História Entre o Amor e o Ódio - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Armin, Castiel, Lysandre, Personagens Originais
Tags Amor Doce, Castiel, Romance
Exibições 23
Palavras 1.582
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Ola gente tudo bem com vocês?
Bom quero informar que só irei postar os capítulos uma semana sim e a outra não. por que eu já não tenho tempo, tenho que resolver as coisas do meu aniversario que vai ser quinta! (nem to ansiosa.) e além disso eu vou entrar numa escola de período integral mas isso vai ser no ano que vem então fiquem calmos, só que eu to nervosa, sera que vou conseguir me enturmar e essa escola vai ser boa pra mim?

OBS: semana que vem eu não posto capitulo

Capítulo 13 - Mágoa


 

Eu estava encolhida no chão com muito frio por causa do vestido molhado, eu não podia tirar ele por que tinha muitos mosquitos, minha garganta começou a fica seca e o frio cada vez aumentava

 

Minha luta contra o medo eu já tinha perdido, tudo o que escuto é o som dos meus dentes batendo um no outro por causa do frio e o som que os ratos fazem, sim tem ratos andando pra lá e pra cá sem ligar pra mim como se eu fosse uma deles. E eu tenho muito medo de ratos!

 

Não eu não posso ficar assim! Eu tenho que fazer alguma coisa. Me levantei e andei cautelosamente pelo porão, tirei algumas caixas de papelão do caminho

 

- E agora?! Não tem saída! – eu disse chorando e chutei uma caixa com raiva, mas ai eu olhei pra cima e arregalei os olhos

 

Varias caixas caíram em cima de mim e eu caio desastradamente com tudo no chão e acabo machucando a minha mão direita.

 

- Ai!... – gemi de dor embaixo daquelas caixas

 

Mas por que tem tantas caixas aqui? E todas estão lacradas. Empurrei aquelas caixas de cima de mim, mais ai umas delas abriu e uma caixinha de madeira de um tamanho médio cai, fui ate ela com um pouco de dificuldade me levantei e peguei a caixinha

 

Ela esta cheia de poeira e muito velha, também estava bem fechada com um cadeado. Mas tinha alguma coisa escrita nele na parte de traz, esfreguei-o no meu vestido pra limpar e tenta ler

 

- Elisa... – eu li, perai... - Essa caixinha era da minha Mãe...

 

Por que esta fechada assim? Onde esta a chave?

 

Me sentei no chão tentando processar o que eu acabei de encontrar. Foi ele! Foi o meu pai que escondeu ela aqui, ele tem a chave e eu vou abrir essa caixinha com ou sem a chave, o Tiel deve saber o numero de um bom chaveiro e em poucos dias eu vou saber o que tem dentro dessa caixinha.

 

E quer saber eu não agüento mais isso, não quero mais sofrer ninguém merece passar pelo que eu passei e to passando. Ta decidido eu não quero mais viver assim, chega de ser burra, chega de ver as coisas e ficar calada, daqui pra frente eu vou agir. Ta na hora de eu crescer e parar de agir feito criança em muitas situações

 

Meu pai conseguiu! Ele conseguiu acabar com a minha vida e eu vou fazer igual com a dele, o que ele faz comigo é crime e é isso que vai acontecer com ele, eu mesma vou fazer de tudo pra ele acabar na cadeia e nunca mais sair de lá!

 

 

*Narradora*

 

 

Por que essa caixinha esta aqui e fechada deste jeito? Foi minha mãe que a fechou? O que será que tem dentro para ficar assim fechado a cadeado?. Eu tenho que mudar, tenho que crescer Scarlett ficou com aquelas duvidas na cabeça ate pegar no sono ali mesmo sentada

 

Como ela falou o pai consegui acabar com a vida dela, ele deixou o coração da mesma cheio de mágoa, de dor e ódio. Mas ao sentir isso ela pode acabar com sigo mesma.

 

Não muito longe dali na casa de Castiel,

 

Castiel e Sofia estavam inquietos parecia que estavam sentido o que Scarlett sentia e não iriam dormir tão cedo. Castiel se culpava por não ter feito nada pela prima, não era pra ter a escutado deveria ter ido falar com o Jorge pra que ela fosse ir passar os dias na casa dele, Já a Sofia se perguntava o porquê da irmã não vir junto com ela pra casa do primo e se sentia triste por a irmã não esta com ela

 

Mas ai o celular de Castiel toca, ele pega o celular e o desbloqueia, ver que a ligação era da casa da Scarlett. Ele fica preocupado pensando que podia ter acontecido algo de grave com a prima e atende

 

- Alo? – ele fala

- Sou eu Castiel a Clara... – ela ia falar alguma coisa, mas foi interrompida

- Aconteceu alguma coisa com a Scar? Ela ta bem? – ele se enrolou nas palavras

- Não aconteceu nada, fique tranqüilo... – ele ouviu um suspiro do outro lado da linha - O Jorge já a trancou naquele porão, ah... Castiel será que a nossa menina só veio a esse mundo para sofrer? – ela disse com a voz um pouco embargada. Clara estava chorando

