História Ensino médio - sentimentos - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~marilogs

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 80
Palavras 1.498
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Shounen
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Qual sua história?


Beca on

Cheguei em casa e eu fui fazer o almoço, assim que ficou pronto fui tomar um banho para o mesmo esfriar um pouco. Algumas horas depois ja havia almoçado e estava na sala fazendo as tarefas e escutando música quando meu celular começa a vibrar

*Vamos ao cinema hoje Beca?*

*Desculpe estou oculpada...*

Não estava afim de sair de casa hoje então simplesmente falei estar ocupada, Jiminie é legal e tudo mais, só que é muito... grudento?

*Estudando para as provas da semana que vem?*

*QUE PROVAS?*

*PRIMEIRO DESLIGA O CAPS NÃO SOU TEUS BOY! ME RESPEITA HUM!! Segundo como você não sabe que as provas começam semana que vem?*

*Faltei um mês inteiro lembra? De toda forma... preciso de ajuda tem muitas materias que ainda não entendi muito bem... Sabe de alguém que possa me ajudar?*

*Chego ai em 10 minutos*

Sorri involuntariamente, mesmo sendo um pouco grudento Jiminie era um ótimo amigo e muito prestativo, aproveitei o tempo que ele falou que demoraria para fazer alguma coisa para comermos durante o estudo terminei de fazer alguns sanduíches e fui fazer um suco... antigamente isso tudo cabia a minha mãe...ri fraco com o pensamento e as lembranças... mas ela não esta mais aqui para o fazer... senti um pontada no coração e um pequena vontade de chorar, terminei o suco e o coloquei na geladeira e os sanduíches no microondas para não esfriar, voltei para sala ainda em silêncio e lembrei da vela, corri para a cozinha novamente e acendi a vela na varanda, fiquei a observando até a campainha tocar anunciando um Jimin com varios livros e cadernos, abri a porta o dando passagem para entrar

- Obrigado por vir Jiminie - sorri e ele devolveu com um dos sorrisos mais fofos do mundo

Depois que ele chegou estudamos por umas duas horas e depois fizemos uma pausa para o lanche onde conversávamos de coisas aleatórias como comidas preferidas e preferências musicais, Jiminie me apresentou seus grupos preferidos de K-pop e eu meus cantores preferidos de rap e Hip-hop, voltamos a estudar enquanto escutávamos musica e faziamos piadinhas rindo das mesmas. Ficamos nessa de "estudar" até ficar a noite, Jiminie ligou para sua mãe pra dar sinal de vida depois de eu insistir muito afirmando que ela poderia ficar preocupada porque  havia muito tempo que o mesmo tinha saido de casa, ele riu com a minha persistência e disse que seria uma boa mãe porem muito coruja, estava muito descontraida e assustadoramente feliz, então decidimos ir jantar fora, fomosa pé brincando pela rua, conversando e fazendo desafios do tipo beijar alguém e sair correndo e tudo isso foi ridicularmente divertido

- Te desafio e me beijar Beca - ri da cara dele até perceber que o mesmo estava sério

- Yaa Jiminie, não esta falando sério neh?

- Óbvio que estou falando serio- sorriu um pouco envergonhado - está na minha vez de desafiar e esse é o meu desafio - ele ficou me olhando por um tempo e eu estava estática - se você não vai cumprir o desafio, eu cumpro para você - disse me puxando pela cintura e pegando na minha nuca iniciando um beijo feroz porém extremamente torturante e conserteza, fazia ambos querer algo alem de um simples beijo, era excitante e nossas linguas travavam uma guerra por espaço enquanto passeavam por cada pedacinho da boca  do outro, paramos o beijo por falta de ar, estavamos totalmente ofegantes

- Sua vez- sorriu malicioso para mim, eu sei que não devia, eu sei que eu devia me afastar e pedir para irmos logo para o restaurante, mas não, seus lábios mais enchados do que o normal pelo recente beijo estavam convidativos de mais para recuar um passo se quer

- quero revanche - disse sorrindo tão maliciosa quanto ele e o puxei pela nuca iniciando mais um beijo de mesmo estilo do de segundos atrás, novamente o ar se fez necessario e paramos dessa vez rindo das nossas ações e seguindo em frente, conversando como se nada tivesse acontecido

Depois do jantar voltamos para minha casa e fomos para a varanda e ficamos olhando as estrelas e falando constelações inventadas aleatoriamente

- Qual sua história Jimie?

- Que história beça?

- De vida claro... de que mais seria?

- Eu não tenho história...

- Todo mundo tem história!

-Então me conte a sua- suspirei pesado e decidi que quanto mais guardasse só para mim, mais cansada eu vou ficar...

