História Entre Lobos e Dragões - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Crônicas De Gelo e Fogo (Game of Thrones)
Personagens Arya Stark, Brienne de Tarth, Cersei Lannister, Daenerys Targaryen, Davos Seaworth, Jaime Lannister, Jon Snow, Samwell Tarly, Sansa Stark, Tyrion Lannister, Yara Greyjoy
Exibições 113
Palavras 8.395
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Luta, Magia, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Adultério, Drogas, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpas pela demora é que esse episódio foi muito difícil de escrever e creio que não será quase nada parecido quando acontecer na série, mas espero que gostem boa leitura.

Capítulo 4 - O passando assombrando o futuro!


Fanfic / Fanfiction Entre Lobos e Dragões - Capítulo 4 - O passando assombrando o futuro!

JON SNOW 

 

Finalmente! Eu não podia acreditar que veria Bran novamente. Uma alegria estava tomando meu ser, depois de muito tempo desde de seu acidente ele não é mais um menino que eu vi na última vez agora ele é um homem. Não demoro e eu lhe avistei, ele estava muito grande. Vestia roupa geralmente usadas pelo povo livre, ao seu lado uma garota de cabelos pretos. Lord Reed que estava ao meu lado saiu correndo der repente e falando um nome "Meera". Ela correu em sua direção também e eles se abraçaram. Então essa é a filha dele, mas o que ela faz com Bran ? Logo descobriremos.

Arya logo passou por mim correndo também para perto de Bran, ela caiu, se a levantou e voltou a correr para Bran e eles se abraçaram. Sansa foi na direção só que ia andando contendo a emoção. Chegou perto e se juntou ao Abraço agora os Starks estavam juntos novamente.

- Não vai se junta aos seus irmãos ? - perguntou Lyanna.

- Ainda não Lady Urso, deixa eles aproveitarem o momento.

- Me chamou de Lady Urso ? - disse com uma cara para meu lado Lyanna e eu rir o que fez sua cara fecha mais ainda - Gosto quando me chamar só de Lyanna - der repente confessou e virou o olha - Vá se junta aos seus irmãos logo meu rei.

- Você que manda Lady Urso.

- E pare de me chamar assim - e eu soltei uma risada discreta. 

Caminhei até eles que ainda se abraçavam, Sansa e por incrível que pareça Arya choravam de emoção. Elas se afastarão de Bran quando cheguei perto e ele começou a me olha, ele nunca me olhou assim. Der repente ele ele levantou os braços me chamando para um abraço e uma lágrima caiu dos meus olhos e nos abraçamos, Sansa e Arya se juntaram ao Abraço, foi uma das melhores sensações da minha vida.

 

GILLY

 

Trovões cortavam os céus e chuva sem parar tornavam a viagem mais perigosa do que a primeira vez. Pequeno Sam por incrível que pareça dormia calmamente. Enquanto isso ao oposto meu Sam, meu marido com febre se retorce de dor devido seus ferimentos de luta contra os homens de seu pai. Era para estarmos mortos agora, mas ele lutou brava mente e venceu para minha confesso surpresa. As noites perdidas sendo ensinado por Jon Snow valeu a pena. O capitão do barco veio até nós. 

- Ele ainda está ruim ?

- Sim, mas logo ele ficará bem tenho certeza.

- Vamos dar um incentivo para que isso aconteça - Não compreende o que ele queria dizer até se abaixa até perto de Sam e fala - Escute Garoto se você morrer eu serei obrigado a deixar meus homens revezarem enquanto estupram sua mulher e venderei seu filho para quem pagar mais - Não pode acreditar que ele falou isso - Você entendeu ? - perguntou -  Se entendeu pisque seus olhos duas vezes - e Sam piscou - Ótimo - Se a levantou e foi embora.

Não podia acreditar no que eu tinha acabado de vivência. Meu Sam não podia morrer, seus ferimentos eram visíveis, mas ele não pode morrer. Der repente ele pegou em minhas mãos e disse :

- Eu não vou morrer Gilly - E soltou e um sorriso surgiu no seu  rosto.

 

SANSA STARK 

 

- E foi assim que chegamos aqui - Bran terminou de contra sua jornada já dentro do salão e não podia acreditar.

- Agora você está em casa irmão - disse Arya.

- Todos nós estamos - disse Jon - ou quase, sinto muito por sua perda Lord Reed o que puder fazer para você melhorar farei.

Lord Reed continua no canto da sala após a terrível notícia da morte de seu filho e herdeiro e tentava não chorar. Não sei por que mas ainda faltava algo nessa história posso sentir isso. Bran olhava sem parar para Jon até que disse:

- Poderiam me deixar a sós com meus irmãos - pediu Bran.

- Sim meu príncipe - todos que estavam presentes na sala disseram.

Todos começaram a sair e só ficou nos os Starks de Winterfell. Alguno minutos de silêncio se passaram e nosso irmão começou:

- Não sei por onde começa irmãos, mas uma coisa sei tenho que fala isso - fez uma pausa e continuou - Jon você não é filho do meu pai.

- Bran - Arya o repreendeu.

- Tudo bem Arya, Bran tem razão eu sou um bastardo e não tenho direto a nada ele é o Lord de Winterfell e rei e não eu.

- Jon não é assim - eu disse - E Bran por que está dizendo isso ?

- Não entendam mal eu sempre vou considerar e chamar você de irmão, mas infelizmente você não é.

- Do que está falado irmão ?  - perguntou gritando Arya.

- Nosso irmão e filho de Raeghal Targaryen e nossa tia Lyanna Stark - disse ele para nossos espantos.

 

JAIME LANNISTER 

 

- Então ouve uma grande batalha e os Starks ganharam a  batalha contra a Targaryen? - perguntei ainda sem acreditar em tamanha vitória.

- Sim meu príncipe - Droga príncipe tenho que me acostuma a essa agora.

- Então tudo que temos que fazer e macha até o norte mesmo com a neve e destruí os Stark antes que se recuperem das baixas na batalha e tudo fica mais fácil para nós - Minha irmã rir se gloriando até que Qybrun disse:

- Realmente ouve uma grande batalha e várias baixas minha rainha, mas só uma parte do exército foi destruída a Rainha Dragão ainda tem os números.

