História Entre diamantes - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Steven Universe
Personagens Ametista, Connie, Garnet, Jasper, Lápis Lazuli, Peridot, Pérola, Personagens Originais, Rose Quartzo, Rubi, Safira, Steven Quartzo Universo
Tags Amber, Amethyst, Ametista, Bismut, Bismuto, Blue Agathe, Blue Diamond, Blue Pearl, Carnelian, Connie, Diamantes, Diamond, Drama, Fofo, Garnet, Japis, Jasper, Jaspidot, Lapidot, Lápis-lazuli, Morgana, Mutekai, Orange, Pearl, Pearlmethyst, Peridot, Perola, Romance, Rose, Ruby, Rupphire, Sapphire, Silver, Skinny Jasper, Steven Universe, Topaz, Tragedia, Yellow Diamond, Yellow Pearl, Yuri
Visualizações 169
Palavras 2.956
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Luta, Orange, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Capítulo um pouco menor para manter o clima de tensão, preciso pular um tempo no próximo..
Agradeço ao apoio, comentários e favoritos <3
Preparem seus corações... mesmo menor esse capítulo ainda nos traz muitas tretas..
Boa leitura

Capítulo 26 - Julgamento


Já fazia alguns dias que a Ydi preferia ficar em silêncio. Era de cortar o coração. As vezes tentava conversar com ela, mas não conseguia. A eleição foi adiada devido ao julgamento. Ele será hoje, eu estou tão nervosa. Pelo menos ela está comendo normal, sua saúde está melhorando. Claro.. se não fosse minhas insistentes “sessões” de drama pra fazer ela comer, aposto que ela estaria pior.

Finalmente terminaram de investigar a casa dela, estava já tudo limpo e organizado. As vezes eu a via no porão, bem onde ela segurou a Amber no colo. Ela ficava abaixada olhando o chão. Parecia uma criancinha perturbada.

Red já dorme em segurança no seu berço. Aquelas pestinha não sabe exatamente engatinhar, mas sabe jogar seu corpo pra frente e tenta fugir de várias maneiras. Mas ela é tão fofa e afeiçoada a Yellow. Ahhh quase que esqueço.. peguei BP e YP no flagra, eu fui até a lavanderia de manhã cedo e achei uma delas em cima da máquina e a outra com os dedos em seu interior.. olha que pedi pra elas continuarem, mas só as vi todas envergonhadas.

Hmn.. elas gostam de fazer até na lavanderia, Ydi e eu podíamos tentar um dia desses.. se bem que nem adianta eu ficar toda úmida, com esse psicológico dela, mal consigo um beijo.. que dirá seus dedos em mim. My stars.. só de pensar já fico toda.. oh.. melhor contar sobre a Aquamarine.

Bem.. Agate foi inocentada, nem eu sei como. Mas bem.. a garotinha agora está sobre sua guarda. Então Lapis e Peridot tiveram uma deliciosa noite eu diria. Ouvi os gemidos delas pela casa, e bem.. posso dizer que pareciam estar se divertindo. Romance jovem é tão intenso. Eu gosto. Queria ser jovem novamente com minhas aventuras sexuais.. mas bem.. to sem fôlego para tanto.

-Blu?- Yellow me despertava com essas palavras, como era bom ouvir sua voz.

-Bom dia amorzinho.- falei sorridente. -Como está se sentindo?-

-Falta uma hora para o julgamento. Acho que devíamos estar lá.- comentou com uma voz baixa.

-ESTAMOS ATRASADAS...- gritei e levantei em um salto.

Corri para o banheiro e comecei a me arrumar. Lavei o rosto, passei perfume, até passei um creme para arrumar o cabelo. Qualquer coisa que se aproximasse de uma higiene pessoal rápida.. eu tenho feito. Claro que me vesti adequadamente. Com roupas sociais, uma saia até o joelho, salto, todos na minha cor favorita azul. Yellow também estava bem vestida, com seu penteado habitual e suas roupas amarelas e sociais. Seus olhos me focaram, nem com salto eu fico mais alta que ela.. espera.. ela também está de salto, deixa.

Segurei sua mão e fui com ela até a garagem. Peridot e Lapis estavam arrumadas nos esperando. Notei a baixinha encostada na parede, enquanto minha sobrinha lhe arrancava alguns beijos.

