História Entre o certo e o errado, escolho você. - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Lesbicas, Novela, Romance
Exibições 136
Palavras 2.927
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Escolar, Orange, Romance e Novela, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


GENTE, VOLTAMOS!!!! Mil desculpas pela demora de anos. Vocês vão adorar esse cap, ele tá muito grande. Eu não tinha inspiração pra escrever, por isso demorou!!! Agora fiquem com o capítulo ! Desculpem qualquer erro. ^^

Capítulo 6 - Capitulo 5 - A Festa part. 2


Pov Alice 

 Acordei às 5:30 por causa do meu despertador que eu esqueci de desligar ontem à noite. 
 Me levantei e fui para beira da cama, esfreguei os olhos e me levantei, minha cabeça estava doendo um pouco. Fui até o banheiro e lavei o rosto, como eu odeio a Manuela, que garota filha da puta, duas caras, odeio ela.
 Tomei banho e acabei as 6 de me arrumar, acho que vou chamar a Victoria pra sair comigo pra andar, Helena pode ir também.
 Me sentei na cama e peguei o meu celular, entrei no WhatsApp pra chamar elas.
 
 Chat on: Victória.

Lice: Vic, vamos sair daqui a pouco? Não quero ficar o dia todo olhando pra parede! 

Vic: Oi Lice, você não vai na festa da Manuela não ? Pensava que o Breno tinha te convidado. Podemos sair sim, a festa é só as 19:00 então da tempo de fazer alguma coisa antes.

Lice: É mesmo, tem a festa, se você não tivesse me dito eu tinha esquecido totalmente. Que horas eu posso ir pra tua casa?

Vic: Passa aqui as 8:30 que tá ótimo, vai chamar a Lena também?

Lice: Se ela puder ir sim, acho meio difícil com o namorado dela e tal, ainda mais que é sábado, eles devem ficar juntos até a hora da festa.

Vic: Concordo contigo. Bem provável que eles façam isso.

Lice: Então tá, tô aí as 8:28 pra não me atrasar ^^

Vic: Você é bem exata com horários né. Ainda bem que eu já estou acostumada com isso. Bjs Lice, até daqui a pouco, tenho que me arrumar aqui. S2

Lice: Bjs Vic. S2


Chat on: Helena.

Lice: Lena, tá aí ?

Lena: Oi, to sim, que que foi? Aconteceu alguma coisa?

Lice: Não não, é só que eu e a Vic vamos sair e queríamos saber se você poderia vir conosco.

Lena: Que horas? Mas hoje não tem a festa da Manuela ?

Lice: Eu sei que tem a festa dela, mas quero sair agora de manhã, pra caminhar e conversar.

Lena: Entendi, hoje não vai dar amiga, combinei com o Toby pra a gente ficar aqui em casa vendo filme até dar a hora de ir pra festa.

Lice: Ata, eu já desconfiava disso, tudo bem. Então a gente se vê na festa. Bjs S2

Lena: Bjs <3

Chat off.

