História Entre Almas - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai, Sehun
Tags Abo, Bebê Soo, Exokids!, Lemon, Mpreg, Sekai
Exibições 163
Palavras 1.363
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Científica, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Eu disse que ia voltar rapidinho :)

Oiii pessoas, como eu disse, eu fico muito cansada por causa do trabalho, então eu eu faltei kkkkkk é por isso o cap saiu tão rápido.

Eu simplesmente tive um ataque de pânico ao pensar em ir para o trabalho, então é, fui para uma consulta médica com a minha mãe e vou poder ficar em casa kkkkkkk

Mas enfim, falando de outras coisas, aqui está o cap 3, no próximo o o bebê já nasse e já fala mais do governo e tal.

Espero que gostem.

Boa leitura!

Capítulo 3 - Ganhe um Beijo


— Tudo bem, tudo bem... Me desculpa. Eu faço qualquer coisa pra você parar. — disse ele com uma cara desesperada e eu parei de chorar secando minhas lágrimas e fungando.

— Qualquer coisa?

— Sim, faço qualquer coisa, mas não chora mais desse jeito. — disse suspirando aliviado por eu estar apenas fungando agora.

— Eu quero um beijo, um beijo de verdade.

{•••}

Sehun ficou me olhando com uma cara séria durante um tampo antes de dizer:

— Por que essa merda agora?

— Porque você transou comigo e não me beijou, você mora comigo, me excita diariamente e não me beija.

— Te excito? Eu não fiz nada! Só ajudei durante o cio, caralho!

— Mas eu te vejo todo dia e sinto vontade todo dia. — falei e fiquei com vergonha de imediato escondendo meu rosto entre as mãos e sentindo uma lágrima escorrer — Eu não sei porque estou falando isso, esquece tudo isso Sehun, eu vou fazer os deveres que eu esqueci. — Levantei e fui para o quarto a passos rápidos.

— Jongin, volte aqui! — ele gritou indo atrás de mim e me puxou pelo braço me fazendo olhar para ele — Para agora com essa choradeira! Para! — disse sério — Você deveria falar comigo antes e não ficar reprimindo as coisas como se eu tivesse alguma culpa.

Sehun suspirou e segurou minhas bochechas dando um selinho em meus lábios. Segurei sua cintura e abri um pouco minha boca, logo sentindo sua língua entrar na minha boca e se juntar a minha numa sensação gostosa. Suspirei apertando sua blusa entre meus dedos e Sehun parou o beijo.

— Pronto, já teve o que queria. Agora você vai ter que fazer uma coisa por mim também.

— O-o Quê?

{•••}

— O que faz aqui sem avisar, Sehun? — um homem abriu a porta e nos olhou enviesado — Você marcou alguém? JONGDAE!

{•••}

— A barriga dele está como a minha quando tivemos os gêmeos. — ele ficavam falando e me olhando de um jeito estranho, eu não estava entendendo mais nada daquilo.

— Você sente enjôo, tontura, fome, sono... Sente isso todo dia? — o que tinha cabelos negros e boca que parecia de um... Pato... perguntou calmo, me olhando nos olhos.

— S-sim.

— Eu sabia... Eu sabia... A gente tá fodido... Ta fodido.... — disse Sehun andando de um lado para o outro.

— Não começa Sehun, o pau é teu, a culpa é tua também. — disse o ruivo um pouco irritado.

— Tá, tá... Desculpa.

— Então, ele está mesmo grávido. Você tem razão. Mas a gente conseguiu se esconder e deu tudo certo na hora de ter oa bebês, podemos ajudar vocês. Né Chen? — o moreno concordou com a cabeça e os dois sorriram para Sehun, me deixando ainda mais desnorteado.

Eu não estava entendendo nada do que estava acontecendo ali, mas então eu estava... Grávido? O que eu fiz com Sehun gerou um bebê como acontece com mulheres? Isso... Isso acontece porque eu sou metade animal? Eu seria um lobo fêmea?

{•••}

Acordei com alguém acariciando meus cabelos, eu nem lembro de ter dormido, mas inspirei forte como se estivesse no fundo do mar antes disso.

— Você desmaiou, está com fome? — o ruivo Minseok perguntou falando calmo e ainda acariciando meus cabelos — Quantos anos você tem mesmo?

— T-tenho... Dezesseis anos. — pisquei meus olhos algumas vezes tentando me orientar e depois sentei no sofá. — ele sentou na mesa de centro para ficasse bem de frente para mim.

— Chen está cozinhando junto com Sehun, logo estará pronto o jantar. Você quer falar sobre o que está sentindo?

— Como assim?

— Pelo que eu entendi você é o Sehun não tem um relacionamento certo? Você nem sabia que era como nós.

— E-eu... Eu sabia de onde eu tinha vindo, mas não sabia da minha classificação e jamais imaginei que encontraria outro como eu.

— Você é um Omega, de seis em seis meses vai ter um cio de uma semana, que foi o que aconteceu e bom... Sem o devido cuidado você pode engravidar.

