sentar ele me da a revista. Meu queixo quando vi as fotos e a reportagem de ontem anoite.

         Queridos leitores

   A noite de ontem foi bem agitada para o nosso mais novo cantor Justin bieber... ele recentemente apareceu em algumas fotos com uma menina desconhecida e que todo mundo sabe que não é a sua linda namorada Anna C. Williams...  registramos algumas fotos de como foi o término deles. Nas fotos da para ver perfeitamente Justin e Anna,  Anna ficou arrasada e falou tudo que tinha que falar e Justin acabou levando um forte tapa por isso.
   Bom, será que o nosso cantor deixou o sucesso subir a cabeça e acabou esquecendo do que importa? Bom , ele é um adolescente de 17 anos, ele quer aproveitar e pegar as  gatinhas... Mas não precisava fazer isso com a Anna , ela é adorável e não merecia isso.
    E ainda ele ainda fez isso depois da linda homenagem que ela fez para ele, isso não é nada certo, qual é Justin?  Precisa fazer isso... não está certo.
   Espero que Anna fique bem e que Justin também fique , mas que ele consiga se entender com ela... eles fazem um casal lindo e não podem ficar separados.

        Voltaremos com mais notícias .

    Meu queixo caiu, como é que eles podem ser entrometidos, eles não sabem que isso é pessoal. Eu Bufo e me sento na cadeira em frente a ele.
     Eu : Robert eu.... - eu começo mas ele me interrompe.
     Robert : Justin... não precisa se explicar , eu confio em você e sei que você não faria isso com a Anna.  - ele diz e eu arregalo os olhos surpreso - mas, você tem que entender que quando você entra no mundo das celebridades, sua vida passa a ser das pessoas... elas sabem mais sobre você do que você pode imaginar...
     Eu : eu não estou ligando para oque eles pensam ou  falam,  Eu só quero a Anna de volta. - digo e ele me lança um olhar olhar pena.
    Robert : receio que esse seja o mais difícil de se fazer agora...- ele diz e bufa - primeiro temos que diminuir os boatos. 
     Eu : tudo bem... vamos fazer! - digo e ele assente - ela já saio do quarto?
      Robert : ela está desde de ontem... e não saiu, e acho que ela não vai sair tão cedo! - ele diz e eu abaixo a cabeça e mentalmente amaldiçoei a Katherine.


Notas Finais


Então amores...

Foi isso! Espero que tenham gostado!
Foi difícil pra mim escrever esse capítulo, eu não queria que acontecesse, Mas eu precisava.


Então não me matem

Até a próxima, pois não tem previsão de postagem .

COMENTEM, FAVORITEM POR FAVOR 😊😄


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...