 Acabei de falar com elas e já eram 7:47. Fui pra cozinha comer alguma coisa, passei pelo quarto do meu irmão e bati na porta dele.
-Felipe!!!
-Fala Lice!!!!!
-Vem pra cá!!!!
 Saio de trás da porta dele para que possa abri-la sem acontecer um acidente de caso ela bata na minha cara. A porta se abre (sem problemas) e Felipe sai com cara de sono e só de cueca, como ele sempre dorme.
-Garota, o que você está fazendo acordada às 7 horas da manhã num sábado?- ele esfrega os olhos.
-Esqueci de desligar o despertador.
-Agora eu entendi, por que você me chamou? Pra curtir o sono contigo?
-Não, é só pra avisar que eu vou sair com a Vic.
-Por que não avisou diretamente para os nossos pais, você me pouparia e eu estaria dormindo agora- ele ri.
-Não quero acorda-los.
-Mas comigo você não tem piedade né? Tudo bem, eu aviso a eles depois. Vai aonde com ela? 
-Ainda não sei, te ligo quando souber pode ser? Tô indo que já estou começando a me atrasar-eram 7:56.
-Ok, bom passeio maninha-ele me abraça. 
-Tchau maninho.
 Fui para a cozinha, peguei uma xícara e coloquei café, peguei um pão de queijo e comi tudo correndo. Fui para o quarto e troquei de roupa de novo(não gostei da roupa que estava), coloquei uma camisa azul clara, uma saia preta rodada e um sapato que eu tinha. Corri até a porta para não me atrasar. Odeio chegar atrasada nas coisas, independente se for escola, encontro com amigos, etc.
 Fui andando até a casa da Vic, fui com meus fone (meus melhores amigos). A casa dela é a uns 4 ou 5 quarteirões daqui então da tranquilo chegar lá na hora.
 Cheguei na porta da Vic as 8:25, ando bem rápido. Toquei a campainha, ela atendeu. 
-O criatura, tu chega bem na hora em.
-Bem na hora não-olhei para o celular conferindo as horas- são exatamente 8:26, cheguei antes.
-Tá, você me entendeu, entra e senta um pouco, só vou acabar de me arrumar e já venho-ela me puxa pra dentro de casa, quase cai com essa.
 Entrei em sua casa, que saudade que eu estava daqui, faz algum tempo que não venho na casa da Vic. Sentei no sofá, não vi ninguém passar pela cozinha(os pais dela devem estar dormindo, como os meus).
 Victoria volta com uma camisa preta com uma caveira branca com uma rachadura na boca, causa jeans rasgada,  um sapato preto, seu cabelo estava penteado e bem solto.
-Você está bonita demais pra um passeio-olho ela de cima a baixo.
-Vai que eu encontro alguém interessante né-ela me olha com um olhar bem safado.
-Não me olha assim que eu gamo-comecei a rir dela.
-Vamos logo-ela riu de volta e deu um tapa no meu braço.
 Saímos de sua casa e fomos andando pelo bairro, vimos algumas pessoas da nossa escola, já que morávamos relativamente perto. Conversamos sobre coisas aleatórias, por exemplo; qual anime estávamos vendo, se tinha algum jogo novo no mercado, notícias geeks em geral.
-O Lice-Vic me chama, parando um pouco atras de mim.
-Oi?-me viro e fico em sua frente.
-Tem algum motivo em específico para querer andar? Tá estressada, quer conversar?-ela senta na grama que tinha ao seus pés(estávamos num parque).
-Não tem não, só queria respirar um pouco sabe. Estava cansada de ficar em casa sem fazer nada-me sentei ao seu lado na grama, coloco minha cabeça em seu colo e fico fitando o céu.
-Lice, tu sabe que pode me falar qualquer coisa né?
-Sei sim Vic, valeu por estar sempre comigo e tal.
-Nem precisa agradecer Lice, sou sua amiga a anos, é o mínimo que posso fazer pra te agradecer por tudo que você já fez por mim-ela sorri pra mim.
-An? Não entendi agora, você é uma ótima amiga e é você que me agradece?-começo a rir de novo.
-Para de se diminuir Lice-ela me dá outro tapa no braço.
-Aí! Esse doeu Vic!-esfrego meu braço onde ela bateu.
-Foi de propósito, para a senhorita parar com essa sua bobagem!!
 Nos levantamos e caminhamos mais um pouco. Levei Victoria para casa as 11 horas(sim, nos ficamos caminhando esse tempo todo), fui para casa, não fiquei lá com a Vic. Cheguei em casa e meu irmão já estava no sofá.
-A senhorita esqueceu de me ligar não foi?-ele se levanta e fica em minha frente.
-Putz, desculpa maninho-fiz uma carinha de manha que ele sempre cai.
-Você sabe que eu não resisto a essa sua carinha, maldade comigo-ele me abraça.
-Vou para o quarto, estou cansada de tanto andar-falo olhando para cima, já que ele é maior que eu.
-Tudo bem, vai lá, não vai comer não?
-Comi fora-não queria falar que não comi nada, estava sem fome então.
-Ok, vai lá e descansa.
 Fui para o meu quarto e deitei na cama, me lembrei que eu ainda estava com a roupa que eu sai, me levantei(com dificuldades) e troquei de roupa. Voltei para a minha amada e confortável, cama. Acabei dormindo...
 DING DING DING
 Acordo num pulo e quase cai da cama, meu celular apitou, vi o horário e já eram 17:50. Tinham duas mensagens no meu celular; uma do Breno, avisando que vinha me buscar às 18:50 e outra mensagem da..... DA CLARA?????
 “Calma, eu devo estar sonhando ou algo assim, espera ai, deixa eu lavar meu rosto pra ver se é isso mesmo.” Pensei comigo mesma.
 Foi no banheiro, lavei o rosto e voltei para cama. Me sentei na pontinha da cama. Li de novo a notificação e eu não estava errada, era mensagem da Clara mesmo.
 
