História Entre Coelhos e Luas - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Sehun
Tags Chanbaek, Exo, Kyung Soo, Sehun, Sesoo
Exibições 124
Palavras 3.168
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Fantasia, Festa, Ficção Científica, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá
debs te amo perdoa meus vacilo nas fanfics
E olha, tá quase acabando gente
aqui está o tão aguardado (snq) lemon

Não revisei o capitulo, sorry ;-;

Capítulo 8 - Amor


Ainda era três horas da manhã, D.O estava dormindo mas Sehun queria muito chegar no Rank 10 em sua nova classe do seu personagem em Adventure Quest World, apesar de jogar esse jogo há um bom tempo, não tinha derrotado nem cinco dos treze lordes do chaos, preferia ficar em Nexus conversando com seus amigos de Internet, mantinha contato com alguns deles até hoje, principalmente com seu companheiro Necromante que tinha um nick name estranho: "Princess Jin", mas quem era Sehun pra julgar quando o seu era "Lord Ohorat", ambos horríveis. E estava tranquilamente derrotando monstros  para ganhar seus amados xp's e pegar os itens que precisava para completar suas quests quando ouviu passos atrás vindo em sua direção, mas diferente das outras vezes não ficou assustado, sabia que era seu garoto e agradeceu mentalmente por não estar assistindo algum pornô ou pior ainda, um vídeo da Dra. Lee, isso seria bem embaraçoso de explicar. 

-Hunnie, o que está fazendo?- Perguntou baixo, esfregando seus olhos grandinhos com suas mãos enquanto Sehun despedia-se rapidamente de seu amigo necromante, o mais velho trajava apenas uma camisa na cor preta é um short de pano fino e leve, já Sehun usava apenas uma calça moletom, estava um pouco frio naquela noite, mas nada que uma coberta e ambos abraçados não resolvesse. 

-Só estava jogando um pouco, desculpa ter te deixado sozinho no quarto- Girou a cadeira, como naqueles filmes de mafiosos e tudo, ficando de frente para o mais velho, abrindo os braços esperando que este fosse o abraçar, coisa que não demorou muito, em seguida o corpo quente do menor o envolveu, Oh ficou um pouco surpreso ao sentir o peso deste sobre si, indicando que havia sentado sobre seu colo, mas optou por ficar calado apoiando seu rosto na curvatura do pescoço do menor, acariciou as costas do mesmo. 

-Tudo bem, estou um pouco sem sono- Era mentira, estava sim com sono, mas queria ficar mais um pouco com Sehun daquele jeito- Gosto de ficar assim com você... É gostoso- Murmurou, ainda sentindo suas costas sendo acariciada pelas pontas dos dedos longos do mais novo. 

-Assim como, meu amor?- Apertou seus braços na cintura do mesmo, colando ainda mais seus torsos, beijando a área onde seu rosto estava apoiado antes, esperando a resposta avidamente, adora quando o mais velho falava o que sentia. 

-No seu colo...-  Respondeu inocentemente espalmando os ombros do maior, ouvindo uma risada tímida deste sem entender o motivo- V-você não gosta?- Moveu-se no colo do mais novo para sair de cima, temendo que estivesse incomodando-o, porém o mesmo o segurou pela cintura instantaneamente. 

-Eu gosto muito de te ter aqui comigo, principalmente no meu colo- Fez carinho na parte que apertou, torcendo para não tê-lo ferido ao segurar, admirou ainda que com pouca luminosidade o rosto do outro corar- Sou apaixonado por tudo que você faz- Levou uma de suas mãos para o rosto do menor, acariciando os lábios fartos enquanto mantinha os olhos fixos nos mesmos. 

-Você disse que gosta de me tocar... Se querer pode me tocar agora, em qualquer lugar- D.O apertou de leve as bochechas do mais novo, deixando um beijo em cada uma, Sehun desceu suas mãos pelas laterais do corpo do mesmo, até chegar nas coxas onde parou aplicando mais pressão, apreciando mais da maciez do mesmo- O que você sente ao me tocar?- Perguntou após suspirar devido às sensações que tinha quando o outro lhe apertava, observava a expressão do rosto de Sehun, o achava tão belo. 