- Bem... minha mãe era coreana e vivia para viajar... Quando chegou em Londres conheceu meu pai em uma cafeteria qualquer da cidade, aquilo tinha tudo para ser um romance passageiro, assim como tinha tudo para ser um romance verdadeiro, e acabou com a segunda opção, os dois se casaram e um ano depois me tiveram, no inicio minha avó materna não gostava muito do relacionamento de ambos, mas depois aprovou quando viu o tanto que os dois se amavam... Em todos esses poucos anos que vivi,  nunca vi duas pessoas que se amaram tanto quato eles... E isso certamente me dava muito orgulho! Eramos uma familia extremamente unida e feliz, tínhamos uma boa condição financeira que me permitia fazer aula de todos os instrumentos que quisesse, tinhamos uma boa casa e... eramos quase que um tipo de familia perfeita - sorri com tantas lembranças boas que vieram, mas meu semblante triste veio com a lembrança que veio a seguie- no final de novembro havia a final do concurso de talentos do melhor intituto que dá aula de varios instrumentos, foi lá que aprendi a tocar todos os instrumentos que estão na minha casa, meus pais tiveram uma viajem inesperada da empresa e só voltariam no dia, estavamos ansiosos e mesmo com todo o apoio deles a distância, estava extremamente nervosa e eles também, eles estavam apressados para chegar logo por causa da saudade, queriam estar aqui quando eu ganhasse - sorei um pouco - eles estavam bem convictos disso, mas quando chegaram em Londres, estava chovendo forte e corriam na estrada para... para ir na final do concurso- senti as lagrimas vindo - a estrada molhada e escorregadia... um deslize e...- soltei as lágrimas e ele me abraçou forte - eles m-moreram...

- Meus sinceros sentimentos Beca... - continuei chorando, chorei de soluçar e ele estava lá me abraçando como se eu fosse a coisa mais preciosa do mundo, ficamos assim por um tempo e percebi que o mesmo dormia serenamente... devia estar muito cansado... fui rapidamente no banheiro e percebir que meus olhos ainda estavam enchados e havia vestígios de lagrimas recentes, que as vezes, desciam solitarias pelo meu rosto, estava indo arrumar o sofa para o mesmo dormir ali hoje quando esculto alguém batendo na porta, fui até lá e me deparei com um Yoongi chorando?

- O que foi Yoongi/Beca? - falamos em unisson um para o outro, sorrimos um pouco e como se o corpo dele fosse um imã e atraissemos um ao outro nos abraçamos fortemente para consolar um ao outro mesmo nenhum de nós estando em condições de fazer isso...

- Desculpa aparecer assim e te tirar do conforto da sua casa no meio da noite... - disse depois de chegarmos em uma cafeteria qualquer da cidade que abria apenas a noite, escolhemos uma mesa afastada e me sentei a sua frente pedindo apenas um Suco de maracujá

- Não se preocupe... - sorri para ele- então... não quero ser intrometida, mas, o que aconteceu com você? - Me arrependi um pouco por ter perguntado isso pois o semblante triste voltara para seu rosto

- Minha mãe... ela morreu a um ano e quando ela morreu deixo Mim Shaina, minha irmã mais nova, sobre minha responsabilidade... depois de quatros meses da morte da minha mãe, descobrimos que ela tinha dois tumores... um em cada rim... fizemos a quimioterapia e ela foi melhorando, hoje no exame de rotina para ver se tinha novos tumores... descobrimos mais três tumores... e um deles é no cérebro - estava em choque... não tinha o que falar... eu simplesmente não conseguia emitir um som sequer... abaixei a cabeça tentando me imaginar no lugar dele... a história dele consegui se igualar se não superar a minha

- Q-quantos anos ela tem? O-onde ela esta?

- 10 anos e ja faz um bom tempo que ela mora em um hospital de câncer infantil, por isso não a viu... E você... porque estava chorando?

- Isso não importa agora Yoongi eu... eu posso conhece-la?

- Com toda a educação do mundo... ela não precisa de pena Rebeca

- Não é pena Yoongi! Ta, talvez um pouco mas... quanto tempo ela está nesse hospital?

- 7 meses

- Sua irmã é sortuda por ter você ao lado dela... Mas... eu realmente quero ve-la... Não acha que seria bom para ela uma figura... que seja... você sabe... mulher?

- Não quero te envolver nos meus problemas...

- Mas eu quero ser envolvida Suga!

Continua....

 


Notas Finais


O que acharam?? Comentem!!
Que tal dar uma olhada na minha outra fic ja concluida??
O nome é "mente de adulta coração de adolescente" acho que vocês vão gostar!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...