 Chat on: Clara

 Clara S2: Oi Lice, quanto tempo a gente não conversa né? Então, você vai pra festa do primo da Manu?
 Lice: Oi Clara, vou pra festa sim, você vai?
 Clara S2: Vou sim, só queria saber se você vai ^^
 Lice: Ata, a gente se vê lá então ?
 Clara S2: Claro! Até daqui a pouco Lice ^^
 Lice: Até ^^

 Chat off

 O que que acabou de acontecer? Clara, acabou de me mandar uma mensagem, me perguntando se eu vou na festa... Eu tô sonhando ou algo assim? Alice, não, cala a boca e não tenha uma recaída. Olhei o relógio do celular novamente, eram 18:00. Me levantei e fui tomar banho. Terminei e vesti um vestido azul curto, uma sapatilha branca, peguei uma bolsa curta pra levar meu celular e um dinheiro pra qualquer coisa que precisasse. 
 Eram 18:30 e lá estava eu, sentada do melhor jeito possível para não amassar, não quero aparecer na festa feia nem nada. Sai do quarto e fui falar com meu maninho, ele estava jogando na sala. 
-Maninho, eu vou pra uma festa, já tinha dito isso pra você e para os nosso pais.
-Sim maninha, você já disse. NÃO, ELE ME MATOU!!!-ele estava jogando Overwatch.
-Calma, você não olha as tuas costas, isso que dá.
-Shiu, já que é tão boa assim, vem X1 depois-ele me olha e morre de novo-CARAMBA!!
-Eu topo o X1, pode me esperar amanhã, no Cs se você quiser, você escolhe o jogo.
-Você com essa roupa nem parece que joga-ele começa a rir.
-Vai rindo-dou um soco no braço dele-Você vai ficar 0/20 amanhã.
 Ding don
-Vai lá, deve ser alguém da festa.
-Deve ser o Breno.
-Tá, boa festa-ele nem olha pra mim, acho que ele não que mais morrer, mas mesmo assim morre de novo. Como ele é ruim-A CARA, EU DESISTO.
-Ok né... tchau-dou um beijo na bochecha dele.
 Vou em direção a porta e a abro.Breno está com uma calça jeans, uma camisa azul clara(parece que até sabia com qual vestido eu ia), tênis preto e o cabelo estava arrepiado, ele estava muito bonito.
-Oi...
-Oi Lice, você está... você está linda-ele me olha de cima a baixo.
-Obrigada-fico vermelha de vergonha-vamos indo?
-Claro-ele estende o braço para que eu segure.
 Peguei seu braço, fechei a porta e fomos para um táxi que estava a nossa espera. Breno diz o endereço para o motorista, que segue o curso para a casa do primo da Manuela(odeio ela, pra deixar claro!).
 Chegamos na casa e eram 19:30, odeio chegar atrasada mas é uma festa, acho que isso é normal(pra mim não deveria ser mas, como é “normal” pra todo mundo, fazer o que).
-Desce e deixa que eu pago-Breno fala e pega do bolso dinheiro para pagar o motorista)
-Não, nada disso, vamos dividir-abri minha bolsa mas ele a fechou no mesmo momento e pegou minha mão.
-Desta vez eu pago, tudo bem?- ele sorri, como ele fica fofo sorrindo.
-Tudo bem.
 Ele paga o motorista, quando eu fui sair ele saiu mais rápido que eu e abriu a porta pra mim.
-Vamos minha Donzela-ela faz uma reverência e estante o braço.
-Vamos, meu cavalheiro-ri com a cena.
 Fomos em direção a casa, ela tinha dois andares e um jardim. A música estava alta, tinha gente fumando e bebendo(não bebo nem fumo).