- Maldição - Minha irmã falou

- Então temos que aguadescer aos Starks por diminuir os números delas - eu disse - Mas alguma notícia Qybrun ?

- Sim meu príncipe a Rainha Dragão se dirigir com todas as suas forças rumo ao Winterfell. 

- Que excelente notícia agora temos três opções: Primeira esperar uma outra vitória Stark, segunda que eles matem o maior número possível de Targaryen para que quando eles chegem aqui não sejam numerosos de mais e a terceira marchamos para o norte também e ajudamos os Starks atacando os Targaryen por trás.

- Nunca - minha irmã gritou - Jamais, não ajudarei eles.

- Eu lhe dei as opções você escolhe irmã - e sai andado para fora e minha irmã grita.

- Aonde vai não autorizei que saísse - eu me virei e digo:

- Você escolheu a opção agora é preparar o máximo de homens que podem e estoca toda a comida que podemos e nos preparar para o cerco caso os Targaryen ganhe com sua licença minha raiva - fiz reverência e sai.

 

JON SNOW 

 

- Pode me mostrar de novo, ela minha mãe pode por favor - implorei a Bran

- Infelizmente irmão isso é como um mergulho quanto mais fundo você vai mais as chances de se afogar - disse por fim

- Eu entendo - eu disse

- Eu que não entendo - disse Sansa - Por que nosso pai omitiu isso ?

- Essa parte e fácil de deduzir irmã - disse Arya - Rei Robert era doido por nossa tia Lyanna e ele quase endoidou quando sobre do sequestro pelo Targaryen e começou uma guerra por isso, imagina o que ele faria se descobrisse que Jon era filho de Raeghal Targaryen seu maior inimigo? E pelo que vimos pelas visões de Bran Jon é o Herdeiro legítimo sobre Westeros.

- Eu ainda sou um bastardo irmã, só que agora um bastardo Stark e Targaryen, eu ainda não acredito nisso - disse.

- Mas pode acreditar Jon, vocé é o Herdeiro - der repente surpreendendo a todos aparecendo do nada Lord Reed.

- Você sabia todo esse tempo não - Espera tudo faz sentido agora - Por isso disse que eu era a cara do meu tio ?

- Sim jurei a Ned que guardaria esse segredo.

- Sabe o que fez ? Vivo em uma mentira a 16 anos e não tenho direto algum sobre o norte.

- Esta errado você tem direto sobre o Norte e toda a Westeros...

- Eu sou bastardo entende ? Um bastardo que não tem direito a nada.

- Então por que te chamam de Rei do Norte? 

Essa me pegou de surpresa e me deixou sem reação. "Rei" todos me chamam assim agora, nunca pedi por isso tudo. Nos meus sonhos queira apenas ser um Stark puro e fica ao lado de Robb e lhe defender ele sim é o rei por direto.

- Eu não sou o Robb...

- Seu irmão está morto entenda de uma vez você é o sobrinho de Ned Stark e com isso tem todo o direto de governa.

- Ele está certo Jon você é o herdeiro legítimo de nosso pai.

- Não Bran você é o legítimo.

- Se não percebeu irmão eu não estou apito a liderá - fez um pausa - A grande guerra se aproximar e o único que pode liderar é você o rei do norte.

- Nosso irmão está certo - disse Arya

- Sim irmão você é o único apto para tal função é mostrou isso reinado e em campo de batalha - disse Sansa por fim.

- Não estou certo que os Lords irão aceita isso...

- Que se fodam os Lords - disse Arya - Somos os Starks a realeza e nos decidimos o que fazer e como será o deve deles é obedecer.

- Arya está certa Irmão, eles lhe apoiaram antes e vão apóia agora - disse Bran.

- Ou eles não precisam sabe - disse Sansa.

- Não posso mentir sobre isso irmã.

- Jon essa não é a hora para honra, nosso Pai tinha bastante e veja o que aconteceu...

- Eu sei o que aconteceu com nosso... - fiz uma pausa e pensei "Pai" tudo que eu sempre quis foi ser o filho de Ned Stark e eu não sou, nunca fui e nunca serei - Não posso mentir sobre isso. 

- Nosso irmão está certo Sansa - disse Bran - Não podemos omitir isso é tenho fé que eles apoiaram isso.

- Eu concordo - disse Arya.

- Eles podem nos trair.

- So existe um jeito de descobrir - Lord Reed que estava calado a um certo tempo disse - Saiba que tem meu apoio - Estendeu as mãos para mim - Rei Stark - disse por fim e eu peguei na sua mão.

- Obrigado Lord Reed.

- Jon por favor... - Sansa começou

- Me desculpe irmã eu tenho que conta - e ela foi embora depois disso.

- Tem o meu apoio irmão - disse Arya 

- E o meu - disse Bran.

 

SANSA STARK

 

Tolos é isso que eles são! Eles vão nos trair, eles não vai aceita. Lágrimas já caiam dos meus olhos, depois de tudo que perdermos e demoramos a reconquista eles ainda não aprenderam. Entrei no meu quarto e sem nenhuma surpresa para mim encontrei Tyrion bebendo.

- O que aconteceu Sansa ?

- Nada - disse tentado conte as lágrimas.

- Oh claro que aconteceu algo me diga e se pode eu ajudarei - disse sempre paciente comigo Tyrion.

- Não posso, não agora - disse para ele.

Se a Rainha Dragão soube que Jon é um Targaryen acabou qualquer chance de paz. Ela vai querer matar Jon por que só eu enxergo isso é meu irmão não.

- Tudo bem querida, né conte quando estive ponta.

- Não se preocupe logo saberá, mas do fundo do meu coração espero que não.

 

SAM TARLY 

 

Finalmente chegamos em Porto Branco! Foram dias cansativos de viagem e eu passei mal a maior parte dela o que me fez perde muito peso, acho que vou manter o ritmo e emagrecer mais para as futuras batalhas conta os outros. Infelizmente mão poderei mais me torna um Meistre, o que é engraçado sempre quis fugir de batalhas e agora estou me preparando para elas. Essa espada que peguei do meu pai será muito importante na muralha, mas antes tenho que vê Jon e perdi para que ele cuide de Gilly e o  pequeno Sam.

