História Entre Coelhos e Luas - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Sehun
Tags Chanbaek, Exo, Kyung Soo, Sehun, Sesoo
Exibições 70
Palavras 2.173
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Fantasia, Festa, Ficção Científica, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OLÁ
Enfim, talvez essa fanfic tenha apenas mais uns dois capítulos, não tenho certeza, estamos na reta final yey

Capítulo 9 - Disk Taehyung parte dois


Quando amanheceu, Sehun estava mais que feliz, mesmo que tivesse dormido por poucas horas, ignorou o fato que ao acordar, vestiu uma roupa íntima qualquer que estava limpa, D.O não estava ao seu lado na cama, mas ao vê-lo observar as nuvens pela janela da sala de estar não achou conveniente perguntar sobre o que estava fazendo, abraçou o menor por trás acariciando a cintura fina do mesmo. 

-Aish Hunnie, não me assuste desse jeito- Repreendeu, mas sem estar realmente bravo, estava apenas absorto em seus pensamento e foi pego de surpresa. Sentiu os braços do maior passar em volta de toda sua cintura e suspirou, sorrindo de canto- Você vai para a faculdade agora? 

-Infelizmente sim, meu amor- Beijou o topo da cabeça do mesmo, todo seu interior implorava para falar algo sobre o que fizeram durante a madrugada, queria saber o que este achou, se estava arrependido ou não, sem contar que tinham que decidir o que eram agora, namorados? Amantes? Parceiros de crime? Mas Oh sentia-se tão tímido, suas bochechas esquentavam só de lembrar dos gemidos doces que o menor soltou enquanto o penetrava- Tenho que me arrumar, tem algo a me dizer?- Jogou a pergunta no ar, esperando que o mais velho captasse o sinal, mesmo sabendo que este poderia não ter os mesmos costumes em sua lua. 

-Eu te amo- Direto, até demais. Sehun processou por alguns segundos, foi inesperado, mas gostou, o mais velho estava conseguindo se abrir mais a cada dia que passava, e este sempre falava serio, virou delicadamente o corpo pequeno do mesmo para voltar a abraça-lo com mais força, sentindo os braços do menor passar por sua cintura, aplicando um pouco de pressão 

-E eu te amo ainda mais- Beijou a testa do hibrido enquanto este o apertava como se não fosse soltar nunca mais, o que fez o coração do mais novo falhar em algumas batidas, talvez seu amado se sentisse solitário quando ia para a faculdade, estava sendo egoísta esse tempo todo sem deixa-lo sair ou conversar com mais de seus amigos (apesar de não ter quase nenhum)?- Queria ficar com você hoje... 

-Por que não fica?- Perguntou, e infelizmente Sehun apenas negou, não podia ficar faltando assim, tinha um limite de faltas e a ultima coisa que queria era repetir o semestre, mas seu coração parecia partir em mil pedaços sempre que via a expressão triste do outro. 

-Hyung, se você quiser, pode sair um pouco na rua e ir no parque, só não vá para muito longe, não quero que se perca...- Afagou os fios negros do cabelo do mais velho lhe dando um selinho nos lábios fartos, D.O assentiu, mas não parecia assim tão feliz com a noticia, a verdade é que realmente queria ficar junto ao maior o dia inteiro, afinal de contas, sua hora estava chegando. Oh foi tomar seu banho e o menor resolveu voltar para a cama por enquanto, já que o outro sairia mais cedo para tomar café no caminho, mas queria vê-lo antes "daquilo" acontecer- Alias, D.O...- Chamou para ter certeza que este não havia voltado a dormir, ouvindo algum resmungo como resposta- Os meninos da sua lua engravidam? 

-Que? Claro que não- Jogou um beijo para o mais velho antes de sair, não mentiria dizendo que não estava decepcionado, não veria problema algum ter uma casa cheia de pequenos menininhos coelhos correndo pelos quartos, e definitivamente Sehun precisava parar de ler fanfics.  

 

--- 

   

Taehyung não era burro, podia ser avoado, meio sonso às vezes e até estranho demais, mas captava tudo a sua volta, sabia que algo havia acontecido só de olhar, era seu poder mágico. Então ao ver Sehun entrar pelos portões da faculdade com um copo de café expresso sorrindo como um débil começou a estranhar, normalmente este sempre aparecia com uma cara de porta e olheiras profundas, agora só estava com as olheiras mesmo, na verdade qualquer pessoa que ao menos sabia quem era Sehun estranharia o ver sorrindo, logo as peças desse quebra-cabeça já estavam na mesa, só faltava montá-las. 