-Parece que está animada a festa né?-Breno ri com o que ele mesmo diz.
-Pois é, vamos ficar aonde?
-Não sei, vamos andar um pouco pela casa primeiro, pode ser?-ele me olha.
-Tudo bem-olho para ele e dei um sorriso.
 Andamos até a entrada da casa, passamos por um pessoal e fomos para um mini bar que  tinha ali. Breno pegou uma coca e eu também. Ficamos ali por alguns minutos.
-Vamos andar um pouco?-Breno me pergunta.
-Tudo bem.
 Andamos um pouco e encontramos um grupo de pessoas da escola acho.
-Vou lá falar com eles pode ser ? Não demoro-ele ia me dar um beijo na bochecha, mas eu virei o rosto e ele beijou o canto da minha boca-E... já volto.
 Ele sai e vai para o grupo, não tive reação. Essa já é a segunda vez que acontece. 
 Volto para o minibar e peço outro refrigerante. Me viro para trás e vejo Laura com a Manuela, de mãos dadas passando pela multidão. Tento chamar a atenção da Laura, ela me olha e vai embora. Manuela deve ter contado do beijo.
 Encontro mais uma vez com Laura mas ela não consegue sair de perto, estávamos no jardim. Ela me falou que seria na casa da Manu(alguém me ajuda, tomara que não de nada errado).
 Manuela chega do nada e pega Laura pelo braço e a arrasta para dentro da casa. Que raiva que eu tenho dessa menina(NA: tá bom já né, acho que vocês já entenderam que a Alice odeia a Manu).
 Volto para dentro e procuro o Breno, mas vejo Laura e Manu se beijando, desvio o olhar rápido e esbarro numa garota.
-Desc...
-Lice!- Clara diz me olhando com um sorriso no rosto, alguém me ajuda pra eu não começar a babar.
-Oi Clara, desculpa pelo encontrão.
-Tudo bem, não faz mal-ela sorri.
 Aí meu coração, como ela está linda. Ela usava um vestido vermelha, um salto preto e um batom bem vermelho na boca. Seus cabelos loiros estavam soltos e seus olhos castanhos estavam lindos, mais que o normal.
-Você está muito linda hoje Alice-ela diz me olhando de cima a baixo, o que que está acontecendo???
-Ah... obrigada, você está deslumbrante hoje-Alice, QUEM FALA DESLUMBRANTE!!!!!
-Obrigada-ela ri.
 Olho atras dela e vejo Breno, ele me salvou dessa.
-A gente se vê por aí Clara-saio dali e vou o mais rápido possível para o lado de Breno.
 Ele se virou e eu quase cai, mas ele me segurou.
-Alice, pare de correr por aqui-ele ri.
-Foi mal, eu só queria ficar aqui do seu lado, e eu encontrei uma pessoa que não me agrada muito.
-A Clara?-ele me olha.
-É-olho para baixo e aperto meus braços que estão envolta do corpo dele... calma ai, o que?- Desculpa-me afasto dele.
-Tudo bem-ele sorri de um jeito fofo.
 Breno me levou para o jardim novamente.
-Aqui é bem mais calmo né?
-Sim, bem mais calmo.
 Ficamos ali um tempo e já eram 20:40 da noite, já vi que não vou voltar para casa cedo. Mandei uma mensagem para o meu irmão e dei minha bolsa para o Breno guardar(já que ele estava com uma mochila, esqueci de citar isso).
