História Entre Cobras e Sombras- Draco Malfoy e Nico Di Ângelo Riddle - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter, Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Draco Malfoy, Nico di Angelo
Tags Bdsm, Draco, Drico, Gay, Nico, Serial Killer, Tomero, Tortura
Exibições 83
Palavras 1.465
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Terror e Horror, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


oi

Capítulo 6 - Um Pecador a Menos


NICO ON 

Subo direto para o meu  quarto, estou muito irritado, entro no meu quarto e bato a porta com força  fazendo que as dobradiças saltarem, vejo que a Lily se encontra deitada na cana me sento ao seu lado, e ela sobe em meu colo e eu começo a acaricia-lá posso ouvir a discussão que acontece lá embaixo daqui de cima,

Sinto as sombras inquietas ao meu redor, é quando sinto algo selvagem e primitivo se mexer dentro de mim, logo reconhece sendo meu extinto assassino acordando,sorrio isso vai ser bom, me alevanto eu sinto meus olhos ficarem como olhos de serpentes, minha língua fica bifurcada e eu crio presas de veneno.

Vou, até minha mochila que tem um feitiço de expansão,de lá retiro um casaco preto longo de couro com um capuz, igualmente preto e duas adagas de ferro Estinge com veneno de basilisco coloco um roupa toda preta e o casaco por cima, boto as adagas no bolço de dentro do casaco, faço um coque com o meu cabelo e o prendo com a varinha, a flor continua ali mais viva do que nunca.

Ponho o capuz, e a Lily se enrosca em meu pescoço o capuz cobre tanto, o meu cabelo e o meu rosto a escondendo também coloco luvas de couro e pego um pergaminho mágico que diz, qual vai ser a minha vítima e o nome que aparece é:

"Gildiroy Lackart acusado de:

Mentir

Roubar projetos de outros bruxos e apagar a memória deles

E ainda finge ter perdido a memória finge a uns 3 anos

E o estupro de Cho Chang

Seu maior pecado: 

Ganancia e Luxuria 

Ele tem muitos pecados,irá direto para o Tártaro foi o Ronald Wesley que tirou a memória dele, mas ele a recuperou, mas continuo mentindo e fingindo ser oque não é, e nesse meio tempo estuprou uma garota.

Eu espero, a noite cair e nem desço para o jantar, e quando bate meia-noite seu que está na hora de ir entro em uma sombra e saio no quarto dele no Hospital St. Mungus o vejo dormindo em sua cama ele parece tão tranquilo respiração lenta e boa me aproximo dele devagar sem fazer barulho eu subo em cima de seu peito e ele abre os olhos. 

Eu prontamente tapo sua boca com a mão e faço não com a cabeça, para animar boto para tocar Med Hearte de Melanie Martinez, Lily sai de meu pescoço e se esfrega nele vejo ele ficar tenso oque me faz rir, é quando Lily volta até mim que me abaixo na altura do pescoço dele exponho minhas presas fazendo em ver puro pavor em seus olhos,e finco minhas presas em seu pescoço sinto seu sangue, mas não é isso que quero injeto o veneno que o paralisa agora ele só pode ver, ouvir e senti. 

Desço de cima dele, e o olho isso vai sr bom pego uma tesoura e corto toda sua roupa, sinto o cheiro de  medo no ar faço as sombras tomarem o lugar deixando tudo mais tenebroso vou até  sussurro em seu ouvido.

- É a hora de você pagar por tudo que já fez! 

Ele, gela e eu só rio de suas reações pego uma das adagas esse veneno de basilisco é modificado para demorar para agir vou até sua virilha e faço um grande corte, que vai da coxa até o pé o sangue escorre dali em vermelho rubro, ele fecha os olhos oque me irrita quero ver oque se passa neles, puxo as pálpebras e as corto assim ele sempre vai ficar de olhos abertos. 

Faço outros, cortes uns mais fundos que os outros, mas ele continua vivo os bruxos são mais resistentes que os humanos, seu corpo já está todo cortado menos o peito é uma bela visão, ele me olha como se pedisse clemencia, mas eu não darei. 

Pego, umas garrafas de vinho vazias que eu trouxe e um cano estreito de plástico, faço um buraco na veia principal do pescoço ligo um lado do cano no pescoço, e o outro nas garrafas e começo a dessangra-lo ele não pode falar, mas vejo a dor o medo e o pavor em seus olhos e ele já se encontra morto, deu 3 garrafas lacro duas e deixo aberta terceira. 