-Desculpa atrapalhar, mas estamos prontas.- disse balançando a chave.

-Achei que iriam demorar a acordar.- Lapis disse se afastando bruscamente.

-Melhor irmos logo.- Peridot ajeitou o óculos e o cabelo bagunçado.

O caminho todo Ydi estava calada. Ela apenas olhava pra fora. Eu dirigia meu magnífico carro azul. Lapis e Peridot conversavam baixo e riam juntas de algo. Chegamos ao tribunal faltando só vinte minutos, tivemos que parar e comer algo. Claro que foi na frente do lugar. Tinha que ser rápido. Yellow apenas tomou uma vitamina, foi o que consegui fazer ela comer.

-Olha.. sei que não quis contratar um advogado, mas eu quis tá? Contratei uma ótima.- falei enquanto caminhava com ela até a sala onde ocorreria o julgamento.

-Eu sou culpada.- suspirou.

-Você não está pensando direito amor. Não devia se culpar. Foi um acidente.- ela virou o rosto e não disse mais nada. Aquilo doía meu coração.

Após algumas batidas, a juíza batia algumas vezes na mesa com seu martelinho. Pedindo para que todos se sentasse. Alexandrite era uma juíza dura, difícil de lidar, era muito esperta e analítica. O que mais me preocupava era aquela mulher... agora de cabelos negros, estava com um chapéu e me olhava de canto. NÃO ACREDITO QUE MINHA EX VEIO AQUI SÓ PRA ACUSAR A YELLOW. O ódio me subiu a cabeça, ela se aproximou de mim, fez questão de sentar bem ao meu lado.

-Oi amorzinho, me trocou pelo dinheiro ou os dedos dela são maiores?- falou sarcástica.

-Escuta aqui, eu me separei de você por ter me abandonado.- apontei para a mesma.

-Abandonado?- a mesma riu. -É uma piada. Eu disse pra você.. valide aquelas ações falsas e iríamos morar no Hawaii.-

-Se fizesse a empresa iria falir.. teríamos que agir com calma.- por que estava me arrependendo de tudo aquilo?

-Achei que fizesse tudo pelo nosso amor.- disse sorridente.

-Você não é mais aquela mesma pessoa que eu amava.. pra mim você morreu naquele acidente.- meus olhos umedeceram.

-Fraudar minha própria morte foi genial.- disse.

-Pink.. você deixou suas filhas na merda.. elas acham que foi a Ydi que roubou seu dinheiro.. mas você fez questão de transferir tudo por conta própria. Elas eram suas filhas.. suas filhas.... - minhas mãos estavam trêmulas, me levantei e acabei indo para o banheiro.

-Esse não é mais meu nome.- disse vindo atrás de mim, tentei fechar a porta na cara dela, mas a mesma segurou a porta e conseguiu entrar no banheiro. -Eu sempre te amei, iria lhe esperar o tempo que fosse para ir pro Hawaii.- os olhos dela também estavam úmidos, olhei para aqueles olhos castanhos, sentia meu coração dividido, por que ainda tinha sentimentos por ela? -Eu ainda te amo.-

-Pink.. você me deixou.. - lágrimas escorriam de meus olhos.

-Não deixei.. sabia que eu precisava fugir, ou me reconheceriam, até pintei o cabelo de preto.. eu queria deixar ele rosa.. queria.- Envolveu o braço em minha cintura e aproximou meu corpo ao dela. -Agora meu bem.. eu voltei... vamos ficar juntas.. sabe que a Yellow nunca te perdoaria pela fraude da empresa, quando pegarem você já era.. aquela mulher rancorosa não vai te perdoar nunca.- aproximou seu rosto do meu e tocou nossos lábios.

Senti certo nojo, lágrimas escorriam de meu rosto. Meus lábios estavam retraídos, endurecidos. Eu não sabia como agir. Sentia uma dor no peito.

-NÃO ACREDITO.- ouvi alguém gritar e virei o rosto.

Peridot estava me olhando incrédula.

-V-você... v-você está traindo a mamãe e afundando a empresa....- os olhos dela umedeceram. -Eu confiei em você.. e-eu.. e... eu... estou decepcionada.- virou o rosto.

-Não é o que está pensando Peri.- empurrei Pink e tentei me aproximar dela.