 Voltamos para dentro e Breno foi se encontrar com seus amigos de novo. Esbarrei novamente em Clara, que ma sorte a minha.
-Lice! Eu estava mesmo te procurando-ela entrelaça nossos braços e começa a andar.
-O que você quer?
-Então, eu lembro que você gostava de mim numa época não é?-Aí meu coração.
-Sim... eu gostava muito de você.
-É que... esses dias eu tive um sentimento que eu não sei te explicar-ela para em minha frente.
-Que sentimento, Clara?
 Ela se aproxima e me beija, do nada. Fiquei sem reação por um momento mas depois coloquei minhas mãos em sua cintura. Clara se separa bruscamente de mim e me dá um tapa na cara. Ela começa a e humilhar na frente de todos na festa e cospe em minha cara.
 Sai correndo, Breno me para por um momento mas eu me desvencilho dele e continuo correndo, depois falo com ele.
 Laura me alcança e começa a falar, não aquento escuta-la, depois do que vi. Ela fica estressada com a conversa e começa a fumar, que ótimo né, além de beber ela fuma também!
 Depois de muita conversa, de choro e alguns abraços, começa a chover. E eu só estava de vestido, Laura me dá sua jaqueta que estava usando para que eu me esquente.
 A chuva ficou mais forte e fomos correndo até minha casa, não tinha como ela ir para casa então ela ficou lá comigo. Coloquei as roupas para lavar e emprestei uma roupa para ela trocar. 
 Deitar de um lado da cama e acabei dormindo muito rápido...
 Acordei com a luz do sol... Esqueci de fechar a janela e as cortinas, óbvio, esqueço tudo na vida.
 Tentei me levantar mas senti algo por baixo de meu corpo. Olhei e era Laura, ela entrelaçou seus braços na minha cintura e dormia com a cabeça em minha barriga. Ela estava dormindo tão tranquilamente que não tive coragem de fazer movimentos bruscos. Me levantei da melhor forma mas ela acordou do mesmo jeito.
-Bom dia... desculpa ter te acordado-falo super envergonhada por tê-la acordado.
-Bom dia. Tudo bem, já está na hora de ir pra casa mesmo-ela se espreguiça e esfrega seu rosto na minha barriga, me fazendo rir.
-Por que não pode ficar? Fica até o café pelo menos.
-Tudo bem, se não for muito incomodo para seus pais.
 Me levanto da cama, vou ao banheiro para fazer minha higiene matinal e escovar o cabelo(que estava todo bagunçado).
 Sai do banheiro e vejo Laura no telefone, sentada na cama mas sua pera não parava de mexer. Ela se levanta e começa a andar de um lado para o outro. Ela desliga o telefone e pega suas coisas(carteira, boné, etc).
-Posso te devolver sua roupa amanhã?-ela me pergunta muito apressada.
-Pode, claro. Mas o que aconteceu? Tá tudo bem?
-Não, não está. Depois te ligo-ela me dá um beijo na testa e sai muito apressada do quarto.
 O que será que aconteceu para ela ficar desse jeito?


Notas Finais


Mais uma vez, mil desculpas pela demora. Se vocês quiserem, entrar no grupo da Fanfic do WhatsApp, mandem o número no direct que a gente adiciona tudo bem? Até o próximo capítulo(se demorar, culpem a Joker) Bjs S2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...