- Obrigado Capitão por nós trazer até aqui - eu disse para o capitão do navio.

- Não precisa agradeçe - disse sério com a cara fechada.

- Tenho que sabe você realmente iria fazer aquilo que prometeu ? -  ele continuo olhando sério para mim.

- É hora de desembarque garoto que os Deuses velhos e novos lhe protejam.

- Ok obrigado e para você também - disse - Vamos Gilly temos uma longa caminhada pela frente. 

- Esperem! Tomem - disse me entregado um saquinho com dinheiro - Isso ajudará a comprar uma carroça e comida para a viagem.

- Obrigado, mas não posso aceitar.

- Pesse no seu filho - disse e ele está certo não tenho mas dinheiro.

- Você pode precisa desse...

- Não se preocupe com isso garoto o dinheiro que irei fazer com esses negócios que tenho aqui cobriram 5 vezes ou mais esse dinheiro que estou lhe dando.

- Obrigado e fique com os Deuses - disse pegando o saquinho.

- Obrigado Capitão - Gilly também agradeceu.

- Cuidem bem dessa criança e agora suma da minha vista agora - disse gritando.

- Oh sim senhor - e fomos embora rumo a Winterfell, mas antes tenho que compra a uma carroça e comida para a longa viagem.

Porto Branco é uma grande cidade portuária localizada ao sul de Winterfell, é a sede da casa Manderlyn. É a maior instalação ao norte de gargalo, mas a menor entre as cinco maiores cidades em Westeros. Porto Branco é o principal comércio no norte e você pode encontrar quase tudo aqui.

- Olá senhor gostaria de compra sua carroça.

- Não está a venda agora vá embora.

- Ok senhor - Quando ia saindo ouvir um cara gritar com o homem.

- Cemprelha aonde pensa que vai ?

- Vou para o Sul tenho negócios lá - eu eu Gilly nos olhamos.

- Negativo, Lord Manderly que todos na linha de frente quase tenha outra luta contra a Rainha Dragão e isso inclui você.

- Droga ok vamos para Winterfell então - sem gosto na voz disse o homem.

- Sam talvez ele possa nos dar uma carona - disse Gilly.

- Você está certa - eu disse - Senhor estamos indo para Winterfell também poderia nos dar uma carona ?

- Tem dinheiro para pagar pela viagem ?

- Sim tenho um pouco.

- 5 moedas e eu levo vocês.

- 3 

- 4 se não pode ir pedir para outro.

- Tudo bem - Eu disse - Vamos lá 

- Andem logo e subam antes que eu desista disso - Ajudei Gilly e pequeno Sam a subir e fomos embora em direção ao norte junto com várias outras pessoas e Soldados.

 

JON SNOW

 

- Ele está aí dentro ? - perguntei ao guarda

-  Sim meu rei desde que chegamos da batalha ele automaticamente entrou dentro do calabouço como se fosse acostumado.

- Entendo, pode ir - eu disse

- Meu senhor tem certeza ? 

- Tenho ele não irar me machucar.

- Tudo bem, mas ficarei por perto se precisar e só chamar - asentir com minha cabeça e ele foi embora.

Agora tudo faz sentido para mim, desde que a Rainha Dragão veio e eles ajudando na batalha. O Dragão é a prova viva que sou um Targaryen também. Tudo que passei e tudo que vive, tudo que pensei ser nada era verdade ainda faltava história. Quem diria eu sou um bastardo Stark e Targaryen.

- Então é por isso que você faz tudo que eu peço? Eu sou um Targaryen, um bastardo mais sou - eu disse para ele - Sabe Meistre Aemon era um Targaryen também e me contou que os Dragões e Targaryen são ligados por sangue e que o elo é muito forte - comecei a fazer carinho ele que respondeu deixando - De algum jeito eu e você estamos ligados não sei como, mas eu sinto isso.

Ele permitia que eu passasse a minha mão em sua cabeça. Não sinto medo dele era para me sentir mais não sinto.  Isso não é certo deveria matá lo não sei se posso controlar ele. Deve ser a parte Stark fraca que tenho que quer isso. Mas a outra parte grita que "não" essa parte eu obedeço.

- Vou ficar com você - eu disse - Tenho quer ir agora mas depois venho vê lo de novo.

Como se ele entendesse cada palavra que eu disse ele recuou para trás entrando ainda mais para dentro do enorme calabouço de Winterfell e sumido no escuro.

- Jon - ouvir a voz de Sansa atrás de mim e virei em sua direção.

- Sansa - Fantasma estava ao seu lado desde da batalha contra Ramsay ele fica mais tempo com ela do que comigo.

- Precisamos conversa irmão - disse 

- Venha comigo tenho que ir a um lugar e lá poderemos conversa a vontade.

- Sim irmão.

Saímos do calabouço e fomos em direção a onde ficava os túmulos Stark. Rickon, nosso Pai e Tia Lyanna estava lá, infelizmente Robb não teve essa sorte. "Pai " e "Mãe" que irônico pela primeira vez irei visita os túmulos do meu tio e da minha mãe. Não demoro muito e chegamos no túmulo de Lyanna minha mãe.

- Sabe Sansa todos anos em que era aniversário de vida e morte dela nosso pai me trazia aqui para honra lá. 

- Eu me lembro disso e me lembro também que minha mãe ficava muito brava ela achava que você estava tirando o direto do Robb e que pertencia a ele.

- Nosso pai não contou nem para a sua mãe - e ambos rimos.

- Nosso pai era um homem diferente dos outros e nunca existirá alguém como ele.

- Não, não existirá - disse por fim.

- Irmão o que faremos ?

- O que é certo irmã - disse a ela

- Não quero que tenhamos que passar por tudo que passamos de novo.

- Não iremos eu prometo.

- Eu vou confiar em você outra vez.

- Assim que todos os Lords estiverem aqui nos contaremos juntos como uma família.

- Sim irmão.

