História Entre Guerras - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Ação, Drama, Guerra, Revelaçoes, Romance
Visualizações 1
Palavras 343
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia)

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Rua das Amoras


  Era possível ver o pânico das pessoas que corriam para suas casas pegando tudo que podiam e depois abandonavam a cidade as pressas, algumas deixavam tudo que haviam construído para trás, as casas eram incendiadas por soldados do exército imperial, às vezes antes mesmo que os moderadores pudessem sair. Logo todos os gritos foram cessandos e substituídos por um silêncio absoluto.Não era mais possível reconhecer o centro da cidade que era tida como a "Jóia industrial do Império", no lugar dos imponentes prédios que haviam no fim da rua principal, pairava uma gigantesca nuvem de fumaça que misturado ao cheiro dos corpos carbonizados torna-se impossível qualquer tentativa de respirar. Às 19h05 da noite à chiar das rádios de todo o país foram substituídos pela voz rouca e trêmula de uma jornalista, que falou por poucos minutos antes de anunciar que o imperador falaria a nação. Essa era a primeira vez que o imperador falava no rádio, talvez milhares de pessoas nunca haviam ouvido sua voz ou sequer conhecia sua aparência.

- Há 134 anos nossos fundadores se uniram contra às injustiças que nos eram impostas pelo Reino Unido do Norte, para que seus sucessos pudessem desfrutar da liberdade,prosperidade e paz que nosso povo nunca havia usufruído antes. Hoje esses bens que nos foram dados encontram-se em perigo. Nossos antigos inimigos exterminaram a paz com tal violência, cometendo um irreparável e imperdoável crime contra à humildade . Como o sétimo Imperador do Império de Loward, com total apoio do parlamento e do 1° ministro Kartishiff, declaro guerra total ao Reio Unido do Norte e a República de Erichmar. Sei que não será uma luta fácil, mas será responsabilidade de toda nação garantir a total aniquilação dos nossos inimigos. 

 O rádio voltou a chiar, enquanto eu permaneci sem consegui esboçar qualquer reação. Da minha testa pingavam a todo momento gotículas frias de suor,enquanto olhava fixamente para a janela, pude observar pontos de luz se aproxima em meio a neblina que cobria a rua das amoras. Senti uma pancada na nuca e logo depois tudo ficou escuro.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...