História Entre as árvores - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aventura, Comedia, Entre As Árvores, Floresta, História, Medieval, Original
Exibições 5
Palavras 757
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Boa sorte.

Capítulo 1 - Onde tudo começou


Em um planeta diferente, existia uma cidade conhecida como Venance que era separada de todo o resto do país por grandes muralhas que sempre estiveram ali e ninguém nunca havia contestado. Venance foi dividida ao meio por conflitos internos, sendo assim, separados por florestas que eram denominadas fronteiras onde existiam seres misteriosos, nunca descritos, sendo que, todos que se atreviam a entrar na fronteira nunca mais voltavam.

    De um lado era Ghostland,lá as coisas iam muito bem, ninguém se atrevia a chegar perto da floresta, as regras mundiais eram seguidas à risca, como a de que nenhum reino deveria visitar uns aos outros... Sendo assim, os herdeiros ao trono deveriam se casar apenas com pessoas nobres ou até mesmo seus primos e irmãos se fosse preciso.

    Seu rei, Emanuel III, era amado por todos, deixava tudo em ordem e apesar de ser um homem de maior respeito, sempre estava entre as vilas e vilarejos espalhando sua alegria e carisma.

   Entre o alegre povo de Ghostland existia uma mulher, que até então, era nada importante, ela morava bem perto da fronteira, o que a proporcionava barulhos arrepiantes durante toda a noite. Essa mulher se chamava Amélia, que mesmo sendo muito bonita; era infértil e ter filhos era muito importante naquele tempo, por isso não conseguia um marido e era bem solitária.

   Um dia Amélia estava andando perto de sua casa e escutou novamente os barulhos rotineiros, nem ligou, até que escutou um sussurro pedindo socorro e viu uma garota com uma ferida aberta na perna. A garota se arrastava no chão e ela parecia muito cansada, seus cabelos castanhos estavam bagunçados e seus olhos castanhos e profundos estavam vermelhos e encharcados por lágrimas desesperadas.

  Amélia não pensou duas vezes e correu em direção a garota e a levou para sua casa. Após colocar os curativos e remédios caseiros, Amélia perguntou:

 - Como se chama menina?

 - Selene... Onde estão as outras crianças? Onde estou?

 - Não tinha nenhuma criança com você. Está em Ghostland, você veio de Laken Fox?

 -Sim... - respondeu a garota tentando juntar tudo em sua cabeça - Mas não posso voltar.

  Ao perceber o medo no olhar da garota, Amélia nem ousou perguntar sobre algo mais e a criou como sua filha. Selene, ao descobrir que a mulher que cuidou tão bem dela, não podia ter filhos, prometeu ter 10 filhos no total para que ela pudesse se sentir parte de uma grande família.

  Anos depois de duas vidas mudarem radicalmente Selene começou sua missão e Amélia só conseguiu conhecer os 3 primeiros, logo ela faleceu. Após os 10 filhos, que Selene cuidava muito bem, estava satisfeita com sua conquista.

  Até que um dia ela se sentiu mal, com enjôos e logo desconfiou estar grávida de um 11° filho, o desespero tomou conta de sua mente, só pensava em como poderia fazer com que ele não nascesse... Após vários abortos mal sucedidos Selene já se sentia frustrada com a vida e em dívida com sua mãe. Nove meses depois estava lá, o mais bonito, o mais obediente, porém, o menos amado e por isso ganhou o nome “Menas”.

   Menas era um garoto muito inteligente e de coração bom, mas por ser desprezado por toda sua família, menos o pai, que logo faleceu, virou solitário e seu coração foi ficando obscuro. O garoto se esforçou cada vez mais para que seus dias em casa acabassem, para que sua fonte de desespero fosse embora.

   Sua vida em si começou aos 19 anos, quando fora chamado para trabalhar na guarda real. Menas comia da melhor comida, dormia em aposentos luxuosos, trabalhava servindo o rei e se não fosse o bastante, era o favorito do rei.

    Emanuel já estava em uma idade avançada e decidiu passar seu trono para o seu único filho que tinha apenas 5 anos e apesar de não ser capaz de governar, tinha um bom coração e seria auxiliado por amigos do rei até que completasse 20 anos e pudesse governar.

    Poucos anos depois da promessa do rei, em um dia comum Menas foi ficar de guarda na porta do quarto do rei e quando não havia mais ninguém por perto, entrou, deu-lhe veneno falando ser vinho e logo o rei morreu. Fingindo, correu para falar para todos que havia achado o rei morto em seus aposentos e que ainda vivo disse suas ultimas palavras, que foram passando o reinado para Menas, pois seu filho era, ainda, muito imaturo. Assim, Ghostland agora era governada por um rei ganancioso, deixando tudo mais triste e sombrio.


Notas Finais


Foi só pra entender a história


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...