DAERNAYS TARGARYEN 

 

Raeghar ainda não voltou, sinto sua falta, mas logo irei velo de novo tenho certeza. Todo o meu exército reunido nas ilhas de ferro e reforçados por Tyrell e Martell uma força que posso toma o norte a força. Jon Snow não sobreviveria a mais essa ataque. Mas não irei subestima ele de novo, vou fazer a paz com um casamento com ele e os 7 reinos serão meus finalmente.

- Minha rainha tudo está ponto - Disse Lord Tarly que mostrou quase apito a assumir o lugar de Verme Cinzento.

- Obrigado Lord Tarly partiremos amanhã - disse a ele.

- Sim minha rainha - fez reverência e saiu.

Verme Cinzento foi uma grande perda, mas espero que Lord Tarly mostre um bom comando. Senhora Olenna me disse que ele era seu melhor comandante. 

- Majestade - Varys me chamou - Esta preparada para a viagem ?

- Sim senhor Varys estou indo pegar o que é meu.

- Sim minha rainha e quanto a Jon Snow? 

- Meu futuro marido ?

- Sim, mas será que ele irar aceitar ?

- Ele não tem escolha isso será muito bom para todos os lados.

- Assim espero minha rainha - disse Varys por fim.

 

JAIME LANNISTER

 

Já era noite em Porto Real e as estrelas deixavam o luar mais bonito ainda. Pensamento de Brienne vinha em minha cabeça, como ela está ? Será que ela estaria viva ? Uma mulher como ela que é para casar. Troço para que os Stark vençam essa guerra assim não teremos trabalho, eu não terei trabalho. Será muito fácil marca para o norte mesmo com a neve que agora cai lá e derrotar eles que estariam enfraquecidos pelas batalhas. Então se Brienne estivesse viva me casaria com ela, sim vou me casar com ela e verei novamente os seus olhos. Batidas na minha porta são ouvidas e me viro e me deparo com Cersei entrando no meu quarto so de pijama.

- Irmã o que faz aqui ? 

- Vim por você, faz tempo que nos vocês sabe e eu te quero dentro de mim agora - falou ela chegando perto de mim e eu lhe segurei.

- Não - eu disse

- Como assim não? 

- Eu não quero vá embora e não volte.

- Eu sou a Rainha e ordeno que você durma comigo.

- Nossa pai dizia que quem precisa dizer que é rei na verdade não é um rei.

- O que isso tem haver com nos dois ? Perguntou Cersei.

- Não importa - disse restindo minha roupa que faltava.

- Onde vai ?

- Vou parar Rochedo Casterly.

- Eu proíbo que vá.

- Você não manda em mim.

- Eu sou a Rainha eu mando em tudo.

- Quando as notícias de quem venceu a batalha entre Stark e Targaryen chegarem eu voltarei e rezo para que sejam os Starks. Então partirei para o norte e o conquistarei mesmo com a maldita neve e então se o plano seguir como espero que siga voltarei e me casarei.

- Como assim casar ? Eu proíbo você de casar com qualquer mulher, você é meu.

- Você não manda em mim e não pode me proíbe nada - disse a ela já na porta para ir embora - Até logo irmã.

Fechei a porta e fui embora não de muito longe podia ouvir o barulho de coisas sendo jogadas e quebradas.

 

SAM TARLY 

 

Finalmente! Winterfell nos chegamos juntos da comitiva Manderly. Winterfell é linda, mas não tenho tempo para isso tenho que acha o Jon que pelos Deuses será fácil já que ele é o Rei. Nos despedimos de Cemprelha que durante a viagem ficou mais cordial ao ponto de não cobrar nada pela carona.

Chegamos no portão aberto onde pude avista Jon em pé provavelmente esperando Lord Manderly. Ele abraçou um homem provavelmente Lord Manderly. Então eu e Gilly fomos até eles e eu gritei:

- Jon - Rapidamente lanças bloqueiava nossa passagem.

- Esperem - Jon gritou - Não é possível Sam ?

- Sim sou eu - disse com uma sorriso no rosto.

- Deixem eles passarem - passamos e Jon me abraçou - É muito bom te vê irmão, venha tenho muito que te conta e você também a mim - disse - Lord Manderly minha irmã preparou os seus aposentos logo verei você na reunião.

- Sim meu rei.

 

TYRION LANNISTER 

 

Logo Daenerys estará aqui e rezo aos Deuses que Jon e ela cheguem a um acordo. Provavelmente ela colocou nosso plano em ação ela vem para se casar com ele. Com as forças deles junto ninguém poderá com eles. Realmente eles serão os rei de tudo.

- O que tanto pensar marido - perguntou Sansa

- Que tenho sorte por ter sido você é não Arya a escolhe onde eu ficaria - e ambos rimos.

- Eu só não quero perder meu marido e irmão nessa guerra desnecessária.

- Sim desnecessária e não se preocupe eu e seu irmão não morreremos, Jon e Daernays logo estarão casados - ela me olhou com uma cara estranha.

- Creio que Jon não vai querer um casamento.

- É o único jeito que evita mais guerra.

- Entendo o que quer dizer - ela se levantou - Terá uma reunião tenho que ir e volto mais tarde.

- Tudo bem minha senhora - e ela saiu do quatro, mas o que ela quis dizer que Jon nunca aceitará ?

 

DAERNAYS TARGARYEN 

 

Finalmente! Estávamos indo em direção ao norte e a meu futuro marido. Mas uma vez me casaria com outra pessoa sem minha vontade. Mas é necessário chegar de guerra desnecessária entre  eu e o norte. Não vou entregar metade do meu reino a Jon Snow. Tudo que me resta é casar com ele.

- Tem certeza quanto a isso ? - Yara perguntou 

- Sim toda a certeza do mundo.

- E se ele não aceita ? Disse Yara 

- Olhe para ela quem não casaria com ela - disse Senhora Olenna em sua carruagem.

- Eu sei, mas quero sabe o que fará se ele não aceita - disse Yara.

- Então, a única opção que nós restará sera Fogo e Sangue -  Disse eu por fim. 

 

JON SNOW 

 

- Então foi assim que chegou aqui ?

- Exatamente.

- É meio difícil acredita nisso.

- Assim como é difícil na sua.

