História Entre Mundos - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Tags Chara, Dimensões, Frisk
Exibições 5
Palavras 808
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Luta

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá, Boa leitura!

Imagens pegas do futuro jogo baseado em undertale: underfell ♥

Capítulo 1 - Underfell


Fanfic / Fanfiction Entre Mundos - Capítulo 1 - Underfell

Frisk acordou encima do que eram para ser flores douradas e saudáveis, mas agora, eram apenas flores murchas e desagradáveis. Ela não sabia exatamente como foi parar lá ou porquê das flores estarem assim, o máximo que percebeu foi que estavam extremamente dolorida e machucada, uma sensação um tanto nostálgica.

Já Chara, estava comemorando que finalmente algo estava dando certo, que agora, as chances de conseguir a alma da criança aumentaram rapidamente. Não demoraria muito para ela poder se aventurar em bilhares de possibilidades.

Obviamente, Frisk foi em direção às runas, agora ela já sabia como resolver os puzzles e não haveria nada para temer, além de que os monstros pararam de ataca-la de repente - graças a Toriel.

Mas ela não espereva encontrar Flowey. Era patético a idéia de te-lo ali, já que fazia meses que ele não havia dado o mínimo sinal possível de "vida". Sem contar que a aparência dele estava completamente diferente; ele parecia cansado, sujo e desgastado.

"Essa aparência combina mais com ele" pensou Chara, enquanto ria.

- Mais... mais um humano? Se... vocês apenas parassem...

Ele desapareceu.

"Covarde desde sempre..."

Depois apareceu, parecia querer falar algo, mas desistiu. Desapareceu. Apareceu confuso. Sumiu. Apareceu. Desapareceu. Voltou. Foi embora. Veio. Foi. Apareceu...

"Mas que porr@ chata! Quer parar logo com isso?!"

Então, com um pouco de coragem, ele finalmente se decidiu.

- O-Olá! Sou Flowey... a flor.. sou guardião dos humanos - e logo no final da frase pensou seriamente em ir embora.

Quem menos entendia mesmo, era Frisk. Por que o Flowey estava assim? Guardião dos humanos? Aquilo era apenas uma brincadeira? Mas no final, chegou a conclusão que ele queria ser seu amigo e não conseguia se aproximar.

*Ir na onda do Flowey.

- Por favor, me guie, meu herói - disse Frisk pensando participar de alguma encenação.

Ele não pode esconder sua felicidade, a probabilidade dessa criança morrer diminuiu muito (provavelmente).

- B-bem... tente não se perder.

Dentro das runas as coisas estavam diferentes também, o ar estava mais sombrio, o desconforto era eminente. Frisk pensou que Toriel estivesse ajudando Flowey com isso - mas como eles se conheceram?

- Todas as vezes que passo aqui as coisas ficam cada vez pior..

Frisk desarmou a maioria dos puzzles sozinha para surpresa de Flowey, e no meio de tudo, havia uma sensação que estava sendo fortemente vigiada. Prestes a desarmar a última para chegar perto na casa da Toriel, um Froggit apareceu.

Bem, Frisk não esperava por isso, mas mesmo assim decidiu agir.

Ela elogiou. Froggit não entendeu, mas odiou mesmo assim. Os ataques dele eram perigosos, estavam mais rápido do que o normal, se ela perdesse apenas um segundo daria Game Over.

Chara estava torcendo solenemente para Froggit e Flowey a encarava intensamente, até perceber que Frisk estava quase morrendo.

Alguns ataques de Flowey foram o suficiente para fazer Froggit morrer e virar poeira. Chara odiou e Frisk também.

"Qual é a graça de acabar assim?! Se depender dessa flor idiota eu não vou conseguir nada!"

- Você matou ele...

Ótimo, agora as duas estavam zangadas com ele.

- E-ele teria te matado... Você vai ter outras chances de você ganhar EXP e LOVE... - ele estava ligeiramente sem-graça - Eu ainda não te disse o que significa, não é?

- Eu pensei que você tinha mudado.

"Opa! Perai... tá acontecendo alguma coisa interessante aqui.."

Flowey não entendeu nada, na verdade, não tinha o que entender, até porque, como ele imaginaria que eles já se conheceram em outra dimensão?
Frisk e Chara seguiram adiante sem a flor em seu estado deplorável. Claro que Chara estava mais do que feliz, o único obstáculo foi deixado para trás mais rápido do que imaginava. Quando chegaram na árvore na frente da casa de Toriel, ela estava lá.

- Eu não acreditei de primeira quando os monstros inferiores me falaram que havia caído um humano aqui...

Ela também estava diferente, suas vestes rasgadas e vermelhas e seu rosto aterrorizante. Ela enalava maldade pura do seu corpo.

"Wow... ela ficou linda assim.."

Frisk tinha cansado daquilo tudo e pediu para Toriel parar, contou que Flowey havia matado um Froggit e ele tentou induzi-la a fazer o genocídio. Mas a única coisa que Toriel realmente prestou atenção foi que a humana sabia seu nome, seu rosto fez uma expressão repulsiva e Frisk se assustou.

- C o m o v o c ê s a b e m e u n o m e ? !

Toriel pensou primeiro que foi Asgore que mandou a humana, mas era impossível, ele já teria matado ela, Toriel não pensava em se preocupar por tanto tempo, já que estava prestes a aniquilar a última salvação para a barreira se abrir. Toriel planejava utilizar a alma da humana para derrotar Asgore e assumir em seu lugar.

E a batalha foi iniciada.


Notas Finais


Obrigado por lerem até o final ♡

Tera continuação, sim senhor!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...