História Entre Clãs. - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki, Sasuke Uchiha
Tags Naruto, Sasuke, Sasunaru
Visualizações 189
Palavras 2.102
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Queria pedir desculpas a quem já tinha lido esse capítulo mais hoje eu li novamente o mesmo e como não gostei do resultado postei novamente com algumas alterações.

Espero que gostem.

Capítulo 6 - Prometo te fazer muito feliz.


Fanfic / Fanfiction Entre Clãs. - Capítulo 6 - Prometo te fazer muito feliz.

Sabe aquela sensação de que a semana passou se arrastando ao mesmo tempo que você gostaria que tivesse passado um pouco mais lenta?

Se você não sabe como é,  acredite é angustiante.

Essa foi a semana mais lenta que eu já presenciei na minha curta vida e uma das piores também. 

Digo que foi uma das piores porque na segunda tive uma discussão com a Sakura, por causa do meu bendito casamento, pensei que ela fosse entender e pelo menos tentar me apoiar, mais foi ao contrário.

Acreditei na nossa amizade de infância, que achei que seria algo forte é importante para nós dois, mais pelo visto eu me enganei, não que eu agora tenho ódio da mesma, é mais mágoa por tudo.

Assim que eu coloquei os meus pés dentro do portão da faculdade ela veio em minha direção com olhos inchados e rosto vermelho, antes que eu conseguisse pelo menos falar algo senti a ardência em minha bochecha ao mesmo tempo em que o som de pele contra pele atingia meus ouvidos, depois disso fui chamado de traidor e acusado de roubar o futuro marido dela.

Eu só queria saber uma coisa.

Ela por acaso é cega e nunca percebeu que Sasuke se  quer olha para ela?

Acho que não, mais uma coisa eu havia percebido, que por mais boa que ela sempre tenha sido, Sakura estava diferente do que ela pensava, obsecada e não apaixonada por Sasuke.

Quando achei que todas as palavras de baixo calão  ditas contra mim, como puta submisa, misturadas as lágrimas ela me deixaria explicar algo, eu estava muito enganado a rosada veio para cima de mim com tudo e mais uma vez minha bochecha foi agredida agora por suas unhas que deixaram um rasgo na minha pele já judiada. 

Naquele momento senti minha garganta secar, meu peito doer e meu olhos trasbordarem as lágrimas cristalinas que ali estavam presas, aquela não era a Sakura que eu conhecia, era uma pessoa egoísta e fria que não se parecia em nada com a minha amiga de infância.

O pior disso tudo foi ficar sabendo que ela sabia que eu estava fazendo aquilo por meu pai e me acusar daquela maneira na frente de toda a faculdade.

Ela só parou com a agressão gratuita, assim como todos os cochichos sobre eu esta roubando o alfa da minha amiga, quando uma presença forte se alastrou pelo local e uma risada sarcástica foi escutado por todos que estavam ao meu redor ao mesmo tempo que Sasuke colocava o braço de maneira protetora e possessiva por meus ombros.

As palavras seguintes foram duras e se direcionadas a mim eu tenho certeza que me deixariam devastados, mais descobri que serviram apenas para aumentar a raiva que a Haruno estava direcionando a mim.

"Você vive em que mundo garota?"

Sakura diferente do que era para acontecer estava com os olhos brilhando por ter Sasuke se dirigindo a si, mais tão rápido a euforia veio ela se esvaiu a seguir.

 "Quem te deu o direito de achar que pode me auto plocramar seu alfa sem eu nunca ter ao menos te dirigido um olhar, e sabe de uma coisa eu nunca me envolveria com alguém como você, egoísta e sem caráter, acredite você não chega nem aos pés do meu futuro marido".

Depois disso ele saiu me levando com ele para sua casa, deixando uma rosada em estado de choque para trás e olhares de todos os tipos. 

Naquela manhã me permiti fazer o que a tempos não fazia, chorar como uma criança que acaba  de perder os pais, mais também me ajudou a  descobrir que Sasuke pretendia está ao meu lado para o viesse pela frente, já que durante minhas  quase três horas de choro ele ficou abraçado comigo me acalmando com seu cheiro e quando adormeci ele ainda ficou ali ao meu lado na cama do seu quarto velando meu sono  e distribuindo sua presença protetora.