E ambos começamos a ri. Sam estava diferente, mais magro e forte com se estivesse se preparando para algo.

- O que está pensado em fazer Sam ?

- Vou volta para a muralha e lutar não poderei mas me torna Meistre - fez uma pausa e continuou - Jon o único motivo para que eu tenha vindo para Winterfell foi para que Gilly e o pequeno Sam possam ter um lugar seguro para ficar e algo me diz que aqui é.

- Entendo eu cuidarei delas eu prometo se tudo que for fazer der certo hoje.

- Do fundo do coração espero que der certo meu amigo.

 

SANSA STARK 

Acabo  de chegar na sala de reuniões e posso vê que todos menos Jon já estão aqui. Todos os Lords do norte presentes, espero que tudo der certo e eles não nos traiam. Assim que me notaram todos se levantaram e falaram princesa.

- Olá Lords, meu irmão ainda não chegou pelo que vejo.

- Se me permite princesa ele encontrou um ex companheiro de patrulha e disse que assim que terminar um assunto ele estará aqui e creio que não demorar muito - disse Lord Manderly por fim. 

- Obrigado Lord Manderly - eu disse e ele se sentou.

Não demorou muito para que meu irmão aparece com um rapaz meio gordo na sala de reuniões.

- Meus Lords que bom que vieram - disse Jon - Tenho algo a lhes informa.

- Jon - eu disse com medo 

- Eles têm que saber Sansa - respondeu Jon é eu aceitei.

- O que tenho para dizer é...

 

 

CERSEI LANNISTER 

 

- Sim, tenho certeza segundo meus passarinhos ela reuniu todas as forças e marchou rumo ao norte.

- Excelente notícia, agora mande uma carta para meu irmão e diga para ele volta imediatamente temos que decidir nosso próximo plano.

- Sim minha rainha - disse Qybrun por fim e saiu.

Logo logo o norte será meu!

 

JON SNOW 

 

- Não é possível ? - Lord Glover comentou 

- Sei que é difícil acredita, mas é a verdade - disse Lord Reed.

- E você é Ned Stark guardaram esse segredo todos esses anos ? Foi a vez de Lord Manderly pergunta.

- Sim era preciso para não acontecer outra guerra.

- Não sei por que toda essa discussão - começou Lyanna Mormont - Stark ou Targaryen não importa ele é nosso rei e para mim isso não muda em nada.

- Eu apoiei você mesmo quando era uma batalha impossível de ganhar contra os Boltons e irei continua apoiando - disse Lord Rornwoods. 

-  Obrigado por nos apóia de novo Lord Rornwood - disse Sansa e eu assentir para ele com a cabeça.

- Eu não ligo para qual seja seu nome, para me sempre será Jon Snow e continuarei lhe apoiando - disse Tormund.

- Obrigado meu amigo - respondi.

Os demais Lord e alguns um pouco confusos ainda logo aceitaram. Não pode acreditar eles me aceitaram. 

- Obrigado por me aceitar, mas ainda temos um impasse meu irmão Bran como todos sabem está vivo e ele é o legítimo Lord de Winterfell...

- Não vou seguir um alegado, mesmo sendo o último filho homem de Ned Stark - disse Lord Mazins - Jurei fidelidade a você Jon Snow e não a ele - disse por fim.

Logo os outros Lord lhe apoiaram. Podia vê que a fidelidade deles para comigo era muito grande ao ponto de não responderem para o legítimo Stark.

- Não precisa brigar por minha causa - disse Bran entrando no colo de um guarda Stark - Eu renuncio a qualquer direito que tenho é passo para meu irmão/primo Jon - disse Bran

- Meu irmão tem razão o único homem que pode nos liderá é você Jon - disse Arya.

- Arya está certa - disse Sansa concordando.

- Então se tudo está certo e continuam me apoiando como rei do norte eu continuo - disse por fim

Os Lords retiraram suas espadas e pousaram para cima dizendo "O Rei Do Norte"

 

DAERNAYS TARGARYEN 

 

A viagem até Winterfell é longa e demorada devido tantos homens marchando e temos que chegar apitos caso uma luta seja necessário. Lord Tarly assumiu o comando de parte do exército, apenas os Dothraki respondiam apenas a mim. Eles são difíceis e querem vingança devido às mortes dos outros Dothraki na batalha contra Jon Snow. Tive que ser dura e dizer que caso não chegemos a um acordo eles podem matar todos, mas só se não der certo o acordo e com um pouco de desgosto os representantes Dothraki aceitaram. 

Logo chegaremos em Winterfell espero, a neve não colabora muito também. Lord Tarly me garantiu que ela não nos atrapalhará muito nessa parte da viagem e eu espero que esteja certo. Der repente dois enormes buracos de comprimento e largura foram avistados e Lord Tarly ordenou que o exército parasse e desceu do seu cavalo e disse: 

- Foi aqui minha rainha em que aconteceu a batalha - disse para mim.

- Tem certeza - perguntei. 

- Absoluta, os buracos e as partes poucas queimadas no chão mostram que foi aqui - disse.

- Então foi aqui que Verme Cinzento morreu - disse Missandei com tristeza na voz e no olha.

- Sinto muito - disse a ela.

- Vejam uma prova, essa faca foi usada e perdida durante a batalha e outras armas estão quase sendo cobertas pelas neve, suponho que as outras foram levadas e outras queimadas - disse Lord Tarly por fim.

- Espere essa faca é do Verme Cinzento - disse Missandei - Posso ficar com ela - pediu por fim.

- É claro que pode - Eu disse sabia dos seus sentimentos por Verme Cinzento - Lord Tarly de a faca a  Missandei - Sem incitação entregou, realmente ele é um verdadeiro militarista.

- Muito obrigado - disse Missandei. 

- Muito bem, vamos continuar a viagem.

- Sim Rainha - disse Lord Tarly e começamos novamente a viagem para pegar o que é meu.

 

 

JON SNOW

 

Todos os preparativos foram feitos e segundo os olheiros o exército Targaryen logo chegará. Estou na cripta olhando para a estátua do meu pai onde agora Rickon descansa ao lado. "Pai" ele não é meu pai e sim meu Tio, escondeu esse segredo todo esse tempo para me proteger de Robert Baratheon. Escuto passos atrás de mim e me deparo com Lord Davos.