-Bom dia flor do dia, está de bom humor hoje- Kim se aproximou do seu amigo, que sorriu como de costume, porém estava radiante demais pra quem acordou cedo, o mais novo estreitou o olhar na direção deste e cruzou os braços- Como foi a sua noite?- Perguntou ao que este passou a bebericar um pouco do liquido quente, mas ao ouvir a pergunta simplesmente cuspiu tudo, engasgando, o que fez Kim estranhar ainda mais toda a situação, via o rosto do outro tomar uma coloração avermelhada, talvez por conta do café. 

-O-o que está insinuando, Taehy?- Este deu de ombros, fora apenas uma indagação comum, estava ponderando na possibilidade do mais velho ter realizado alguma proeza milagrosa do tipo zerar Dark Souls sem morrer ou ter tido algum contado de segundo grau, isto é, ter visto um alienígena... apesar dele estar vivendo com um, então tratou de riscar isso da sua lista de coisas que podiam ter acontecido com Sehun para tirar aquela cara de defunto dele 

-Calma, só queria saber se teve algo... Algo interessante para compartilhar comigo! E como meu pequeno Pororo está? Se divertindo com ele?- E voltando, Taehyung não era burro, não era comum um rosto ficar tão vermelho assim por conta de uma bebida quente, ainda mais ao citar o "nome" do alienígena que passava um tempo no apartamento de Oh, então deduziu que seu amigo estava desenvolvendo alguma espécie de atração romântica pelo hibrido... ou algo mais. 

-Ele está bem... Nos divertimos muito essa noite- Sehun realmente não era bom em ser discreto. Mordeu o lábio inferior desviando o olhar, completamente corado, Taehyung já estava quase se considerando um daqueles apresentadores de programas de conspiração tentando juntar as peças pra descobrir qual era a de Sehun, só faltava uma coisinha só para... 

-O que vocês fizeram de tão divertido assim?... Espera... Ah não cara... Não- Cobriu seu rosto com ambas as mãos, querendo apagar a imagem que sua mente fez questão de criar dentro de sua cabeça, Oh voltou a sentir como se seu rosto queimasse com todas as chamas do inferno - SEHUN QUE PORRA!- Gritou com os braços para cima, chamando a atenção daqueles que estavam perto, tendo sua boca tampada por um Sehun completamente nervoso, até mesmo rindo para não chorar, Taehyung se debateu forte o suficiente para conseguir se soltar daqueles braços brancos e magrelos do mais velho- ISSO FOI TÃO ERRADO, QUE NOJO NÃO ME TOCA! SEU NOJENTO- Saiu de perto de seu amigo quase correndo e quase chorando de desgosto, dava sim pra sentir que ambos se gostavam, mas nunca assumiria, isso podia ser considerado zoofilia? Com alienígenas deve ter outro nome, procurou alguma musica religiosa em seu celular para ver se essa visão maldita saia de suas lembranças mas o mais próximo de uma bíblia que tinha era o álbum completo de The Black Parade, amém MCR. Soltava entre seus passos fortes um "argh" só de imaginar que o maior havia profanado toda aquela bela inocência e fofura que D.O tinha naquele pequeno corpo branco e de certa forma gostoso, não devia estar pensando essas coisas sobre o garoto de orelhas pontudas, já tinha seu próprio "coelho" pra chamar de gostoso, e esse era da terra ao menos, mas ainda era mais que um absurdo o que seu amigo tinha feito, mesmo que com consentimento, já que quando um não quer dois não transam, ou seria estupro e Sehun nunca faria algo do tipo, porém nada mudava o fato que D.O era o seu bolinho, jamais digeriria essa recém descoberta. 

Claro que Sehun não voltaria a ter sua coloração natural em suas bochechas, ficariam vermelhas provavelmente pro resto de sua vida, mas que dava aquele famoso sorrisinho nada inocente só de lembrar da noite com seu amado, dava. Terminou de tomar o café, fazendo uma careta ao perceber que já tinha esfriado, jogou o copo em alguma lata de lixo qualquer que estava próxima e foi para sua sala, torcendo para o professor ainda não ter chegado, apesar da situação constrangedora que havia passado a poucos instantes, seu humor continuava inabalável, teria que suportar quatro aulas com o mesmo professor, mas cá entre nós, isso raramente acontecia, todo mundo enjoava um da cara do outro, então sentou no mesmo lugar de sempre – vulgo no canto para ficar olhando pela janela – e esperou tranquilamente a hora em que Heechul chegaria, o que não demorou muito, este chegou já fazendo a chamada e passando uma lista de presença, gostava de se precaver, o que significa que não estava nem um pouco afim de dar uma aula muito grande, Sehun assinou seu nome na lista caprichando na caligrafia, era engraçado como estar apaixonado mudou seus ares, não via a hora de voltar para sua casa e poder abraçar seu D.O pelo resto da noite, com uma pausa para comer pizza é obvio, "prestou" atenção na aula, até que gostava de Heechul como pessoa, não como professor, mudaria de ideia quando este parasse com aquelas piadas infames e trocadilhos toscos, e continuaria a estudar se a porta da sua sala não tivesse sido bruscamente aberta por um Taehyung olhando por toda a sala, correndo na direção de Sehun assim que o avistou. 