-Me sinto muito bem... Tenho vontade de te tocar por inteiro- Falou sem pensar direito em suas palavras, se contentando em beijar o pescoço do mais velho lentamente, ouvindo a respiração ritmada deste sair por entre seus lábios, o menor timidamente se atrevia a explorar o corpo do outro com uma de suas mãos, afastando seus corpos para tocar a região da barriga desnuda do mesmo, sentia a textura da derme com a palma de sua mão enquanto Sehun acompanhava seus movimentos-D.O, quer saber o que eu sinto quando você me toca?- O citado mordeu o lábio inferior com força, assentindo com um pouco de vergonha- Eu sinto como se todo meu corpo estivesse pegando fogo, e isso é tão bom- D.O corou mais ainda ao ouvir tais palavras sairem da boca do maior, aproximou seu rosto do mesmo, roubando-lhe um breve selar dos lábios macios enquanto seus quadris largos eram apertados com pouca força. 

-Onde você quer que eu te toque?- Sehun soltou um gemido baixo ao ouvir essa pergunta, sentindo uma pequena fisgada em seu membro semi desperto, queria ter a certeza de que o mais velho estivesse pronto para isso, mas estava se segurando há tempo demais, então tiraria esta dúvida agora, segurou a mão pequena de D.O e a guiou, descendo por seu abdômen até o cós da calça que vestia, o mais velho voltou a morder seu lábio, um misto de desejo com insegurança se formava em um bolo dentro de si, via o volume que começava a se formar naquela região e de certa forma sentia-se feliz por ser o causador de tais sensações no mais novo, olhou diretamente para os olhos do mesmo buscando algo que o guiasse. 

-Não precisa fazer isso se não  quiser- Falou baixo, acariciando as orelhas pontudas e negras do mesmo, estava tão acostumado com o mais velho que não via nada demais neste ser "metade" coelho, era apenas um detalhe, este entreabriu os lábios, deixando sair um suspiro manhoso antes de passar levemente os dedos por cima do pano, sentindo a rigidez por baixo do mesmo, Sehun apenas olhava, sem falar nada, o menor sentia que suas mãos começariam a tremer a qualquer instante, engoliu em seco uma ultima vez antes de apertar de leve o membro coberto do mais novo, ouvindo este suspirar, acabou gemendo baixo, mesmo que ainda estivesse tocando indiretamente, aquilo parecia mexer com todo seu corpo, moveu sua mão para cima e para baixo, sentindo toda a extensão por de baixo do pano, ponderou por alguns segundos antes de aplicar mais pressão, aumentando também a velocidade dos seus movimentos, suas coxas foram apertadas com certa força, Oh apertou os olhos ao sentir o pano da calça ser adentrado pela mão delicada do outro, tocando seu membro diretamente, o expondo por completo. D.O agia automaticamente, não tinha coragem de olhar nos olhos do mais novo, muito menos olhar para onde estava tocando, sentia seus dedos ficando molhados aos poucos e uma espécie de espasmo vindo da região, não sabia dizer onde seus olhos focavam- Olhe para mim, meu pequeno-  Obedeceu assim que ouviu o tom autoritário do maior, admirando os olhos semicerramos e a expressão de prazer estampada no belo rosto do mesmo, tão perfeito. O menor sorriu tímido, parando os movimentos aos poucos, escorregando sobre o colo para aproximar mais seus corpos, suspirou em deleite sentindo o membro ereto de Sehun sob sua bunda, este o beijou, encaixando suas bocas com delicadeza, entrelaçando suas línguas, causando aquele atrito tão prazeroso para ambos, prendia o lábio inferior do mesmo entre os seus, sem se importar com os estalos molhados que ecoavam pelo cômodo, o mais novo  certificou-se de que o outro  estava se segurando para assim levantar, dando passos calmos em direção ao seu quarto, entrou com facilidade já que a porta estava aberta, deitando o menor na cama- Se você se sentir desconfortável com o que vou fazer, me avise. Eu quero que você olhe para mim, certo?- O menor assentiu, sua camisa foi erguida até seu peitoral, os lábios molhados de Sehun tocaram seu abdômen liso, sugando devagar a área para assim subir em direção ao mamilo rosado, circulando-o com sua língua antes de mordiscar com cuidado. 