- Majestade o exército já está todo posicionado - disse.

- Obrigado por informa Davos - Olhei novamente para estátua do meu pai agora tio e disse - Davos a Rainha Dragão não pode saber que sou um bastardo Targaryen se não ela pode não querer o acordo que será proposto por nós.

- Os Lords já sabem e concordaram, ninguém contará a ninguém. 

- Essa aliança é fundamental para o norte e temos que conseguir pois unido nosso exército com o dela poderemos vencer os caminhantes brancos. 

- Sim meu rei -  disse Sir Davos por fim enquanto já tínhamos acabado de sair da cripta e nos encontramos com Sam.

- Sam vai se junta a mim na possível batalha ? - perguntei a Sam que por incrível que pareça estava com a espada na cintura.

- Sim Jon se tiver uma batalha irei lutar ao seu lado - disse  por fim e eu rir ele está mais magro e forte nem lembrar o covarde que conheci logo que entrei para a Guarda da noite.

- Boa sorte irmão - disse Sansa e me virei para ela e assistir com a cabeça.

- Onde está Arya ? - perguntei a ela. 

- Já está lá fora - respondeu Sansa 

- Tudo dará certo irmão - disse Bran e do fundo do meu coração espero que sim.

- Vamos - E logo fomos para fora dos portões de Winterfell onde o enorme exército do norte estava infere lado pontos para uma batalha se necessário. 

Logo eu estava na frente do exército e avistei para o horizonte e vi o exército da rainha chegado e tomando conta do Hozinto eram milhares.

 

DAERNAYS TARGARYEN 

 

Isso só pode ser brincadeira! Como ele arranjou tantos homens ? Se meu exército se choca contra o dele mesmo que eu vença ficarei quase sem homens  e o mesmo vale para ele. Jon Snow realmente você é surpreendente, vamos acabar logo com isso. Fomos em direção ao centro de batalha e ele e alguns Lords seus também. Meus Dragões ou parte deles voavam encima de nos e finalmente nos encontramos. 

- Rainha Dragão - Disse com etiqueta. 

- Rei do Norte - Eu devolvi em altura.

- Espero que tenha considerado minha oferta de paz e que possamos fazer uma aliança - Disse ele puxando logo para o assunto principal. 

- Sim considerei e acho que uma aliava entre nós será perfeita.

- Então chegamos a um termo ? - perguntou 

- Sim, mas tenho uma condição. 

- Que condição ?

- Não abrirei mão de metade do meu reino, então minha condição para essa aliança é meu casamento com você - disse por fim.

Após dizer isso todos os Lord do norte se olharam e Jon Snow mantinha o semblante sério. Por que o espanto ? Afinal isso já era esperado por todos.

- Fico muito lizogeado pela oferta, mas não posso aceitar - ele disse como assim não? 

- Não faça isso pense nas vidas que podem ser salvas - Eu disse. 

- Já pensei e a reposta continua sendo não - disse

- Por que me rejeita ? Por acaso sou feia ? - Por que será que ele tanto faz para não casar comigo ? Mas não posso dar o barco a torce - Aceite ou lutaremos.

- Sinto muito Rainha Dragão, mas não posso - Fez uma pausa olhando para baixo com um semblante triste então levantou e disse - Por favor aceite meus  termos ou todos nós morreremos hoje - Disse por fim.

- Você não pode está falando sério? - Der repente disse Ellaria Sand - Pense no que podemos conquista com esse casamento. 

- Não do a mínima para outros reinos - Disse com rapidez - Me contento apenas com o norte - Disse e prosseguiu - Seremos aliados e quando um precisar o outro irar ajudar, vocês tem minha palavra que não irei trair vocês.

- Fala o Homem que desertou da guarda da noite o qual jurou defender até a morte - Disse Yara

- Meu irmão não desertou - disse convicta quem eu suponho seja Arya Stark - Ele honrou até a morte a guarda da noite.

- Isso tudo está me dando dor de cabeça - disse Senhora Olenna - Acabemos logo de uma vez com isso tenho assuntos a trata em Porto Real com Cersei Lannister. 

- Jon eu torce dois dos meus Dragões comigo não me faça usar - Disse a ele.

Der repente ouvir rugidos de Dragão do meu Dragão Raeghar ele está aqui, ele voltou para mim. Ele começou a voa sobre nós e o que me assustou foi que Jon Snow e os demais não demonstravam medo, realmente os homens do norte são destemidos.

- Então Jon Snow me fará usar fogo e sangue? Eu não vou abrir mão de metade do meu reino - Disse convicta. 

- Então vamos lutar - Disse Jon Snow por fim.

- Então parece que eu irei matar você garoto e pegar minha espada de voltar - Disse der repente Lord Tarly ao um jovem meio gordo - Esta mais magro - Disse por fim. 

- Lhe procurarei na batalha meu pai - Não pude acreditar no que ele disse. 

- Ele é seu filho ? Perguntei para ter certeza. 

- Sim minha rainha - Sempre direto e curto nas palavras disse Lord Tarly. 

Tenho que pensar em algo rápido para evita essa batalha. Não sei quantos homens os Lannisters tem e com certeza minhas perdas serão catastróficas durante essa batalha Jon Snow já mostrou que é um adversário a aturar.

- Pode me dar um tempo para pensar na sua proposta - Der repente sem pensar eu disse. 

- O tempo que precisar, enquanto isso um presente para mostra que estou disposto a honra o acordo com você. 

Jon Snow fez sinal e de dentro do seu exército montado saiu Tyrion e venho em nossas direções.

- Minha rainha - Tyrion me saldou.

- Vejo que está bem Lord Tyrion? - disse. 

- Oh sim essa é a vantagem de ser casado com a irmã do rei do norte - disse por fim com um sorriso. 

- Muito bem venha temos muito que decidir. 

- Sim minha rainha - disse por fim.