- Não Clara, eu não vou mas deixar isso acontecer. Se for verdade que ele existe eu vou encontrá-lo e a Scar não vai mais ter que sofrer! – Castiel estava decidido a ajudar a prima, que mesmo não admitindo na frente dela a ama como uma irmã e quer ver o bem dela

- Hoje veio um homem chamado Viktor e disse que é um detetive, e foi mandado pelo André pra procurar uma pessoa, mas ele não disse quem era... então foi ai que Castiel juntou os fatos, tudo o que ele soube era verdade – Ele me deixou o numero dele.

- Me fala o numero Clara! – Castiel levantou da cama procurou um papel e um lápis

- Ele não me falou o numero dele, mas eu falei de você pra ele e acho que ele pode ir ai te procurar. – Castiel voltou a sentar na cama

- Ótimo vai ser melhor assim, Mas escuta se o Jorge for mesmo perigoso não bata de frente com ele, se foi ele mesmo o causador da morte da minha Tia ele vai pagar por tudo Clara! – Jorge não é Tio do Castiel, ele foi só o marido da Tia dele. Mas se o sobrenome da Mãe da Scar é Collins e o Hernandez é de quem? Será que é desse tal André? Mas que historia é essa que ronda a vida da Scar e a faz sofrer tanto?

- Ta eu vou tomar cuidado. O Jorge vai viajar por duas semanas e deixou a chave do porão com a secretaria e disse que ela vai trazer de manhã quando completarem os três dias e você a leve pra sua casa.

- É isso que eu vou fazer e se eu conseguir vou fazer de tudo pra ela passar mais tempo aqui! – ele disse determinado

- Eu to muito preocupada com ela... Passar três dias naquele lugar escuro, frio e sem comida... Já tentei falar com o Jorge, mas ele não me escuta...

 

Um pouco longe da casa do Castiel

 

Lysandre também estava inquieto e muito preocupado com Scarlett, depois do beijo ele pôde entender o sentia e que ama ela. Ta eles se conhecem há pouco tempo e ela é prima do seu melhor amigo, mas no coração não se manda

 

Ele pegou seu violão e seu bloco de notas juntamente com uma caneta, e horas depois terminou a sua canção que estava compondo. Lysandre sorriu em aprovação vendo que a musica estava boa, a musica que ele compôs pensando na Scarlett. Ele ajeitou o violão no colo e começou a tocar

 

 

Se não há nada a dizer

Nem nada o que falar

Não te falta explicar

Se guardo todos os segredos da minha vida e meus

E dos sonhos, se você já sabe

 

Você é a única canção

Que sempre escreverei

Seguindo meu coração

Cada palavra, cada nota que você me dá

Me faz sentir que estou com você

 

Essa conexão entre você e eu

Em cada verso desta canção

Sua voz e a minha

Em cada acorde, em cada rima

Essa conexão entre você e eu

Em cada verso desta canção

É tão diferente com você

Sou o que sou quando você está aqui

 

Se não há nada a dizer

Nem nada o que falar

Te dou o silêncio

Ouço tudo o que você sente

O que passa pela sua cabeça, você ja sabe

 

Você é a única canção

Que sempre escreverei

Seguindo meu coração

Cada palavra, cada nota que você me dá

Me faz sentir que estou com você

 

Essa conexão entre você e eu

Em cada linha desta canção

Sua voz e a minha

Em cada acorde, em cada rima

Essa conexão entre você e eu

Cada verso desta canção

É tão diferente com você

Sou o que sou se você está aqui

 

Essa conexão entre você e eu

Em cada linha desta canção

É tão diferente com você

Sou o que sou se você está aqui

É tão diferente com você

Sou o que sou se você está aqui

 

 

Lysandre suspirou pesado por não esta com Scarlett agora, e com muito medo de algo ruim acontecer com ela, se sentindo culpado por ter o que fazer, mas não poder fazer. Ele queria informar as autoridades pra poder ajudá-la, mas ele lembra de que se fizer isso as duas irmãs podem ir para em um orfanato e isso seria muito ruim

 

Já a Rosalya, o Alexy e o Armin em suas casas também ficaram preocupados com a amiga, pensaram em varia formas de ajudar a garota, mas nenhuma servia.

 

Scarlett estava tremendo de frio naquele porão, sua garganta estava seca e doía muito, estava com muita dor de cabeça e estava com uma febre muito alta

 

 

Três dias depois

 

 

 

Castiel e Lysandre foram à casa da Scarlett preocupados com ela, e se a mesma ficasse doente? Ela esta há três dias sem comer e beber como ela deve esta? E sem contar que esta com um vestido úmido e ela pode ficar doente.

 

 

 

Continua....


Notas Finais


Link da musica que o Lys compôs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...