-Pela primeira vez eu vi minha mãe sorrir.. mas.. você mentiu pra ela.. dói até em mim..- a garotinha correu, senti uma enorme pontada no peito.

Não me contive em chorar, levei inclusive a mão no rosto. Nesse instante Pink me abraçou.

-A merda já está feita. Não adianta se desculpar. Sabe como a Yellow é. Vamos terminar logo com isso e sumir.- acariciou meu cabelo.

Sacudi a cabeça e me afastei de seus braços.

-NÃO.. SUA PUTA.. EU TE ODEIO.. FAZ DA MINHA VIDA UM INFERNO.. SÓ SABE ME USAR..- senti um nó em minha garganta, franzi a testa e olhei para ela, comecei a enforcar ela, além de eu estar de salto, era mais alta, então não foi difícil. -Eu era feliz.. até você aparecer... vai tomar no...- ouvi alguém abrir a porta.

-Tia o que está acontecendo?- soltei ela de imediato e olhei para Lapis.

-Pink veio me infernizar.- minha sobrinha estava com os olhos arregalados. -Err.. sabe me dizer por que a Peridot não para de chorar? Ela só está te xingando.- senti uma pontada no peito, e uma pancada na costela.

-Vá pro inferno.- era Pink, ela deu uma joelhada e saiu do banheiro.

Caí de joelhos ao chão, mas que dor, inclusive, senti até dificuldade de respirar.

-Tia?- a garota se aproximou de mim, eu estava em lágrimas. -O que aconteceu?- perguntou.

-É tudo culpa minha.. essa mulher me forçou a beijá-la.. Peridot viu.. deve ter ouvido algo sobre eu estar fraudando documentos e ações da empresa.. isso por que eu amava Pink.. mas.. parei.. me apaixonei pela Ydi e me separei dela.. agora ela está aqui.. querendo me convencer a falir de vez a empresa.- a garota me abraçou.

-Ahh tia.. vou tentar falar com a Peridot.. mas te garanto.. ela vai contar tudo pra Yellow. Sinto muito. Posso tentar fazer ela entender seu lado..- retribuí o abraço dela.

-Não precisa. E-eu.. eu acho que devia lidar com isso.. de fato acho que um dia ela descobriria.- suspirei, ela me ajudou a levantar.

-A advogada de acusação está falando, vamos logo. Quero ver no que vai dar.- caminhamos junto até o banco, dessa vez Pink não estava a vista.

Peridot estava ao lado de Lapis, ela me olhava feio e abraçava a namorada chorando. Olhava para o chão, me sentia realmente culpada daquilo.. mas.. não podia mudar o que já passou. Só tentar melhorar as coisas.

Quando olhei para a frente vi a namorada da Jenna? Não acredito que ela era quem estava acusando a Yellow, a expressão com que ambas se olhavam era estranha, como se nenhuma quisesse estar ali, uma “contra a outra”. Não sabia que isso deixaria Jenna sentida, apensar dela parecer estar bem.

-.. essa mulher é uma má influência política, acha que alguém desse tipo conseguiria representar nosso país? Ela matou a própria filha em sua própria casa. Não é verdade Yellow Diamond?- o olhar de minha amada estava na mesa, ela não respondia. -Viu? Ela não nega. Sabe que é culpada. Aliás, ela matou também um homem que supostamente era o pai de suas filhas. E pior.. ainda atirou contra sua outra filha. As câmeras foram claras.- a juíza bateu a mesa.

-Gostaria de ouvir a defesa.- falou.

-Não contratei advogado.- disse Ydi.

-Contratou sim.- isso aí Jenna, mostra o que você sabe.

-Bom.. a câmera tem seus pontos cegos.. mas algumas partes deu para ver claramente que foi o homem que invadiu a casa dela. Aliás.. ele é foragido pela polícia.- comentou.

-Mas isso não justifica o fato dela ter assassinado a própria filha.- a loira interrompeu.

-Ordem... só a defesa fala.- Jenna Zircon sorriu satisfeita.

-Como estava dizendo. Ela não teve intenção de atirar na própria filha. Podemos ver claramente aqui..- ela dá um replay na parte do vídeo que Ydi atira na caixa. -.. que ela mira no homem, tanto que foi ele quem morreu após. Foi legítima defesa.- olhou alguns papéis.

