História Entre Duas Dimensões |Imagine Oh!¡Sehun| - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Personagens Originais, Sehun
Tags Exo, Exo Planet, Fanfic, Irene, Mistério, Red Velvet, Redvelvet, Romance, Segredo, Sehu, Smtown, Tragedia
Visualizações 7
Palavras 964
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Demorei? Demorei.
Um capítulo maior pra vocês, eu to cheia de idéias e to mega animada pra tudo isso, então... Desculpa por toda essa demora, mas como sabem:
Demoro para atualizar mas atualizo com todo o amor e dedicação.

Avisos básicos:
-terao personagens originais na fic.
-se não gosta de EXO, não tem problema :), a história não vai focar no grupo inteiro, apenas no Sehun e uns meninos ai (se eu quiser colocar).
-O corpo da Luna é representado pela Irene (Red Velvet) eu apenas mudei o nome.
-Vao ter outros k-idols na fic, se fizerem muita questão.

Capítulo 3 - ThReE


Fanfic / Fanfiction Entre Duas Dimensões |Imagine Oh!¡Sehun| - Capítulo 3 - ThReE

Three..

ㅡPode... Pode me deixar pensar?ㅡDisse sentindo o ar me faltar.

ㅡClaro querida.ㅡ Vejo Anne sumir diante da névoa que predominava o local.

Sei o que estão pensando, "Você não disse que aceitaria tudo?". Sim, de fato pensei. Nunca imaginei que estaria morta, isso... Isso é chocante e depressivo.

Pense em todas as possibilidades de minha morte:


Homicídio?


Envenenamento?


Erro de cirurgia?


Terrorismo?


Ou até pior...


Suicídio?

Argh! Todas essas formas parecem horríveis, eu devo ter perdido tantas coisas, meus amigos, família... Tudo! Queria estar viva.

Se eu voltar, como vai ser a minha vida? Ninguém vai se lembrar de mim, não vou ter ninguém para amar, não vou receber amor de quem era realmente importante para mim e nunca vou viajar o mundo e ter filhos já que vou recomeçar do zero...

Mas por outro lado, vou conhecer pessoas novas, me apaixonar, posso ter mais oportunidades do que fui proporcionada, acho que viverei uma vida boa.

Por outro lado negativo... Poderei levar uma vida pobre, crescer em um orfanato, nunca poderei fazer aquele intercâmbio cobiçado, nunca poderei ter aquela moto que sempre via em catálogos famosos, também... Nunca poderei pegar livros e me imaginar em uma história envolvente como a de muitos personagens por aí.

Vamos Luna, se acalme, não pode ser tão ruim, além do que... Se Srta.Anne escolheu Oh Sehun quer dizer que ele é malvado, e eu não me incomodaria em tirar a vida de alguém que pratica o mal, ou alguém desonesto, pelo contrário...

Isso seria uma honra.

É isso. Esta decidido, não importa o que me venha... Eu vou fazer Oh Sehun se apaixonar por mim! Nem que seja a última coisa que eu faça, ou quem sabe, a primeira.

ㅡAnne. ㅡDigo alto e em bom som, fazendo-a aparecer na mesma hora.

ㅡJá se decidiu, minha querida? ㅡSua expressão calma não havia mudado... Tsc, tsc, Anne, parece que isso é muito fácil para você. Quantas pessoas a senhorita já fez passar por isso, hum?

ㅡJá, eu quero viver novamente. ㅡDisse decidida, respirando fundo e tremendo levemente.

Anne apenas concordou com um sorriso, o que fez meu estômago embrulhar mais uma vez, aquela mulher parecia repugnante. Respirei fundo e gritei ao sentir uma dor enorme em minha cabeça e eu apagar logo em seguida.

|SEOUL, COREA|


~12:00~

Abro meus olhos lentamente, grunho baixinho por conta da claridade imensa que dominava o local à minha volta. Coço minhas orbes castanhas e me levanto, tocando a grama verde que residia abaixo de mim.

Passo minha mão por toda a extensão esverdeada e sorrio verdadeiramente, essa sensação era incrível, de longe uma das melhores de toda minha vida. Me senti viva por poucos segundos até perceber...

