História Ensina-me como Viver - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Hot, Jikook, Kookmin, Lemon, Namjin, Vhope
Visualizações 42
Palavras 1.342
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Demorei né? Desculpa
Mas tá aí
Espero que gostem ♡
~perdoem qualquer erro tá?~
E obrigado pelos favoritos, vocês não sabem o quanto estão me incentivando, de verdade♡♡♡

Capítulo 5 - Capítulo 5


Jungkook*


Estava jogado no sofá, meu pai foi a mais uma de suas consultas médicas, estava sozinho, contei o ocorrido do dia anterior a Taehyung e o mesmo se ofereceu a vir aqui e ficar comigo, porque hoje preferi não ir trabalhar, uma atitude irresponsável da minha parte? Pode se dizer que sim, porém eu pouco me importava, no momento não queria ver Park Jimin nem banhado a ouro e diamantes.

Procurei alguma coisa para assistir, apertava os botões do controle sem parar, nada, nada, nada...

Por um momento passou pela minha mente o que Park estaria fazendo agora... provavelmente deitado em sua cama sem quaisquer preocupação, aquele garoto mimado...


Jimin*

--Jimin... você tá bem? -Minha mãe perguntou enquanto eu corria pelo jardim fazia quase uma hora e meia, minha mente estava completamente inquieta, não conseguia ficar parado sem pensar na merda que eu fiz.

-To bem... tô..  bem... -Falei ofegante

-Não que eu esteja reclamando... afinal é bom você fazer esses exercícios, quase que virá sedentário -Ela falou rindo, revirei os olhos dando um bom gole na terceira garrafinha de energético que eu tomei, e ela continuou- Mas vai tomar um banho querido... olha como está e... PARA DE BEBER ENÉRGICO JIMIN!!! -Ela esbravejou puxando a garrafa de mim com ignorância, acabou molhando a roupa formal que estava usando.

-Bem feito -Eu disse rindo porém pegando uma toalha extra pra ela se secar -Não devia estar trabalhando?

-Vim ver como você estava querido -Falou pegando a toalha que eu lhe entregava.

-Não precisa ficar me vigiando só porque o Jungkook não está aqui. -Revirei os olhos

-Eu não estou te vigiando, por mim passaria o dia todo com você -A mesma disse com uma voz manhosa, não pude negar, minha mãe não fazia aquele tipo de pessoa que se entregá totalmente ao trabalho e esquece dos filhos, ela dá o seu melhor nos dois, fazendo o possível e impossível para ser presente em minha vida, mesmo antes de toda tragédia ela sempre foi assim, e eu sei que se um dia ela tiver de escolher eu sempre viria em primeiro lugar. Pensar essas coisas só fez eu me entristecer ainda mais, minha mãe era sozinha, tinha a mim, mas sei que sentia tanta falta do papai quanto eu, ela merece o mundo... Em um ato repentino a agarrei em uma abraço forte.

-Obrigado por se importar tanto comigo mãe, eu te amo -Sussurrei em seu ouvido

-Isso é minha obrigação como mãe querido -Falou retribuindo o abraço mesmo que meia desconfiada- Te amo também, você é minha vida -Disse depositando um beijo em minha testa- Agora tenho que ir querido.

-Ok -Falei desfazendo o abraço

-Vai ficar bem mesmo? -Perguntou me olhando nos olhos, meus amigos costumavam falar que ela era eu de cabelo longo e saia, o que era meio verdade pois a semelhança entre nós era realmente grande.

-Claro que vou mãe -Respondi com firmeza, pois do jeito que ela é, não iria embora até ter certeza.

Fiquei observando enquanto minha mãe se afastava e passava pelas portas, sentei na grama e resolvi deitar, sei que precisava de um banho só que ficar ali, deitado na grama de olhos fechados sentindo a brisa bater no rosto, era ótimo. Diversas lembranças envadiram minha mente de uma só vez, meus irmãos, meu pai... Quando me dei por mim lágrimas silenciosas escorriam pelas laterais do meu rosto. Soltei um suspiro e levantei para tomar um longo banho, precisava relaxar um pouco... se ficasse mais algum tempo preso em meus pensamentos, preocupações e coisas do tipo eu ia acabar enlouquecendo de vez.


Jungkook*


Acordei em um pulo escutando meu pai me gritar, como não achei nada interessante na TV peguei no sono, mas ao que parece ninguém pode dormir nessa casa

-DROGA EU QUERO DORMIR -Gritei tapando os ouvidos com o travesseiro.

-Seu amigo está aqui Jungkook

-Mande Tae arrumar o que fazer -Gritei em resposta, o garoto parecia morar aqui

-Não é o Taehyung! É seu amigo Seokjin, já se esqueceu de mim? -Uma voz familiar gritou, corri aos tropeços pela casa, caí  nos últimos dois degraus da escada, assim que olhei para porta lá estava ele.