-SEHUN! TEMOS QUE IR PRO SEU APARTAMENTO- Gritou balançando Oh pelos ombros, parecia que alguma tragédia estava acontecendo ou algo do tipo- É SÉRIO CARA, TIRA ESSA BUNDA DA CADEIRA. 

-Er, Kim... Eu estou no meio de uma aula...- Heechul tentou intervir, mesmo sentindo que era impossível, mas se lembraria de mandar uma mensagem para Sehun perguntando o que tinha acontecido, o que podia fazer? Era um homem curioso. Taehyung foi até o Kim mais velho, o segurando pelos braços e olhando fixamente para os olhos do mesmo- O que está fazendo, pirralho? 

-Estamos lidando com um caso complicado demais para mentes pequenas como a sua, sem te ofender, querido professor Chullie- Se ficou ofendido? É claro que ficou, nem tinha intimidade com o garoto para que este o colocasse esses tipos de apelido. 

-Taehy, o que quer dizer com isso?- Oh criou um pouco de coragem, perguntando sem se importar com todos os olhares que recebia de seus colegas, seu amigo retirou seu celular de um dos bolsos de sua calça, pondo-o em cima da mesa do de óculos, mostrando uma espécie de mapa da Coreia com alguns pontos marcados em vermelhos. 

-Exatamente um mês e quinze dias atrás uma das minhas amigas do clube de ufologia reparou em uma anomalia na atmosfera, que afetou essas áreas marcadas, mas nada muito grave para ser levado a sério e chamar muita atenção- Sehun assentiu, sem perceber que toda a sala tentava olhar para saber o que estava acontecendo- Isso significa que algo de errado tinha acontecido, então ela ouviu dizer que algumas pessoas viram uma espécie de modulo se destruindo ou algo assim durante a madrugada, e estava vindo nessa direção- Deu um zoom, especificamente na região onde moravam- A questão é, o que você viu há exatamente um mês e quinze dias atrás que não tem uma nave e que seus parceiros voltariam pra buscar?- Sehun ponderou um pouco, fazendo alguns cálculos com seus dedos, era muita informação, contando os dias até finalmente se dar conta sobre o que o Kim mais novo falava- E isso voltou a se repetir mais cedo, a diferença é que ela jurou ter visto como se tivesse se camuflando, indo mais ou menos para o mesmo lugar que fora visto o anterior, está entendendo o que pode acontecer em alguns instantes? 

-Oh deus temos que ir logo!- Oh pegou seus materiais correndo em direção a porta, porém ambos garotos foram barrados pelo Kim mais velho- Professor, eu preciso sair- Pediu, com uma expressão claramente triste, agora entendia o porque D.O falou aquilo mais cedo de maneira tão direta e parecia abalado com alguma coisa, Sehun de certa forma estava magoado por este ter lhe escondido isso, porém seu maior medo agora era perde-lo, justo agora que o mais velho estava conseguindo aprender a jogar jogos de luta pelo analógico. 

-Professor Kim, esse garoto está prestes a perder o amor da vida dele, é um caso extremo, então por favor, nos libere... E sem falta, é claro- O mais novo piscou, Heechul soltou um suspiro, se afastando da porta, depois realmente mandaria uma mensagem para Oh perguntando o que tinha acontecido, adorava romances dramáticos, então acompanhou com os olhos ambos garotos andando apressadamente pelo corredor, voltando-se para a turma assim que as silhuetas destes sumiram. 

-Alguém aqui entendeu alguma coisa do que acabou de acontecer?- Perguntou para seus alunos que estavam quietos até o momento, vendo todos balançarem suas cabeças em negação, coçou sua nuca, seria um pouco difícil retomar o ritmo da aula, principalmente quando sua prioridade parecia ser tentar associar o que a pessoa por quem Sehun estava apaixonado teria ligação com algum caso bizarro de ovnis, mas quem era Heechul para entender esses jovens de hoje? 


Notas Finais


Então, não decidi direito o que vai acontecer no próximo, alguém tem alguma sugestão?
Alguem pegou a referencia a Vkook? Não? Ok :c
Amém My Chemical Romance
Até <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...