Eu não estava viva.

Eu apenas estava em um estado de vida ou morte, um intervalo, como um espírito preso em seu purgatório, esperando seu julgamento que a qualquer momento viria.

Balancei a cabeça tentando me livrar destes pensamentos mórbidos e focar aonde eu estava. Parecia algum tipo de Praça, muitas crianças gritavam animadas com suas vozinhas finas e suas roupinhas pequenas e sorrisos radiantes, com certeza alegram o dia de muitas pessoas. Tratei de levantar-me rapidamente, as pessoas achariam estranho uma mulher de 21 anos jogada no chão e totalmente confusa, com os cabelos bagunçados e roupa rasgada... Uma perfeita mendiga, segundo o Homem.

Arrumei minha roupa que estava um trapo, fiz uma escova improvisada com meus dedos, me deixando mais apresentável e tratei de começar a andar.

ㅡCom licença? Alguém pode me ajudar, por favor? ㅡAndava por aí pedindo ajuda.

Incrível! Todos me ignoravam, ninguém parava para me ajudar, simplesmente passavam por mim como se eu não existisse... Uma fantasma... Era assim como eu me sentia.

ㅡHEY VOCÊ! NEM PENSE EM ME IG-

Eu estava com raiva, gritei na mesma hora com alguém desconhecido na rua, me enfiei em sua frente e antes que eu terminasse minha frase, senti ele varando meu corpo, causando-me um arrepio e um grito fino saindo de minha garganta. Que sensação foi essa? O que foi isso? Droga! Perguntas demais!

ㅡo-o quê...? ㅡ Digo perdida e atordoada com o que aconteceu.

|QUEBRA DE TEMPO|

14:00

Caio no chão exausta de tanto andar e nada de achar Oh Sehun.

ㅡAish, Anne! Você devia ter me mostrado pelo menos uma foto dele!

Deito minha cabeça entre meus braços e fico ali jogada, daqui a pouco eu continuaria minha jornada, afinal, ninguém disse que seria fácil.


Só queria saber quando tempo isso demoraria para acontecer.

Enquanto eu pensava em como encontrar Oh Sehun, avistei uma silhueta de um homem grande de ombros largos vindo em minha direção.

ㅡA senhorita está bem? ㅡ Sua voz era calma e um pouco fina, ri internamente com aquilo, e olhei para o rosto do senhor.

ㅡAhm... Sim, estouㅡ me levantei e fiquei o encarando.

ㅡMe chamo Oh Sehun, está perdida? ㅡ Ele disse preocupado

ㅡS-Sehun...? ㅡRepeti não acreditando no que havia escutado

ㅡBom, não vou cobrar a dizer-me seu nome, venha, vou te pagar algo para comerㅡEle tenta pegar em minha mão, sem sucesso ele começa a gritar que nem uma menininha que acabara de ver um fantasma e saiu correndo.

ㅡHEY!!! ESPERE!!!ㅡ Grito indo atrás dele

"Meu deus! Como você corre!!" ㅡPenso comigo mesma.

Continuo o perseguindo por uma distância incrível e gritando para o mesmo parar, ele havia derrubado muitas coisas e até pessoas, céus! Esse menino tem sérios problemas!

ㅡChega dessa brincadeira sem graça. ㅡFalei sozinha pela milésima vez naquele dia.

Pisei fortemente no chão e vinhas escuras com carvão apareceram e prenderam Sehun ao chão, arregalei os olhos surpresa e sorri vitoriosa me aproximando.

O maior se contorcia no chão tentando se soltar a todo custo o que me fez gargalhar, ele me olhou furioso.

ㅡVai me matar?! ㅡEle disse assustado e com raiva.

ㅡNao! Eu... Não poderia fazer isso, só quero que... Me de uma chance, uma chance de me explicar.

ㅡTenho alguma coisa a perder? ㅡEle diz por fim, se rendendo à minhas vinhas que o apertavam a cada minuto.




End of the third chapter









Notas Finais


Vejo vocês daqui a alguns dias, talvez esteja mais perto do que imaginam


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...