Quando acordei era por volta das 21 horas, nem eu acreditei que havia dormido tanto, levantei e andei até a cozinha aonde encontrei o mesmo fazendo algo para comer, jantei mais o meu futuro marido, como ele me chama e ele me deixou em casa, estranhei quando olhei em meu celular e tinha algumas ligações do Gaara, tentei retornar mais não consegui.

Era por volta da 23:27  quando meu celular começou a  tocar com um número desconhecido, pensei em não atender mais fui vencido pela insistência da pessoa e ainda bem que atendi era Gaara e ele parecia aos prantos do outro lado da linha, me pediu para ir buscá-lo em um local quase do outro lado da cidade.

Sem pensei duas vezes antes de sair escondido de casa e pegar o primeiro táxi que eu encontrei pela frente, quando cheguei ao local aonde ele estava encontrei um Gaara vestido em um conjunto de pijama fino, sem calçados e com o rosto, pescoço e parte da clavicula que estava exposta  machucados e que chorava sem conseguir realmente falar nada entre os soluços.

Depois de um bom tempo rodando pela cidade dentro do táxi, o que rendeu a mais cara corrida da minha vida, ele finalmente falou, que tinha passado o final de semana mais Neji, eu sabia que dependendo do alfa o cio pode durar poucos dias, mais 3 se contar com a sexta foi o mais rápido que eu já vi, o ruivo me mostrou a marca, o que me fez querer esganar o Hyuuga.

Marcas dependendo da ligação podem sim ser quebradas mais o processo é doloroso principalmente para o ômega, mais Gaara me falou que não estava com raiva de Neji e que depois de pensar resolveu que daria uma chance a ele,  já que ele parecia sim ser uma boa pessoa e que tinha sido um alfa perfeito e extremamente carinhiso consigo, mais o alfa naquele dia ainda não sabia já que ele praticamente fugiu da casa do mais velho.

O real problema foi quando ele chegou em casa, seu pai não aprovou que ele tivesse sido marcado por alguém que não fosse um dos homens nojentos dos quais ele faz negócios e com  quem praticamente pretendia vender o próprio filho, o que rendeu ao meu amigo uma surra das maiores das que tinha levado durante sua vida, depois foi trancado no quarto sem comer, só que muito tarde da noite ele conseguiu fugir pela janela do primeiro andar o que rendeu mais machucados além da surra e fraco andou até achar um telefone público e me ligar.

Sem saber exatamente para onde ir no momento em que  ele começou a  chorar novamente dizendo que não tinha mais casa, fui ao primeiro local que minha cabeça raciocínou naquele momento, a casa do Hyuuga, se eu fosse para a minha teria que dar muitas explicações além de enfrentar Kushina Uzumaki.

Quando chegamos lá era mais de 3 horas da madrugada, o ruivo estava vestido o meu casaco por causa do frio cortante daquela noite e pela quantidade de ematomas no corpo fraco pela fome e pelo cio recente, quando a porta foi aberta por um moreno sonolento eu percebi naquela hora o que Sasuke quis dizer com Neji ser completamente apaixonado por Gaara.

Quando ele me viu me olhou sem entender, mais ao desviar para a figura um pouco atrás de mim o vi arregalar os olhos e entrar em desespero.

Naquela noite vi que questão de proteção era algo natural de um Alfa para com seu Ômega.

Pois mesmo com todo desespero que eu via em seu olhar ele tentou se acalmar o máximo e enquanto abraçava  com cuidado um ruivo choroso ele liberava sua presença de forma protetora.

Assiti o mesmo pegar o ruivo no colo e leva-lo para dentro, a dor e raiva em seus olhos ao tirar a roupa de Gaara para lhe banhar e ver as incontáveis marcas roxas por todo o troco, braços e pernas do ruivo, sem falar nos vergões nas costas do mesmo, provavelmente marcas de chicotes, mais mesmo com esses sentimentos ele banhou e cuidou de todos os machucados do ruivo, vestiu no mesmo uma roupa quente e limpa sua, o que ficou enorme no Gaara e me pediu para cuidar do mesmo enquanto ele ia fazer algo para o mais novo comer.