-Faz cócegas, Hunnie- O mais velho tinha vontade de cobrir o seu rosto, mas faria o que Oh pediu, este sorriu, repetindo o ato no outro enquanto com a ponta de seus dedos tocava a região do umbigo, causando arrepios no menor, continuou descendo até chegar ao short, onde puxou devagar para retirá-lo, se afastando do menor para descer o pano pelas coxas grossas do mesmo e tirar as suas calças junto a roupa intima, voltando para perto de seu amado- O-o que vai fazer comigo?- D.O soltou um gemido arrastado ao ter seu membro apertado com leveza por cima de sua roupa intima cinza, Sehun acariciava a área sem nenhum pudor mantendo os olhos fixos nos do mesmo. 

-Vou apenas te dar prazer, amor- Ainda que com vergonha, o menor ergueu seus quadris para o outro retirar a peça, seu lábio inferior estava vermelho e inchado por conta do quanto estava mordendo, sentia calor, ansiava por cada movimento do mais novo- Tire sua camisa para mim?- Sussurrou enquanto dobrava os joelhos do mais velho e separava as pernas deste, beijando as coxas com suavidade, este não hesitou em obedecer, sentia o olhar do outro queimar sobre seu corpo, o admirando, seu coração estava tão acelerado quando o maior umedeceu seus lábios e desceu seu rosto em direção ao seu membro, soube apenas arquear as costas ao sentir o músculo molhado tocar sua glande rosada e a mão do mesmo segurar sua base, lentamente começou a deslizar seus lábios, acomodando inicialmente a glande dentro de sua cavidade, aproveitando para lambê-la e sentir o gosto do mesmo enquanto masturbava todo o resto da extensão, D.O soltava gemidos manhosos, apertando os lençóis da cama, em seguida passou a descer devagar, tendo cuidado com seus dentes, Oh não era muito experiente nisso, só havia feito no seu último namorado e cá entre nós, até hoje tinha vontade de se desculpar por ter sido uma situação bem constrangedora, queria dar o melhor de si para o mais velho, olhou nos olhos deste, mesmo que sua visão não fosse tão boa assim sem seus óculos, observou cada detalhe da expressão do rosto belo do mais velho que retribuía, assim como fora pedido. O híbrido tinha uma fina camada de suor em seu rosto, sentia seu membro envolvido pelos lábios finos e bem desenhados do maior lhe chupando, a língua passeando por todo contorno, de sua boca apenas saia gemidos agudos e pecaminosos, o nome do mais novo insistia em permanecer na ponta da língua do menor, o chamava vez ou outra no meio de toda confusão de sentimentos que sentia, Sehun fazia movimentos de cima para baixo, acomodando o máximo que conseguia, os sons molhados ecoavam por todo quarto, quando o maior sentiu uma leve pulsação vinda do membro rígido do outro, afastou-se com um som estalado, ouvindo um arfar deste, começou a masturbar para compensar a provável falta que sua boca poderia estar fazendo e ver o corpo do menor tremer abaixo de si fazia seu coração palpitar- Você gostou?- Perguntou baixo, sorrindo ao ver este cobrir seu rosto com vergonha, suas bochechas estavam tão vermelhas, adorável. 

-S-sim...- Sehun mal conseguiu ouvir a sentença, mas se sentiu feliz por ser positiva, moveu-se por entre as pernas do menor, erguendo um pouco aquela parte do corpo do menor tocando seu membro diretamente no do outro, passando a tocar ambos ao mesmo tempo, seu quadril ia minimamente para frente e para trás, esfregando-os devagar, D.O não sabia por em palavras aquilo que estava sentindo, queria mais daquilo, seu corpo parecia transbordar toda aquela sensação por seus poros, mas de alguma forma sabia que o mais novo estava da mesma forma, podia ver nos olhos deste. Não questionou ao que os movimentos pararam lentamente, observou o maior levar dois de seus dedos para sua boca e os molhou com sua saliva, lambendo-os sem pudor. 

