História Entre Anjos e Demônios - A Vida Escolar - 2° Temporada - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Anime, Anjos, Colegial, Demonios, Drama, Koy, Maaya, Surpresas
Exibições 22
Palavras 926
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Fantasia, Ficção, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Olá
Estou com preguiça de pedir desculpas pela demora
Mas vocês já sabem que eu sempre me arrependo, então não faz mal

Capítulo 9 - Tão Minha


   Narrado por Maaya:

- O que está acontecendo, Kurui?! - perguntei, olhando firme para aqueles olhos verdes.

- Nada de muito importante. - ela respondeu, esquivando-se de mim.

- Se fosse assim, por que estaria escondendo de nós?

   Kuruisuteine parou e me olhou por cima do ombro.

- É perigoso vocês saberem a respeito.

   Mordi o lábio inferior enquanto observava ela sumir pelo corredor da escola, os punhos cerrados, eu estava com muita raiva dela. Se realmente é perigoso, então deveríamos saber para nos preparar, eu não entendo o motivo para tanto mistério! 

- Brigas entre amigas? Oh, isso é legal de se ver.

   Me viro e não posso deixar de esconder a surpresa ao ver ele. Yukki sorria enquanto olhava para o final do corredor. Seu sorriso ficou maior ao me olhar.

- O que ela está escondendo de você, meu anjo?

   Tremi na última parte, o que ele estava insinuando?

- Como se eu soubesse - balbuciei.

- Ah, você não pode saber, mas eu sei, Tenshi Maaya - ele se curvou e passou a sussurrar em meu ouvido. - Uma dos Anjos mais fortes existentes, e mais tolas.

   Me virei rapidamente, ficando cara a cara com Yukki, que estava com um sorriso psicopata nos lábios.

- O que você quer dizer? - perguntei, controlando minha voz pra não sair muito alto.

   Seu sorriso se estendeu.

- Vocês vieram me encontrar, como o planejado.

- Planejado..? - sussurrei, tentando raciocinar.

- Tola, Tenshi Maaya, muito tola - ele riu sarcasticamente. - Você achou mesmo que a Técnica da Promessa foi real? - percebendo meu olhar surpreso diante de tanta revelação e lembranças, Yukki prosseguiu. - A Técnica da Promessa só seria realizada... - novamente, se aproximou de meu ouvido. - Se Koy morresse, não Sakura.

   Arregalei meus olhos, eu queria tanto bater nele, espanca-lo, mas fazer isso ali, no corredor do colégio, era burrice. Não consegui falar nada, minha cabeça estava perdida em pensamentos e dúvidas. A Técnica da Promessa tinha um ponto fraco? Uma margem de erro? A promessa nunca acontecera? Fomos enganados durante todo esse tempo? O que Kuruisuteine está escondendo tem, de alguma forma, alguma coisa a ver com isso?

   Nem notei ele sorrir uma última vez e sair andando pelo corredor, vitorioso. Eu por fim acordei pra realidade, estava matando aula. Corri para a minha sala.

\_/

 

   Depois de uma bela bronca do professor sob os olhares divertidos dos alunos, voltei para meu lugar e suspirei pesadamente. Um papel dobrado voou e pousou em minha mesa, olhei ao redor, mas ninguém me encarava. Abri o papel.

O que aconteceu?

   Reconhecendo a caligrafia desajeitada e a tinta falha da caneta azul, logo notei que fora Koy quem escrevera o bilhete, lançei um olhar pra ele, que voltou a me encarar, claramente preocupado. Voltei meu olhar para o bilhete e apanhei minha caneta.

Yukki. Ele abriu o jogo.

   Lançando o papel para Koy, fingi prestar atenção no que o professor falava.

   Equações de primeiro grau? Descobrir o valor de x e, respectivamente, o valor de y?

   Francamente, pra que isso?

- Merda. - ouvi a voz rouca do moreno ao meu lado sussurrar.

   Koy está irritado.

 

   Narrado por Koy:

 

   Yukki descobriu? Bem, não há como não descobrir sabendo que ele nos vira. Cerrei meus punhos por baixo da mesa e prendi a mandíbula, trincando os dentes e os apertando. Pelo estado de preocupação e dúvida no rosto de Maaya, o que Yukki falou não fora legal.

   Batendo o sinal para o intervalo, me levantei e rapidamente agarrei o pulso de Maaya, Yume nos olhou confusa, mas isso não importava agora. Puxei Maaya e fui para o depósito do zelador, que fica vazio na hora do intervalo. Entrei e prensei Maaya contra a parede, chegando perto dela em seguida.

   A mesma parecia surpresa e assustada.

- Maaya - chamei. - O que foi que ele disse?

- Ele disse que sou uma dos Anjos mais fortes. - ela sussurrou. - Ele.. ele lembra, Koy!

- O que mais ele disse?

   Ela me olhou e de seus olhos saíram lágrimas de culpa.

- A Técnica da Promessa fora uma farsa, um falha! Ela nunca aconteceu. - seu tom era desesperado. - O acordo funcionaria se você morresse, não Sakura.

   As lágrimas desciam pelo seu rosto e pingavam no chão, o forte cheiro de produto de limpeza invadia nossas narinas, meu braço encostado na parede ao lado da pequena, Maaya encolhida. Parecia tão frágil, como se um mero toque pudesse quebra-la, seus lábios rosados tremiam e seus orbes azuis focavam o chão. Não pude segurar, parece que minha grosseria ao pedir as informações a assustaram, a desesperaram. 

   Segurei em seu queixo e puxei-a, beijando aqueles lábios saborosos.

- Vai ficar tudo bem - sussurrei numa pausa entre um beijo e outro.

   Senti ela agarrando meu cabelo e me puxando pra perto, eu segurava com força sua cintura e massageava seus cabelos brancos. Foram muitos beijos. O momento estava perfeito, até que.. merda de sinal.

   Segurei-a mais forte ao ouvir o sinal, mas Maaya me empurrou devagar e fez uma cara de decepção.

- Temos que ir - ela sussurrou.

- Não - pedi, manhento, a puxando pra mais perto. - Fica comigo, por favor, eu preciso de você aqui.

- Koy.. - ela suspirou, e de seus lábios pude ver um sorriso fraco escapar. - Tudo bem.

   Seus lábios atacaram os meus numa velocidade impressionante, num beijo feroz e repleto de desejo. Tão fofa.

   Tão forte, delicada, linda, gentil, corajosa, espontânea e infantil. Tão minha. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...