-Enquanto aos outros corpos na casa dela?- a advogada loira perguntou.

-Ora.. o homem pode ter levado.- Zircon revirou os olhos.

-Já disse que quero ouvir só a defesa.- a juíza bateu novamente a mesa.

Aquela mulher de longos cabelos e pele bronzeada era assustadora. Seus cabelos grisalhos e sua enorme experiência no cargo, me davam certos receios... nem era pela Zircon, pois sabia que era boa, mas sim pela própria Ydi, ela não está psicologicamente bem para isso.

-Bom.. é perceptível claramente o arrependimento da ré quando vê sua filha sangrando. Alguém com intenções de machucar alguém claramente não faria isso.- falou com firmeza na voz.

-Protesto.. ela é uma pessoa fria e pode muito bem fingir se importar.- a advogada loira se impos.

-Protesto.- uma voz vinda da plateia fez todos olharem para lá. -Eu vi o olhar sanguinário dela. Ela tentou me matar assim como matou sua própria filha.- falou aquela puta da minha ex.

-Apresente-se aqui na frente.- a juíza pediu.

-Sou Effie. Eu estava na casa, eu fui sequestrada por esse cara e ser feita de refém. Ele me usou de cobaia.- falou entre lágrimas.

-Protesto.- novamente olhamos para trás, White se levantou lá do fundo com seu óculos escuro.

-Apresente-se.- novamente a juíza pediu e assim fez a albina.

-Sou White Diamond. Eu represento as ações da empresa no exterior. E posso dizer que, Effie é um nome falso.- todos exclamaram.

-Meritíssima, não escute ela, foi paga para isso.- implorou a minha ex, ha! Bem feito.

-Prossiga.- pediu Alexandrite, não consegui ocultar meu enorme sorriso.

-Após Pink estar sendo investigada por fraudar a empresa, ela forjou a própria morte e agora.. está aqui tentando derrubar nossa grande negociadora. Meritíssima, conheço a Yellow a tantos anos, e posso dizer que ela é sincera com o que diz ou faz. Por isso sempre parece ser grosseira. Tenho inclusive laudos comprovando sobre as fraudes e.. sobre o psicológico abalado de Yellow Diamond, ela se culpa pela morte da filha, mesmo que todos sabemos que foi acidental.- a juíza bateu o martelo ela não parecia convencida.

-Intervalo de cinco minutos. Já tomei minha decisão. Não temos nenhuma pessoa que não seja familiar e presenciou a cena.- terminou de falar e pegou uma garrafa da água em baixo de sua mesa.

-Com todo respeito, eu vi tudo.- todos olharam para Jasper, que se levantou a plateia. -Bom.. eu meio que fui obrigada a fazer a filha dela de refém... e... corri quando tive a chance. Pude ver ela claramente tentando atirar nele, mas errou e pegou em uma caixa. Após isso eu tentei fugir.. mas a polícia me pegou. Fui inocentada meritíssima. Eu tive que conseguir o dinheiro.- notei ela olhar para o lado e uma garota de cabelos castanhos com pontas brancas sorria e acenava de maneira positiva a ela. Não conhecia aquela jovem, mas foi a mesma que foi lá em casa uma vez, pedir desculpas junto com Jasper.

-Intervalo.- repetiu batendo o martelo, a expressão dela mudou completamente, agora estava pensativa.

Ydi ficou ali mesma, parada, olhando pra a própria mesa.

Após os minutos pedidos, ela estava novamente batendo na mesa, pedindo atenção e ordem ao tribunal. O silêncio dominou. Inclusive a juíza pediu os laudos para White.

-Gostaria de saber quem é Roxy, Maiumi e Lohana.- perguntou analítica.

-Roxy é uma delegada de polícia, ela comandou as investigações, é ótima nisso. Maiumi é advogada e Lohana é detetive, ambas trabalharam juntas para conseguir as provas.- respondeu a albina.

-Bom já me decidi sobre as sentenças.- fez uma pausa, no qual White se sentou. -Declaro que a ré é culpada, por fraudar sua identidade e forjar a própria morte. Será sentenciada a prisão por vinte anos.- bateu o martelo.

-Ué? Eu vou presa?- perguntou Pink.

-Claro que vai. Fraude é crime.- bateu novamente martelo.

-Eu nem sou a ré.- reclamou.

