História Entre a Rosa e as Balas - Capítulo 10


Escrita por: ~

Visualizações 24
Palavras 2.085
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 10 - Cap 10


Fanfic / Fanfiction Entre a Rosa e as Balas - Capítulo 10 - Cap 10

(Pov's Bella)

Minha cabeça latejava e o cheiro ao meu redor era de cloro e morango. Tentei abrir os olhos mas a claridade me incomodava,resmunguei coisas sem sentido e consegui finalmente abrir os olhos. "Um hospital" olhei a aparelhagem ao meu lado tentando me situar em pensamento,então tudo voltou ... Minha ida a escola de Sophia para busca-la,levei-a até um restaurante caseiro e antes que saíssemos,Tick e sua corja começou a nos perseguir enquanto atiravam. Senti uma dor no ombro e vi um curativo,respirei fundo e voltei a olhar pelo quarto encontrando Sophia dormindo sentada na cadeira e uma parte do corpo na cama em que eu estava.

-Resolveu acordar bela adormecida?-Katherine perguntou passando pela porta,ri baixo me ajeitando na cama sem acordar a ruiva. Minha irmã se sentou no lado oposto a garota me olhando-Como se sente?

-Já estive em situações piores.-olhei para Sophia e reparei alguns curativos em seus braços-Como ela está?

-Bem,teve um corte na testa e alguns arranhões,nada demais.-Kath olhou a mais nova rápido voltando a me encarar-A mãe dela ficou meio brava pelo que aconteceu,mas a ruiva conseguiu contornar as coisas.

-Imagino que a mãe dela queria me matar aqui mesmo.-rimos baixo e logo voltei a ficar séria pela dor-Quanto tempo eu fiquei apagada?

-Se não tivesse acordado agora,teria feito três dias.-juntei as sobrancelhas franzindo o cenho em desconfiança. O semblante de Kath estava sério demais,algo tinha acontecido.

-O que houve?-a morena respirou fundo e tentou se afastar,mas eu segurei seu braço ignorando qualquer resquício de dor-Abre o bico por bem ou eu faço você falar.

-Luanna teve aqui enquanto você tava apagada.-soltei o braço de Kath tendo um surto de surpresa-Sophia acabou discutindo com ela.

-O quê?-será que eu poderia ficar mais surpresa?-Que merda aconteceu aqui Katherine?

-Quando a Luanna chegou começou a fazer um escândalo,ficava dizendo que queria ter notícias suas,começou a berrar exigindo saber de você,quando eu fui falar com a maluca,Sophia se meteu.-um sorriso cresceu nos lábios de minha irmã-A ruiva quase saiu no tapa com a Luanna e não arredou o pé daqui um minuto sequer. Comia e dormia aqui mesmo.

Olhei para Sophia,a mesma ainda inconsciente pelo sono,os cabelos ruivos cobriam parte do seu rosto mas seus lábios rosados,estes estavam bem a vista. Passava-se na minha cabeça o por que da mais nova não ter aparecido na minha vida no lugar da mulher bicolor,por que eu tive que sofrer tanto para finalmente ser amada,mas eu também tinha consciência que amar e lutar por aquela garota era um completo suicídio.

-O que vai fazer a partir de agora?-olhei para Katherine saindo de meus devaneios.

-Eu não sei.-respondi com toda sinceridade que havia dentro de mim.

-Sei que não sou a melhor pessoa para falar isso,mas ...-a morena respirou fundo passando seu olhar da ruiva para mim-Dá uma chance pra ela,de uma chance a você irmã,Sophia é uma ótima garota e faria tudo por você. Ela te defendeu quando a mãe estava te acusando,ela deu de frente com a Luanna por você,se eu e Maria não estivéssemos por perto nem sei do que a ruiva seria capaz.

-Será que vale realmente a pena?-ergui uma das sobrancelha na direção da morena.

-Ela me disse que você pediu para que ela não quebrasse seu coração,a garota está cumprindo a promessa dela. Se vale a pena ou não irmã,isso só você pode dizer.

Voltei minha atenção a Sophia,as palavras de Kath rondavam minha cabeça mesmo depois da morena ter saído. Passei os dedos levemente pelo rosto da ruiva tirando seus fios e me dando a visão de seu rosto.

-Você é meu sonho e minha morte garota.

(...)

Depois da conversa com Kath,acabei caindo no sono por conta dos remédios,quando acordei estava sozinha no quarto. Fiquei pensando sobre o que Kath,e até mesmo sobre o que meu pai havia dito,cheguei a conclusão de que não valia a pena ficar longe dela. Eu havia pedido que ela não quebrasse meu coração e se me afastasse ... eu estaria quebrando o dela.