— Mas eu não tenho que me preocupar mais, certo? Eu nunca mais vou dormir com o Sehun. E não tem como explicar como eu terei esse filho, então é bem provável que eu nunca tenha um relacionamento.

— Hm... Um pouco mais complicado que isso Jongin. — e acariciou minha mão como se estivesse me dando força — Essa cicatriz em seu pescoço... É como a minha olha. — afastou um pouco a blusa mostrando o ombro com a tal marca — Essa é a marca de um Alfa, é bom... É como se.o responsável por ela fosse seu dono, entende?

— C-como assim? Eu não estou entendendo essas coisas.

— É como se... Jongin, você vai pertencer e poder se relacionar apenas com o Sehun por toda a sua vida.

Meus olhos encheram de lágrimas no mesmo instante que Sehun apareceu na sala com o tal Chen.

Como eu poderia passar toda a minha com alguém que não gosta de mim?

Corri daquela casa, eu não queria mais ouvir nada daquilo, por alguns momentos eu não queria nem existir.

{•••}

3 MESES DEPOIS...

Minha gravidez estava realmente confirmada, minha barriga já estava consideravelmente grande então eu nem poderia sair mais de casa.

Minseok falou com um médico amigo seu, o mesmo que fez o parto de seus bebês — que hoje tem quatro anos, Luen e Luhan —, e eu só sairia de casa para ter o parto feito por ele e então depois poderia voltar a ter uma vida normal, dizendo que eu tive filhos com uma moça qualquer.

O pior disso tudo não é ficar nessa casa, é ter que aguentar o mau humor de Sehun por eu não querer falar com ele, mas não é culpa minha, eu realmente não conseguia aceitar o fato de que ele me prendeu a si por todo uma vida.

— Jongin, a comida está pronta.

— Não estou com fome. — eu estava sentado na cama apenas de cueca, fazia um calor horrível lá fora e tudo que eu queria era ficar parado, já que não.na janela tomar um ar eu podia.

— Mas você tem que comer, nem é só por você, quer que seu filho não ganhe e peso e tenha que ficar no hospital? Você deve comer.

— O filho é meu e eu faço o que quiser. Eu não vou comer.

Levantei da cama e fui para o banheiro, eu queria tomar um banho, mas não tinha animo pra isso, então apenas sentei no chão do box sem ânimo nem pra respirar.

Meu bebê começou a ficar agitado dentro da barriga e isso me fez rir antes de chorar.

— Não me chuta assim, eu não tenho culpa tá? Você está com fome? Eu nem sei como você come aí dentro. Eu só tô meio chateado, amor. Eu prometo que vou te amar, mas eu não queria que as coisas fossem assim. Me desculpe.

— Jongin, saí desse banheiro agora. — Sehun disse com a voz levemente alterada.

— No banheiro eu posso ir, então me deixa aqui!

— Você nem ta fazendo nada ai, sai daí que eu quero falar com você.

— Não!

— Eu avisei.

Sehun forçou a porta várias vezes até praticamente quebra-la ao entrar no banheiro e me puxar do chão me fazendo ficar em sua frente.

— Eu não tenho paciência, criança. Você vai parar agora de agir assim é vai cuidar desse bebê, isso é uma ordem.

— Se não o que...

— Eu sou seu Alfa, eu posso mandar você fazer as coisas de um jeito ou de outro.

— Você não é nada meu, você só me marcou por capricho.

Sehun cerrou os dentes e me puxou para mais perto de si tomando meus lábios em um beijo sedento que fez todo meu corpo relaxar sem nem.saber como reagir a aquilo, apenas me agarrei a sua blusa retribuindo.

— Você gosta de mim, não gosta? É por isso que fica tão estressado. — Ele disse rindo assim que parou o beijo.

— E-eu... Eu não gosto de você. — Abaixei minha cabeça tentando não olhar em seus olhos.

— Você gosta sim. — Sehun riu — Vamos almoçar, depois eu lhe dou outro beijo.

— O-outro?

— Uhum. Se você se comportar eu o beijo novamente.

Esse era algum tipo de chantagem?


Notas Finais


Eu tentei escrever certo e não revisei muito bem, então me desculpe se tiver muitos erros kkkkkk

Eu amooo vocês! Obrigada por cada comentário lindo que eu vou tirar um tempo pra responder no fim de semana :)

E eu vou fazer CHANBAEK DELA!!!

As fics da minha mãe:

https://spiritfanfics.com/historia/o-assassino-do-celo-6927496

https://spiritfanfics.com/historia/hotel-lotto-6925045

https://spiritfanfics.com/historia/festa-na-casa-do-sehun-7078081

TEM TAMBÉM HOME RUN QUE É MEU BEBÊ:

https://spiritfanfics.com/historia/home-run-6917142

Enfim, espero que tenham gostado, se quiserem falar comigo:



http://ask.fm/AvallonJae


https://twitter.com/_Avallon kkk


https://www.wattpad.com/user/_Avallon


kakao e Line: mybabybyunnie

Espero que me ajudem




Bjoooos ^.~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...