Ver ele cuidar do ômega como ele nunca havia sido cuidado, percebi ali que Gaara seria muito feliz ao lado do seu alfa, Neji amava ele e Gaara por nunca ter realmente recebido esse sentimento logo estaria amando ele também, eles agora moram juntos e o próprio Hyuuga foi quem foi buscar as coisas na casa do pai do ruivo.

Bom ai vem a parte a qual mais uma vez Sasuke mostrou que ficaria ao meu lado, eram 5 da manhã quando Gaara dormir tranquilamente e Neji se acalmou da crise de choro que ele teve logo em seguida, ninguem consegue ser forte sempre, e claro eu precisava voltar para casa o mais rápido possível, então recorrendo a medidas drásticas liguei para o moreno e ele sem perguntar quase nada foi ne busca, com toda a cara de sono mais foi.

Claro que depois ele ficou sabendo o que aconteceu por Neji, afinal eram amigos, bom mais o que quase me matou de vergonha foi quando o carro estacionou em frente à minha casa e eu fui me despedi do mesmo e meio que  ele me roubou um selinho no canto da boca, entrei em estado de choque até está dentro de casa e encontrar dona Kushina querendo me matar por ter sumido durante a noite, ouvir um sermão de que por mais que Sasuke seja meu futuro marido eu não posso passar a noite fora com ele antes do casamento.

Explicar o que realmente aconteceu, deixar escapar a parte do selinho e ouvir ela comemorar meia hora que eu e ele formamos o casal perfeito e pude enfim ir para meu quarto, mais calmo me arrumar para ir a faculdade,  nem preciso dizer que passei quase todas as aulas dormindo.

A quarta foi o mais puro tédio, as piadas sobre eu está roubando o alfa da minha amiga tinha se espalhado como areia no deserto e eu tinha certeza que aquilo era a própria Sakura que andava espalhando, bem sobre ela,  passou a andar com algumas garotas as quais são quase obsecadas por Sasuke.

 Na quinta Gaara voltou para a escola acompanhado de Neji o que rendeu muita afobação na nossa roda de amigos. Sasuke não saiu do meu lado esses dois dias e sempre que podia ele cheirava meu pulso ou liberava sua presença sempre que algum alfa fazia piadas comigo.

Ontem, sexta, o meu dia foi mais corrido possível porque minha mãe me arrastou para conferir algumas coisas do casamento, para ir ao salão e para provar o quinomo que eu iria usaria, a noite sai mais meus amigos e Sasuke para a nossa despedida de solteiro e depois de algumas bebidas e danças ele me pediu algo pelo qual eu não estava esperando.

"Naruto posso te beijar?"

Pensei em negar, mais já estava no efeito da bebida e veja bem Sasuke é um dos alfas mais bonitos que eu conheço e eu já iria me casar com ele, então aceitei beija-lo, e diferente do que pensei ele foi incrivelmente doce e carinhoso comigo, o beijo foi lento e calmo, mais ao mesmo tempo me roubou todo o fôlego dos pulmões e me deixou extasiado, tanto é que depois do primeiro veio vários seguidos e mesmo que eu não admita a ele em voz alta foi o melhor beijo da minha vida.

Apesar de eu não ter certeza se queria realmente me entregar a Sasuke antes de ter qualquer sentimento por ele isso não nos impedia de deixar os beijos mais quentes e os toques mais ousados, por esse motivo acabamos a noite parados em frente a minha casa, comigo sentado no colo do moreno, enquanto ele devorava minha boca e apertava minha bunda com força me fazendo rebolar em cima do mesmo.

Só Kami sabe da quantidade de vontade que eu precisei para sair daquele carro e entrar em casa, só para descobrir que eu tava com um problema entre as pernas, imagina Sasuke.

Não me julguem sou um Ômega, mais já fui um "Beta" e não sou Santo apesar de nunca ter passado de toques e beijos com ninguém.

Hoje é o dia do tão aguardado casamento e por mais que eu tenha relutado no início, agora estou bem mais seguro e essa segurança vem de suas últimas palavras ontem:

Prometo te fazer muito feliz.


Notas Finais


Então?? ? Ficou melhor???

Bom a cena do casamento ficará provavelmente para amanhã, já que me surgiram ideias de última hora.
Espero que gostem e me digam suas opiniões.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...