Fui tirada de meus devaneios por uma ruiva,que assim que me viu acordada sorriu como nunca eu havia visto,sorri de volta abrindo os braços para recebe-la,Sophia veio até mim se deitando junto comigo e envolvi sua cintura acolhendo-a.

(Pov's Tick)

-VOCÊS SÃO UM BANDO DE INCOMPETENTES.-eu gritava e jogava as coisas na direção dos capangas que estavam na minha sala-EU DEI APENAS UMA ORDEM A VOCÊS,EU DISSE PARA MATAREM A VADIA DRAVEN E ME TRAZEREM A SOPHIA.

-Mas senhor,não foi culpa nossa. Não sabemos o que aconteceu direito,apenas estávamos indo atrás da policial,quando conseguimos chegar perto do carro ela simplesmente perdeu o controle e bateu no poste.-um deles disse com as mãos levantadas em rendição,e até mesmo defesa.

-E a garota com a chefe?-me sentei na cadeira ainda olhando para cada um dos homens.

-Está bem.-a voz feminina que eu menos queria ouvir no momento chamou a atenção de todos,seu cabelo bicolor trazia um ar de perigo a ela e seu sorriso conseguia ser mais debochado e ameaçador que o meu-Os rapazes poderiam nos dar licença?

-O que quer Luanna?-perguntei assim que cada um dos homens saiu de minha sala.

-O que será que eu quero James?-ergui uma das sobrancelhas e a bicolor bufou-Eu quero a Bella,mas quero viva. Então me responde uma coisa bonitão,que ideia foi aquela de começar a atirar contra o carro dela? As duas poderiam ter morrido naquela merda.

-Se a Sophia sobrevivesse,o resto não seria problema meu.-sorri de canto fazendo Luanna ficar ainda mais irritada.

-Engano seu irmãozinho.-a mulher se aproximou se mantendo a minha frente-Com a tenente morta todo o exército te caçaria até o inferno e você ficaria sem nada.

-E você também,olha que ótimo. Ninguém sai por cima de ninguém.-ri baixo me levantando e me aproximando da garota bicolor-Eu sei o que faço e não ligo de ter o exército na minha cola,só quero a Sophia e não vou medir esforços para consegui-la.

(Pov's Sophia)

Fazia dois dias que Bella havia saído do hospital,mas,para infelicidade da mesma,teria que ficar em casa de repouso por pelo menos mais três semanas por caus do tiro que levou no ombro. As coisas com a minha mãe foram resolvidas quando a mesma conversou com a tenente,que pediu desculpa pelo ocorrido.

Nesse momento estou dentro do carro de minha mãe indo com a mesma até a nova casa da tenente. Segundo ela,precisamos conversar sobre tudo que aconteceu,desde a primeira ameaça de Tick até o acidente de carro. Assim que chegamos vimos Kath na entrada,saímos do carro e logo seguimos a morena para dentro da casa,andamos um pouco mais até chegar a um escritório onde estava a tenente.

-Sinto muito incomoda-la senhora Collins,mas realmente é importante.-Bella disse enquanto indicava as cadeiras a sua frente.

-Sem problemas querida.-nos sentamos a frente da tenente,não pude deixar de dar um breve sorriso a piscadela que a morena lançou para mim-Então,aconteceu algo? Aquele marginal fez mais alguma coisa?

-Felizmente não,mas eu estive conversando com os coronéis Morales e Draven e também com alguns chefes de polícia,para ter uma opinião sobre a ideia que tive.-a tenente respirou fundo e coçou a nuca,esperando uma reação de minha mãe,reação essa que não apareceu-Bom,diante de todos os ocorridos até agora e tendo recebido informações de que Sophia pode estar sendo vigiada,estando dentro ou fora de casa,teremos que tomar medidas sérias a partir de hoje.

-E o que seria?-me pronunciei pela primeira vez,aquela conversa estava me deixando com uma sensação estranha.

-Você e sua mãe terão que se mudar de casa e serem mais discretas do que nunca ao fazerem isso.-tive a impressão de que meus olhos poderiam saltar de meu rosto.

-Nos mudar?-minha mãe teve como resposta da tenente apenas um aceno de confirmação com a cabeça-Mas ... para onde? Não temos outro lugar para ir.

-Eu havia pensado nisso e não vi problema nenhum em se mudarem para essa casa.-a ruiva ao meu lado trocou um rápido olhar comigo e antes que falasse qualquer coisa,Bella logo a interrompeu-A casa é grande,com quartos suficientes para todo mundo e é vigiada 24 horas por dia,principalmente agora que fui quase morta.

-Nós agradecemos,mas não podemos aceitar. Não poderíamos pagar quando saíssemos.-Bella riu baixo se voltando para minha mãe,a mesma estava um tanto sem graça.