Jon Snow e seus Lords se dirigiram para frente de seu exército. E algo que não pode acreditar aconteceu Raeghar o meu Raeghar seguiu eles e começou a sobrevoa o exército de Jon Snow. Não sei o que está acontecendo aqui, mas não tenho tempo para isso tenho que decidir o que fazer para evitar persas desnecessárias dos meus homens. 

- Então rainha o que fará ? - perguntou Ellaria Sand. 

- Eu sinceramente não sei, se lutamos perderemos milhares de homens - disse sem sabe o que fazer, eu nunca fui tão pressionada assim.

- Vamos usar seus Dragões e acabar logo com isso - disse Senhora Olenna. 

- Que dera fosse tão fácil assim pelo que vi um dos Dragões da rainha se bandeou para o lado inimigo - Disse apontando Lord Tarly. 

- O que está acontecendo aqui - Disse Varys pela primeira vez. 

- Também gostaria de sabe - Eu disse Raeghar nunca me desobedeceu, mas o que está acontecendo aqui? - O que sugere Lord Tyrion ? - perguntei 

- Quando Jon Snow me pediu para manda a carta a você eu vi em seus olhos que ele iria aceita tal pedido seu, mas desde que seu irmão chegou a idéia como um passe de mágica desapareceu da sua cabeça - Disse e prosseguiu - O que podemos fazer é lutar e destruir todos seu exército coisa  que eu sinceramente não quero afinal uma batalha aberta assim as perdas serão catastróficas ou podemos aceitar os termos dele de aliança sem o casamento. 

- Não vou dar assim de bandeja metade do meio reino para ele - Disse convicta.

- Paciência rainha algum motivo para tal rejeição dele existe, mas nada que pode ser..

Der repente o exército de ele começou a fazer barulho será que ele iria me atacar, mas não ele apenas estava dizendo algo para seus homens que fizeram ela ficarem animados para a batalha. 

- Como eu ia dizendo - começou novamente lorde Tyrion assim que o acontecido foi esclarecido - Mas nada que não pode ser  contornando futuramente.

- Como assim ? - perguntou Yara

- É simples com essa aliança teremos reuniões e confraternizações e com isso teremos  e principalmente você rainha tempo - disse Lord Tyrion. 

- Mas tempo para que ? - Ellaria Sand perguntou. 

- Para conquista o coração de Jon Snow e  assim conseguir de volta o que falta do seu reino.

- Não vou correr atrás dele - disse convicta. 

- Não é correr e mostra que você é a esposa ideal para ele. 

- Lord Tyrion tem razão Majestade - disse Varys. 

- É claro que tenho razão - disse Tyrion - É para isso que sou bom beber e sabe das coisas.

- Com o tempo você pode cativa o coração de gelo dele - Disse Varys.

- Acho tudo isso uma perca de tempo , mas tudo bem para evita mortes desnecessária é a melhor solução - disse Yara

- Decidemos logo isso esse frio está me matado - Disse Senhora Olenna.

- A todos nós - Concordou Ellaria Sand. 

- Tudo bem é a única opção que nós restou então não temos opção já que apenas uma única batalha contra o exército de Jon Snow será desastrosa - disse e perguntei - Estão todos de acordo? 

- Sim - eles responderem. 

 

JON SNOW 

 

- Me desculpe por não aceitar o pedido de casamento dela e  pode evita uma batalha, mas por favor entendam não vou casar com minha tia.

- Eu entendo meu rei - Lord Glover disse 

- Sim é verdade se ela fosse sua prima eu até apoiaria o casamento, mas sendo sua tia isso não pode acontecer - Disse Lord Manderly 

- Mesmo sendo Targaryen, não seria um casamento abençoado pelos Deuses -  disse Lord Cerwyn.

- Você sabe com casamentos de sangue são aceitos pelo povo livre não é Jon Snow - disse Tormund. 

- Sim eu sei - respondi. 

Após tudo isso eu e meus Lords nos dirigimos até nosso exército e pude perceber que os homens estavam nervoso afinal uma batalha assim tantos homens. Nunca foram presenciadas por ninguém aqui. Talvez os homens que viram e lutaram contra o Caminhantes brancos estejam mais calmos. Então resolver tentar conversa com eles.

- Homens sei que uma batalha assim a maioria nunca presenciou, mas saiba que prefiro está aqui com vocês agora do que com qualquer outro lugar - gritos de pois deles começaram - Eu uma honra lutar ao seu lado - mais gritos de apoio - E se a morte chegar não temam isos aqui só é uma preparação, vocês são os melhores, homens pelo norte  - E começaram a bate as lanças no escudo fazer um barulho que podia ser ouvido aquilômetros. 

Virei todo minha atenção para  onde os Lord e a Rainha Dragão discutiam se aceitariam ou não o acordo.  Então der repente ela se afastou dos demais e veio sozinho até o meio do campo para não dizer sozinho  seus Dragões a seguiriam.

- Fiquem aqui - eu disse disse 

- Sim - disseram.

- Fantasma venha comigo - eu disse 

Fantasma foi logo atrás de mim e sem eu pedi nada o Dragão Raeghar também me seguiu. 

- Então rainha termos um acordo? 

- Sim temos um acordo ?

- Que ótimo eu prometo que honrarei essa aliança é espero que você também. 

- Não precisa me temê eu honrarei o acordo - disse  a ele - Agora me diga que bruxaria usou para que me Dragão lhe obedeça ? - perguntou para mim ela.

- Não fiz nada ele apenas começou a seguro do nada - disse a ela - Espero que não tenhamos uma desavença por isso ?

- Não teremos, mas vou levar ele embora - disse para mim.

- Se ele quiser ir tudo bem pode levá leva ele.

- Obrigada, então vamos comemorar nossa aliança? - perguntou ela

- Sim Vamos - disse concordando.

 

JAIME LANNISTER 

 

Finalmente essa batalha aconteceu agora resta saber quem ganhou e oro para  que tenham sido os Stark e que Brienne esteja bem. Logo entrei na sala de reuniões de Porto Real e encontrei Cersei sozinha.

- Por que demorou tanto ? - perguntou. 

- Tive uns contra tempos - Como dizer que não queria , mas vê ela ? Como dizer que meu amor por ela seco e morreu e só me resta o de irmão e de família? 