-Hyung, isso vai doer um pouco... Tenha paciência, certo?- D.O assentiu, mesmo que seu corpo tivesse se tensionado ao senti-lo dedilhar sua entrada antes de penetrar um dedo sem pressa alguma, uma expressão incomoda tomou o rosto do menor, mas não era de fato tão doloroso quanto esperava que fosse, apesar de escorregar com certa dificuldade, senti-lo dentro de si era uma experiência nova e até prazerosa, fazia movimentos circulares com seu corpo em busca de mais, recado que Sehun pegou rapidamente, não hesitando em por o segundo, indo mais fundo, o interior apertado rejeitou os dígitos nos primeiros movimentos, se contraia enquanto o mais velho soltava alguns gemidos sôfregos entre os de prazer, o maior praguejava por não ter algum tipo de lubrificante em seu quarto, mesmo que já estivesse pensando na possibilidade de transar com seu amado, não queria assumir para si mesmo que tinha esse desejo, o menor era tão doce e inocente, tinha sorte por ter ao menos algumas camisinhas em sua casa. Separou seus dedos, explorando cada centímetro que conseguia, a essa altura D.O não segurava mais seus gemidos, olhava disfarçadamente para o membro turgido e gotejante do mesmo, ansiava por ele dentro de si, por Sehun o tomando- Vou por mais um... 

-Hunnie, eu quero você... Por favor- Reuniu o que ainda lhe restava de coragem para dizer o que queria, Oh olhou em seus olhos, procurando alguma evidencia de que seus ouvidos estavam pregando uma peça em si, mas apenas viu o peito do menor subindo e descendo em busca de oxigênio enquanto suas orelhas compridas de coelho se moviam suavemente, estava falando serio, então quase beirando o desespero foi até a cômoda ao lado da cama, revirando as gavetas e acidentalmente derrubando seu óculos precioso no chão, mas pouco se importou em pega-lo agora, suspirando aliviado ao ver a pequena embalagem prateada do preservativo, voltando para a cama. 

-Tem certeza que não quer que eu apague as luzes?- De certa forma, Oh como um bom garoto tímido, preferia fazer no escuro, mas não acharia ruim poder ver as reações que o outro teria, rasgou a embalagem com ambas mãos, com cuidado, enquanto D.O o olhava com desejo, repetiu todo o procedimento básico de como por camisinhas, envolvendo todo seu membro. 

-Eu quero te olhar- Desviou o olhar, brincando com uma mecha de seu cabelo tentando disfarçar sua vergonha, tomando um leve susto ao sentir os lábios do mais novo tocando os seus com ternura, moveram-se na cama, o mais novo sentou escorando suas costas na cabeceira da cama, puxando o outro para perto pelas coxas, o látex fino e lubrificado do preservativo passou por seu períneo até chegar em sua bunda, onde o membro acomodou-se  entre ambas partes. 

-Você não disse que gosta de ficar no meu colo?- Oh mordiscou o lábio inferior de seu amado depois de sorrir maliciosamente, gostava de ver o rosto deste assumir uma expressão tímida- Quero que vá no seu ritmo- Desceu suas mãos de volta para as coxas deste, no intuito de auxilia-lo quando começasse os movimentos para evitar que canse muito rápido. Ajudou o mais velho a se posicionar corretamente sobre seu membro, penetrando a glande avermelhada no mesmo, deliciando-se com o aperto em volta de si, D.O sentia uma ardência, queria que isto passasse o mais rápido possível, então não esperou seu interior acostumar-se com o volume mediano, descendo sem se importar no quanto Sehun o impulsionava para cima até que seus corpos se tocassem- A-ah, hyung, vá com calma. Vai se machucar desse jeito- Repreendeu mesmo que com a voz falhada, estava tão apertado lá dentro, doía apesar das fisgadas que sentia, preocupava-se com o que o mais velho estaria sentindo após isso, ergueu seu olhar encontrando-se com o do outro, via uma lagrima única descendo pela bochecha e sentiu seu coração apertar-se por isso, usou o polegar para seca-la e beijou a testa úmida do menor- Quer parar? 