-Não precisam pagar nada,precisam sim é voltar para casa,arrumar suas coisas e virem direto para cá.-fiquei olhando estática para a tenente,seu sorriso era de derreter o coração de qualquer um. Não diferente com minha mãe.

A ruiva senhora cedeu ao pedido de Bella e logo estávamos indo para casa,Kath fez questão de ir atrás com uma mini van para nos ajudar. Cerca de 30 minutos depois que chegamos já estávamos com tudo pronto e partimos para "nossa casa",no caminho de volta mandei uma mensagem para Bella dizendo que já estávamos voltando com tudo,a responta da tenente foi direta,chegando a me dar certas pontadas no baixo ventre.

"Eu disse que quanto mais perto de mim melhor,então agora terá que passar o dia e,principalmente,a noite comigo!"

(Pov's Vincent)

Trabalhar na gangue de Tick James não é nada bom,mas pelo bem da minha família tem que ser o melhor trabalho do mundo pra mim.

E por falar em trabalho,estou eu aqui na frente da casa de Sophia Collins,tenho muita pena dessa menina,vigiando-a e a cena que via não ia agradar nem um pouco o chefe. A menina ruiva e sua mãe entravam na casa e quando saíam,carregavam malas e caixas,mas acabei prendendo minha atenção na morena que as acompanhava.

Tinha longos cabelos castanhos levemente ondulados,era um pouco mais alta que Sophia e seu sorriso era lindo,varias perguntas começaram a brotar na minha cabeça e quando dei por mim,elas já haviam ido embora. Respirei fundo e resolvi voltar para contar ao Tick.

(...)

Como assim elas foram embora?-o mais alto parecia capaz de arrancar a cabeça de qualquer um naquele momento.

-Eu não sei senhor,apenas vi Sophia e sua mãe colocarem suas coisas no carro e foram embora.-eu fazia o possível para manter a calma e não dar muitos detalhes,ainda mais pela presença de Luanna na sala.

-E você não as seguiu por que,Vincent?-os olhos azuis de Tick estavam escuros,mostrando sua raiva. Um frio percorreu minha espinha mas consegui não demonstrar.

-Tinha mais alguém com elas,não sei direito.-Tick ergueu uma das sobrancelhas,apenas respirei fundo me dando por vencido-Era uma garota,um pouco mais alta que a Sophia e de cabelo castanho ondulado.

-Katherine,tenho certeza que era aquela vadia.-Luanna se pronunciou pela primeira vez desde que entrei naquela sala-Se era a Katherine com elas,com toda certeza estão se mudando para a casa dos Draven e a Bella está lá com elas.

-E você sabe onde fica essa casa pelo menos?-a garota bicolor negou fazendo o mais alto bufar e passou sua atenção para mim-Não me importa o que você vai fazer ou quem vai envolver,descubra onde é essa maldita casa e me avise.-assenti e logo sai da sala indo direto para meu quarto.

Tudo que eu menos queria era ter que ficar rodando a cidade atrás de alguém,ou alguma coisa,que me leve até a casa da chefe. Passei bons minutos olhando para o teto,em um momento a morena de leves cachos passou pela minha mente,respirei fundo e me levantei indo até o banheiro,precisava de um banho para esfriar a cabeça e de umas boas doses de álcool para esquecer as coisa.

(...)

- 22:00 p.m -

Boate Hell's,a melhor da cidade. Assim que entrei fui recebido pela visão de casais se pegando em todos os lugares,cada passo que eu dava recebia uma olhada sensual ou um sorriso malicioso,não que eu não gostasse,mas naquele momento eu não estava no clima.

Segui até o bar e logo pedi uma dose de whisky,me sentei em um dos bancos e ao começar a olhar em volta notei a mesma morena que acompanhava Sophia. Estava ainda mais linda,os cabelos pareciam uma cascata de chocolate,os lábios era um convite perigoso para conhecer o paraíso,seu corpo esguio tinha curvas na medida certa e a roupa preta lhe dava um ar sensual e perigoso.

-Olhar não arranca pedaço,mas as vezes incomoda.-sua voz,doce e forte,me tirou de meus devaneios.

-Sinto muito,mas é que você parece nova por aqui.-sorri de canto jogando todo o charme que tinha-Vincent.

-Katherine.-a garota me devolveu o sorriso,a confirmação de seu nome me deixou surpreso e fiz o máximo para não demonstrar.

Passamos o resto da noite juntos,bebendo,conversando e até mesmo dançamos. Eu estava encantado com aquela mulher,mas o trabalho falava mais alto e quanto mais rápido eu acabasse,mais rápido eu salvava minha família.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...