- Qybrun logo tara a carta ele foi pegar - disse ela.

- Ótimo espero que tenha sido os Starks os vendedores. 

- Por que quer tanto uma vitória Stark? 

- Será mais fácil lidar com eles - Mentir. 

Não demorou muito e Qybrun entrou pela porta com a carta na mão. 

- Senhora meus passarinhos mandaram a notícia de quem ganhou.

- Ótimo deixem me vê quero se a primeira a sabe - ele entregou a carta a ela que abriu leu.

Primeiro ele fez uma cara de espanto e depois veias de raiva sugiram em sua cabeça. Então ela jogou a carta e começou a jogar as coisas para todo o lado.

- Minha rainha o que aconteceu?  - perguntou  Qybrun. 

- Não pode ser - eu disse e Caminhei até onde a carta estava a juntei ela já  sabendo qual seria o escrito.

- O que diz ? - perguntou Qybrun 

- É uma carta de Varys onde diz que ele voltou até controles sobre os passarinhos a tempos e que passou várias notícias falsas para esconder o verdadeiro propósito que era fazer uma aliança entre Stark e Targaryen e agora  que conseguiram nada pode contra eles e logo estarão aqui em Porto Real e diz para minha irmã que Senhora Olenna está doida para encontrar ela de novo. 

- Não pode ser eu controlo os passarinhos. 

- Bom não mais seu incompetente - disse Cersei a Qybrun - Guardas - minha irmã chamou e logo eles apareceram - Levem Qybrun e o executem por traição. 

- Cersei você está exagerando - eu disse 

- Agora levem esse incompetente - e eles levaram Qybrun ao gritos diz para Cersei depois de tudo que eu fiz por você.

- Aonde vai ? - perguntou gritando Cersei para mim.

- Vou embora organiza os homens para quando Starks e Targaryen chegarem antes que me execute também - disse indo embora. 

 

SENHORA OLENNA 

 

Nem parecia que horas atrás ambos os exércitos Stark e Targaryen iria lutar. Todos agora bebiam e conversavam dentro do Castelo de Winterfell aqui é mais quente e o frio já não incomoda tanto. A única coisa que penso é em marcha logo para Porto Real e ter minha vingança contra Cersei Lannister. A Rainha Daernays e o Rei do norte estavam sentado um ao lado do outro calados sem mover uma palavra. Do outro lado Sansa e Tyrion Lannister conversam alegremente, mas cedo ela veio me dar as condolências. Eu estou sentada sozinha numa mesa ninguém se aproxima todos evitam a velha amargurada que eu me tornei até que.

- Posso me sentar aqui ? - Uma garota de olhos e cabelos pretos perdeu permissão para sentar.

- Tem certeza criança que quer sentar perto de um velha amargurada como eu ?

- Ótimo pelo menos eu tirei uma boa conversa - disse. 

-  Com todo esse barulho acho difícil,  como é seu nome minha jovem ?

- Lyanna Mormont, eu sou a Lady das Ilhas Urso. 

- Nessa idade ?

- É o que dizem e você qual seu nome? 

- Sou Olenna Tyrell - disse a ela.

- Oh entendo é bom conhece você Senhora Olenna - disse para mim.

- Não vai dar condolências para mim ? -  perguntei. 

- Não, afinal tenho certeza que já está enjoada de ouvir isso - disse para mim e é verdade. 

- Oh Criança você é a primeira que entendeu.

- Da de vê na seu rosto - disse. 

- Meu filho,  meu neto e minha neta estão mortos assim que eu morrer os Tyrell estaram extintos. 

- Não existe outros Tyrell ? - perguntou ela.

- Infelizmente não. 

- Nem bastardos ? - perguntou. 

- Meu filho teve um casal de bastardos mais eles não são puros Tyrells - disse a ela.

- Por que não legítima um deles, tenho certeza que a Rainha Dragão pode fazer isso para você devido o seu apoio à ela - disse a jovem. 

- Mesmo assim não será Tyrells puros - eu disse. 

- Olha isso é bem faço de resolver, certa vez meu Meistre me disse que o Targaryen casavam entre si para manter a linhagem pura, então faça assim legítime os dois e case eles então a criança que nasce será...

- Será um Tyrell puro - terminei o que ela iria dizer - E uma excelente idéia Lady Lyanna Mormont, quando essa festa dos infernos acabar falarei com a rainha Dragão e  salvarei a casa Tyrell, muito obrigado. 

- Não há de que , mas tenho certeza que logo você teria essa idéia. 

- Oh criança minha sede por sangue e tão grande que nem passou isso pela minha cabeça, obrigado pela sugestão novamente, você seria uma excelente rainha - disse a ela.

- Quem sabe um dia - disse olhando para Jon Snow. 

Eu apenas soltei um sorriso, que garota esperta já está pensado em seu futuro. Parecer que a Rainha Daernays terá concorrência futuramente. 

- Quantos anos tem criança ?

- Fiz 12 semana passada - disse para mim.

- Mas 1 ou 2 anos e terá idade para casar - disse a ela.

- Já  estou pensado nisso - confessou para mim.

- É eu já percebi - disse por fim.

JON SNOWSNOW  

 

- Então mandou seus Dothrakirs embora para as ilhas de ferro ? - perguntei a ela. 

- Sim, Muitos querem vingança devido a batalha que travamos e você ganhou - disse  ela sem olha para mim - Essa aliança é importante é não podemos colocar nada a perder - disse por fim.

- Entendo, não precisa ter medo não farei nada contra vocês - disse a ela.

- Tenho quase certeza disso - continuou sem olharam para mim.

- Tem minha palavra - eu disse

- E até agora não faltou com ela e sou grata por isso - disse ela.

- Obrigado, gostaria de mais vinho ? - perguntei 

- Não - respondeu - Apenas gostaria de lhe fazer uma pergunta ? - Disse ela.

- Se eu sobre a resposta eu responderei - disse a ela.

- Que tipo de bruxaria usou para controla meu Dragão Raeghar ? Perguntou ela finalmente olhando para mim. 


Notas Finais


Espero que tenham gostado não foi fácil escrever esse capítulo, mas promete que o próximo seda melhor.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...