-JIN!!! -Gritei correndo em sua direção, o mais velho me abraçou com a mesma intensidade que eu o apertava.

-Vou deixar vocês ai, qualquer coisa estou no meu quarto, sinta-se em casa Jin -Meu pai fala sorrindo, o mesmo amava meu amigo Jin, por ser responsável e outras coisas, Jin era um exemplo de filho perfeito.

-Quanto tempo vai ficar? -Perguntei

-Vou morar aqui agora, terminei a faculdade de psicologia e... -Antes que terminasse eu o abracei de novo, sentia lagrimas brotando nos meus olhos, Seokjin era meu porto seguro, meu primeiro amigo, meu melhor amigo, quando me deixou para ir estudar foi uma das piores fases da minha vida, até que conheci Tae, que foi minha salvação.

-Vamos, para com isso -Falou me afastando- Olha só já estou chorando garoto!!!

-Onde vai morar? 

-Queria te perguntar isso, preciso me estabilizar aqui e alugar um apartamento ou algo assim, posso ficar na sua casa por esse período?

-CLARO QUE SIM -Eu gritei rindo.

-Você tá livre hoje? Pra sairmos e por o papo em dia? -Disse radiante.

-Vamos, tô sim... era para eu estar trabalhando mas não fui hoje e... -Antes que eu terminasse ele me cortou

-Vocer tá trabalhando? Você? Jungkook trabalhando? -Perguntou surpreso

-Vem -O puxei para fora de casa- Longa história.


Jimin*


Já era noite e eu estava deitado lendo "O Ladrão de Raios" não porque Jungkook gostava, só queria ver o que tinha de tão bom nessa saga para compara-la com Harry Potter. E confesso... até que era um bom livro. Fiquei lendo a noite toda preso na leitura, assim que terminei o bem dito do livro entendi porque Jungkook gostava, era uma história ótima, bem humorada, chegava até mesmo a ser infantil, o que pelo visto era a cara dele. Pensar em Jungkook... era isso que estava evitando o dia todo, tinha medo de que ele não aceitasse minhas desculpas amanhã, mesmo assim tentaria, eu fui mais do que rude com o garoto, com esses pensamentos o sono veio e eu dormi.

Acordei animado, acho que essa não é a palavras certa, estava nervoso, a todo momento no banho eu rezava mentalmente "por favor que ele me perdoe, por favor"

Desci para tomar café, uma das empregadas me avisou que minha mãe estava no escritório e queria falar comigo, meu coração acelerou quando vi Jungkook chegar, não queria ter que me humilhar ao ponto de pedir desculpas a ele

"Vamos Jimin, você é o errado da história"

-Hã... Jeon -O chamei, o mesmo me olhou com um olhar frio, droga, ele ainda estava bravo Tenho que falar com você  -Falei subindo para o meu quarto enquanto o mesmo me seguia, assim que ele entrou fechei a porta e o encarei, ele me olhava sem demonstrar qualquer emoção, chegava a dar medo.

-Eu li Percy Jackson -Falei, espera... que? Droga Jimin não trava, ele arqueou uma sobrancelha e falou:

-Hum... viu o que é uma boa história?

-Não começa...

-Era isso que queria falar? -Perguntou ainda sério, suspirei

-Não... que queria pedir...

-JIMIN!!! -Minha mãe me chamou batendo na porta, soltei outro suspiro e abri a porta.

-O que foi?

-Layla vai passar três dias aqui, ela vai para aquele acampamento de ciência, mas os vôos são fora da data, ela chega ainda hoje.

AH NÃO... NÃO, NÃO, NÃO

Minha mãe riu da cara que eu fiz e fechou a porta.

-Hã... Jimin? -Jungkook me chamou, nem respondi, corri e comecei a guardar qualquer coisa cara, frágil ou chamativa que houvesse em meu quarto.

-Vem Jeon, me ajuda a guardar esses HQs aqui -Falei guardando minhas coleções que tinha desde os 8 anos de idade

-Quem é Layla -Perguntou curioso, enquanto me ajudava a guardar meus bonecos de ação que ficavam na cabeceira da cama.

-Layla é... -Fui interrompido por batidas na porta.

-Jimin... -Minha mãe chamou, levantei para abrir a porta e fui surpreendido por uma pirralha de 13 anos com um sorriso enorme na cara- Ela chegou mais cedo... -Minha mãe falou rindo.

Olhei para Jungkook que encarava eu e a garota curioso.

-Essa é a personificação do Satanás vulgo Layla -Digo apontando para a garota, "esse dia não podia ficar pior" pensei.

Como eu estava errado.





Notas Finais


Desculpa mesmo por demorar com esse capitulo gente, estava organizando os convites da minha festa (aff) espero que tenham gostado.
Comentem se não gostaram de alguma coisa ou algo do tipo tá?
Bjs♡ até o próximo... (confesso que estou ansiosa pra escrever ele 🌚, não pensem malícia kkkk)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...