História Entre o amor e a loucura. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Chanyeol, Kris Wu, Personagens Originais
Tags Chanyeol, Exo, Hentai, Incesto, Kris Wu, Manicómio, Romance, Violencia
Exibições 19
Palavras 935
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Ficção, Fluffy, Hentai, Josei, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá românticos de plantão! 👋

Pois é, eu voltei com uma fic nova, na verdade são duas, estou lançando dois teasers para a degustação de vocês. Esse aqui é a segunda temporada da fic: Olha o que o amor me faz. Uma continuação da primeira que foi um sucesso, quem não leu a primeira corre lá pra ler, é um shoujo romântico maravilhoso.

Como estou em processo criativo, os capítulos dessa será postado quando eu tiver iluminação criativa, mas não se preocupem, nunca demora.

Vou deixar o link da primeira temporada e do segundo teaser nas notas finais.

Boa leitura! 😘

Capítulo 1 - Prólogo.


Fanfic / Fanfiction Entre o amor e a loucura. - Capítulo 1 - Prólogo.

"A morte é só o princípio."

Diana arrumava o cabelo da filha para seu primeiro dia de aula na nova escola, finalmente Amara não era mais uma aluna do fundamental, conseguiu com louvor uma vaga em uma das melhores escolas de ensino integral profissionalizante.

Mesmo com boas condições financeiras, a família decidiu que os dois filhos estudariam em escola pública para darem valor ao estudo e depois de oito anos na escola de ensino regular, Amara entraria em um colégio que lhe capacitaria à vida profissional.
__ Está animada querida? _Diana perguntava a sua pequena que esbanjava um largo sorriso.
__ Na verdade muito ansiosa. _ela sorria olhando seu reflexo.
__ Já está pronta Amara? _Kris seu irmão mais velho apareceu na porta, ele já era pré universitário, aquele seria seu último ano no colégio.

Amara e Kris se davam muito bem apesar de não serem irmãos de sangue, diferente da garota, ele se metia em várias confusões e pela idade já devia frequentar a faculdade, mas como repetiu diversas vezes, estava mais que atrasado.
__ Estou sim! _Amara se virou encarando o rapaz que era tão alto que fazia a menina parecer uma anã.
__ Então vamos, porque não podemos perder o ônibus. _a menina depositou um beijo na bochecha da mãe e pegando a mochila seguiu o irmão.
__ Quando vai parar de crescer oppa? _ela o olhou de cima à baixo.
__ E você? Quando vai começar a crescer? _respondeu fazendo a garota formar um bico manhoso. __ MAMÃE! NÃO DEIXE MAIS O KRIS COMER BANANA. _Amara gritou enquanto alcançava a porta.
__ Se comesse banana também tinha crescido. _o irmão sorriu bagunçando os cabelos da menina.
__ OLHA AQUI O KRIS MAMÃE!
__ Tenham um bom dia crianças! _a ruiva acenou para os filhos que seguiam o caminho da escola.
__ Por que não vamos de metrô? É mais rápido. _ela encarou o mais velho que olhava para os lados esperando o ônibus.
__ Metrô é muito caro e ainda não recebi a carteirinha de estudante. _respondeu.

Diana respirou aliviada, pois agora sua filha não iria para a escola sozinha, Kris era um ótimo irmão, apesar de ser bastante rabugento, ela o entendia, pois duas semanas antes a mãe biológica dele ligou prometendo que o veria, mas infelizmente apareceu um imprevisto e ela não pode vê-lo.

Depois desse dia o rapaz ficou ainda mais rabugento e calado, a ruiva tentava ser uma boa madrasta para ele e Kris na verdade era um bom enteado, nunca lhe desrespeitou, o garoto foi uma peça principal na vida de Amara depois que seu pai faleceu.

Presa nos pensamentos, Diana lembrou de sua amiga Mitsui, sentia muita falta dela e de suas loucuras, então decidiu que depois do jantar ligaria para ela. Fazia muito tempo que não se viam, a mais nova foi embora para Seul junto com o marido e filho, por isso a preocupação da ruiva com Amara, a menina era grudada ao orelhudo e não se passava um dia sem que perguntasse por Isaac.

LIGAÇÃO ON

__ Alô?!
__ Bom dia minha princesa! _ouvi-lo lhe chamando assim fazia seu coração bater ainda mais forte.
__ Estava pensando em fazer uma comidinha bem gostosa para nós.
__ Huum! Parece ótimo! Que pena que não estou em casa para provar essa comidinha gostosa. _sua voz era maliciosa e cheia de desejo.
__ Não seja tarado Jin! _ela riu e pôde ouvir a gargalhada do outro lado da linha. __ Pra tudo na vida tem uma solução.
__ E qual seria a sua?
__ Levo essa comidinha gostosa para o hospital e almoçamos juntos no refeitório, o que acha doutor?
__ Sabia que eu tenho a esposa mais linda e inteligente do mundo? _apesar dos anos Diana ainda corava com as doces palavras do amado. __ Te vejo na hora do almoço minha rainha.
__ Tenha um bom dia meu amor!
__ Eu te amo, viu?!
__ Também te amo!

LIGAÇÃO OFF

Os anos nunca apagaram o amor entre ambos, na verdade se fortalecia a cada dia, Diana nunca foi capaz de esquecê-lo e depois de tantas reviravoltas, finalmente estavam juntos e se amando.

Ela ligou o celular nas suas velhas músicas anos noventa e começou a preparar o almoço que compartilharia com Jin, cantava e dançava animada como uma menina boba, não havia problema em estar apaixonada, o amor fazia isso.

Quando tudo estava pronto, depositou a comida em potes, fez um suco de laranja refrescante, pegou as chaves da casa e carro, trancou tudo e saiu para o encontro com seu grande amor.

*************

Os dois corriam naqueles enormes corredores com os corações batendo a mil, aquela história não podia ser verdade, isso não estaria acontecendo com a família deles, era só um engano.

Kris e Amara assistiam o primeiro dia de aula tranquilamente, era educação física para o rapaz e matemática para ela, um dia comum para dois estudantes, mas aquela chamada mudou totalmente o dia comum de ambos.

Chegaram no refeitório do hospital e a cena que viram parecia vindo de um filme de terror, vários corpos espalhados pelo chão, aquilo foi um terrível massacre. De longe a menina viu um policial cobrindo um corpo que ela reconheceu pela cabeleira vermelha, Amara caiu de joelhos em desespero, a vida nunca foi justa com a pequena, sempre levando aqueles que ela tanto amava, seu pai, Isaac e agora sua mãe e Jin.

Os dois jovens estavam oficialmente sozinhos no mundo, apenas com a companhia um do outro, tinham que ser fortes e segui a vida sem as únicas pessoas que os amavam.


Notas Finais


Meio triste né?! Mas tinha que ser, por favor não me matem!

Links 👇
OLHA O QUE O AMOR ME FAZ.
https://spiritfanfics.com/historia/olha-o-que-o-amor-me-faz-curta-jin-6828096

ESQUIZOFRENIA.
https://spiritfanfics.com/historia/esquizofrenia-7187481
💋💋💋 no ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...