Tiro, o canos dele e limpo seu corpo tirando o sangue deixando só as feridas abertas, pego minha espada e abro seu tórax expondo seu coração que não bate mais, pego uma das adagas e faço um buraco no meio do coração perfeito pego um pouco do sangue e coloco naquele buraco me concentro e faço aquele sangue virar uma rosa negra que parece plantada no coração dele. 

Pego minha espada,novamente e sugo sua alma posso até vê-lo agonizar no Tártaro boto tulipas negras nos outros, cortes abertos uma em cada corte bebo o resto do sangue da terceira garrafa pego as outras duas e faço um circulo onde faço nascer plantas venenosa com ossos isso graças a benção de Perséfones.

E meu trabalho está feito! entro numa sombra e saio direto em meu quarto na Sede da Fênix onde lavo minhas roupas e as secos limpo minhas armas e logo depois tomo um banho relaxante quando saio do banho pego minha varinha e toco em meu braço esquerdo onde começa a sentir uma queimação e aparece o nome da minha última vítima durmo um pouco, e quando acordo vejo que são 10:00 da manhã e vamos para o Beco Diagonal a 13:00 da tarde e meu encontro com o Draco é 11:30 então eu saio mais cedo. 

Eu desço, as escadas e vou até a sala de jantar onde todos estão tomando café quando me vem, o silêncio cai no local a Gina se encontra de cabeça baixa,mas posso ver a marca de dedos em seu rosto eu me sento em frente a Remus, e começo a comer até que a Molly cutuca o marido que para de comer e respira fundo e diz.

- Senhor Nico a Gina tem algo a dizer a você! - A Gina finalmente levanta a cabeça eu olho para ele com o cenho franzido e ela diz.

- Quero pedir desculpas por ter entrado nua em seu quarto é só isso. - Posso sentir pelo seu tom de voz debochado que não é verdade,mas oque  ela merece tá guardado e digo.

- Tudo bem, mas o jornal já chegou? 

Todos fazem não com a cabeça, que pena estou ansioso para ver meu assassinato no jornal,o resto do café é tranquilo até que uma coruja entra e joga um jornal para cada um até para mim, e adivinha oque é a capa acertou! a foto do corpo de Gildiroy Lackart e a manchete bem grande diz. 

"ASSASSINO DA ROSA NEGRA É UM BRUXO!"  

Olho para todos,os presentes na mesa eles parecem mais branco, que cadáveres eu escondo o meu rosto atrás do jornal e solto um sorriso,e vejo que já são 10:55 tenho que me arrumar não posso me atrasar me levanto da mesa e todos me olham como e eu digo.

- Eu vou mais cedo para o Beco Diagonal tenho que encontrar uma pessoa importante na minha vida! - O Ronald bufa ele parece irritado por que grita.

- VAI LÁ SEU VIADO VAI SE ENCONTRAR COM SEU NAMORADO SEU FILHO DE UMA PUTA! - Agora ele pegou pesado não me importo que me ofendam, mas não mete minha mãe no meio! faço uma sombra enforca-lo quando ele já está roxo o olho nos olhos e digo.

- Não ouse dirigir, mais nenhuma palavra a mim entendeu?! Se não pode ter certeza que ninguém vai saber oque aconteceu com você nenhum um dedo vai sobra! 

Eu, o solto e ele estremece pelo menos o recado está dado, subo para o meu quarto e a Lily se enrosca, em meu pescoço quando chego no seu pescoço arrumo minhas coisas na minha mochila, me recuso a ficar mais um minuto aqui!

Vou me estalar até o dia das aulas, na minha casa em Hogsmeade (casa dos gritos) troco de roupa boto uma calça preta eu define minhas curvas, uma camiseta preta com uma nota musical essa camiseta deixa a mostra a marca negra e os nomes das minhas vítimas e por sima uma jaqueta de couro preta.

Penteio meus cabelos,comprido e os deixo solto e a Rosa Negra de meus cabelo parece mais viva por causa do meu encontro com o Draco coloco o anel vermelho de prata que Draco me deu e o meu de caveira e exponho o meu colar de Cobra a Lily se enrosca em meu pescoço e boto minha mochila nas costas olho para o relógio que marca 11:29 já está na hora entro numa sombra e...

CONTINUA............


Notas Finais


ESSE É O MAIOR CAPITULO QUE EU JÁ FIZ


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...