-Silêncio.- a mesma se calou. -Eu declaro Yellow Diamond inocente, foi legítima defesa.- quase dei um salto de alegria, mas... me segurei, ela ainda não bateu o martelo. -Porém.. a guarda da criança fica com o pai. A garota registrada como Red Diamond será cuidada pelo pai. Se mostra sem condições psicológicas de cuidar de uma criancinha. Além do mais, não poderá mais concorrer a presidência até seu laudo psicológico melhorar. Está oficialmente fora da eleição.- bateu o martelo.

-Não pode fazer isso.- levantei para dizer.

-Sessão encerrada.- bateu novamente o martelo.

-Por favor.. não tire ela de mim..tire minha liberdade, mas não minha descendente..- Ydi virou o rosto para a juíza, era suas primeiras palavras no julgamento inteiro.

-Sessão encerrada.- bateu novamente.

Os olhos dela estavam com tão pouco brilho, eu não sabia o que fazer. Todos já estavam indo embora. Eu corri para abraçá-la, ela parecia abalada e muito.

-Nem da minha neta posso cuidar.- falou baixo.

-Vai conseguir a guarda dela novamente. Eu te ajudo.- tentei ser positiva.

-Mãe.. se afasta dessa piranha.- Peridot gritou.

A mulher me observou sem entender.

-Vi ela beijando aquela tal Pink no banheiro.. e ela estava fraudando a empresa. Por isso que não conseguiu comprar algumas ações naquela vez.- os olhos amarelos dela pareciam cinzento, os mesmos me focavam. -Mãe.. ela só tava te usando pra conseguir algumas senhas da empresa..-

-Não esperava isso de você.- virou o rosto.

-Espera Yellow.. e-eu te amo.. de verdade.. parei com tudo isso.. me separei dela por você.. eu não conseguia mais mentir pra ti.- comecei a chorar.

-Por que nunca me contou sobre isso?- virou as costas a mim.

-E-eu estava esperando o momento certo.- falei baixo.

-Já tiraram tudo de mim.. estou decepcionada.- segurou a mão de Peridot e ambas saíram.

Vi Lapis negando com a cabeça ao fundo, como se tivesse dito pra sua namorada não falar, mas era tarde. Sinceramente.. eu nunca me senti tão culpada em toda a minha vida. Não sabia se devia ter dito antes.. eu perdi.. acabou.. não sei se ela me perdoaria depois disso.

Senti Lapis abraçar meu braço, caminhei com a mesma até meu carro. Próximo a rua vi Ydi no telefone, a mesma ligava para alguém, provável que pedia para a Pearl trazer seu carro. Entrei no meu e caí em lágrimas.

-Será que ela vai me perdoar?- perguntei quando Lapis entrou.

-Talvez.. mas deve ajudar ela nesse momento.. está em uma situação psicológica não favorável.. perdeu a filha.. a neta.. e.. perder você seria o cúmulo.. deixe ela um tempo em paz. Depois tente procurá-la. Talvez ela a perdoe.- disse com a voz desanimada.

-Obrigado Lapis.. bem.. ela foi ou é.. um amor mais bem correspondido que já tive.. queria que ela tivesse sido a primeira opção e todas essas coisas não tivessem acontecendo.- suspirei.

-Peridot vai conversar com ela, ah se vai. Apesar de falar a verdade.. minha pequena nerd vai entender que você faz muita falta a ela..- suspirou.

-Eu duvido.- revirei os olhos e dei a partida.

Era hora de voltar para casa, estava triste, com dor ao peito. A sensação de perdeu meu maior amor estava me agoniando. Imagino o quão difícil deve ser pra ela, mas.. eu não queria desistir tão fácil.. bom pelo menos tentaria não fazer isso. Irei lutar por essa mulher até onde posso.. lutar por seu perdão.. só espero conseguir....


Notas Finais


Agradeço por lerem.
Gostaria de saber o que acharam do capítulo, deixem seus comentários :3
Então.. desconfiavam disso? Hue. Quem diria que a Pink iria aparecer :v

Quem quiser pode participar do grupo no Discord
https://discord.gg/d8Q4VJK

Aliás... trago novidades.. estou conseguindo fazer alguns desenhos no pc.. e ficam legais até.. talvez eu desenhe alguns personagens e os coloque ou de capa ou nos capítulos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...