-N-não, eu quero começar- Sehun podia dizer que estava até surpreso com o quão devasso o menor era nessas situações, mas estava gostando, acalmou-se ao senti-lo rebolar, buscando sentir mais do seu membro em seu interior, o maior levou uma de suas mãos para voltar a masturbar o pênis quase esquecido do mesmo, D.O gemia alto, a dor era apenas um pequeno incomodo comparado ao quanto achava gostoso ter todo aquele volume dentro de si, não esperou muito para começar a subir e descer, apesar do aperto, o lubrificante do preservativo parecia ser o suficiente para si, fazia movimentos circulares com seu quadril enquanto sentia a mão lhe estimular seguindo seu ritmo, Sehun delirava ao ouvir os gemidos manhosos em seu ouvido, a respiração deste batia em seu pescoço, onde os braços do mesmo estavam enlaçados, suspirou ao ouvir um mais agudo, indicando que havia atingido sua próstata, coisa que o menor também percebeu, aquele em especifico o fazia ver estrelas, voltava a acerta-lo repetidas vezes mesmo que suas pernas estivessem começando a se cansar, o corpo de ambos tremia e estavam suando, o mais novo por mais sentisse prazer, tinha o desejo, a necessidade de simplesmente fode-lo de uma maneira que este nunca fosse esquecer, estocava intensamente seguindo os movimentos que o outro fazia e mordia o pescoço deste. 

-Hyung...- Gemeu baixo, sentindo os movimentos cessarem lentamente, entendendo que as pernas deste não iriam aguentar mais por muito tempo, foi a deixa para inverter as posições, deitando as costas do outro sobre os panos, usou ambas mãos como apoio, segurando na cabeceira da cama e começando a estocar de maneira rápida e intensa, os baques que seus corpos faziam ao se chocar era alto, D.O aumentava gradativamente o volume de seus gemidos, sentia seu ponto ser acertado todas as vezes que o membro o outro entrava e saia, tão rápido e gostoso, levou sua pequena mão esquerda para masturbar-se enquanto abria mais suas pernas, os movimentos que o mais alto fazia com sua pélvis eram precisos, seu corpo ondulava-se com precisão, arqueava as costas ouvindo a cama ranger sentindo os espasmos o tomarem por completo, não se importava em chamar o nome de Sehun em seus gemidos, por mais que quisesse que nada disso acabasse, entendia sobre seu próprio corpo, não aguentaria por muito tempo, na verdade estava beirando ao seu limite, fechou os olhos absorvendo mais das sensações- Eu te amo tanto, D.O- Deixou escapar, mas não era um problema, isto era mais que obvio, não se importava em dizer isto, e soube que nunca se arrependeria ao ver um sorriso se abrir no rosto belo e delicado do outro, diminuiu a velocidade das estocadas, concentrando-se na expressão iluminada do mesmo, este usou sua mão desocupada para acariciar o rosto do mais novo. 

-Oh céus, eu te amo também, e muito- Abraçou o corpo do maior, ouvindo um suspiro alto do mesmo, Sehun sentia seu corpo liberar-se dentro de seu amado, por sorte a camisinha fez seu trabalho de... camisinha, acho. Continuou a estocar até o outro também gozar, vindo segundos depois, retirou-se de dentro do mesmo e se abraçaram forte, sorrindo um para o outro sem trocar mais nenhuma palavra.  

Sehun apenas afastou-se para apagar as luzes e jogar a camisinha fora, nenhum se importou em vestir alguma peça de roupa, já haviam se visto nus, não faria diferença agora, dormiram agarrados, e se pudessem, passariam toda suas vidas desta forma. 


Notas Finais


Perdoa os lemons ruins e não desiste de mim sz
Até a próxima <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...